Conecte-se agora

Pecuarista alvo de operação da PF no Acre já foi multado pelo Ibama

Publicado

em

Em março deste ano, o fazendeiro foi condenado a dois anos de reclusão por porte ilegal de arma de fogo e munições

O pecuarista Júlio César Moraes Nantes, dono da Fazenda Soberana, está sendo investigado na Operação Voo Tóxico, da Polícia Federal, após ser acusado de pulverizar agrotóxicos em áreas que fazem limite com a Reserva Extrativista (Resex) Chico Mendes, na cidade de Xapuri.

LEIA TAMBÉM: 

>>>Pulverização de agrotóxicos em fazenda pode ter atingido áreas na Resex Chico Mendes

>>>Fazendas que fizeram pulverização de agrotóxicos em Xapuri não tinham autorização

Conforme reportagem publicada no De Olho nos Ruralistas, escrita pela jornalista Mariana Franco Ramos, o fazendeiro possui um histórico de acusações. Entre elas, falsificação de documentos para obtenção de vantagens junto ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), multa ambiental, porte ilegal de armas e trabalho escravo.

Ao tomar conhecimento do caso, o Ministério Público do Estado do Acre afirmou que moradores da Resex relataram terem sentido, por vários dias, o forte cheiro do produto.

O ac24horas publicou há cerca de duas semanas que o fazendeiro não tinha autorização do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Acre (Idaf), órgão encarregado de fiscalizar e controlar o uso, a comercialização e o transporte de agrotóxicos, para a operação. O Idef não foi informado do plano de voo, do tipo de produto usado, nem da área georreferenciada.

Multa

O De Olho nos Ruralistas revelou que o mesmo fazendeiro já foi multado em R$ 633 mil pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), por desmatar 422 hectares de mata primária, sem autorização do órgão ambiental competente. O ato ilícito foi praticado em 2004 e a autuação ocorreu em 2007. Na ocasião, o pecuarista chegou a pedir a prescrição da punição, mas teve seu pedido negado em 2015, pelo juiz federal Jair Araújo Facundes.

Já em outubro de 2016, o Ministério Público Federal no Acre (MPF/AC) entrou com ação penal contra o fazendeiro por ele, possivelmente, ter fraudado notas fiscais com a finalidade de comprovar a produtividade da fazenda, que havia sido declarada improdutiva pelo Incra, para fins de desapropriação.

Trabalho escravo

Outra acusação é de que a Fazenda Floresta, também de Júlio César Moraes Nantes, localizada na zona rural de Bujari, teria sido, em 2013, uma das sete do estado incluídas na lista suja do trabalho escravo, do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O órgão encontrou, em 2009, três trabalhadores em condições análogas à escravidão.

Em março deste ano, o fazendeiro foi condenado a dois anos de reclusão por porte ilegal de arma de fogo e munições. A comunicação de flagrante foi feita pela Polícia Federal (PF) em agosto de 2020, em Rio Branco. O crime, previsto no artigo 14 do Estatuto do Desarmamento, é inafiançável, salvo quando a arma estiver no nome do agente.

O regime inicial é aberto e ele foi autorizado a recorrer em liberdade. No mês passado, porém, o Tribunal de Justiça do Acre considerou que a pena — mínima para esse tipo de delito — já foi cumprida. O pecuarista precisou apenas pagar o valor correspondente a dez dias-multa, fixadas em 1/30 do salário mínimo vigente, o que significa em torno de R$ 366.

Cotidiano

Antônia Sales volta a denunciar abandono do tomógrafo em hospital de Cruzeiro do Sul

Publicado

em

A deputada Antônia Sales (MDB) disse nesta quarta-feira (16) durante sessão virtual da Assembleia Legislativa que acompanha a agenda de sua filha, a deputada federal Jéssica Sales, e denunciou que na Maternidade do Juruá, para a qual foram destinados recursos parlamentares, a situação é boa, mas no Hospital Regional do Juruá há descaso muito grande por parte do governo.

“Desde o ano passado, R$16 milhões estão na conta da Secretaria de Estado da Saúde para equipar o Hospital do Juruá. No entanto, fico decepcionada com tamanho descaso”, disse, referindo-se ao tomógrafo que está desde março encaixotado no corredor.

Segundo a emedebista, o tomógrafo que vem sendo usado está velho e ultrapassado, mas o governo não instalou o novo. “Falta de respeito com Cruzeiro do Sul. Não podemos continuar de braços cruzados, tem de se dar a resposta ao povo”, disse, afirmando que dinheiro tem para realizar o serviço.

Continuar lendo

Cotidiano

PF prende peruanos com 6 kg de cocaína no Aeroporto Internacional de Rio Branco

Publicado

em

Policiais federais prenderam na segunda-feira (14) dois cidadãos peruanos que transportavam aproximadamente 6kg de cocaína no Aeroporto Internacional de Rio Branco.

Na ocasião, os agentes realizavam o monitoramento dos passageiros na área de embarque, momento em que suspeitaram dos peruanos. Ao proceder à revista foram encontradas 6kg de substâncias entorpecentes na bagagem de mão dos indivíduos.

Ao serem questionados sobre a origem da droga, ambos confessaram que receberam a droga na cidade peruana de Puerto Maldonado e tinham a intenção de transportar a droga num voo com destino a São Paulo.

Os dois foram encaminhados para a delegacia de polícia da cidade para os devidos procedimentos de praxe, em seguida, encaminhados ao presídio. Os presos responderão por tráfico internacional de drogas, cuja pena pode ultrapassar 15 anos de prisão.

Continuar lendo

Cotidiano

Daniel Zen aciona MP contra gasto em pintura da caixa d´água da Seis de Agosto

Publicado

em

O deputado Daniel Zen (PT) disse nesta quarta-feira (16) que fez mais uma representação no Ministério Público quanto à pintura em azul da caixa d’água do bairro Seis de Agosto.

LEIA TAMBÉM: Pinturas na caixa d’água devem custar mais de R$ 160 mil aos cofres públicos do Acre

De acordo com o parlamentar, houve polêmica e o governo voltou atrás na pintura. “Sem entrar no mérito da questão histórica e paisagística, o fato é que o governo desperdiçou R$160 mil”, disse. Com esse dinheiro, disse Zen, dá para fazer muita coisa como aquisição de cestas básicas.

“É necessário que o MP haja por improbidade em múltiplos aspectos”, disse Zen, que apresentou indicações para garantir serviços e atos administrativos à educação do Acre

Continuar lendo

Cotidiano

Antônio Pedro destaca ações de Gladson em favor da produção rural no Alto Acre

Publicado

em

O deputado Antônio Pedro (DEM) aproveitou a sessão virtual desta quarta-feira (16), na Assembleia Legislativa para afirmar estar satisfeito com a ordem de serviço do governo para melhoria da estrada velha em Xapuri. “É um serviço muito grande em 53 quilômetros. Quase um asfalto”, disse.

Pedro destacou a produção de milho que se fortalece na região e cada vez mais traz autossuficiência. O parlamentar criticou as cobranças sobre o governador Gladson Cameli, as quais, segundo ele, não deveriam ser feitas por causa do curto tempo de mandato.

“A vontade do governador é que o Estado seja realmente produtivo, mas é necessário melhorar os ramais, algo que Gladson está providenciando”, frisou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas