Conecte-se agora

Um governador além do seu tempo 

Publicado

em

ACOMPANHEI, como jornalista, de perto o seu governo. Wanderley Dantas, é visto apenas até hoje pelo ângulo histórico daltônico, como um governante que queria transformar o estado num grande pasto de boi, e responsável pelo êxodo dos seringueiros para a cidade, mantra entoado em conjunto pelo clero e os movimentos de esquerda, que começavam a tomar corpo no Acre, com as CEBS – Comunidades Eclesiais de Base e a igreja católica, com o então Bispo Dom Moacyr regendo a orquestra. 

Na verdade, o grande sonho do “Dantinha”, como era chamado o governador Wanderley Dantas, foi tornar o estado num grande celeiro produtor para exportar pelo Peru, via Oceano Pacífico. Tirar o estado do isolamento. Trouxe quadros capacitados de fora, e o seu governo foi moderno para a época. Foi o primeiro a levantar no estado a bandeira de produzir bens e exportar para o Pacífico, depois adotada pelos governos de esquerda que o sucederam. 

Foi um governador além da sua época. Fez uma grande campanha nacional com o slogan: “Acre, um nordeste sem seca, um Paraná sem geada.” Com isso, queria atrair empresários para investir no desenvolvimento do Acre. Aconteceram de fato algumas barbáries praticadas por muitos que compraram terras no Acre, e de fato expulsaram seringueiros de suas colocações, por onde passaram gerações. Poucos tiveram a sensibilidade de negociar com quem tinha a posse. Mas este não era o pensamento do governador Dantas, cuja família era de seringalistas, donos do seringal Andirá. 

No meio de bons empresários, veio também uma jagunçada, como vem em qualquer corrida do desenvolvimento. Mas, é bom focar que, o extrativismo já tinha perdido a rentabilidade econômica, se é que algum dia o seringueiro foi liberto economicamente, sempre viveu explorado pelo patrão. 

No governo Dantas, o extrativismo já vivia seus últimos suspiros. Mais cedo ou mais tarde os seringueiros iniciaram uma corrida para a cidade, independente de ter sido ele governador. Faço o comentário para desmistificar a figura que pintaram do governador Wanderley Dantas, como alguém com chicote nas mãos expulsando os seringueiros.

 Na verdade, ele foi um visionário do progresso numa época de miséria. Este é um outro lado da moeda, que precisa ser focado na sua imagem. Criticaram tanto o Dantinha, dezenas de anos se passaram, ele foi para o andar de cima, o estado foi governado durante décadas pela esquerda que tanto o criticou; e continuamos um estado sem indústrias, com uma agricultura pífia, com uma legião de desempregados, milhares de pessoas vivendo abaixo da linha de pobreza, e dependente do FPE- Fundo de Participação dos Estados, e das migalhas das emendas parlamentares. Continuamos tão atrasados no desenvolvimento como no governo Dantas. A miséria econômica continua sendo a grande capital do estado. 

SITUANDO A PALAVRA

PARA CLAREAR: a crítica do BLOG foi à prolixidade e ao conteúdo genérico da postagem do governador Jorge Viana. Politicamente, continua na minha avaliação, como tendo sido um bom governador e um bom prefeito da capital, e um dos políticos mais preparados que conheço.

ACRESCENTA NA QUALIDADE

AVALIO que o foco do JV é disputar o Senado. Mas, se estiver errado e for candidato a governador no próximo ano, ele vai acrescentar qualidade ao debate da sucessão.

O RESTO É INVENTAR A PÓLVORA

A DIREÇÃO da secretaria de Educação paga aos empresários, e estes pagam os funcionários terceirizados. Inverter esta lógica, é querer inventar a pólvora. Simples!

SALVE-SE QUEM PUDER

NA ELEIÇÃO do próximo ano, será um salve-se quem puder para os deputados estaduais dos partidos menores, a tendência é a de se aglomerarem nos grandes partidos, se quiserem ter legenda para disputarem a reeleição.

CHAPAS LIBERADAS

OS PEQUENOS estão fechando as portas para quem tem mandato, para facilitar formarem chapas. Um exemplo é o REPUBLICANOS, que já mandou o deputado André da Farmácia (REPUBLICANOS), procurar outro partido.

NÃO FOI ESQUECIDO

CONVERSO, diariamente, com diversos políticos, é o meu trabalho. E, sempre ouço que, é muito grande o número de pessoas que falam em votar no Marcus Alexandre (PT) a deputado estadual. Não caiu na vala do esquecimento.

NEM UM CENTAVO

A INAUGURAÇÃO DA PONTE sobre o Rio Madeira será importante para acabar com o entrave arcaico do transporte em balsas, nada além disso para soltar fogos. Não vai reduzir um centavo na venda de alimentos.

PARA LEMBRAR

PARA LEMBRAR: A referida ponte tão festejada, fica em território de Rondônia, é o que estabelece a geografia.

FOLGO EM REGISTRAR

QUANDO SE TRATA de político, sou eletivo, e folgo registrar, quando vejo um quadro da qualidade do advogado Sanderson Moura (PSOL), disputando o Senado. Não interessa a linha ideológica do partido.

PALAVRA SERÁ CUMPRIDA

POR CAUSA da pandemia, ficou para o próximo ano a suplente Maria das Vitórias (PSD) assumir por 120 dias, a vaga do senador Sérgio Petecão (PSD). Isso está decidido.

COMENTÁRIO PERTINENTE

COMENTÁRIO pertinente o feito pelo deputado Daniel Zen (PT) que, enquanto professores e alunos não forem vacinados será um crime reiniciar as aulas presenciais.

NOMES INTERESSANTES

A ex-prefeita Socorro Neri (PSB) e o professor Minoru Kinpara (PSDB), são nomes que devem estar no jogo da disputa eleitoral de 2022. O PSB quer a Socorro candidata ao Senado; e o PSDB, Minoru a Federal. É preciso sempre dar uma sacudida na política, com novos valores.

PAGANDO O PREÇO

A VACINAÇÃO ARRASTADA, é o preço que o povo brasileiro está pagando por ter no comando do governo federal um negacionista da ciência, e que se gaba disso.

NÃO ME FASCINA

O COMUNISMO nunca me fascinou como ideologia, por muito o que li a respeito. Mas, não sou dos que veem comunista em cada esquina. Sou democrata. Tampouco, o extremismo de esquerda que cerca Lula, e muito menos o extremismo de direita do Bolsonaro, me comovem. Todo extremo é perigoso, por ser recheado de radicais.

QUEM SABE?

PELO QUADRO nacional que começa a ser pintado, a tinta é negra: caminhamos para ter novamente o Lula e o Bolsonaro polarizando a disputa pela presidência. O que deixa aos eleitores duas merdas políticas como escolha.

QUESTÃO DE PERFIL

QUANDO disputa eleição majoritária, o deputado Roberto Duarte (MDB) costuma não se sair bem, não é seu perfil; mas, para mandato proporcional sabe o caminho das pedras, e a tendência é garantir uma reeleição em 2022.

É PARA SE LAMENTAR

QUANDO a pequena Rio Branco aparece no mapa internacional da violência, como a trigésima cidade mais violenta do mundo, é de lamentar o fracasso do estado.

NÃO DEU PARA ALCANÇAR

TIRANDO o fato de pedir livremente votos para o seu ídolo, Bolsonaro, não deu para alcançar o que a deputada federal Mara Rocha (PSDB), ganhará indo para o PL.

PODE SER AS PROMESSAS

A SUA SAÍDA também pode ser o resultado das promessas para santos milagreiros, feitas por alguns tucanos, que a querem ver fora do partido, para pularem na canoa do governador Gladson Cameli. 

FRASE MARCANTE

“De nada adianta correr quando se está no caminho errado”. (Ditado alemão). 

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.