Conecte-se agora

Mesmo em tempos difíceis, Zequinha e equipe planejam viabilização do plano de governo

Publicado

em

No final da tarde desta terça-feira, 23, secretários municipais e dirigentes de setores públicos da prefeitura de Cruzeiro do Sul, estiveram reunidos para tratar da materialização do conteúdo que foi prometido no plano de governo da atual gestão. Na ocasião foi discutida a viabilidade de várias ações e projetos, através do Plano Plurianual do Município (PPA).

Apesar dos gastos com a pandemia e de ter enfrentado a maior alagação da história do Juruá, a equipe da prefeitura de Cruzeiro do Sul, segue buscando viabilidade para cumprir com suas promessas de campanha. E para isso, segundo o próprio prefeito Zequinha, é necessário o planejamento estratégico e os bons projetos para facilitar a captação de recursos.

Além do prefeito, esteve presente também seu vice-prefeito, Henrique Afonso. Em sua fala, Zequinha falou da importância de planejar: “Sem planejamento a gestão não caminha. Além da vontade de trabalhar, é preciso organizar e fazer uma engenharia para que possamos, mesmo diante do pequeno orçamento do município, fazer muito pela nossa gente”, disse o prefeito”.

Para Henrique Afonso, vice-prefeito de Cruzeiro do Sul, a gestão que planeja de forma correta tem melhores chances de cumprir o que se espera: “Com planejamento, podemos otimizar recursos. Que é exatamente o que uma gestão precisa fazer nos dias de hoje”. E seguiu: ” Estamos observando todos os aspectos. Quando fomos eleitos, criamos um expectativa no coração das pessoas e isso não pode e não vai ser frustrado”, declarou Henrique.

O que é o PPA?

O Plano Plurianual – também conhecido como PPA – é o instrumento de planejamento, que define procedimentos, objetivos para um país, estado ou município.

Na prática, o PPA busca estabelecer o que pode ser feito, quais as metas que podem ser alcançadas e quais propostas serão apresentadas pela população e pelos poderes legislativo e executivo, buscando o desenvolvimento da cidade.

O PPA funciona assim: quando se inicia o mandato, o prefeito, junto com a equipe, elabora um plano orçamentário para 4 anos, garantindo a continuidade das políticas públicas.

Além das propostas e das necessidades dos munícipes, devem estar contidos no PPA, os valores que serão investidos em cada área, ao longo de toda gestão.

Na rede

Prefeitura lança Campanha Natal Solidário em Porto Walter

Publicado

em

Com o objetivo de arrecadar alimentos e montar sacolões para serem distribuídos à famílias carentes, a prefeitura de Porto Walter iniciou nesta sexta feira, 26, a Campanha Natal Solidário, idealizada pela primeira-dama e Secretária de Saúde do município, Ana Flávia Melo.

O público poderá doar alimentos na sede da prefeitura, na secretaria de Saúde, na Central Única de Medicamentos e nas Unidades Básicas de Saúde Maurício Pinheiro – Portelinha e Francisca Lustosa – 2º distrito, até o dia 22 de Dezembro.

“Com comprometimento, união, amor, caridade e doação pelo próximo vamos juntos fazer a diferença no Natal de muitas famílias. Por isso, doe para que a gente possa fazer o natal de alguém mais feliz”, enfatiza

Continuar lendo

Na rede

Governo troca gerência geral do Samu na região do Juruá

Publicado

em

O atendimento móvel de urgência na região do Juruá está em novas mãos. O governo anunciou no Diário Oficial desta sexta-feira, 26, a exoneração de Francisco Cleiton de Souza Costa, até então, gerente-geral do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência na regional do Juruá.

Gladson Cameli nomeou para o lugar de Francisco, Ellen Cristina Taveira de Souza Costa.

A nova gestora vai ter o desafio de cobrir o atendimento de urgência em uma área com localidades de difícil acesso, onde não é incomum a necessidade do uso de aeronave para prestar atendimento a pacientes em casos mais graves.

Continuar lendo

Na rede

Pai que estuprou três filhas é preso em Rodrigues Alves

Publicado

em

O agricultor José Altevir, de 52 anos, foi preso em flagrante nesta quarta-feira, 24, pelas Polícias Civil e Militar na zona rural de Rodrgues Alves, acusado de estuprar as duas filhas gêmeas, de 13 anos de idade. Em 2004, o homem já havia estuprado a filha mais velha.

De acordo com o delegado José Obetânio, as gêmeas sofriam abuso sexual há vários anos, mas só agora o caso chegou ao conhecimento da polícia.

“Esses crimes sexuais sempre existiram, sendo que na maioria dos casos, os estupradores são pessoas próximas das vítimas. Esse papel da Polícia Judiciária em divulgar essas prisões e dar toda a atenção a esse tipo criminal, tem resultado no encorajamento das vítimas e de familiares, que levam os casos ao conhecimento da polícia”, afirmou.

O homem já está no Complexo Penitenciário Manoel Neri, em Cruzeiro do Sul.

Continuar lendo

Na rede

Mâncio Lima concede abono salarial de mais de R$ 7 mil aos professores da rede municipal

Publicado

em

Mâncio Lima foi o segundo município do Acre, seguido do vizinho Cruzeiro do Sul, a pagar o abono salarial para os professores da rede municipal de ensino. O montante dos recursos, R$ 6.903 para a categoria p2 e R$ 7.441,00 para p3, é pago desde agosto e se estenderá até dezembro .

O prefeito de Mâncio Lima, Isaac Lima (PT), explicou que diante do atual cenário econômico em função da pandemia da covid-19, as escolas paradas e os recursos do FUNDEB chegando, a gestão decidiu adotar o pagamento mensal iniciando no mês de agosto.

“O que totaliza no final do ano mais de R$ 7 mil reais de abono aos nossos profissionais da educação municipal. Isso é o reconhecimento ao trabalho dos nossos professores com valor superior ao que muitos municípios estão pagando em parcela única”, contou Isaac Lima.

O pagamento foi feito após uma consulta, em 07 de junho, junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), acerca da possibilidade de concessão benefício aos servidores municipais da educação com verbas oriundas de “sobras” de recursos do Fundeb, destinados à educação, sem incidir nas vedações impostas pela Lei Complementar 173/2020.

Segundo o secretário de Finanças, José Alberto, algumas prefeituras preferiram pagar tudo em parcela única e com valores inferiores aos do município. Destaca que com este recurso extra, estão sendo injetados na economia do município mais de R$ 1,5 milhão.

“No caso de Mâncio Lima, pagamos parcelado porque acreditamos que esses professores estavam precisando desses recursos, pois, como todos sabem, ainda estamos vivenciando os efeitos econômicos da pandemia e, outras cidades só se atentaram agora da obrigatoriedade do pagamento do abono salarial e agora estão correndo para que os recursos não voltem para os cofres da União”, afirmou.

O valor do abono salarial é pago conforme o número de alunos matriculados e cadastrados no último Censo de 2020. O município tem hoje uma clientela de 3.183 alunos destes, 58 são indígenas, matriculados na Educação Básica. O aluno indígena tem peso maior que o não indígena no envio dos recursos do FUNDEB.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas