Conecte-se agora

Jenilson crítica decisão de Bocalom acerca de retorno às aulas e afirma que irá acionar Comitê

Publicado

em

O deputado estadual e médico infectologista, Jenilson Leite, usou as redes sociais na noite desta quarta-feira, 20, para se manifestar contrário a decisão do prefeito Tião Bocalom (Progressistas) em relação à volta às aulas para o próximo dia 8 de fevereiro.

Em sua fala, o parlamentar destacou que apesar da chegada do imunizante ao Acre, esse não é o momento ideal de retomar as aulas. Ele pediu ao prefeito que reconsidere a decisão.

“A vacina que chegou não vai ser suficiente para imunizar nem os profissionais que estão na linha de frente, estamos vendo que em nossos Estados vizinhos as pessoas morrem por falta de oxigênio. Há um ditado que diz que quando a gente vê um problema acontecendo ao nosso lado, a gente põe as “barbas de molho”, destacou.

O deputado afirmou que vai consultar o Comitê do Acre sem Covid a respeito da decisão de Tião Bocalom.

“Vou consultar o comitê para saber se essa é uma decisão do comitê ou uma determinação unilateral do prefeito Bocalom. Mas acredito que o comitê não autorizaria o início das aulas num momento difícil como esse que estamos vivendo, mesmo com adaptações sanitárias. Há uma recomendação sanitária de adaptação de escolas que queiram funcionar, mas para momentos de maior tranquilidade”, destacou.

Em outro trecho, Jenilson citou o caso de Manaus, que viveu momentos difíceis nos últimos dias, e argumentou que o retorno às aulas poderá resultar no colapso da saúde do Estado.

“Nossas unidades já atingiram praticamente 100% de lotação. Por exemplo, no INTO já não temos vagas. O Hospital Juruá atingiu 94% da capacidade de internação. As crianças podem adquirir o vírus na escola e disseminar aos pais e demais parentes. Não podemos pensar em voltar às aulas sem imunizar pelo menos 50% da população. Isso é ter responsabilidade como representante do povo”, salientou o infectologista.

Acre

Incêndio consome apartamentos e galeria comercial no Manoel Julião

Publicado

em

Na madrugada desta quinta-feira, 29, dois batalhões do Corpo de Bombeiros foram acionados para atender uma ocorrência de incêndio em prédios comerciais na região do bairro Manoel de Julião, em Rio Branco.

Segundo informações repassadas pelos bombeiros o fogo atingiu três edificações comerciais: uma farmácia, lanchonete e uma clínica odontológica.

O incêndio iniciou na lanchonete por decorrência de pane na rede elétrica. Com carga de energia, os fortes ventos e a estrutura dos prédios serem muito próximas, logo o fogo se alastrou para os prédios vizinhos da regional.

Os militares demoraram cerca de 2 horas de combate ao incêndio, com a utilização de quatro caminhões e 22 mil litros de água para o controle das chamas. A estrutura da clínica odontológica pode ser preservada com a atuação dos bombeiros, tendo apenas a cobertura atingida.

Mesmo com as grandes proporções, felizmente, não houve vítimas. O local foi isolado para perícia de incêndio por parte do Corpo de Bombeiros.

Continuar lendo

Acre

Cruzeiro do Sul irá vacinar adolescentes de 12 a 17 anos

Publicado

em

A prefeitura de Cruzeiro do Sul vai iniciar sábado, 31, das 16 às 21 horas no Shopping Copacabana a vacinação contra Covid para o público de 12 e 17 anos no Tik Tok da vacinação. Os adolescentes deverão estar acompanhados dos pais ou responsáveis.

O Ministério da Saúde recomenda a prioridade para adolescentes com comorbidades, mas todo o público dessa idade será atendido, bem como todos que ainda não foram vacinados. O município tem 15 mil doses da Pfizer, o único imunizante autorizado para adolescentes.

No município, 87% da população já foi vacinada. O prefeito Zequinha Lima faz um chamamento para que os adolescentes e público em geral busque a vacinação para alcançar 100% de imunização em Cruzeiro do Sul.

“Temos visto que o número de novos infectados, de internações e mortes teve uma drástica redução já como resultado da vacinação. Então convidamos os adolescentes e ao público em geral para se vacinar. O Shopping foi escolhido por representar um local se diversão e entretenimento da nossa juventude”, destaca o prefeito.

A autorização para a imunização dos adolescentes foi dada, no último dia 27, terça feira, pelo Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde – CONASS e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde CONASEMS.

Continuar lendo

Acre

Carteira assinada segue crescendo no Acre e amplia novas vagas

Publicado

em

O emprego no Acre segue rota de crescimento e ofertou, em junho, 967 novas vagas com carteira assinada. A variação relativa é de 1,10% em relação a maio, mês em que o emprego cresceu 1,8% na comparação com o período anterior.

Os dados foram divulgados na manhã desta quinta-feira (29) pelo Ministério da Economia, informando que em junho foram contratados 3.109 novos trabalhadores e demitidos 2.142, o que gerou saldo positivo no período.

Apesar da crise sanitária imposta pela pandemia da Covid-19, o Acre apresenta saldo acumulado de 4.793 novos postos de trabalho formais em 2021, registrando crescimento 5,68% entre janeiro e junho.

Houve saldo positivo de contratações em todos os Estados. São Paulo apresentou melhor saldo.

Continuar lendo

Acre

Emprego no comércio cresceu 11,9% em 10 anos no Acre, segundo o IBGE

Publicado

em

Foto: Mauro Pimentel

No Acre, segundo a Pesquisa Anual do Comércio (PAC) divulgada nesta quinta-feira (29) pelo IBGE, o comércio empregou 17.822 pessoas em 2019, registrando, portanto, aumento de 11,9% em relação a 2010 (15.921). Em salários, retiradas e outras remunerações foram pagos R$ 385 milhões, valor que superou o dobro de 2010 (R$ 187 milhões).

Em 2019 as empresas comerciais registraram receita bruta de R$ 6,9 bilhões, dos quais R$ 789 milhões foram auferidos no segmento de comércio de veículos, peças e motocicletas; R$ 2,3 bilhões no comércio por atacado; e R$ 3,7 bilhões no comércio varejista.

A margem de comercialização é definida como a diferença entre a receita líquida de revenda (parcela da receita operacional líquida advinda exclusivamente da revenda de mercadorias) e o custo das mercadorias revendidas. Em 2019, no nosso estado, a margem de comercialização totalizou R$ 1,5 bilhão, sendo o comércio varejista responsável pela maior parcela (65,2%), seguido do comércio por atacado (26,4%) e comércio de veículos, peças e motocicletas (8,4%).

No País, os números não são positivos como no Acre: entre 2014 e 2019, o comércio perdeu 177,3 mil empresas (-11%), 466,1 mil trabalhadores (-4,4%) e 140,6 mil lojas (-8,1%). O varejo, segmento responsável por empregar 74,2% dos trabalhadores da área comercial, teve redução de 4,1% em sua ocupação. Com isso, o comércio empregava, em 2019, 10,2 milhões de trabalhadores, sendo 908,0 mil no comércio de veículos, peças e motocicletas, 1,7 milhão no atacado, e 7,5 milhões no varejo.

A PAC é realizada pelo IBGE desde 1996 e retrata aspectos estruturais do setor comercial do país. As informações divulgadas são significativas para análise e planejamento das empresas do setor privado e dos diferentes níveis de governo. Anualmente, a PAC apresenta os principais resultados das empresas comerciais brasileiras, que são divididas em três segmentos: comércio de veículos, peças e motocicletas; comércio por atacado; e comércio varejista.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas