Conecte-se agora

Não é hora de falar de política

Publicado

em

O SENADOR Sérgio Petecão (PSD) tem se trancado em copas, quando se trata de falar sobre uma possível candidatura sua ao governo do estado na eleição do próximo ano. Para Petecão, não há como falar em eleição no momento grave de pandemia em que vive o estado. 

“Não posso tomar uma posição sozinho, tenho que ouvir todo o meu grupo, mas não agora, no próximo ano”. E completa que, “nunca disse a ninguém que decidiu disputar o governo”. 

Petecão também quer saber qual será o cenário, se o governador Gladson Cameli disputará a reeleição.  Por tudo isso, não esperem do senador Sérgio Petecão (PSD) nenhuma manifestação no decorrer deste ano. Vai tudo ser empurrado para 2022.

CANETADA NO COVID

COERENTE a canetada do Desembargador Samuel Evangelista, que acabou com a “Festa do Covid”, em Epitaciolândia, derrubando a decisão negacionista do prefeito Sérgio Lopes, e repôs o pressuposto que, antes do lucro vem a preservação da vida. Não cabia outra decisão com filas no estado para leitos e vagas em UTIs.

AZEDOU DE VEZ

AZEDA já estava há muito tempo, mas a informação que tem o BLOG é de que, depois do episódio dos sacolões na Educação, azedaram ainda mais as relações entre o governador Gladson Cameli e o seu vice Major Rocha.

FORA DE COGITAÇÃO

A REAPROXIMAÇÃO, que chegou a ser pensada em determinado momento, perdeu real sentido depois da perda da confiança entre o governador e o seu vice.

PARA COMEMORAR O COLAPSO?

FAZER CARREATA de protesto contra o governador Gladson, por tomar decisões para preservar vidas, e evitar que pessoas morram nas filas dos hospitais, é isso?

O PROBLEMA NÃO ESTÁ NO NOME

O GOVERNO Bolsonaro caminha para ter o seu quarto Ministro da Saúde. O problema da inércia na pandemia não está em quem ocupará o cargo, porque este terá de seguir o que manda o negacionista dono da caneta.

CAMPO DE EXTERMÍNIO

O estado colapsou o seu sistema de Saúde, está procurando vagas para pacientes de Covid em outros estados. Se o governador Gladson fosse um negacionista da ciência, isso aqui teria virado um campo de extermínio.

DOBRADINHA CONFIRMADA

O EX-PREFEITO Deda (PROS) não será mais candidato a deputado federal, abriu mão para apoiar a candidatura da prefeita Fernanda Hassem a uma vaga na Câmara Federal.

PERGUNTA E RESPOSTA

PERGUNTEI ontem a um Cardeal da CÚRIA palaciana se haveria chance do Minoru Kinpara ou da Socorro Neri serem nomeados para comandar a Educação. Resposta: “difícil, nomear o Minoru seria prestigiar o Rocha; e a Socorro Neri, o deputado Jenilson Lopes e seu PSB”.

NADA A DESTACAR

NO CAMINHO rápido para os 100 dias de gestão, não se conhece da prefeita de Senador Guiomard, Rosana Gomes, nem um ato pontual que fugiu da mesmice.

ESPAÇOS LIMITADOS

TUDO corre no sentido do vice Rocha ser candidato a deputado estadual, e a deputada federal Mara Rocha (PSDB) disputar a reeleição. Não há espaço para ambos no cenário no majoritário do estado.

PARA CHAMAR DE MEU 

O SENADOR Márcio Bittar (MDB) já tem dois partidos para chamar de meu: o REPUBLICANOS, que será presidido pelo filho; e o PTB, que tem a aliada Charlene Lima no comando. Quer também pôr no bornal o PL-PSL- MDB. Sua meta é chegar para negociar com o Gladson em 2022, como o dono da bola.

OBSERVAÇÃO

FALANDO NO SENADOR MÁRCIO BITTAR (MDB) ouvi ontem, de fonte que prefiro não revelar: “daqui alguns dias o Márcio não será mais o Relator do Orçamento da União, e voltará a ser só mais um senador bolsonarista”.

QUANDO EU QUISER

A VACINAÇÃO pela PMRB só será reativada na capital com a chegada de novos lotes de vacina, o que existe em estoque é só para garantir quem tomou a primeira dose.

DOMINADO PELA AMNÉSIA

QUEM ESCUTA o ex-presidente Lula falando parece que sofreu um surto de amnésia sobre os escândalos em série envolvendo seu governo. Em tempo: o Ministro Fachin não o absolveu, não julgou o mérito das condenações, seu entendimento foi só que o foro não era Curitiba.

NÃO VEJO ESTE CENÁRIO

NÃO CONSIGO ver o fato da entrada do Lula novamente no cenário nacional, como algo que possa ter influência no estado na disputa do Senado e Governo, em 2022.

QUEM VAI COMANDAR

O Cesário Braga vai continuar presidente do PT, mas quem está articulando as primeiras conversas e vai comandar o processo de aglutinação do PT, para a eleição de 2022, é o ex-senador Jorge Viana (PT).

HÁBIL ARTICULADOR

NESTE MOMENTO difícil que atravessa o PT no estado, ninguém mais hábil que o ex-senador Jorge Viana para fazer costuras de alianças. Sua meta é disputar o Senado.

FORA DE COGITAÇÃO

JORGE VIANA tem reiterado estar fora de qualquer cogitação de disputar uma vaga de deputado federal, pois, se fizesse a opção seria uma atitude política pessoal.

PEÇA IMPORTANTE

O SECRETÁRIO de Saúde, Alysson Bestene, tem sido uma das peças mais importantes do governo no combate a pandemia, tomando as decisões só ouvindo a ciência.

VIRÁ FORTE

SABER FAZER POLÍTICA, já provou que sabe. Se for mesmo disputar uma vaga de deputado federal na eleição do próximo ano, o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim, será competitivo. Não Disputará para perder.

QUASE FOI CRUCIFICADO

QUANDO O MÉDICO Thor Dantas disse no início da pandemia que dias terríveis viriam com mortes pela Covid, quase foi crucificado pelos negacionistas, foi chamado de comunista, criador de alarmes falsos, e que queria aparecer. Pois bem, passamos das mil mortes.

FRASE MARCANTE

“As aves cantam mesmo quando o ramo se parte, pois sabem que têm asas.” Salvador Diaz Mirón.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.