Conecte-se agora

Indústria acreana é priorizada na compra de sacolões doados por franquia para ribeirinhos

Publicado

em

Ribeirinhos dos municípios acreanos atingidos pelas enchentes receberão mais de 30 toneladas de alimentos, em um total de 3,1 mil cestas básicas. As doações foram adquiridas com recursos doados pela Sodiê Doces, que é a maior franquia especializada em doces artesanais no país, e também pela Federação de Agricultura e Pecuária do Acre (FAEAC). A maioria dos itens que compõe os sacolões foi comprada da indústria acreana, como forma de valorizar o segmento no Estado e fortalecer a economia local. 

Os sacolões foram repassados ao governo do Estado em ato realizado na manhã desta quarta-feira, 10 de março, na empresa Café Contri. A Secretaria de Agricultura e Pecuária do Estado (Sepa), com apoio da Secretaria de Assistência Social e do Gabinete da Primeira-dama, Ana Paula Cameli, será responsável pela logística de distribuição das cestas básicas. 

“A empresária Cleusa Maria da Silva, proprietária da Sodiê Doces, procurou a SEPA, pois queria garantir que essa ajuda chegaria até os ribeirinhos. Como temos todo cadastro desses trabalhadores e acompanhamos de perto as dificuldades que eles estão enfrentando devido às cheias, iremos coordenar essa ação. A própria Cleusa Maria pediu que fosse dado prioridade aos produtos acreanos, o que nos deixou ainda mais felizes”, comentou o titular da Sepa, Edivan Azevedo. 

Presente ao ato, o presidente do Sindicato da Indústria de Produtos Alimentares do Estado (Sinpal), José Luiz Assis Felício, externou sua gratidão pela prioridade dada à indústria local na aquisição dos sacolões. “Só temos a agradecer à empresa Sodiê Doces, à FAEAC, ao secretário Edivan Azevedo e à primeira-dama, Ana Paula Cameli, assim como também a equipe do Café Contri, que se empenhou para montar mais de 3 mil cestas básicas em um curto espaço de tempo. É um apoio que ajudará os ribeirinhos e movimentará também a nossa economia”, salientou. 

Adalberto Moreto, proprietário do Café Contri, reforçou a importância da valorização da indústria acreana legalizada. “Os produtos foram adquiridos de cerca de 17 empresas locais, desde o plástico do sacolão até o charque. Dentro da campanha Indústria Amiga Acreana queremos gerar renda e emprego no Estado. Agradeço a todos que colaboraram com esta importante ação”, frisou. 

Já a primeira-dama do Acre, Ana Paula Cameli, exaltou a solidariedade do povo brasileiro no apoio que tem dado ao estado e elogiou a mobilização da indústria local. Também estiveram presentes no ato de entrega o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Acre (FIEAC), José Adriano, o vice-presidente, João Paulo Pereira, entre outros empresários e autoridades.  

Assessoria FIEAC

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas