Conecte-se agora

Basa divulga edital para concurso público com vagas para TI

Publicado

em

Já está disponível edital de abertura do concurso público do Banco da Amazônia (BASA) que tem como objetivo preencher imediatamente cinco vagas para técnico científico na área de tecnologia da informação, além de formar cadastro reserva. As inscrições ocorrem no período de 7 de janeiro até 1º de fevereiro de 2021. As provas estão programadas para o dia 14 de março e serão aplicadas nas seguintes cidades: Belém/PA, Boa Vista/RR, Cuiabá/MT, Macapá/AP, Manaus/AM, Palmas/TO, Porto Velho/RO, Rio Branco/AC, Santarém/PA e São Luís/MA.

A seleção deste ano será constituída de avaliação da qualificação técnica dos(as) candidatos(as), representada por habilidades e conhecimentos aferidos por meio da aplicação de provas objetivas, sendo as provas de conhecimentos básicos e específicos de caráter classificatório e eliminatório.

De acordo com a gerente em exercício de Gestão de Pessoas do BASA, Ana Limão, o concurso deste ano será direcionado para a área de TI. “Esperamos que seja um processo tranquilo, respeitando-se às medidas de prevenção”, completa.

A remuneração inicial para o cargo de técnico científico do concurso é de R$3.145,79 para jornada de trabalho de seis horas diárias, totalizando 30 horas semanais.

Além da remuneração, ainda serão oferecidos a título de vantagem: auxílio-alimentação (Ticket e Cesta Alimentação) no valor de R$ 1.486,03; auxílio-creche, possibilidade de exercício de funções gratificadas, a critério do Banco da Amazônia, ascensão e desenvolvimento profissional, participação no plano de previdência complementar – o PrevAmazônia e participação nos lucros ou nos resultados da empresa, sempre de acordo com as disposições legais em vigor.

No dia da prova, será obrigatório o uso de máscaras e higienização das mãos, conforme aponta o edital do concurso em convergência às medidas sanitárias em prevenção ao COVID-19.

*Serviço*

O edital do concurso 2021 do Banco da Amazônia estará disponível a partir do dia 6 de janeiro de 2021. A inscrição deverá ser efetuada, no período de 07/01 a 01/02/2021, na página da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (www.cesgranrio.org.br).

Anúncios

Destaque 6

TJAC inicia processo para implantação do “Balcão Virtual”

Publicado

em

Com a finalidade de proporcionar um melhor atendimento aos advogados e partes processuais, o Tribunal de Justiça do Estado do Acre (TJAC) iniciou o processo para a implantação do “Balcão Virtual”. O serviço, que será ativado nos próximos dias, tem as mesmas características e atribuições que o realizado no balcão físico, porém, de forma remota.

A portaria assinada pela presidente do TJAC, desembargadora Waldirene Cordeiro, leva em consideração que a plataforma tem por finalidade, durante o horário de expediente, promover o contato imediato do setor de atendimento de cada unidade judiciária com os usuários da prestação jurisdicional.

“Essa nova modalidade não irá substituir o atendimento físico, porém, no momento, estamos na bandeira vermelha, onde somos obrigados a executar todos os atendimentos de forma virtual. O Balcão Virtual é mais uma ferramenta eletrônica que colocamos a disposição de todos os usuários. A pandemia do Covid-19 nos obriga a adotar todos os recursos tecnológicos para que a prestação jurisdicional não seja interrompida”, disse a desembargadora-presidente.

A criação do Balcão Virtual foi aprovada durante a 324ª Sessão Ordinária do Conselho Nacional de Justiça e normatizada pela Resolução CNJ 372/2021. De acordo com o próprio CNJ, o sistema eletrônico vem para aumentar as formas de contato com o cidadão, especialmente durante a crise sanitária do novo coronavírus, que exige uma série de restrições, como o distanciamento social.

Pela Portaria Nº 648 / 2021, o “Balcão Virtual” é um serviço realizado através de sala virtual permanente de cada unidade jurisdicional, mediante o uso da ferramenta Goggle Meet. Nas Comarcas não instaladas, na impossibilidade do uso dessa ferramenta, o atendimento deverá ser realizado de forma assíncrona, mediante o uso e-mail, telefone ou WhatsApp, como vem ocorrendo.

Os links da sala virtual de atendimento ficarão no site do Poder Judiciário do Estado do Acre, junto aos telefones e endereços eletrônicos de cada unidade jurisdicional.

A qualidade do atendimento também será monitorada, como revela o juiz-auxiliar da Presidência, Leandro Gross. Segundo ele, o magistrado de cada unidade orientará os servidores sobre o novo procedimento e fará monitoramento da qualidade do serviço oferecido ao usuário da justiça.

“É um serviço que vem para somar aos atendimentos virtuais que já executamos no Poder Judiciário do Acre. É um período atípico em que todos estamos vivenciando em decorrência da pandemia e o ‘Balcão Virtual’ vem para melhorar a sistemática. Esperamos êxito na nova ferramenta e as expectativas são altas para aprovação do nosso público”, salientou.

O juiz-auxiliar esclarece que o novo serviço não servirá para protocolo de petição, nem para gabinete de magistrado e reforça que o serviço estará disponível apenas durante o expediente ao público.

