Conecte-se agora

Durante a pandemia, mais de 21 mil bebes foram registrados no Acre

Publicado

em

Em março, mês que bateu recorde em número de mortes, para cada óbito, três nascidos vivos foram registrados. Número de nascidos durante o ano de pandemia é 265% a mais que as mortes totais.

Mesmo em meio ao caos gerado pela pandemia da covid-19, houve espaço para a vida. Entre março de 2020 e março de 2021 – período analisado pela reportagem ac24horas – nasceram 21.112 bebes em todo o estado do Acre. Os dados são do Portal de Transparência de Registro Civil. O aumento no número de nascidos vivos com relação aos óbitos no mesmo período é de 265%.

No mês de março, em que mais mortes foram registradas, um total de 810 no geral – a maioria delas por Covid-19 – 2.288 bebes foram registrados nos cartórios de todo o estado. Para cada óbito, praticamente três novos nascidos vivos foram registrados.

Somente em Rio Branco, capital do Acre, a cidade mais populosa do estado, com metade do contingente populacional acreano, nasceu metade dos registrados vivos: 1.126 em março. No ranking da fertilidade entre os municípios, Cruzeiro do Sul registrou 338 nascidos em março deste ano, depois vem Tarauacá, com 115 novos registros.

Mas, se por um lado os casais do Acre fazem jus à música com duplo sentido de Gustavo Lima: “fazer beber”, outras cidades tem baixo índice de natalidade. Santa Rosa do Purus registrou apenas 8 nascidos em março deste ano. Isolada, Porto Walter teve apenas 27 novos bebes. Em Rodrigues Alves, foram 15 novos registros.

Os casais acreanos parecem não ligar para o estresse coletivo desencadeado pela pandemia atual que se tornou tão abrangente que deu início a um debate científico sobre a possibilidade de os bebês nascidos durante os períodos de isolamento sofrerem de problemas de saúde pelo resto de suas vidas.

O nascimento do filho do deputado federal Alan Rick, o pequeno Pedro, está na estatística dos nascidos vivos durante a pandemia. A luta pela vida do filho e da mãe, Michele, comoveu os acreanos.

Com Covid-19 e agravada por uma pneumonia, no oitavo mês de gravides ela foi submetida a um parto de emergência. Na segunda quinzena de março, Alan Rick fez campanha pela rede social pedindo leite materno para o filho. O estado de saúde de Michele se agravou e ela foi para tratamento fora de domicílio.

Hoje, segundo o pai, Pedro segue estável, sem intercorrências, tem aceitado bem a dieta e vem ganhando gramas de peso. A mãe também teve alta. Alan também foi infectado pelo vírus, passa bem.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas