Conecte-se agora

Vereadora eleita no Acre comemora vitória após ouvir que “humilde e lisa” não ganharia eleição

Publicado

em

A radialista Cleide Silva foi eleita vereadora em Porto Walter com 172 votos pelo MDB (o eleito mais bem votado obteve teve 375 votos). No início da campanha, em meados do mês de março, desacreditada pelos colegas, Cleide assinou uma espécie de “contrato” feito de próprio punho afirmando que seria eleita e um vídeo do ato foi gravado.

Agora, ela fez questão de divulgar o vídeo e o papel para comemorar a eleição. No referido “contrato”, um colega escreveu que na “humildade e liso” ninguém ganhava eleição, o que segundo ela, provou ser possível. “Eu ganhei lisa e humilde”.

O caminho até a vitória nas urnas não foi fácil. Em Porto Walter, onde só é possível chegar de avião ou barco, há muitas localidades em rios, seringais e Cleide foi em vários desses lugares divulgando o nome e as propostas dela. Foram dias em barcos, muita subida de barranco dos rios e várias vezes teve de empurrar canoa encalhada por causa do baixo volume de água dos mananciais.

“Para quem não acreditava em eleição de mulher e sem dinheiro, eu provei que não sou de brincadeira. Estou com o pé cortado de arrastar canoa nas pedras, com calo nas mãos de arrastar canoa. Fui aos lugares mais distantes e agora sou vereadora eleita de Porto Walter, onde vou trabalhar pelos que votaram e os que não votaram em mim”, declara.

Nascida no Rio Cruzeiro do Vale, Comunidade Palestina, ela cortou seringa com os pais e irmãos, onde também plantavam mandioca, arroz milho. “Cresci fazendo tudo isso e também sei fazer farinha. Como eu conheço essa realidade, tive muita facilidade em chegar à casa das pessoas, falar das minhas propostas e pedir voto. Muitos já me conheciam, relata.

Paixão pelo rádio e locução

Desde que morava nos seringais, Cleide Silva adorava ouvir rádio. Em Porto Walter ouvia as rádios de Cruzeiro do Sul. Ela conta que comprava fichas de orelhão, ligava para a rádio, pedia música e corria para ouvir em casa. Até que o jornalista Washington Aquino abriu uma rádio em Porto Walter e deu uma oportunidade a ela, que durante 4 anos apresentou o programa Bate Papo Musical Silva também fazia um informativo da prefeitura.

“No dia em que vi a rádio sendo construída, eu disse: vou trabalhar aí e trabalhei. Quando me candidatei, disse: eu vou ser vereadora, e fui eleita. É com essa determinação que vou trabalhar para fazer o melhor mandato de vereadora que puder e trabalhar para o desenvolvimento de Porto Walter”, concluiu a ex-seringueira, radialista e vereadora eleita, Cleide Silva.

Em Porto Walter, cidade de 11.017 habitantes, o prefeito recebe mensalmente R$ 7.950,00 e os vereadores R$ 3.206. O prefeito eleito é Cezar Andrade, do MDB.

Veja o vídeo:

play-rounded-fill

Destaque 4

Preço do tomate chegou a subir 129% no mercado em Rio Branco no mês de julho

Publicado

em

De acordo com a análise da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) o preço do tomate no mercado atacadista da Ceasa Rio Branco subiu 129% no mês de julho. No 8º Boletim do Programa Brasileiro de Modernização do Mercado Hortigranjeiro (Prohort), divulgado pela estatal nesta terça-feira (16), a maioria das frutas e verduras tiveram redução de preço no atacado.

A banana, por exemplo, caiu 56,26% e a melancia, 42,37% no período. A batata, cujo preço preço reduziu 6,26%. No caso da batata, os preços começaram a cair a partir de maio, depois de um período de alta no início do ano. Com a safra da seca ainda no mercado e a entrada da safra de inverno, a disponibilidade do produto permaneceu elevada, além da modificação no perfil da oferta, com a participação do Centro-Oeste e Sudeste como principais abastecedores.

A cenoura também já apontava a preços mais baixos desde a última atualização do Boletim Prohort. Nesta edição, o preço médio da cenoura na Ceasa na comparação com junho, teve queda de 3,64%, justificada pela grande oferta desta hortaliça em todo o País, pois os Estados produtores aumentaram seus envios aos mercados, juntando-se à oferta de Mingas Gerais.

Já o tomate teve a queda nas cotações iniciada em julho após o pico de preços registrado em abril deste ano. A oferta se manteve em elevação e os danos causados pelas chuvas do final de 2021 e início de 2022 foram superados, com as áreas produtoras ofertando de forma suficiente para atender a demanda.

Os dados estatísticos do Boletim Prohort da Conab são levantados nas Centrais de Abastecimento localizadas em São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Vitória, Curitiba, Goiânia, Brasília, Recife, Fortaleza e Rio Branco que, em conjunto, comercializam grande parte dos hortigranjeiros consumidos pela população brasileira. A íntegra do 8º Boletim Prohort pode ser acessada no Portal da Conab.

Continuar lendo

Destaque 4

Chef acreano, criador da saltenha de frango no tucupi, recebe prêmio de Gastronomia

Publicado

em

O chef de cozinha e proprietário da Marco’s Torres Gastronomia Brasileira, Marcos Torres, foi o vencedor do Prêmio Nacional Dólmã 2022, na categoria estadual. A cerimônia de gala para anúncio e entrega da premiação aconteceu na última sexta-feira, 12, em Macapá, capital do Amapá, durante a realização do Encontro Nacional de Chefs do Brasil (Enchefs) e do Fórum Gastronômico Brasileiro.

Conhecido como o “Oscar da Gastronomia Brasileira”, o prêmio reconhece e dá visibilidade aos profissionais da área em todo o país. A seleção dos concorrentes inicia com o Festival Enchefs Acre, durante o qual os inscritos apresentam pratos autorais, utilizando ingredientes regionais e locais. Os dois primeiros colocados seguem para a etapa nacional, juntamente com mais um profissional indicado pelo chef vencedor da premiação no ano anterior.

Em 2022, foi a sétima edição do festival no Acre e a terceira participação do chef Marcos Torres que agora, com o Prêmio, recebe o título de Chef Embaixador da Gastronomia Acreana, após passar pelas fases de votação popular (on-line), comissão julgadora e votação dos chefs premiados das edições anteriores.

Sobre Marcos Torres

Torres é conhecido em Rio Branco por ser quem lançou na cidade, em 2016, a já tradicional Saltenha, porém, incrementada com o molho à base de Tucupi e Jambu. A ideia inicial do recheio nasceu em conjunto com outro chef de cozinha, de São Paulo, ainda nos preparativos para um festival de gastronomia de mercado que aconteceria na capital, porém, com o salgado preparado no forno.

Depois, aprimorada a ideia, o recheio criado casualmente para uma reunião de amigos em casa, desta vez na versão frita da saltenha, conquistou de vez o paladar do rio-branquense e a partir daí fez com o que o então servidor público e cozinheiro amador Marcos Torres descobrisse seu verdadeiro talento e paixão: a Gastronomia.

Atualmente, retomou a produção das saltenhas e atua no serviço de alimentação em diversos tipos de eventos, além de consultor e personal chef.

Continuar lendo

Destaque 4

Suposta bolsa da Prada de R$ 14 mil chama atenção enquanto Márcia come pão com manteiga

Publicado

em

Com o início da campanha eleitoral vai ser comum a presença dos candidatos no meio do povão, pedindo votos até o dia da eleição. As assessorias fazem um grande esforço para mostrar que os candidatos são “gente como a gente”, mas nesta terça-feira, 16, primeiro dia oficial de campanha, a candidata ao senado pelo PL, Márcia Bittar, tomou café no Mercado Elias Mansour. No cardápio, o popular e delicioso pão com manteiga e café com leite.

Acontece que hoje nas redes sociais, os internautas não deixam nada escapar. O simplório café contrasta com a bolsa usada pela candidata, que seria, supostamente, de uma das principais grifes de bolsas do mundo. Alguns internautas postaram se tratar de uma bolsa da marca Prada, que custa R$ 14 mil. No mercado, há réplicas que saem mais em conta.

A assessoria da candidata foi procurada, mas preferiu não comentar o assunto sobre o valor da bolsa, se era original ou réplica.

Continuar lendo

Destaque 4

Com chance de Mailza ser impugnada, Grandidier e Alysson ressurgem na disputa de vice

Publicado

em

A ação movida pelo Ministério Público Eleitoral do Acre pedindo a impugnação da candidatura da senadora Mailza Gomes (Progressistas), como candidata a vice na chapa de Gladson Cameli, caiu como uma bomba no Palácio Rio Branco. Com isso, nomes que haviam sido descartados antes das convenções como dos ex-secretários Rômulo Grandidier e Alysson Bestene voltam à baila como postulantes a vice de Cameli, caso a justiça entenda que a parlamentar está de fato inelegível.

Nos últimos meses, Grandidier e Bestene travaram uma “guerra fria” dentro do Palácio com o objetivo de convencer o governador de escolher um dos dois para ser vice. A disputa entre os dois acabou dividindo o governo entre apoiadores do ex-chefe da Casa Civil e do ex-secretário de Saúde, porém ambos acabaram derrotados após o nome de Mailza ser confirmado como vice. De lá para cá, Rômulo se tornou coordenador da campanha de Cameli e Alysson trabalhava nos bastidores, já que sabia da possibilidade da impugnação da candidatura de Mailza.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.