Conecte-se agora

Após Acre, há pelo menos uma cervejaria em cada estado

Publicado

em

Divulgado na manhã desta sexta-feira (30) o Anuário da Cerveja 2020 traz importantes novidades: o Brasil chegou a um total de 1.383 cervejarias registradas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) -e, pela primeira vez, todos os Estados do país registraram ao menos uma cervejaria, com a abertura da primeira fábrica no Acre.

O Anuário da Cerveja traz estatísticas e dados do setor cervejeiro no Brasil, informando que em 2020, foram registradas 204 novas cervejarias e outras 30 cancelaram seus registros, o que representa um aumento de 174 cervejarias em relação ao ano anterior, alta de 14,4%.

“A expansão do mercado cervejeiro no Brasil vem crescendo nos últimos dez anos, e essa tendência se manteve em 2020 mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia”, diz o coordenador-geral de Vinhos e Bebidas do Mapa, Carlos Vitor Müller.

Os estados com maior crescimento no número de cervejarias em 2020 foram Piauí, com 200% e Paraíba, com alta de 60%. O estado com mais cervejarias registradas continua sendo São Paulo, com 285 estabelecimentos, alta de 18,2% em relação a 2019. Entre os municípios, o destaque em 2020 ficou para Ribeirão Preto (+50%) e São Paulo (+44%). O número de municípios com cervejarias chegou a 609, com crescimento de 5% em 2020.

O Anuário também traz os dados de densidade de cervejarias por habitantes. Nesse quesito, o estado de Santa Catarina aparece em primeiro lugar, com 41.443 habitantes por cervejaria registrada. Em nível municipal, nove dos 10 municípios com maior densidade de cervejaria por habitante estão no Rio Grande do Sul, com destaque para Santo Antônio do Palma (RS), com 1.062 habitantes por cervejaria registrada no Mapa.

A tendência de concentração de cervejarias nas regiões Sul e Sudeste se manteve em 2020, com 85,6% dos estabelecimentos registrados nessas regiões. O coordenador-geral de Vinhos e Bebidas diz que essa concentração pode ser explicada pela maior atividade econômica nessas duas regiões, além de fatores culturais. “Na região Sul há uma grande concentração de imigração de povos de origem europeia, então essas cidades têm uma propensão maior a ter atividades relacionadas à produção dessas bebidas”, diz Müller.

Em 2020, também houve uma ampliação no número de pequenos municípios que possuem cervejaria. Segundo Müller, isso se deve ao atendimento a demandas locais e também porque nos grandes centros urbanos o espaço para novos estabelecimentos pode estar chegando próximo a uma saturação. “Por isso, os novos estabelecimentos passam a se instalar em cidades menores, em regiões menos atendidas”.

O levantamento não informa outros detalhes do empreendimento no Acre.

Destaque 6

Governo lança hotsite da Expoacre 2022

Publicado

em

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Comunicação (Secom), criou um hotsite com informações a respeito da ExpoAcre 2022.

A Agência de Informações é um site onde podem ser encontrados todos os dados e atualizações acerca da 47ª edição da feira, que será realizada no período de 30 de julho a 7 de agosto, no Parque de Exposições, em Rio Branco.

A página contém todo o cronograma de atividades que serão realizadas, possui ainda o Manual de Identidade Visual do evento, para que os expositores utilizem em seus materiais gráficos, entre outras ações.

Todas as informações poderão ser acessadas por meio do endereço eletrônico: https://agencia.ac.gov.br/expoacre-2022/.

A secretária de Comunicação, Nayara Lessa, destaca que “O hotsite foi criado pra facilitar o acesso à informação por parte da população e também dos jornalistas em geral, que constantemente nos procuram para saber a programação, qual a novidade deste ano, então está tudo lá. É uma forma de facilitar a comunicação”.

Continuar lendo

Destaque 6

Eleições para a reitoria da Ufac acontecem nesta quarta-feira

Publicado

em

A comunidade acadêmica da Universidade Federal do Acre (UFAC), escolhe nesta quarta-feira, 18, os ocupantes dos cargos de reitor e vice-reitor, que estarão a frente da entidade durante os anos de 2022 a 2026.

Este ano a votação será no formato on-line, das 8h às 21h, no Portal de Eleições da Ufac. A apuração dos votos ocorre logo em seguida e será divulgada após às 21h.

Mais de 17 mil pessoas poderão participar da inciativa, sendo 914 docentes, 16 mil discentes de graduação e pós-graduação e 695 técnico-administrativos.

As eleições contam com uma única chapa inscrita, composta pela professora Guida Aquino, para a reitoria, e pelo professor Josimar Batista, para vice. Os representantes estão na administração superior desde 2018 e visa à reeleição.

