Conecte-se agora

Plataforma de ensino virtual do SEST SENAT disponibiliza cursos gratuitos

Publicado

em

Há formações nas áreas de Logística, Administrativo e Financeiro

Cursos a distância nas áreas de Administração, Financeira e Logística estão sendo oferecidos gratuitamente na plataforma do Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST SENAT). 

Para participar, é exigido apenas que os alunos tenham um dispositivo – que pode ser celular, computador ou tablet – com acesso à internet. Cada curso possui uma carga horária que varia de acordo com cada formação. Ao final, o estudante pode imprimir um certificado 100% gratuito e válido para todo território nacional.

O ensino virtual é uma modalidade de educação democrática, pois permite ao aluno maior flexibilidade de tempo para estudo, organizando melhor seus horários. Nesse cenário, os cursos on-line e gratuitos SEST SENAT são ofertados em um ambiente virtual de aprendizagem moderno e interativo.

Todas as opções disponíveis podem ser conferidas no endereço https://ead.sestsenat.org.br/cursos. Abaixo, separamos três opções de cursos disponíveis na plataforma EAD, para quem deseja adquirir novos conhecimentos e habilidades. Confira:

1 – Administração Financeira com Foco em Investimento

O estudante desse curso gratuito do SEST SENAT irá conhecer, de forma prática, sobre balanço patrimonial e fluxo de caixa, observando os objetivos do demonstrativo de resultados e analisando seus dados, a fim de promover o sucesso do seu negócio.

2 – 5S no Escritório

O conteúdo desse curso tem como objetivo ensinar a deixar o ambiente de trabalho limpo e organizado, utilizando a metodologia japonesa dos 5S e como é possível mudar o comportamento a fim de manter a limpeza e a organização no escritório ou em outros espaços profissionais. 

3 – Administração de Terminais e Armazéns

Durante o curso, o estudante aprenderá sobre as funções dos terminais e armazéns, como estão classificados e a importância da sua organização para a estocagem e armazenagem. Compreenderá, ainda, o que é necessário para tomar decisões corretas sobre o gerenciamento de um armazém ou terminal. 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Cotidiano

Termina nesta quarta-feira o prazo para pagamento de taxa do Revalida 2021

Publicado

em

Termina nesta quarta-feira, 16, o prazo para pagamento da taxa de inscrição dos médicos que se inscreveram no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) 2021. O pagamento dos R$ 330 da taxa deve ser feito por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança), em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos Correios.

O boleto pode ser gerado por meio do sistema do exame, disponibilizado no site.

Aplicado desde 2011, o Revalida tem por objetivo revalidar os diplomas de graduação em medicina expedidos no exterior. O exame avalia habilidades, competências e conhecimentos necessários para o exercício profissional adequado aos princípios e às necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS).

Ele é composto por uma etapa teórica e outra prática, abordando, de forma interdisciplinar, as cinco grandes áreas da medicina: clínica médica, cirurgia, ginecologia e obstetrícia, pediatria e medicina da família e comunidade (saúde coletiva).

A aplicação da primeira etapa do exame está prevista para o dia 5 de setembro, em oito capitais: Brasília, Campo Grande, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Rio Branco, Salvador e São Paulo. O participante deverá indicar a cidade onde deseja realizar o exame, por meio do Sistema Revalida, no momento da inscrição.

Continuar lendo

Destaque 2

Palácio veta parcialmente projeto de lei que autoriza contratação de médicos formados no exterior

Publicado

em

O governador Gladson Cameli resolveu vetar parcialmente o projeto de lei que dispõe sobre a contratação temporária de excepcional interesse público de médicos formados no exterior, que tenham exercido medicina no Brasil conforme a Lei Federal 12.871, de 22 de outubro de 2013, enquanto perdurar o estado de emergência em saúde pública decorrente da pandemia da Covid-19. O veto chegou à Assembleia Legislativa na semana passada e deverá ser lido no plenário da sessão virtual desta quarta-feira, 16.

Aprovada por unanimidade no plenário da Aleac em maio passado, a proposta de autoria do deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), permitiria ao governo do Acre e as 22 prefeituras do Estado a contratação desses profissionais. O PL não excluia os profissionais estrangeiros que residem no Brasil e que tenham atuado ou estejam atuando no Programa Mais Médicos. A medida visava suprir o déficit de profissionais médicos nos municípios acreanos.

Em suma, o palácio Rio Branco vetou as alíneas do primeiro paragrafo da lei que trata da ordem de preferência dos profissionais que seriam médicos brasileiros formados no exterior que não realizaram o Revalida e médicos estrangeiros residentes no Brasil que tenham exercido a medicina no País de origem, conforme Lei Federal nº 12.871, de 2013, e que não realizaram o Revalida.

