Conecte-se agora

Preço do óleo de soja aumentou 18% no mês de outubro, na capital

Publicado

em

Foto: Getty Imagens 

O IBGE divulgou na manhã desta sexta-feira (6) o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de outubro reafirmando inflação muito alta em Rio Branco. Na capital, o IPCA de outubro ficou em 1,47%, o maior resultado entre as capitais.

De acordo com o IBGE, esse índice se deu principalmente em função das altas observadas em alguns componentes alimentícios como as carnes, que aumentaram 10,09% naquele mês; o arroz (15,44%) e o óleo de soja, cujos preços aumentaram 18,00%.

O menor índice ficou com a região metropolitana de Salvador (0,46%), por conta do recuo nos preços da gasolina (-2,32%) e da energia elétrica (-1,83%).

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento monetário de 1 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange dez regiões metropolitanas, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e Brasília. Para o cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados entre 29 de setembro a 27 de outubro de 2020 com os vigentes entre 28 de agosto a 28 de setembro de 2020.

Anúncios

Acre

Locutor de rádio é mais uma vítima da Covid-19 em Xapuri

Publicado

em

Diego José Ferraz Nogueira, de 39 anos, morreu na tarde desta quinta-feira, 25, no Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into/Ac), onde estava sendo tratado há cerca de uma semana.

Ele foi transferido, inicialmente, de Xapuri para o Hospital Regional de Brasiléia, de onde seguiu para a capital acreana após seu quadro de saúde se agravar de maneira muito rápida.

Atuando há pouco menos de um ano nas rádios Aldeia FM e Educadora AM de Xapuri como operador de áudio, Diego ousou e se tornou uma das revelações na locução das emissoras.

Apresentava, desde outubro do ano passado, o programa romântico Love Night, que em pouco tempo se tornou um dos mais ouvidos nas duas rádios, que funcionam com programação casada.

“Diego veio para a rádio sem saber nada de sonoplastia, mas aprendeu tudo muito rápido. Era um cara sem limites para aprender e adorava desafios”, diz Harley Cardoso, diretor das emissoras.

Cardoso informou ainda que os transmissores das duas rádios serão desligados às 18 horas desta quinta-feira em manifestação de pesar pelo falecimento do funcionário.

Há três dias, a médica Luciana Nogueira, irmã do locutor, relatou em sua página no Facebook o drama que a família vinha passando diante da gravidade do quadro de saúde dele.

“Meu coração está sangrando. Em momento nenhum pensei em passar por algo assim. Dia de clamar ao Senhor por um milagre. Olhar para o meu irmão, segurar o peito dele, e dizer: respira”, exclamou.

A morte de Diego Ferraz, filho de uma das famílias mais tradicionais de Xapuri, tem grande repercussão nas redes sociais, com inúmeras mensagens de pesar e solidariedade.

Esse é o 23º óbito de pacientes de Covid-19 residentes em Xapuri desde a chegada da pandemia. O município acumula, desde o dia 27 de abril do ano passado, 2.569 casos da doença.

Continuar lendo

Acre

Leo do PT denuncia Bolsonaro por aglomerar multidão no Acre

Publicado

em

O deputado federal Leo de Brito (PT-AC), protocolou nesta quinta-feira, 25, junto à Procuradoria Geral da República (PGR), representação para que o presidente Jair Bolsonaro seja processado criminalmente por crimes contra a saúde pública. O pedido ocorre um dia após o presidente da República visitar o Acre e promover aglomerações, desfilar em carro aberto sem uso máscaras.

O parlamentar acreano justifica que as condutas praticadas por Bolsonaro durante toda a pandemia, menosprezando a saúde da população, tem contribuído para o agravamento da doença, que após um ano, vive seu pior momento. O Brasil já registra mais de 250 mil mortes pela Covid-19 e tem mais de 10 milhões de infectados.

“O que se viu no Acre ontem vai muito além de postura condenável, o presidente Bolsonaro e sua comitiva cometeram vários crimes, em total desrespeito a população, como vem fazendo desde o início da pandemia. Apesar de todas as dificuldades, as pessoas vem fazendo a sua parte, mantendo o distanciamento social, usando máscaras, os comerciantes estão cumprindo o decreto, e por que a maior autoridade do país descumpre as regras e desconsidera tudo o que está acontecendo?, questionou o deputado federal.

Leo de Brito reforça que o Acre vive o pior momento da pandemia, com o sistema de saúde em colapso, ocupação máxima de leitos de UTI, falta de insumos e médicos, e a vacinação muito lenta. O estado está na bandeira vermelha e deve entrar em lockdown nos próximos dias.

“A situação é gravíssima, eu tinha expectativa que o presidente fosse anunciar que o Acre seria priorizado em relação a vacinação, o que infelizmente não ocorreu, mesmo diante de tudo o que estamos passando aqui com a pandemia, surto de dengue, enchentes e crise migratória, estamos sendo tratados igual a outros estados da federação”, lamentou o deputado federal.

O parlamentar criticou ainda a declaração do governador Gladson Cameli, que ao ser questionado quanto à postura do presidente em não usar máscaras e promover aglomerações na visita ao Acre, o mesmo disse: “cada um faz o que quer”. Leo de Brito enfatizou que o presidente da República deve ser o primeiro a cumprir as normas, uma vez que ele jurou honrar a Constituição e as leis do país.

“Espero que a PGR ofereça denúncia ao Supremo Tribunal Federal para que esses crimes não fiquem impunes, é inaceitável esse tipo de conduta de quem deveria dar exemplo à Nação, isso tem que ter limite”, finalizou Leo de Brito. A representação protocolada na PGR tem como base os fundamentos dos artigos 132 e 268 do Código Penal.

Continuar lendo

Acre

Rio Acre continua subindo e rios do interior apresentam vazante

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas.com

Mais de 100 mil pessoas atingidas pelas cheias dos rios em 10 municípios acreanos recebem boa notícia. O nível dos rios em quase todos os municípios apresentou vazante nesta quinta-feira, 25. A exceção é Rio Branco, onde o Rio Acre volta a se aproximar dos 15 metros.

Em Sena Madureira, por exemplo, ruas inundadas voltaram a ter circulação após a baixa do Rio Iaco. A seguir, um panorama dos municípios com dados divulgados pelo Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e prefeituras.
Rio Branco

O nível do Rio Acre voltou a subir nas últimas 24 horas. A medição desta quinta-feira, 25, aponta 14,99 metros, confirmando o retorno da cheia prevista pela Defesa Civil. Na capital acreana são 2.740 famílias atingidas, o que corresponde a 13.700 pessoas. Cerca de 75 famílias estão abrigadas em abrigos públicos, como escolas e o Parque de Exposições.

Cruzeiro do Sul

O nível do Rio Juruá também baixou nesta quinta, chegando a 13,78 metros e ficando a apenas 78 centímetros acima da cota de transbordamento. O segundo maior município do Acre enfrenta a pior alagação de sua história. São mais de 30 mil pessoas atingidas, sendo que 259 famílias estão desabrigadas e quase 4 mil desalojadas.

Tarauacá

O Rio Tarauacá amanheceu 5 centímetros abaixo da cota de transbordamento que é de 9,50 metros. Ele também apresenta sinal de vazante. As águas do rio chegaram a atingir 80% da cidade de Tarauacá e cerca de 28 mil pessoas foram atingidas.

Feijó

O Rio Envira em Feijó ainda continua elevado, apesar de também apresentar vazante. Nesta quinta, mede 13,66 metros, o que representa 1,66 metro acima da cota de transbordamento. A estimativa é que 3,2 mil pessoas estejam atingidas. Cerca de 90 famílias estão desabrigadas.

Sena Madureira

A população começou a respirar mais aliviada em Sena Madureira, na esperança de que o Rio Iaco continue apresentando vazante como nas últimas horas. O nível nesta quinta-feira é de 17,36 metros, mais de 2 metros acima da cota de transbordamento que é de 15,20m. Sena enfrenta a segunda pior enchente que se tem notícia no município e quase 28 mil pessoas foram atingidas.

Santa Rosa do Purus

Em Santa Rosa, o Rio Purus está com 8,37 metros, abaixo da cota de transbordamento que é de 9 metros. Quase 2 mil pessoas foram atingidas pela cheia.

Jordão

O Rio Tarauacá está abaixo da cota de alerta, apesar de não ter tido medição nesta quinta. A cheia chegou a desabrigar 11 famílias no município.

Porto Walter

O nível do Rio Juruá também está abaixo da cota de alerta que é de 9,70 metros. A medição desta quinta revela que o volume de água é de 8,11 metros. A estimativa é que 4 mil pessoas tenham sido atingidas pela enchente.
Mâncio Lima e Rodrigues Alves não tiveram medição nesta manhã.

Continuar lendo

Acre

STF mantém arquivamento de inquérito contra Jorge Viana

Publicado

em

Por

Por unanimidade, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou nesta terça-feira, 23, um recurso apresentado pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o arquivamento do inquérito que apura suspeita de pagamento de caixa 2 nas campanhas ao governo do Acre em 2010 e 2014 do ex-governador do Estado, Sebastião Viana (PT), investigado junto com o irmão, o ex-senador Jorge Viana (PT-AC).

O voto do relator, Gilmar Mendes, contrário ao recurso, foi seguido pelos colegas Nunes Marques, Edson Fachin, Cármen Lúcia e Ricardo Lewandowski.

Os ministros consideraram que não foram preenchidos os requisitos para apresentação do recurso. O arquivamento, determinado por Gilmar Mendes em meados de 2018, já havia sido referendado pela Segunda Turma. Na ocasião, o colegiado decidiu que não havia indícios mínimos que autorizassem o prosseguimento das investigações.

“Os embargos de declaração objetivam sanar a ocorrência de omissão, contradição, obscuridade ou erro material na decisão embargada. Não podendo ser utilizados para os casos de mera irresignação ou inconformismo com o resultado do julgamento”, votou Gilmar. “Todas as teses expostos no recurso pela PGR foram detidamente analisadas pelo colegiado”, acrescentou.

Na mesma linha, o ministro Ricardo Lewandowski classificou o recurso do Ministério Público Federal como “uma mera tentativa de rediscussão de um tema já decidido”.

O Ministério Público Federal entrou com recurso para derrubar a decisão sob argumento de que o Supremo Tribunal Federal não tinha competência para determinar o arquivamento. Na avaliação dos procuradores, o caso deveria ser submetido à Justiça Eleitoral em razão da conexão com possível crime de caixa 2 de campanha, conforme entendimento fixado pelo próprio STF em 2019.

No entanto, observou Gilmar Mendes, o caso já estava pronto para juízo de admissibilidade da denúncia antes do entendimento em questão. “A prerrogativa pública de realizar apurações não significa que os agentes públicos investigados devem suportar indefinidamente o ônus de figurar como objeto de investigação, de modo que a persecução criminal deve observar prazo razoável para a sua conclusão. Portanto, embora o precedente firmado na QO AP 937 realmente indique a declinação da competência, adoção de tal postura, de modo inconsequente e automático, acarretaria prejuízo à própria premissa que fundamentou a sua consolidação: celeridade e efetividade da Justiça criminal”, criticou o ministro.

Os delatores da Odebrecht afirmaram à força-tarefa da Operação Lava Jato que os irmãos Viana receberam R$ 2 milhões para a campanha ao governo do Estado, sendo que R$ 1,5 milhão desse total foi pago via caixa 2. Eles negam irregularidades.

“Esperei muito por esse dia, mas sempre acreditei que a Justiça chega e, graças a Deus, ela está aí”, declarou Jorge Viana, que fez questão de agradecer aos responsáveis pela sua defesa, conduzida pelo advogado Rodrigo Mudrovitsch em Brasília e pelos advogados Odilardo Marques e Rodrigo Ayache em Rio Branco.

Continuar lendo
OAB - ACRE

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas