Conecte-se agora

Em entrevista, Bocalom defende volta às aulas em meio à Covid-19

Publicado

em

O candidato à prefeitura de Rio Branco, Tião Bocalom (Progressistas), em entrevista ao Café com Notícias, da TV5, apresentado pelo jornalista Washington Aquino, defendeu a retomada da volta às aulas na rede municipal de Rio Branco, mesmo em meio à pandemia da Covid-19, caso eleito prefeito de Rio Branco.

Com 24 mil alunos na rede municipal, Bocalom minimizou a Covid-19 e destacou que o vírus não teria tantos efeitos nas crianças, porém não apresentou nenhuma prova acerca desse assunto.

A rede municipal é responsável pelo atendimento de crianças de dois anos até onze anos e na Escola de Jovens e Adultos (EJA) a partir de 15 anos.

Indiretamente, Bocalom defendeu a tese da imunidade de rebanho (Q), ou imunidade coletiva, que é um conceito aplicável para doenças transmitidas de uma pessoa para outra. Essa tese descreve uma situação onde a cadeia de infecção é bloqueada, isto é, a doença para de se alastrar, pois uma porcentagem de indivíduos, numa população definida, adquire imunidade a essa infecção e assim protege os que ainda não tem imunidade de serem infectados.

“Olha só, o que a gente precisa ver nisso tudo é que as crianças, por exemplo, não tem tanto problema com Covid-19. A gente sabe que precisamos pegar covid também pra poder ficar imunizado”, afirmou.

Em outro trecho, Bocalom argumentou que essas medidas deveriam ser adotadas em razão do governo federal não ter mais dinheiro para mitigar os efeitos da Covid-19.

“O governo federal não tem dinheiro pra dar pro povo que não pode trabalhar. O povo tem que trabalhar. Quantas empresas quebraram e pequenas empresas quebraram porque as pessoas não foram trabalhar e olha o que deu? É muito pior o pós-covid-19 porque as pessoas não tem dinheiro nem pra comer, aí se não come, aí que pega mesmo [Covid-19]. Nós temos que repensar isso que foi feito. Vou chamar o governador e vamos repensar esse protocolo. O povo tem que voltar a trabalhar”, destacou Bocalom.

Anúncios

Destaque 6

Ribamar Trindade toma posse como Conselheiro do TCE com as bênçãos de Gladson

Publicado

em

O ex-secretário da Casa Civil, José Ribamar Trindade, foi empossado no início da tarde desta sexta-feira, 15, no cargo de Conselheiro do Tribunal de Contas do Acre após intensa batalha nos tribunais. Ele ocupa a 6ª vaga que ficou desocupada após a morte do conselheiro José Augusto de Farias, 71 anos, em julho do ano passado, vítima de covid-19.

A cerimônia de posse de Ribamar ocorreu no auditório do Tribunal de Contas e contou com a presença de Conselheiros da Corte de Contas e também do governador Gladson Cameli e foi transmitida via rádioweb do portal do TCE.

Uma das poucas favoráveis a vinda de Trindade para o TCE, a Conselheira Naluh Gouveia afirmou que orou muito por ele nos últimos dias. “Eu orei muito pelo senhor, eu rezei mesmo, e quero dizer para você que o senhor não será o conselheiro do governador, mas sim o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Acre”, disse.

O discurso de Naluh foi endossado pelo governador Gladson Cameli que afirmou que “Deus estava abençoando” seu ex-secretário. “Conselheiro Ribamar, Deus está te abençoando. Eu fiz um pedido a ele ontem. Deus te abençoe, te proteja e te ilumine”, resumiu.

Em tom apaziguador, Ribamar Trindade reforçou a importância da nova missão de ser Conselheiro. “Agradeço a todos os presentes e a todos os que me ajudaram a chegar até aqui. Chego na intenção de colaborar com a Corte da melhor forma possível e cumprir a missão constitucional”, frisou.

Diferente do que ocorreu nos tribunais, com direito a intervenção direta do Supremo Tribunal Federal (STF), o clima de posse de Trindade foi mais ameno, porém marcado por “olhares tortos” de alguns conselheiros como Cristovão Messias, Ronald Polanco e Antônio Malheiro, principais autoridades que patrocinaram uma ofensiva contra Trindade no judiciário na busca de empossa a conselheira-substituta Maria de Jesus Carvalho, que inicialmente chegou a ser indicada para vaga pelo governador, mas teve seu nome rejeitado pela Assembleia Legislativa sob alegação de não cumprir o requisito da idade já que ela tem 65 anos e a constituição e o regime do TCE aponta que o candidato para tomar posse precisa ter menos de 65.

A posse de Ribamar Trindade ocorreu após uma nova decisão do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, que revogou nesta semana o efeito de uma decisão liminar deferida por ele próprio em dezembro do ano passado requerida pelo então presidente da Corte de Contas, Cristóvão Messias, que impedia [Ribamar] de tomar posse do cargo até que a decisão final do caso.

Continuar lendo

Destaque 6

Enem 2020: Inep divulga orientações para os participantes

Publicado

em

Uma das medidas para evitar aglomeração é a abertura mais cedo dos portões de acesso 

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou orientações para os estudantes que vão participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Além de se preocupar em revisar os conteúdos para se sair bem na prova, os estudantes precisam conferir os critérios estabelecidos no edital do exame. 

Em decorrência da pandemia de Covid-19, diversas regras foram alteradas para garantir a segurança dos participantes, uma delas é o uso de máscara de proteção facial durante todo período da prova. A revista eletrônica nos locais de provas, com detector de metais, também respeitará os protocolos de prevenção.

Outras novidades dessa edição por conta da pandemia são a higienização das mãos com álcool em gel, próprio ou fornecido pelo Inep, antes da entrada em sala de provas e quando for necessário, e a ida ao banheiro que deve ser realizada respeitando o distanciamento social. 

Confira, abaixo, as orientações do Inep para o Enem 2020:

Cartão de confirmação

Apesar de não ser obrigatório o Inep recomenda que o participante leve o Cartão de Confirmação de Inscrição nos dias de aplicação para facilitar a localização da sala e evitar possíveis transtornos. O documento está disponível na Página do Participante. 

Horário de abertura dos portões

Como medida de segurança para evitar aglomeração, os portões dos locais de aplicação serão abertos mais cedo, às 11h30 (horário de Brasília). Assim, o participante terá até 1 hora e 30 minutos para acessar o local de prova.

Abertura dos portões: 11h30

Fechamento dos portões: 13h

Início das provas: 13h30

Término das provas 1º dia: 19h

Término das provas 2º dia: 18h30

Caneta deve ser de tinta preta

A única caneta aceita para preencher o cartão-resposta é a esferográfica de tinta preta, fabricada com material transparente. Qualquer outro tipo de caneta, ou ainda lápis e lapiseira, deverá ser guardado dentro da embalagem porta-objetos fornecida pelo aplicador, devendo ser lacrada e guardada embaixo da cadeira.

Documento oficial deve ser apresentado

Será obrigatório apresentar via original de documento oficial de identificação com foto para a realização das provas. Entre os documentos aceitos estão cédulas de identidade, passaporte e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de acordo com a Lei n.º 9.503, de 23 de setembro de 1997, como também a Carteira de Trabalho e Previdência Social (impressa e expedida após 27 de janeiro de 1997). 

Aparelhos eletrônicos devem ser desligados

Aparelhos eletrônicos como celular, tablet, pulseiras e relógios inteligentes devem ter todos os aplicativos, funções e sistemas desativados e desligados, incluindo alarmes, no envelope porta-objetos lacrado e identificado, desde o ingresso na sala de provas até a saída definitiva do local de provas.

Cronograma Enem 2020

Provas impressas: 17 e 24 de janeiro

Prova digital: 31 de janeiro e 7 de fevereiro

Reaplicação da prova: 23 e 24 de fevereiro

Resultados: a partir de 29 de março

 

*Com informações do Inep

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Continuar lendo

Destaque 6

Acre não sofre risco de desabastecimento de oxigênio

Publicado

em

Com a situação de colapso na saúde pública no vizinho estado do Amazonas, onde pacientes internados em hospitais estão morrendo por falta de oxigênio, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) se pronunciou sobre a situação no Acre.

O governo afirma que diferentemente da triste realidade do Amazonas, em decorrência da falta de oxigênio para o abastecimento dos hospitais, o Acre não possui risco de desabastecimento do insumo. Além de estarem devidamente abastecidas, as principais unidades de Saúde do Estado, que fazem atendimento de pacientes acometidos pela Covid-19, contam com sistemas de geradores de gases autônomos, ou seja, o oxigênio é gerado na própria unidade.

“Nossas principais unidades hospitalares possuem usinas de produção de oxigênio, e também dispomos de cilindros que são utilizados para o transporte de pacientes e enviados para as demais unidades. E graças ao empenho do nosso governador estamos devidamente abastecidos”, enfatiza o secretário de Saúde, Alysson Bestene.

Além do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Acre (Into-AC), a Fundação Hospital do Acre (Fundhacre), o Pronto-Socorro de Rio Branco, Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do 2° Distrito, maternidade Bárbara Heliodora, Hospital Regional de Brasileia, Hospital Ary Rodrigues, em Senador Guiomard, Hospital Regional do Juruá e Hospital da Mulher e da Criança do Juruá, possuem usinas próprias de geração de oxigênio. As unidades menores são atendidas com oxigênio em cilindros, mas o consumo também está dentro do planejado.

“Possuímos duas usinas, uma que atende o Into e outra para o Hospital de Campanha de Rio Branco. Os cilindros são utilizados apenas para backup e transporte de pacientes”, conta a gerente do Into-AC, Lorena Seguel.

De acordo com o responsável pelo gerenciamento do insumo no Departamento Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos (Dafi), o engenheiro Eduardo kispergher, “a Sesacre não compra cilindros. Eles são fornecidos em comodato juntamente com o gás. Entretanto, em 2020, foram adquiridos 50 cilindros pequenos para transporte de pacientes, o que promoveu uma melhor distribuição para atender a demanda dentro das unidades”.

Com informações da Agência de Notícias do Acre.

Continuar lendo

Destaque 6

Concentração de poluentes segue alta no Centro de Rio Branco

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas.com - (todos os direitos reservados)

O sensor instalado na sede do Ministério Público do Acre no Centro de Rio Branco informa no último boletim da Secretaria de Estado do Meio Ambiente que uma máxima concentração de material particulado ocorreu às 17h25 de quarta-feira (13) com 31,5 unidades por metro cúbico. A medição levou em conta os dados do dia 14/1.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) níveis acima de 25 unidades/m3 se constituem, ao longo de 24 horas de exposição, perigosos para a saúde humana.

A concentração de poluentes varia de níveis baixos a altos na capital mesmo com as chuvas que caem com mais intensidade neste inverno amazônico.

As queimadas neste começo de ano são 68% menores que em igual período de 2020, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Em 2021, entre os dias 1 e 14 de janeiro, foram registrados 5 focos de queimadas no Acre. No ano passado, foram 16.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas