Conecte-se agora

Nasceu de bunda virada para a Lua

Publicado

em

O PSB, que nem diz o velho, mas sempre aplicável ditado, no Acre, é um partido nanico que nasceu com a bunda para a Lua. Ocupou espaços generosos quando o PT esteve por vinte anos no poder, e retorna agora ao poder com o PT na oposição. Ganhou de mimo uma das secretarias mais poderosas do estado, a Educação, com a anunciada nomeação da dirigente regional do PSB, Socorro Neri, mesmo na eleição de governo de 2018, ela tendo apoiado a candidatura ao Palácio Rio Branco do petista Marcus Alexandre. 

Não se discute a competência da professora Socorro Neri, ela fez uma gestão exemplar na PMRB, tem tradição curricular, e é um nome acima de qualquer suspeita. De alta qualificação. Limpa. O que deixa o caldeirão político fervendo é que, o governador Gladson Cameli está caminhando para uma reeleição sem o mesmo conjunto de forças que o elegeu ao governo. 

Ontem, o que se via eram aliados de cara amarrada com o fato. Ao que indica, tem prevalecido a opinião de conselheiros com o mote de que, para se reeleger, o Gladson não precisa de partidos. Vou me situar tão somente no lado da política. Porque, este é um BLOG centrado na política. Não posso ver uma notícia desse porte, e jogar para baixo do tapete. 

A professora Socorro Neri, vai deixar o PSB, que no plano nacional, estará no palanque oposto ao do presidente Bolsonaro, que tende ter o apoio do Gladson na eleição presidencial do próximo ano? É uma pergunta. A outra pergunta: o deputado Jenilson Leite (PSB), presidente municipal do partido, integrante da “CPI da Educação”, vai sair da CPI e vir para a base do governo na ALEAC? Jenilson tem postado enquete em que aparece como candidato a governador em 2022. A Socorro vai continuar com o seu nome posto para disputar o Senado? Como o jogo é político, são perguntas que não poderiam ficar de fora. A posse da Socorro Neri na Educação deve acontecer entre hoje e amanhã. 

Ela chega num momento delicado da pasta, com vários escândalos em apuração policial e judicial, pagamento de terceirizados travados, ou seja, vai receber um porco espinho para colocar no colo e ter a habilidade de evitar os espinhos. Quanto aos aliados que ficaram emburrados com a escolha, cada um que trate do seu quadrado. 

A escolha não teve a ingerência de ninguém, foi uma escolha pessoal do governador Gladson Cameli, como foi na eleição municipal, quando ela foi sua candidata à PMRB, que não teve um final feliz. E, bola para o mato que o jogo é de campeonato. Quem não gostou da escolha, pode reclamar ao Bispo. É prerrogativa do governador escolher quem bem entender para ocupar cargos de confiança. Mesmo com toda sorte de protestos.

BARRADA NO BAILE

A ex-deputada Eliane Sinhasique mandou uma postagem ao BLOG, citando que, sempre teve lado na política, e que ficou com o governador Gladson desde o início. E, que se teve alguém rifado no MDB foi ela, citando declarações de emedebistas, que não representava o partido como secretária de Turismo. “Da noite para o dia não fui mais chamada para nenhuma reunião partidária. Me senti excluída. Mesmo estando no partido”, disparou Sinhasique.

SEM MORAL PARA FALAR EM FIDELIDADE

CONTINUANDO na sua explicação de deixar o MDB, falou que nada mais justo que apoiasse a candidatura da Socorro Neri para prefeita da capital, pois era a candidata do governador. Lembrou que, o próprio deputado Roberto Duarte (MDB), não apoiou Márcio Bittar na disputa do Senado em 2018. “E nem o Márcio Bittar apoiou o nosso candidato a presidente, Henrique Meireles.  E, fulminou: lá, ninguém tem moral para falar em fidelidade partidária”. Para Sinhasique, no MDB os homens podem tudo, as mulheres nada podem.  

A CHAPA ESQUENTOU

A CHAPA ficou quente ontem na reunião da direção regional do PROS, um clima de indignação, denúncias de tentativas de cooptação de seus vereadores, pela quase certa vinda da sigla para o colo do grupo da deputada federal Vanda Milani (SD). Anote: não vai acabar bem!

ESPERANDO PARA FALAR

O PRESIDENTE do PROS, Francisco Deda, espera só a oficialização da perda do PROS, para abrir a boca sobre os bastidores do episódio. Vem confusão, e não é pouca! 

SINUCA DE BICO

O SENADOR MÁRCIO BITTAR (MDB) está fungando no cangote do governado Gladson, para que este rife a candidatura da senadora Mailza Gomes (PP) a um novo mandato, para colocar na sua chapa do Senado, a Márcia Bittar. O Márcio usa como instrumento de pressão sobre o Gladson, a liberação das emendas do orçamento da União. É chamada popularmente de “sinuca de bico”. Na política, cada um usa a arma que tem na mão, e que lute pelo seu espaço. 

ARGUMENTO DO PODER

QUEM hoje tem o domínio do PP, um cheque em branco da direção nacional para tocar o partido no Acre, é a senadora Mailza Gomes (PP), e com domínio partidário. O Tião Bocalom só foi candidato à PMRB pelo seu prestígio.

PARADA INDIGESTA

TIRAR a senadora Mailza Gomes (PP) do jogo não é como tomar pirulito de boca de criança, já mostrou sua força na sucessão municipal, só não será candidata se não quiser.

APERTADO O PASSO

E, pela batida da senadora Mailza Gomes (PP), articulando o PP em todos os municípios, reunindo com dirigentes de sindicatos, entidades de classe, ouvindo o povo, não é conduta de quem não quer novo mandato.

DE MULHER PARA MULHER

EM Cruzeiro do Sul, por exemplo, a senadora Mailza Gomes (PP) conseguiu uma aliada da maior importância, a viúva do ex-governador Orleir Cameli, a Beth Cameli.

FICOU CHOCADO

A FRASE acima foi dita ontem por um importante político de Brasiléia, sobre a reunião de lideranças da região do Alto Acre, da qual o senador Márcio Bittar (MDB) participou, tentando consertar pontes quebradas da aliança de 2018. “Ficou chocado”, com tanta reclamação, contou um participante ao BLOG.

ÚLTIMO DOS MOICANOS

FALANDO DO MDB, o partido vive hoje do nome em Brasiléia, se encontra em frangalhos, só ficou o ex-prefeito Aldemir Lopes, para apagar a luz e fechar a porta.

DISPUTA A SÃO SILVESTRE

O SECRETÁRIO de Agricultura, Nenê Junqueira, tem feito uma reunião atrás da outra no campo. Pode até não resolver o problema agrícola, mas pode perder a grande pança e disputar a próxima corrida de São Silvestre.

PEDRA 90

NO PACOTE de obras para o estado, previsto para ser anunciado pelo presidente Bolsonaro, na sua vinda para inaugurar a ponte sobre o Rio Madeira, uma das emendas parlamentares mais importantes do pacote é a do deputado federal Alan Rick (DEM) de R$ 20 milhões, para ser aplicada na obra do viaduto da Avenida Ceará. Será a Pedra 90 do pacotão. 

FRASE MARCANTE

“O que se faz num dia é semente de felicidade (ou de infelicidade) para o dia seguinte. (Ditado indiano).

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.