Para votar, o eleitor deve ter acesso a usuário e senha do IdUfac, plataforma que fornece uma credencial de acesso único.

Para informações de como participar do pleito, a comissão eleitoral disponibilizou uma página no site da Ufac, com informações gerais sobre as eleições, material de apoio com tutoriais de como votar pela internet e como fazer o primeiro acesso ou recuperação de senha do IdUfac.

Além disso, a fim de tirar dúvidas e promover o acesso ao sistema IdUfac, há pontos estratégicos no campus-sede, em Rio Branco, e no campus Floresta, em Cruzeiro do Sul. Também há um canal de atendimento via WhatsApp para mais esclarecimentos.

“É tempo de continuar. Estamos nos colocando à disposição da nossa instituição, pois acreditamos que não é o tempo de recuar, mas de entornar a luta, unidos por um único propósito: trabalhar por uma universidade que seja cada vez mais plural, equânime e que zele sempre pelo bem comum do nosso povo acreano”, disse Guida Aquino.

Continuar lendo

Destaque 6

Promotor diz que depoimento de Ícaro atribui a “discussão” como culpa pela morte de Jonhliane

Publicado

em

O promotor de justiça Efrain Mendoza, que está à frente da acusação no julgamento, fez um discurso nesta quarta-feira, 18, rebatendo os depoimentos de Ícaro Pinto e Alan Araújo,  acusados na participação na morte de Jonhliane Paiva Sousa em um acidente de trânsito ocorrido em agosto de 2020.

Ao fazer seu discurso de acusação, Mendoza citou que a defesa de Ícaro tenta descartar sua responsabilidade no crime e atribuir a causa fatal do crime a uma discussão com Hatsue, sua ex-ficante. “Essa discussão que se cria aqui é para dizer que o acidente é culpa da discussão”, comentou.

Em dado momento do longo depoimento, Mendoza disse que, tanto Ícaro, quanto Alan, não tiveram pretensão de matar a vítima. “Eles não tinham intenção de matar? Não tinha. Temos um crime culposo”, ressaltou.

Efraim também condenou a atitude do acusado em realizar a viagem para outro Estado. “A viagem à fortaleza é uma falta de solidariedade”, ressaltou.

O promotor ainda fez questão de relembrar os episódios negativos da vida de Ícaro, principalmente, na Bahia antes do acidente fatal.”Ícaro se envolveu em uma briga em Ilhéus na Bahia. Existe nos autos uma sentença criminal em primeiro grau, onde ele, seu irmão e outros amigos, deixaram uma pessoa em estado gravíssimo, depois de uma briga. Ele, aliás, ainda está respondendo pelo acontecido, o processo ainda está em trâmite. A partir do momento em que se envolveu em algo desse tipo porque não se ‘aquieta’. Não, ele fez ao contrário: bebeu e continuou indo para festas. Isso demonstra a predisposição da pessoa em cometer delitos, ao invés de arrumar a vida”.

Sobre o outro envolvido no caso, Alan Araújo, o promotor reforçou sua tese de envolvimento em “racha”. “O Alan eu não tenho nada. Eu tenho contra ele um envolvimento em uma disputa de veículo. Esse tipo de corrida pode ocasionar a morte de alguém, e foi o que de fato aconteceu”, explicou.

Continuar lendo

Destaque 6

Teletrabalho é regulamentado pelo governo na administração pública

Publicado

em

O governo federal anunciou nesta semana que publicará um decreto presidencial estabelecendo a possibilidade de trabalho remoto na administração pública. A mudança está prevista nas normas publicadas pela Secretaria-Geral da Presidência da República que instituem o Programa de Gestão de Desempenho para Pessoal Civil da Administração com trabalho presencial ou remoto.

Segundo o documento, a comprovação de frequência para agentes públicos que concordarem em realizar suas funções de maneira remota passará a ser a entrega periódica de demandas. A possibilidade de trabalho remoto será integral ou parcial, observada a necessidade do funcionário estar disponível para chamadas telefônicas – inclusive para atender ao público externo – durante todo o expediente.

Também há a previsão do aumento de produtividade para aqueles que optarem pelo serviço remoto. O texto cria, ainda, a possibilidade de trabalho a partir do exterior, mas apenas por tempo limitado e em “hipóteses restritas”. O regime de trabalho remoto será estabelecido seguindo os interesses da administração pública. O documento não detalha como a nova norma será implementada.

De acordo com o governo federal, a medida terá impactos sobre a produtividade do funcionalismo público, já que institui um modelo de trabalho “voltado para resultados e incremento de eficiência.”

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!