Continuar lendo

Destaque 6

MS promete mais 20 médicos para atender população do Acre

Publicado

em

O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (2) que segue prestando apoio ao Acre para enfrentamento da pandemia da Covid-19, combate à dengue e para minimizar o impacto das enchentes na saúde da população. Entre as medidas, estão a ampliação do número de médicos atuando nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e o envio de equipamentos de proteção individual (EPIs).

Mais 14 vagas serão abertas pelo Programa Mais Médicos através de um novo edital, que será lançado em breve. Além disso, outras 6 vagas remanescentes serão preenchidas – a expectativa é de que 20 médicos comecem a atender na atenção primária em Rio Branco a partir da segunda quinzena de março.

Além do apoio com provimento médico, o Ministério da Saúde providenciou o envio de mais 120 mil máscaras triplas, 62 mil máscaras PFF, seis mil toucas e 240 macacões para auxiliar os profissionais de saúde no enfrentamento à pandemia.

Equipes da Secretaria de Atenção Primária (SAPS) também visitaram, na semana passada, UBS e Unidades de Referência, auxiliando os gestores locais a melhorar o fluxo de atendimento nos serviços de urgência e emergência.

Atualmente, Rio Branco possui 79 equipes de Saúde da Família credenciadas pelo Ministério da Saúde, o que representa uma cobertura de 75% da estratégia.

Como parte das medidas de assistência do Governo Federal, o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, estiveram no Acre no dia 24 de fevereiro para prestar apoio aos gestores locais e entregar doses extras de vacinas contra a Covid-19.

Desde o início de fevereiro, equipes do Ministério da Saúde fizeram visitas técnicas em Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Tarauacá, fazendo o acompanhamento das atividades realizadas pela vigilância epidemiológica local, bem como a assistência aos pacientes diagnosticados com dengue. Também está sendo feito um monitoramento diário da ocupação dos leitos nos hospitais locais e das demandas dos abrigos com estrutura de saúde para assistir à população atingidas pelas inundações.

Continuar lendo

Destaque 6

Rio Acre volta a encher mais de meio metro nas últimas 24 horas

Publicado

em

Fotos: Sérgio Vale/ac24horas.com

A Defesa Civil do município já havia alertado que apesar da baixa do Rio Acre na capital acreana nos últimos dias, o momento ainda não era de volta para as residências que foram alagadas. Atualmente, 77 famílias estão em abrigos públicos, o que corresponde a cerca de 240 pessoas.

A análise foi baseada nas chuvas recentes que podiam fazer com o que o nível do manancial voltasse a subir.

Nas últimas 24 horas, o nível do Rio Acre voltou a encher. Na medição desta terça-feira, 2, às 6 horas da manhã, o volume de água chegou a 12,98 metros. O nível é 52 centímetros ao registrado no mesmo horário de segunda-feira.

A previsão é que o rio continue enchente e alcance, no mínimo, a cota de alerta. ”Estamos acompanhando o movimento das águas, fazendo a análise das chuvas e nossa previsão é que o nível do rio suba mais e volte a atingir a cota de alerta que é de 13,50 metros em Rio Branco”, informa Major Falcão, coordenador da Defesa Civil na capital.

Continuar lendo

Destaque 6

Bolsonaro zera PIS e Cofins do diesel e do gás de cozinha

Publicado

em

Foto: Fábio Rodrigues/Agência Brasil

O presidente da República editou na noite desta segunda-feira (1º) um decreto e uma medida provisória que zera as alíquotas da contribuição do Programas de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS) e da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins) incidentes sobre a comercialização e a importação do óleo diesel e do gás liquefeito de petróleo (GLP) de uso residencial. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União.

Em relação ao diesel, a diminuição terá validade durante os meses de março e abril. Quanto ao GLP, ou gás de cozinha, a medida é permanente. A redução do gás somente se aplica ao GLP destinado ao uso doméstico e embalado em recipientes de até 13 quilos. “As duas medidas buscam amenizar os efeitos da volatilidade de preços e oscilações da taxa de câmbio e das cotações do petróleo no mercado internacional”, informou a Secretaria-Geral da Presidência da República.

Para cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal, como forma de compensação tributária, também foi editada uma medida provisória aumentando a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) das instituições financeiras, alterando as regras de Imposto sobre os Produtos Industrializados (IPI) para a compra de veículos por pessoas com deficiência e encerrando o Regime Especial da Indústria Química (Reiq).

“Para que o final do Reiq não impacte as medidas de combate à Covid-19, foi previsto um crédito presumido para as empresas fabricantes de produtos destinados ao uso em hospitais, clínicas, consultórios médicos e campanhas de vacinação que utilizem na fabricação desses produtos insumos derivados da indústria petroquímica, o que deve neutralizar o efeito do fim do regime para essas indústrias, que vigorará até o final de 2025”, informou a Secretaria-Geral.

As novas regras do IPI entram em vigor imediatamente. O aumento da CSLL e o final do Reiq entrarão em vigor em 1º de julho.

As medidas de redução do PIS e da COFINS no diesel e no GLP resultarão em uma redução da carga tributária de R$ 3,67 bilhões em 2021 neste setor. Para 2022 e 2023, a diminuição da tributação no gás de cozinha implicará em uma queda de arrecadação de R$ 922,06 milhões e R$ 945,11 milhões, respectivamente.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas