Conecte-se agora

Leo de Brito anuncia emenda de R$ 700 mil para compra de EPIs para profissionais de saúde

Publicado

em

Em reunião com representantes dos sindicatos da saúde do Acre, o deputado federal Leo de Brito (PT-AC) anunciou nesta quinta-feira, 25, a destinação de emenda parlamentar no valor de R$ 700 mil, para a aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) especificamente para os profissionais de saúde. Os recursos serão repassados para a Secretaria de Estado de Saúde, que fará a aquisição do material.

O parlamentar aproveitou para manifestar apoio ao movimento iniciado nesta quinta-feira pelos profissionais de saúde, onde pedem melhores condições de trabalho e revelam o descaso da atual gestão com a saúde e o combate ao coronavírus.

“Estamos vivendo o pior momento da pandemia, os profissionais da saúde que estão na linha de frente do combate a Covid estão esgotados, e infelizmente o que vemos é o descaso e a falta de ação do governo diante da gravidade da situação. A denúncia feita pelo Sindicato dos Médicos de que estão faltando insumos e equipamentos básicos, entre eles medicamentos, kit intubação, EPIs, é muito grave, não vemos um plano de ação e nem a boa vontade do governo em resolver o problema”, disse o deputado.

Leo de Brito enfatiza que tem mantido contato permanente com os diversos sindicatos da saúde e com profissionais que estão atuando na linha de frente do combate a Covid, por isso destinou emenda para a aquisição de EPIS.

“Estou acompanhando de perto essa situação, tenho fiscalizado e denunciado, com essa emenda espero ajudar a melhorar as condições de trabalho dos profissionais de saúde, que estão sendo os verdadeiros heróis dessa pandemia”, reconheceu o parlamentar.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado do Acre, vereador Adailton Cruz, agradeceu e parabenizou o deputado Leo de Brito pela defesa dos profissionais de saúde e pela destinação da emenda.

“Nossa situação é de desespero, precisamos chamar a atenção das autoridades e da população para o que realmente está acontecendo dentro das unidades de saúde, é necessário mais do que diálogo nesse momento, os profissionais da saúde estão exaustos, em processo grave de adoecimento e precisam de ajuda, fora as condições de infraestrutura das unidades e do tratamento dado pela Sesacre aos trabalhadores, é bom saber que temos um parlamentar que nos apoia e olha por nós”, disse Adailton Cruz.

Investimentos para a saúde e defesa da categoria

Em seu primeiro mandato, Leo de Brito destinou recursos na ordem de R$ 3 milhões para a reforma e ampliação do repouso do Pronto Socorro de Rio Branco, e também para melhorias no Hospital João Câncio, em Sena Madureira.

“Tenho lutado muito no Congresso Nacional contra o desmonte da saúde e do SUS, por isso votei contra a Emenda Constitucional 95, que retirou recursos da saúde, também me posicionei contrário às terceirizações, e recentemente votei contra a PEC 186, que vai massacrar os servidores públicos e congelar salários por 15 anos. Além disso, estou num grande esforço na Câmara dos Deputados em defesa de pautas importantes para os profissionais da saúde, entre elas o PL da Enfermagem, que estabelece o piso salarial e a jornada de trabalho para enfermeiros, técnicos, auxiliares e parteiras”, finalizou o deputado.

Destaque 4

Acre se mantém na faixa verde, mas comitê alerta para aumento de síndrome gripal

Publicado

em

O Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 do Acre (CAECOVID) manteve nesta sexta-feira, 26, a classificação das regionais Alto Acre, Baixo Acre e Purus, e Juruá/Tarauacá/Envira na faixa de cuidado (bandeira verde).

Segundo a nota, o funcionamento dos setores e atividades comerciais e sociais continuam com lotação de 80% da capacidade de público.

Apesar da bandeira verde, o Comitê alertou para um aumento importante no indicador de Notificações por Síndrome Gripal no âmbito do Estado do Acre.

“Motivo pelo qual este Comitê recomenda fortemente a manutenção das medidas sanitárias já implementadas até o momento e propagadas pelas autoridades de saúde, a fim de se manter o cenário epidemiológico e assistencial estável”, afirmou o comitê em nota.

Continuar lendo

Destaque 4

Após protestos, visitas no presídio de Rio Branco serão retomadas neste sábado e domingo

Publicado

em

O presidente do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), Arlenilson Cunha, publicou nesta sexta-feira, 26, uma Nota informando que as visitas no Complexo Penitenciário de Rio Branco retornarão neste sábado, 27, e domingo (28).

Segundo a Nota, no sábado, 27, as visitas acontecerão nos pavilhões O e C, no período de 8h às 11h, e P e Posto Médico, no período de 13h às 16h. Já no domingo, 28, as visitas acontecerão nos pavilhões H e J, no período de 8h às 11h, e G e I, no período de 13h às 16h.

De acordo com o Iapen, apenas uma pessoa por preso poderá visitar e o visitante somente poderá adentrar à unidade portando a carteira de visitante e documento oficial com foto.

Por fim, as carteiras vencidas só serão aceitas caso estejam com até 30 dias de vencimento e não será permitido entrada com alimentação e a utilização de máscaras será obrigatória.

Continuar lendo

Destaque 4

Portaria que proibia entrega de papel higiênico para funcionários na rodoviária é suspensa

Publicado

em

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (Progressistas), suspendeu a proibição de entrega de papel higiênico para qualquer funcionário das empresas que trabalham na Rodoviária de Rio Branco. A informação foi confirmada pela prefeitura de Rio Branco.

Um informativo assinado pelo diretor administrativo e financeiro, Francisco José Benício Dias, da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTRANS), suspendia a distribuição do item para o número 2 aos funcionários de empresas privadas da rodoviária.

O documento era endereçado às empresas de transporte intermunicipal, interestadual e internacional.

“Mandou revogar aquela portaria, assim que soube”, informou a Ascom da prefeitura sobre a decisão do prefeito acerca da proibição da distribuição do papel higiênico.

Na decisão, o diretor argumentava que os próprios funcionários das respectivas empresas devem ter o seu próprio papel higiênico, tendo em vista que os funcionários não pagam para utilizar o banheiro da rodoviária.

Continuar lendo

Destaque 4

Estupros costumam ocorrer dentro de casa e os autores são quase sempre conhecidos da vítima

Publicado

em

Neste ano, um caso entre outros tantos de violência sexual contra crianças e adolescentes registrados no Acre chamou a atenção em Xapuri, onde um homem de 59 anos estuprou o próprio neto, que à época do crime tinha apenas 5 anos de idade. A pena, em razão dos agravantes do parentesco e da recorrência dos abusos, foi alta: 19 anos e 3 meses de reclusão em regime inicialmente fechado. O réu já está cumprindo a sentença, no presídio estadual Francisco de Oliveira Conde, em Rio Branco.

O caso acima, em que o nome do condenado foi omitido para preservar a vítima e a própria família, se enquadra naquilo que demonstra um artigo das especialistas Marina Bohnenberger, mestranda em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo (USP) e Samira Bueno, doutora em Administração Pública e Governo pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV EAESP) e diretora-executiva do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

O texto, publicado no Anuário Brasileiro de Segurança Pública, atualizado no dia 15 de julho desse ano, trata dos registros de violência sexual durante a pandemia de Covid-19 e apresenta análise dos microdados de estupros registrados no país durante o ano de 2020. Foram analisados 60.926 registros de violência sexual no Brasil, sendo 16.047 de estupro e 44.879 de estupro de vulnerável, provenientes dos boletins de ocorrência lavrados pelas Polícias Civis em todos os estados da Federação.

A relação do chocante caso ocorrido em Xapuri com o estudo das especialistas se dá porque ficou evidenciado que 85,2% dos autores dos crimes de violência sexual eram conhecidos das vítimas, quase sempre (96,3%) do sexo masculino, muitas vezes parentes ou outras pessoas próximas que têm livre acesso às crianças e tornam qualquer denúncia ainda mais difícil. Apenas 14,8% dos estupros no Brasil foram de autoria de desconhecidos das vítimas.

Outro fator que se encaixa no caso ocorrido em Xapuri é quanto à distribuição dos crimes de estupro e estupro de vulnerável. Enquanto os casos de estupro ocorrem majoritariamente aos sábados e domingos, os estupros de vulnerável, categoria em que a maioria das vítimas são crianças, ocorrem em maior proporção de segunda à sexta-feira, quando mães e outros responsáveis provavelmente saem para trabalhar e a criança fica mais vulnerável à violência sexual.

Subnotificação

Apesar do número elevado de casos no país, a pandemia parece ter contribuído para a redução dos registros de violência sexual, o que não necessariamente significa a redução da incidência. Isto porque os crimes sexuais apresentam altíssima subnotificação, e a falta de pesquisas periódicas de vitimização tornam ainda mais difícil sua mensuração. A análise nacional indica queda de 14,1% dos registros de estupro e estupro de vulnerável em 2020, tendência que se verificou em 24 Unidades Federadas.

Anuário Brasileiro de Segurança Pública

O Anuário Brasileiro de Segurança Pública se baseia em informações fornecidas pelas secretarias de segurança pública estaduais, pelas polícias civil, militar e federal, entre outras fontes oficiais da Segurança Pública. A publicação é uma ferramenta importante para a promoção da transparência e da prestação de contas na área, contribuindo para a melhoria da qualidade dos dados. Trata-se do mais amplo retrato da segurança pública brasileira.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas