Conecte-se agora

Gladson sanciona lei que cria auxílio de R$ 150 durante três meses

Publicado

em

O governador Gladson Cameli (Progressistas) sancionou nesta sexta-feira, 16, o Projeto de Lei (PL) que cria o Programa Estadual Auxílio do Bem, destinado às famílias em situação de vulnerabilidade social decorrente da pandemia da Covid-19.

O ato foi realizado no Palácio Rio Branco e contou com a participação dos deputados Pedro Longo e Cadmiel Bonfim, PV e PSDB, e da secretária Estadual de Direitos Humanos e Assistência Social, Ana Paula Lima.

Os beneficiários receberão um cartão e poderão comprar em estabelecimentos comerciais do estado, previamente cadastrados. O benefício será no valor de R$ 150 por três meses.

O programa é financiado pelo Programa de Saneamento Ambiental e Inclusão Socioeconômica do Acre (Proser), uma iniciativa do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

O objetivo é que a ajuda chegue a 18.880 famílias consideradas invisíveis do ponto de vista social. A distribuição será feita aos municípios em proporção aos contingentes populacionais.

Na ocasião, a secretária Estadual de Direitos Humanos e Assistência Social, Ana Paula Lima, destacou o olhar do governador Gladson Cameli e da primeira-dama Ana Paula Cameli em olhar para os mais vulneráveis.

“Não será necessário às famílias estarem indo em filas de bancos e se colocando em risco de contágio da Covid-19. Os comércios de diversos municípios serão credenciados para aceitar o pagamento pelo auxílio e essa ajuda irá movimentar a economia dos respectivos municípios. O momento demanda a união de todos nós”, afirmou.

Em sua fala, Gladson Cameli (Progressistas) agradeceu todos os 23 parlamentares pela aprovação do Projeto de Lei (PL) que cria o Programa Estadual Auxilio do Bem. “Meu muito obrigado ao nosso líder, Pedro Longo. A crítica construtiva nos fortalece a todo o momento. Ao líder, agradeço em seu nome todo o apoio dos parlamentares da Aleac. Serão 18.880 famílias beneficiadas pelo o auxílio do bem. A Aleac é amiga e irmã do Governo. Ninguém aqui é dono da razão, estamos para construir pontes. O que é pouco para uns é muito para os outros. É a primeira vez na história que estamos dando um auxílio à população. Estamos colocando na prática tudo aquilo que vimos falando. Nós vivenciamos um momento ímpar e todo dia eu vejo notícias negativas e se a gente não der as nossas mãos vai ser difícil para todos”, afirmou.

Os beneficiários da ajuda não poderão sacar dinheiro. Assim, os valores destinados irão entrar nos fluxos econômicos dos municípios, gerando movimento financeiro. Isso ajudará também os comerciantes acreanos, aumentando as suas vendas com o consumo alimentar proporcionado pelo cartão. A perspectiva é oferecer uma ajuda global a todos os estratos sociais depois das dificuldades enfrentadas pela população durante a pandemia de Covid-19.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas