Conecte-se agora

Trecho que dá acesso a balsa será extinto: “Eles lucraram o que tinham de lucrar”, diz Dnit

Publicado

em

Em entrevista à imprensa, o superintendente Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura (DNIT) André Lima dos Santos, afirmou na visita técnica da ponte sobre o Rio Madeira, no Abunã, que ocorreu na manhã desta quarta-feira, 28, que o trecho que dá acesso às balsas será desativado após a inauguração da ponte prevista para o dia 07 de maio.

Segundo André, a previsão é de desativação imediata e descartou qualquer ajuda aos balseiros. O superintendente destacou que, após a abertura da ponte, a expectativa é de mais de 2 mil veículos por dia.

“Após a inauguração da ponte, esse trecho rodoviário que chegava a balsa de acesso vai ser extinto. A desmobilização da balsa vai ser um problema deles. Não iremos dar nenhum tipo de assistência. Eles lucraram o que tinham de lucrar. A expectativa é mais de 2 mil veículos por dia”, afirmou.

A obra da ponte é considerada estratégica para a integração nacional, pois irá conectar a região do Acre ao sistema rodoviário do país. A parte final do projeto consiste em 17 metros de extensão em concreto, além da conclusão das lajes superiores e vigas de sustentação.

Com custo da obra superior a R$ 150 milhões, a ponte tem 1,520 quilômetro de extensão e 14,45 metros de largura, com duas pistas, dois acostamentos e passarela, porém, a parte da base que liga a Rondônia ainda está em fase de conclusão, mas a parte que direciona ao Acre está toda conclusa.

A inauguração da ponte está prevista para ocorrer no próximo dia 07 de maio com a presença do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da infraestrutura, Tarcísio Gomes. A obra foi iniciada pela presidente Dilma Rousseff (PT) em 2014.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas