Conecte-se agora

Rio Tarauacá baixa quase 1 metro e Iaco amanhece estável

Publicado

em

Tarauacá e Sena Madureira são um dos dois municípios acreanos mais afetados pela enchente nos últimos dias.

O rio Tarauacá chegou a mais de 11 metros, afetando cerca de 30 mil pessoas no município. A grave situação fez com que a prefeitura decretasse estado de calamidade pública. Cerca de 80 famílias estão desabrigadas e estão acolhidas em abrigos montados principalmente em escolas públicas. A estimativa é que a água tenha atingido 80% da cidade, mas na manhã deste domingo, 21, o manancial começou a baixar registrando na medição das 6h 10,10 metros. No sábado, no mesmo horário, a medição foi de 11,05 metros. A cota de transbordamento em Tarauacá é de 9,50 metros.

Já em Sena, o nível do Rio Iaco que castiga com a segunda maior enchente de sua história. O manancial amanheceu estável neste domingo. Na medição realizada às 6 horas da manhã, a cota era de 18,04 metros. A alagação atual só fica atrás da registrada no ano de 1997 quando o nível do rio atingiu 19,40 metros. A cheia deste ano já desabriga quase 20 mil pessoas.

Um vídeo postado nas redes sociais mostra o volume de água que atingiu a cidade. A praça 25 de Setembro foi tomada pelo rio e as imagens mostram que as canoas viraram o meio de transporte mais usado no município. Os carros tem imensa dificuldade de passar por conta da altura do nível da água.

A cheia do Rio Iaco impacta diretamente no bloqueio da BR-364 no sentido Cruzeiro do Sul. Na noite deste sábado, 20, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) fez um comunicado onde reitera que o trecho da rodovia permanece interditado e pede para que a população não se dirija ao local. O DNIT trabalha para tentar restabelecer o tráfego, mas depende da baixa no nível de água que cobre a pista para permitir o fluxo de veículos, principalmente dos carros de passeio.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas