Conecte-se agora

A encruzilhada perigosa na pandemia

Publicado

em

O GOVERNADOR Gladson Cameli fez um apelo emocionado para que a população cumpra com os procedimentos adotados pelo estado de prevenção ao coronavírus.  Ontem, chegamos ao dado alarmante de 644 novos casos de contaminação pelo Covid. Ao registro de mais 12 mortes, o que pula para 1.168 óbitos pela doença. E com o alarme de que, os recursos para uso na pandemia estão acabando, já que os valores destinados para a compra de vacinas são intocáveis. 

Estamos na encruzilhada mais perigosa desta pandemia. O que mais chamou a atenção da sua fala foi dizer que, se tiver que optar por tomar medidas mais duras no combate a pandemia vai tomar, sem olhar para as consequências políticas. Decisão de alguém que valoriza a vida. Não é demais a previsão de infectologistas de que, se continuar nessa crescente, se poderá chegar ao fim de abril no quadro dantesco de um grande aumento no número de mortos pela Covid. 

O que mais causa repulsa é terem politizado este debate, que não é político, é de saúde pública. E, ver pessoas de boa qualificação, por questões políticas, de fanatismo, defender que não se tome medidas de prevenção, e que cada um que cuide de si. Os sinos já calaram cansados de badalar por tantas mortes, mas nada parece comover uma turba insana, que insiste em negar o poder mortal do vírus da Covid. 

Ainda bem que, o MP, o Judiciário e o Legislativo têm respaldado as ações do governo contra o negacionismo da ciência. E termos governador que segue a ciência. Não fosse isso, aqui já seria uma Manaus, talvez, em proporções macabras ainda maiores. 

A solidariedade deste BLOG a todas as famílias que perderam entes queridos, e aos que sofrem nos leitos dos hospitais abarrotados lutando contra o Covid. Neste cenário, não há lugar para insanos.

DONO DA CANETA

O SENADOR PETECÃO (PSD) disse ontem ao BLOG que embora ache injustas as demissões de membros do seu grupo, não vai polemizar com o governador Gladson. “O governador é ele, e nomeia a demite quem quiser”, ressaltou um tranquilo Petecão, que se considera afastado do núcleo do poder, e assim quer permanecer.

NÃO HÁ CLIMA

O PETECÃO está certo, ao não polemizar politicamente o assunto de cargos no governo, num momento em que o estado passa por um estágio dos mais críticos desta pandemia. Assuntos políticos devem ficar para 2022.

PAUTA POSITIVA

NÃO TENHO nenhum constrangimento de elogiar a quem é crítico, quando este toma uma atitude digna e humana. Agiu certo o prefeito Tião Bocalom, em chancelar o projeto que autoriza o município a comprar vacinas.

NÃO REPRESENTA

O PREFEITO de Sena Madureira, Mazinho, embora ressalte ser uma boa pessoa, disse ontem ao BLOG que, Nenê Junqueira na Agricultura não representa o MDB.

CRIOU UMA CONFUSÃO

TRADUZINDO em poucas palavras: o senador Márcio Bittar (MDB), ao não se entender com o MDB, pôs um abacaxi no colo do Gladson, com a indicação do Nenê.

OLHO DO FURACÃO

ANTES do Márcio levar o nome do pecuarista Nenê Junqueira para o governador Gladson como cota do MDB, deveria ter posto o assunto para discussão na sigla, e não fez. Resultado: botou esse rapaz no olho do furacão. E criou, por tabela, um constrangimento ao governador.

NÃO TEM O AVAL

TIVE o cuidado de conversar ontem com várias lideranças do MDB e o tom foi o mesmo do presidente Flaviano Melo (MDB), que a indicação não tem o aval do partido.

SEM PROCURAÇÃO

O QUE OUVI ontem das principais lideranças do MDB, foi que o senador Márcio Bittar (MDB) tinha o aval para abrir conversas para o MDB integrar o governo, mas não de indicar nomes sem passar pelo aval da executiva regional.

FUGIR DA BALBÚRDIA

O MAIS SENSATO para o governador Gladson é escolher um nome alternativo da sua confiança, para comandar a Agricultura, e deixar a conversa com o MDB para 2022.

PASSAGEM DIRETA

PREVALECE entre os prefeitos o entendimento de pedir à bancada federal para que os recursos das emendas não passem pelo estado, mas direto para as prefeituras.

NÃO VAI FALTAR

ACREDITO que o STF deva barrar o pedido do presidente  Bolsonaro de tirar o poder dos estados de adotar medidas protetivas na pandemia, a tragédia que se abateu no Brasil só não é maior devido a governadores e prefeitos.

NÃO ESCONDE DE NINGUÉM

O presidente Jair Bolsonaro não faz questão de esconder de ninguém que é uma negacionista da ciência, e que por ele, estava tudo aberto, sem importar as consequências.

SUPLENTES NA TORCIDA

PELO menos oito dos atuais vereadores de Rio Branco devem ser candidatos a deputado na eleição do próximo ano, para alegria dos suplentes que torcem a favor.

VACINAÇÃO SE AJUSTOU

AO QUE INDICA, a vacinação na capital, enfim, se ajustou com o aumento de locais de imunização, o que acabou com o tumulto. Neste ponto, o secretário Franck Lima acertou.

ENTRAVE PRINCIPAL

O ENTRAVE para que a vacinação não avance na diminuição das faixas etárias, é que chegam pequenos lotes do governo federal para o estado repassar à PMRB.

CONDIÇÃO PRINCIPAL

PARA QUEM pensa em ir de mala e cuia para o PSDB é bom avaliar que, o partido estará em palanque oposto ao do presidente Bolsonaro. E, com candidato próprio a presidente. 

MUDANDO DE PROSA

CLARO QUE, ao adotar medidas de proteção contra a Covid, por certo desagradou os negacionistas da ciência, mas em compensação o governador Gladson salvou vidas.

NÃO HÁ OUTRA DISCUSSÃO

E, não há outra discussão no momento mais importante que não passe por evitar um colapso no fornecimento de oxigênio, e de reforçar a luta para conseguir mais vacinas. 

FRASE MARCANTE

“Quem sabe falar é capaz de fazer calar todos os canhões do mundo”. Kotzebue.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.