De acordo com mensagem governamental informado o veto ao parlamento, é possível verificar que, o projeto de lei em questão submetido para sanção ou veto, às alíneas “c” e “d”, do §3º, do art. 1º encontram-se em desarmonia com a competência legislativa privativa da União sobre condições para o exercício das profissões (art. 22, inc. XVI, CRFB/88), uma vez que, embora não crie condições para o exercício da medicina, faz referência à Lei nº 12.871, de 22 de outubro de 2013, que institui o Programa Mais Médicos, e esta, por sua vez, restringe sua aplicação apenas aos médicos que já tenham exercido ou exercem a medicina nas condições estabelecidas neste programa federal.

“Assim, considerando o contexto fático-jurídico decorrente da emergência de saúde pública ocasionada pela pandemia da Covid-19, é possível ponderar que a pessoa que já tenha exercido a medicina de acordo com o programa federal esteja preparada para o exercício da profissão, na forma e condições previstas pela Lei Federal nº 12.871/2013, todavia tal ponderação não é passível de extensão ao disposto nas alíneas “c”, e “d”, do §3º, do art. 1º, tendo em vista que esses dispositivos excluem da condição para o exercício da medicina a experiência comprovada no Programa Mais Médicos”, aponta trecho da justificativa.

Outro trecho questionado no veto é sobre o artigo 2ª da proposta que causa infringência à previsão do art. 54, §1º, incisos III e VI, da Constituição Estadual, no qual garante ao governador do Estado a reserva de iniciativa de leis que disponham sobre organização administrativa e/ou criação, estruturação e atribuições das Secretarias de Estado.

Com o veto parcial, o parlamento tem 15 dias para analisar o veto no plenário da casa. Consultado, o deputado Edvaldo Magalhães afirmou que vai apelar a mesa diretora para que o veto seja analisado o mais rápido possível já que o governo poderá sancionar a lei apenas depois de resolver esse impasse.

Continuar lendo

Acre

“É um governo de ricos para ricos”, diz Cesário após apoio do governo a Jorge Moura

Publicado

em

Após o governo se posicionar contra a fiscalização realizada por funcionários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf/AC) na fazenda Campo Esperança, no município de Capixaba, de propriedade do pecuarista Jorge Moura, na última terça-feira (15), o presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Cesário Braga, se posicionou contra o ato de solidariedade da classe política ao fazendeiro.

Braga lembrou que Gladson Cameli já reafirmou centenas de vezes que seu compromisso era com o agronegócio. Segundo ele, seu posicionamento continua sendo contra o incentivo ao agronegócio, mas, sim aos pequenos produtores. “Agronegócio é coisa de rico! E quem precisa de ajuda do governo são os pobres da agricultura familiar e que estes estão esquecidos pelo governo”, disse.

Cesário frisou que devido a ação contra Jorge Moura, os grandes fazendeiros do Agronegócio vão se reunir com Gladson em busca de cessar as operações de fiscalização em grandes propriedades”, ressaltou.

Enquanto isso, o petista acrescentou que os trabalhadores e trabalhadoras rurais continuarão sofrendo e recebendo multas por abrirem um roçado para sobreviver. Braga ponderou que os escritórios da Secretaria de Agricultura e Produção do Acre (SEPA) deveriam atender os pequenos produtores rurais estão, mas, estão fechados. “Não se tem um palmo de terra mecanizados com tratores do governo e a assistência técnica não existe, mas podem esperar, essa semana vai ter foto, novamente, no plantio de soja do bacana que reclamou da fiscalização”, concluiu.

Continuar lendo

Cotidiano

Santa Rosa do Purus abre processo seletivo com remuneração de até R$ 3 mil

Publicado

em

A prefeitura de Santa Rosa do Purus abriu processo seletivo nesta quarta-feira, 16, para contratação emergencial de profissionais para atuar na Secretaria de Assistência Social. O edital foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE).

São 10 vagas, sendo duas para assistente social, uma para psicólogo, duas para orientadores sociais, três para visitador e duas para costureira.

A validade do seletivo é de 24 meses, podendo ser prorrogado por igual período. O processo seletivo terá duas fases: análise curricular e entrevista de caráter classificatório.

Com carga horária de 40 horas semanais em todos os cargos, a remuneração é de R$ 3 mil para assistente social e psicólogo, R$ 1.200 para orientador social e visitador e R$ 1.100 para costureira.

As inscrições podem ser realizadas até esta quinta-feira, 17, no prédio da Secretaria Municipal de Assistência Social de Santa Rosa do Purus, nos horários de 07h30 às 11h00, de 13h30 a 16h30.

Para mais informações, clique aqui 

processoseletivosantarosa
Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas