Conecte-se agora

O noivo perdeu o encanto ou a nova traiu o noivo?

Publicado

em

Dirigentes do PCdoB, tendo a frente seu principal cardeal, o deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), devem ir hoje, pela manhã, em romaria à sede do PT, para anunciar que estão desfazendo uma aliança de duas décadas. Vão dizer que nesta eleição apoiarão a candidatura da prefeita Socorro Neri a mais um mandato. Esta decisão deve ser o golpe mais duro a ser sentido pela cúpula petista, depois da derrota que tirou a sigla do poder, porque os comunistas eram tidos como um aliado ideológico. Não sei qual o argumento a ser usado pelos comunistas para acabar a longa parceria. A impressão que pode passar é a de que o PCdoB se inebriou pelo poder. E não quer ficar longe. E cabe uma pergunta: se o Marcus Alexandre (PT) tivesse ganhado a eleição, aconteceria o divórcio? O certo é que, na política a ideologia pode acabar se revelando um mero detalhe. No fim deste longo noivado, é saber se: isso aconteceu porque o noivo (PT), perdeu o encanto do poder; ou se, a noiva (PCdoB), traiu o noivo (PT)?

VOZ DESOLADA
Liguei ontem para o presidente do PT, Cesário Braga, para saber sua opinião sobre o fim da aliança com os comunistas. Com uma voz desolada disse ao BLOG que, fala depois da reunião.

 APARATO PODEROSO
Quem disputará a eleição com um maior aparato de alianças será a prefeita Socorro Neri, que terá lhe apoiando o PSB-PV-PODEMOS-PCdoB, e possivelmente o DEM e o SOLIDARIEDADE.

MÃOS AO ALTO
Quando você entra hoje num supermercardo para comprar o arroz e o feijão de cada dia, ou num açougue para comprar carne, já é de mãos ao alto, porque é o mesmo que ser assaltado. Não há argumento da equipe econômica do governo que convença que isso não é um assalto.

VIOLÊNCIA DESENFREADA
Falando em violência, aumentaram os registros de assaltos e execuções nas últimas semanas. A nova equipe da Segurança deve dar uma resposta urgente para uma população com medo.

FARINHA DO MESMO SACO
JORGE VIANA, Perpétua Almeida, Edvaldo Magalhães, Marcus Alexandre e Gladson passaram a última campanha se agredindo. E nesta campanha estarão abraçados e trocando juras de amor no mesmo palanque, na eleição a prefeito de Cruzeiro do Sul. A coerência afundou no Rio Juruá. Político é farinha do mesmo saco e banana do mesmo cacho. Quer prova melhor?

MAS TEM UM PARÁGRAFO
MAS TEM UM PARÁGRAFO nesta história: como MDB-PSD-PSDB foram buscar no PT, candidatos que integraram a sua cúpula, não há como os seus dirigentes atirar a primeira pedra no comportamento do Gladson Cameli apoiar a Socorro Neri, vice na chapa do PT.

GRANDE PERDEDOR
O senador Márcio Bittar (MDB) é o grande perdedor, em Cruzeiro do Sul, porque tinha garantido que o governador Gladson caminharia com o candidato Fagner Sales (MDB).

NEM UM POUCO
E NINGUÉM se admire se o senador Márcio Bittar (MDB) levar outra loba em Brasiléia.

ESQUEÇA TUDO O QUE DISSE
OS DEPUTADOS Edvaldo Magalhães (PCdoB) e Jenilson Lopes (PSB) foram os que mais atacaram e desgastaram o governador Gladson na Assembléia Legislativa. Pois bem, os três estarão no mesmo palanque na capital apoiando a candidatura da prefeita Socorro Neri (PSB).

FICA A DÚVIDA
A DÚVIDA que fica para este BLOG é se os deputados Edvaldo Magalhães (PCdoB) e Jenilson Lopes (PSB) renegaram a todas às agressões ao Gladson Cameli, ou se este gostou das agressões políticas e está pedindo bis. E ainda tem idiota que fica brigando por político.

FURIOSOS COM O CACIQUE
OS DIRIGENTES DO MDB estão furiosos com o assessor político do governo, Moisés Diniz, o Cacique. Atribuem a ele, ter tirado o PROGRESSISTAS da aliança com a candidata a prefeita do Jordão, Zeina (MDB), para levar o partido a formar numa coligação com o PCdoB.

O PROBLEMA É OUTRO
O FATO do ex-prefeito de Feijó, Francimar Fernandes (MDB), ter suas contas rejeitadas pela Câmara Municipal deve ser derrubado com facilidade na justiça: não foi nem notificado para apresentar defesa. O problema do Francimar é que PCdoB e PSDB disputam indicar seu vice.

BISPA DEVE LEVAR
ATÉ ONTEM o MDB não tinha definido o vice do deputado Roberto Duarte. Como tem maior tempo de televisão a tendência é que a indicação saia do PL da ex-deputada Antonia Lúcia.

TUDO CAMINHA
NO PSDB tudo caminha para que o vice na chapa do candidato Minoru Kinpara seja o presidente da Acisa, Celestino Oliveira (PSL). O PSDB falhou na montagem de um grande arco de alianças partidárias para apoiar o Minoru, e deverá ir para a disputa apenas com o PSL.

NANICOS UNIDOS
O CANDIDATO a prefeito da capital, Jarbas Soster (AVANTE), deu uma bola dentro, reuniu em torno do seu nome cinco partidos nanicos, que somadas as suas chapas para vereador, darão um total de 100 candidatos. São eles: Democrata Cristão, PATRIOTAS, PMB, PMN e AVANTE.

RECUSOU SER PUXADINHO
O MDB recusou ser puxadinho do PROGRESSISTAS, em Xapuri, e manteve ontem a candidatura de Carlos Venícius  para a prefeitura. O MDB ganhará mais mostrando sua cara que numa vice.

VOZ DA EXPERIÊNCIA
COM 37 ANOS de mandatos o deputado federal Flaviano Melo (MDB) é uma voz que costumo ouvir nas campanhas para balizar comentários. O Velho Lobo diz que ainda vai levar vantagem o candidato que mais se comunicar direto com os moradores. Na sua visão, as outras ferramentas são importantes, mas nenhuma substituirá o contato direto com o eleitor.

SOBRE PESQUISAS
FLAVIANO MELO é taxativo que pesquisa não ganha eleição e serve só de peça de orientação nas campanhas para os candidatos. Um fato novo muda a tendência de uma eleição.

CONFUSÃO NA FRONTEIRA
EM BRASILÉIA, a confusão está formada. Até ontem, a ala rebelde do PROGRESSISTAS, que é majoritária mas não tem votos, queria apoiar a prefeita Fernanda Hassem (PT). Quem tem voto no partido é o vereador Joelso Pontes, que quer ser vice da candidata Leila Galvão (MDB).

SEM VICE ESCOLHIDO
POR CONTA DISSO a candidata a prefeita de Brasiléia, Leila Galvão (MDB), só deve definir hoje quem será o vice da sua chapa, e qual a aliança a ser montada em torno da sua candidatura.

TODO MUNDO QUER MANDAR
Este período de escolhas de candidaturas a prefeitos tem mostrado que o PROGRESSISTAS é um partido no qual ninguém sabe quem manda. Todo mundo dá ordem. O que colaborou para a desordem generalizada foi o fato da presidente da sigla, senadora Mailza Gomes, estar cumprindo fase pós-parto, e não ter como se ausentar de Brasília.

MAIS DISTANTE
NÃO CONSIGO VER outro horizonte que não seja o MDB terminar esta eleição, ainda mais afastado do que se encontra do governador Gladson Cameli. Os seus principais dirigentes argumentam com justa razão que, não há um motivo que aproxime o partido do governo.

NADA NO GOVERNO
MESMO SENDO o maior partido da aliança que elegeu o Gladson, o MDB nunca foi chamado para a mesa do banquete. Se o partido for de carreira solo em 2022, não há o que reclamar.

CONVENÇÃO DO VELHO BOCA
A COLIGAÇÃO PSD-PROGRESSISTAS faz hoje a sua convenção para a homologação da chapa formada por Tião Bocalon (PROGRESSISTAS) para prefeito e Marfisa Galvão (PSD) de vice.

CAMPANHA VAI COMEÇAR
O SENADOR PETECÃO (PSD) disse ontem ao BLOG que, a campanha que decidirá quem será o próximo prefeito da capital começa agora, e que tudo o que saiu até aqui nas pesquisas deve ser deixado de lado. E desafiou: “anote, o Velho Boca estará no segundo turno”.

CAMPANHA NA RUA
O PROGRESSISTAS faz hoje a sua convenção de Senador Guiomard para homologar a candidatura de Rosana Gomes (PROGRESSISTAS) para a prefeitura. Rosana, pelo seu leque de apoio, é um nome que deve crescer na campanha. Terá Ney do Miltão (PSD) de vice.

FRASE MARCANTE
“Nada mais cretino e mais cretinizante do que a paixão política. É a única paixão sem grandeza, a única que é capaz de imbecilizar o homem.” Nelson Rodrigues, jornalista e dramaturgo

Anúncios

Blog do Crica

Um vídeo para reflexão sobre o covid-19

Publicado

em

O ACRE vive um estágio de pré-colapso do seu sistema de saúde. Dezenas de mortes pela Covid foram registradas neste início de março, os casos de contaminação disparam a cada dia. Mais famílias choram os seus mortos. As UTIs estão lotadas, doentes esperando vagas. Os leitos começam a ficar escassos. Os médicos estão chegando na exaustão. No INTO, está se levando em média de 12 horas para uma consulta, é uma queixa que se ouve. E o que se vê ao lado do INTO, é o desfile diário de bombados e bombadas se exercitando, num escárnio. E sem uma autoridade para coibir.  Não há vacina para avançar na imunização da população. O quadro dantesco atinge todos os municípios, é o que está revelando a comissão de deputados que está visitando as unidades de saúde do interior. Mas, vivemos uma era da lógica ilógica, em que tudo isso está acontecendo, e não se toma uma medida mais rígida para conter o avanço dos números da pandemia, talvez, para não desagradar os que defendem tudo aberto na base do meu lucro primeiro, e que cada um trate de preservar sua vida. É a Lei de Murici do terror. Este, é um mundo muito louco! Vou continuar na trincheira deste BLOG contra os terraplanistas e negacionistas da ciência. Não posso entrar no time dos que acham estar tudo normal. Que defender a vacinação é “frescura,” é “mimimi”, é “choradeira”. Não vou me somar aos que brincam com as milhares de mortes pelo Brasil, e de mais de mil mortes no estado. Para a reflexão sobre este momento crucial, reproduzo este vídeo da prefeitura municipal de Uberlândia. Sei que não vou convencer os negacionistas, mas prefiro tentar do que ser omisso: vejam em seguida o vídeo. 

FRANK, CLOROQUINA E MELHORAL
O QUE A CLOROQUINA E O MELHORAL TÊM EM COMUM? Ambos não funcionam no tratamento contra o Covid. A OMS, as maiores autoridades sanitárias do mundo, já se posicionaram de que a cloroquina é um placebo contra o Covid. E nada é a mesma coisa. E onde é que entra o secretário municipal, Frank Lima, nesta história? Joga estes estudos no lixo. E, não se admirem se também o “Dr. Frank” (sic) recomendar o Melhoral contra o Covid.

CALADO VAI MELHOR
VOLTO bisar que, o secretário municipal, Frank Lima, é um rapaz esforçado, tem boa vontade, mas não pode deixar fluir seu sentimento negacionista quando se trata de Saúde, por estar num cargo público. Calado, se sairá bem melhor!

QUAL É O CRIME, BOCALON?
Não há crime do prefeito Tião Bocalon usar veículo da prefeitura no seu deslocamento. Pieguice, pois, jactar-se que usa o seu carro, como se isso fosse virtude de gestão.

RESPOSTA DA BANCADA
A NOTA da bancada federal detalhando os valores de emendas destinados ao combate ao Covid, foi uma decisão conjunta para mostrar que, parte considerável dos recursos que vieram para o governo do Gladson para a Saúde, foi graças às ações dos senadores e deputados federais, através das emendas dos parlamentares.

O “TURCO” É DANADO
O “Turco” – como alguns do MDB se referem ao senador Márcio Bittar (MDB), é danado e joga pesado. Os recursos que conseguiu para a revitalização do Igarapé São Francisco, vão ficar na SEDUC, secretaria que ganhou para chamar de “minha”, e não na secretaria do Meio-Ambiente. Não subestimem a inteligência do Bittar.

MOEDA DE TROCA
O QUE OUÇO de algumas das figuras importantes do MDB  é que, a moeda de troca para o partido apoiar o Gladson, é este colocar o  deputado federal Flaviano Melo (MDB), na sua chapa de candidato a senador. E o Flaviano quer.

FRASE FELIZ
“Muitas mortes aconteceriam, mas muitas mortes seriam evitadas”. Frase do Ministro do STF, Luiz Barroso. Só que para isso, o governo federal teria de estar ao lado da ciência.

VEIO A CALHAR
A INICIATIVA do deputado Daniel Zen (PT) de formar uma comissão de deputados para fazer um Raio-X da pandemia em todo estado, veio a calhar. Creio num relatório isento, a comissão é suprapartidária.

ALEAC NO PROTAGONISMO
ESTE é um tipo de ação, que tem todo o apoio do presidente Nicolau Junior (PP), e que coloca a ALEAC no protagonismo nesta guerra contra a pandemia do Covid.

NÃO SERÁ FÁCIL
MESMO COM AS SUAS POSIÇÕES contrárias à ciência, ainda assim não pensem que será fácil derrotar o presidente Bolsonaro em 2022, sem um nome de centro, que deixe de lado os extremos da esquerda e da direita.

APROXIMAÇÃO CLARA
AINDA que tenha adotado uma posição de cautela política nos últimos tempos, há uma aproximação clara entre o vice Rocha e o senador Márcio Bittar (MDB).

NÃO SE ARRANCA NADA
O VICE-GOVERNADOR Rocha entrou num mutismo sobre a sucessão de 2022, não consegue se arrancar nada dele no momento. Quer aguardar como ficam as composições.

NÃO HÁ COMO SE MEXER
NA VERDADE, não há mesmo como se mexer as pedras do tabuleiro antes do governador Gladson Cameli fazer o seu movimento decisivo sobre 2022. Se será mesmo candidato à reeleição, e por qual partido disputará?

OUTRA PEDRA
A OUTRA pedra decisiva no cenário da eleição do próximo ano é o senador Petecão (PSD). Será mesmo candidato ao governo? Ou vai fazer uma composição com o Gladson? Dependendo da sua posição, haverá um cenário diferente. São dúvidas que deixam o debate para 2022.

COMO ENFRENTAR UMA ALAGAÇÃO
SENA MADUREIRA teve uma das suas maiores alagações dos últimos anos. Só não houve mais reflexo negativo porque o prefeito Mazinho deu uma aula de fazer gestão.

DEPOIMENTO QUE PREOCUPA
ANTES, o quadro pensado era que, o Covid era só letal aos idosos, engano. O depoimento do médico Osvaldo Leal do INTO, de que a doença também atinge com virulência os jovens, mostra que ninguém é imune pela idade.

FORMO COM O MP
AS igrejas não devem ser incluídas como atividades essenciais nestes tempos de Covid. Formo com o MP. A prática religiosa é um ato de fé, que não necessariamente deve acontecer em templos. Deus é onipresente. Ou não?

GRANDE DISCUSSÃO
A GRANDE discussão do momento na Câmara Municipal de Rio Branco deveria ser como preservar vidas, a economia se recupera, vidas perdidas, jamais!

SEM NEXO
QUALQUER debate que envolva no momento conquistas salariais ou vantagens, está fora do contexto, por mais justas que sejam, senhores do sindicato da Saúde.

VIU, SENHORES!
“Sem vacinação em massa a economia não se sustenta”. A frase é do ministro da Economia, Paulo Guedes. Viu senhores! Só que deveria combinar com o Bolsonaro.

SEM VACINA
A SITUAÇÃO ATUAL do estado é de sem vacinas para continuar a imunização. Como quem envia é o governo federal, não há o que a PMRB fazer no momento.

FRASE MARCANTE
“Quem quiser conduzir uma orquestra deve dar as costas ao público”. Max Lucado.

Continuar lendo

Blog do Crica

Não existe outra ótica política

Publicado

em

CASO o governador Gladson Cameli reative a sua atividade política no PP, do qual se afastou durante a eleição municipal, e onde esteve ao longo da sua carreira,  não há outra ótica; que não a de que, ele disputando a reeleição pelo partido a candidata ao Senado da sua chapa será a senadora Mailza Gomes (PP). E pelo fato de que ela é a presidente da sigla. Tem o respaldo da direção nacional. 

Já mostrou força quando segurou a candidatura do Tião Bocalom a prefeito de Rio Branco. A sucessão estadual passa automaticamente pela sua decisão. Com Gladson saindo candidato a um novo mandato pelo PP, a senadora Mailza Gomes (PP), só não disputará a reeleição se não quiser. 

A não ser que o Gladson saia candidato por outro partido e dentro de uma outra composição de forças, com o PP fora do jogo, o que é muito improvável. Não deverá deixar o PP.

MOMENTO CRUCIAL

ESTAMOS chegando num momento crucial desta pandemia, pela ótica da ciência, dos infectologistas, o pior está por vir se não houver uma vacinação em massa.

FICO COM A CIÊNCIA

ENTRE o achismo, a ideologia, fico sempre com a ciência.

QUEREM DEIXAR TODO MUNDO LOUCO?

NÃO HÁ outra pergunta a ser feita neste momento de loucura da pandemia, com o aumento do número de contaminações, de mais mortes, do que esta: Querem deixar todo mundo louco? Numa hora o comércio vai abrir; na outra vai fechar; se terá lockdown, não se terá mais lockdown. Se decidam, senhores do Comitê do Covid. Perde até a credibilidade no que é anunciado.

LUZ NO FIM DO TÚNEL

QUANDO leio a declaração da Pastora Karoline Campelo se manifestando contra o privilégio da abertura das igrejas no pico da pandemia, vejo uma luz no fim do túnel do fanatismo religioso. O perigo da aglomeração é a mesmo, seja sob a ótica da fé ou pela ótica das baladas.

PARA REFLEXÃO

O BRASIL se equiparou aos EUA da era Trump no número de mortos. E, o nosso presidente Bolsonaro pede para os brasileiros pararem de frescura, de chorar e de mimimi.

DESAFIO ACEITO

FOI O PREFEITO Tião Bocalom que se recusou a ter diálogo com a Câmara Municipal de Rio Branco, não tem base e nem líder, desafiou os vereadores a lhe fiscalizar, e o desafio foi aceito, Não tem de que reclamar das críticas.

FISCAIS DO POVO

QUANDO OS VEREADORES Michele Melo (PSB) e Emerson Jarude (MDB) fazem cobranças, não é porque são contra o Bocalon, cobram porque estão vendo o angu desandar.

PASSA PELAS FINANÇAS

PELO lado político, e como forma de equipar as forças de segurança, o deputado Luiz Gonzaga (PSDB) está certo ao defender a contratação pelos Bombeiros do cadastro de reserva da PM. A pergunta que não cala: tem recurso?

ESBARRA NA LEI

NO SERVIÇO PÚBLICO, a boa vontade, a boa intenção, de resolver um problema, esbarra no questionamento: há como bancar, sem ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal? 

PREÇO MAIS ALTO

NÃO TIVESSE o governador Gladson Cameli construído os dois hospitais de campanha, concluído o PS e o INTO, por certo a situação da pandemia no estado estaria num patamar bem pior do que se encontra no atual momento.

CAMINHO CERTO

OUTRO ACERTO do Gladson na área da Saúde foi a de não ter formado no time dos negacionistas, sempre defendeu o uso de máscaras e a vacinação, nunca brincou com a Covid.  Esta sua postura também foi positiva neste momento.

NÃO PODE IR ALÉM

COBRA-SE o avanço da vacinação pela ânsia natural de se ficar imunizado, mas o secretário municipal de Saúde, Frank Lima, não pode ir além do que está indo, depende da vinda de vacinas do governo federal. Ponto final.

SEMPRE BRINCOU COM A PANDEMIA

A QUESTÃO é que o presidente Bolsonaro não levou a sério a vacinação por achar que, o Covid era uma “gripezinha” que não matava. Por isso, não avançamos na vacinação. E quem compra a vacina é o governo federal.

COMUNISTA OU PETISTA

E quando alguém contesta, ou é comunista ou petista. Só resta então lamentar a insensatez de politizarem o Covid.

PERDA FAMILIAR

O DESABAFO do senador Sérgio Petecão (PSD) pelas mortes do Beto e do Doca, que há anos estavam com ele, deve ser entendido como o desabafo de quem perdeu um familiar. Foi neste contexto que eu entendi o lamento.

FORA DE COGITAÇÃO

A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA e Câmara Municipal de Rio Branco só vão voltar aos grandes debates quando as sessões presenciais retornarem. As sessões virtuais são sempre muito frias, porque falta o povo nas galerias.

ALGUÉM ENTENDE O BOCALOM?

TODO ADMINISTRADOR quer tirar do seu colo o desgaste popular. O prefeito Tião Bocalom inverte a lógica, puxa pautas negativas para os seus pés, ao deixar atrasar dois meses o pagamento do pessoal da limpeza, o que nunca aconteceu na gestão da ex-prefeita Socorro Neri.

PREFEITURA ENXUTA

E NÃO VAI ter como debitar a falta de recursos para pagar os roçadores à ex-prefeita Socorro Neri, que lhe entregou a gestão saneada.

PARA FECHAR

GOVERNADOR Gladson Cameli, se sair do controle a pandemia no sistema de saúde, o desgaste não será dos negacionistas que todo dia lhe telefonam para buzinar que abra todo o comércio, mas seu. Pense bem nisso!

FRASE MARCANTE

“Obstáculos são aquelas coisas medonhas que você vê quando tira os olhos do seu objetivo.” Moahmed Hussein

Continuar lendo

Blog do Crica

A situação fugiu do controle

Publicado

em

CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTO, diz o velho ditado. Este anúncio feito pelo Ministério da Saúde de aumentar a cota de profissionais de medicina formados no exterior para servirem durante o período da pandemia, no estado, é uma reivindicação massiva que vem sendo feita pelo deputado federal Alan Rick (DEM),  desde as discussões sobre o embrião do programa “Mais Médicos” do governo federal.

 Num momento em que se vê a classe médica em atuação nos hospitais do Acre, com sobrecarga de atendimento dos contaminados pela Covid, é uma notícia a comemorar, porque de fato a pandemia está tomando proporções incontroláveis, com falta de leitos, de UTIs, de médicos, uma situação de pré-colapso do sistema de saúde estadual. Nas últimas 24 horas o Acre registrou mais de 10 mortes e 425 casos de Covid-19. O quadro é grave, muito grave.

 O argumento de que os médicos formados no exterior não têm conhecimento da patologia da Covid é frágil, porque poderiam ser submetidos a um treinamento sobre os protocolos usados durante o tratamento. E, quando a pandemia se iniciou, os médicos em atuação foram aprendendo como combater a Covid, que era uma doença nova. Estamos numa fase excepcional, e estas contratações não seriam definitivas, e não vedariam que depois cada um desses médicos procurasse fazer o Revalida para pegar o CRM. 

Não dá mais para ficar contemplando o quadro se agravar sem tomar uma providência. Cruzar os braços não resolverá o problema. Salvar vidas é a prioridade.

CAMINHO DO TRUMP

O EX-PRESIDENTE TRUMP vinha com boa popularidade, tinha melhorado a economia dos EUA, aumentou a oferta de empregos, mas com a sua posição negacionista de não levar a sério o combate ao Covid, que resultou num recorde de mortes, fez desabar sua popularidade. Tudo que ocorreu com o Trump, não é mera coincidência com que está acontecendo no Brasil com o Bolsonaro.

ESTÁ TUDO E NÃO ESTÁ PROSA

NÃO É BRINCADEIRA, não senhor! O Roxinho virou agora uma das mais altas autoridades da área ambiental do estado. Meio-Ambiente, agora é com o Roxinho, viu?

ISSO FICA PARA O SIBÁ, MÁRCIO!

NÃO ADIANTA o senador Márcio Bittar (MDB) querer competir com o ex-deputado federal Sibá Machado (PT), no quesito “Teoria da Conspiração”, que vai perder. O Sibá via a CIA por trás das prisões dos petistas ilustres, o Márcio que o Dória está mandando os haitianos para o Acre, para toldar a imagem do governo federal. Eu, tenho outra visão: acho que os haitianos no Acre é coisa de marcianos camuflados por estas bandas. Quem sabe, né?

NÃO DUVIDO DE NADA

UM AMIGO EXPERIENTE NA POLÍTICA, perguntou-me ontem se duvidava de uma configuração com o Gladson Cameli saindo para o Senado, o vice-governador Major Rocha indo para o TCE, e o deputado Nicolau Júnior (PP), assumindo o governo por um ano. Aprendi a não duvidar de nada na política, mesmo nas situações mais absurdas.

CABEÇA MISTERIOSA

O GOVERNADOR Gladson tem reiterado que disputará a reeleição, mas a cabeça do político é misteriosa, é terra onde ninguém anda. Por isso, prefiro aguardar 2022.

PÊSAMES

OS PÊSAMES DA COLUNA às famílias Bestene, Fecury, do Pastor Rodson, do Beto, do Doca, pela perda de entes queridos, e que sejam recebidos com muita luz no outro plano.

MALUCOS DO NEGACIONISMO

O QUE ME DEIXA perplexo não é tanto a ação dos negacionistas da ciência contra a vacinação, contra usar máscaras, porque o que vier destes malucos é normal, mas sim ver que esta turma ainda tem seguidores.

CADA DOIDO, COM A SUA MANIA

É, como diz o velho ditado: cada louco, com a sua mania.

NÃO AGLOMERA?

NÃO CONVENCE, é dois pesos e uma medida para combater a Covid. As igrejas aglomeram até mais que um comércio. Ou fecha para todo mundo, ou abre para todo mundo. Viu, senhores do chamado “Comitê do Covid”!

QUERIAM QUE APLAUDISSE?

A pauleira come solta no deputado federal Léo de Brito (PT), quando detona a política do presidente Bolsonaro. O seu papel é de oposição, e assim tem de ser entendido.

DEPUTADO FEDERAL

NÃO SERÁ SURPRESA se o deputado Jenilson Lopes (PSB) emplacar uma disputa de vaga de deputado federal, na eleição do próximo ano. Trabalha para além da ALEAC.

PSB SONHANDO ACORDADO

HÁ quem sonhe no PSB pela reativação da aliança municipal com Socorro Neri (PSB) de vice numa eventual chapa do Gladson à reeleição; mas esqueçam, é outro cenário. Esta chapa implicaria numa briga do Gladson com o senador Márcio Bittar (MDB). O PSB está fora.

CAPITAL POLÍTICO

COM a boa votação que teve na última eleição, com a sua boa gestão na PMRB, a ex-prefeita Socorro Neri se cacifou para, se quiser, disputar uma vaga na ALEAC, em 2022.

NÃO HAVIA COMO NÃO PEGAR

PRESENTE em todas as fases da pandemia, era quase impossível com as suas viagens ao interior; à Brasília, o governador Gladson não contrair o Covid. Agora é se recuperar para voltar inteiro, a guerra não acabou.

ACERTOU A MÃO

NESTA sua segunda passagem pela SESACRE, o secretário Alysson Bestene vem dando uma aula de gestão na condução de ações de combate da pandemia. O Gladson acertou a mão em lhe reconduzir ao cargo. A questão é que os casos da Covid se tornaram mais céleres.

LÍNGUAS DIFERENTES

OS GOVERNADORES e o governo federal falam línguas diferentes. Os governadores são pela vacinação em massa, e o governo federal não é entusiasta da ideia.

FRASE LAPIDAR

“Quer ser rico? Procura, então, diminuir tua cobiça.” Epicuro. 

MORAL PARA COBRAR

A deputada federal Jéssica Sales (MDB) tem moral para pedir votos para a sua reeleição na eleição do próximo ano, no Juruá; ninguém mais que ela, destinou recursos das suas emendas parlamentares para aquela região.

PRANTO DA IMPOTÊNCIA

O CHORO do deputado Jonas Lima (PT) na última sessão da ALEAC, foi o sentimento de quem se sente impotente em ver a cada dia, mais mortes pela Covid, e sem nada puder fazer. O seu sentimento, é o de todos os sensatos.

PETECÃO, INCONSOLÁVEL!

O SENADOR SÉRGIO PETECÃO (PSD) está inconsolável, em uma semana perdeu dois dos seus mais antigos seguidores linha de frente, o motorista Doca e o Beto. A letalidade do Covid parece que ficou ainda mais potente.

PERDERAM A HUMANIDADE

E, os terraplanistas, os negacionistas da ciência, continuam a fazer pouco caso do vírus, nem as mortes, a dor das famílias, consegue colocar humanidade em seus corações. Para onde é que vai a humanidade, meu Deus!

FILA DA MORTE

O MÉDICO Rodney Brito prestou um bom serviço quando escancarou a real situação da saúde em Cruzeiro do Sul, onde se adota uma seletividade de pacientes, sobre quem deve ou não deve ser atendido. O governo não pode varrer uma situação como esta para baixo do tapete.

AVANÇAR MAIS

COM A CHEGADA de mais um lote de vacinas, a secretaria municipal de Saúde poderá baixar ainda mais o teto da idade para imunização, que está hoje aos 73 anos.

FRASE MARCANTE

“Se perderes a crença, nada mais podes perder”. Pubilius Syrus

Continuar lendo

Blog do Crica

Relembrando a boa política

Publicado

em

COSTUMO sempre colocar em evidência políticos que marcaram as suas passagens pelos mandatos com honra. Um nome que marcou a história política do Acre foi o ex-senador Jorge Kalume. 

Podia-se não concordar com a sua defesa e salamaleques aos governos militares, mas este era um contexto do momento, e era o lado que escolheu. Mas o que pontua a sua trajetória foi ser um administrador de mãos limpas, austero com os gastos quando esteve à frente do Executivo. 

No convívio, Kalume era um bonachão, mas se fechava quando era para dar entrevistas, raramente falava aos jornalistas. Estive entre os poucos que quebrou esta barreira. Quando prefeito de Rio Branco, para fazer a doação de um milheiro de tijolos para uma entidade, antes mandava um pedido de autorização aos vereadores. Foi duro no combate aos seus opositores, mas tinha o mesmo tratamento por parte da oposição. 

Não concordava com suas ideias centrais sobre a política, fui um dos seus ferozes críticos muitas vezes, mas isso não me permite deixar de reconhecer ser um político honrado. A oposição lhe atacava sob a acusação de ser truculento, de perseguir os que não rezavam pela sua cartilha ideológica, mas não conheço um ataque feito por malversação dos recursos públicos. Por isso, é que faço hoje este registro, num tempo de tantos escândalos.

NÃO VIREI JACARÉ

LOUVADO, seja Deus! Tomei ontem a primeira dose da vacina Oxford, me sinto um privilegiado em meio a tantas mortes pelo Covid. Aos parvos da ciência: não virei jacaré.

SENTIMENTO ZERO

1020 mortos, 58 mil casos de contaminação pelo Covid, mais 174 casos confirmados ontem, e os negacionistas da ciência continuam se opondo a medidas de preservação da vida. Ninguém leva um centavo furado quando morre.

TUDO MUITO LAMENTÁVEL

É TUDO muito lamentável, e pode ficar pior, afinal, quem deveria puxar o combate contra a pandemia, como o governo federal, nunca levou esta questão a sério.

PENA QUE NÃO OCORRA NO BRASIL

QUANDO SE VÊ um presidente dos EUA, como o Biden, colocando como principal prioridade do seu governo a vacinação em massa, é de se lamentar que o governo federal não tenha este mesmo sentimento pela vida.

DISCUSSÃO IDIOTA

A DISCUSSÃO mais idiota que se vê nesta pandemia é quando se critica o negacionismo do presidente Bolsonaro, surgir a tolice que ser contra é coisa de comunista e petista. Como se banaliza tanto a vida?

NO SEU DEVIDO LUGAR

O SENADOR Márcio Bittar (MDB) apenas assinou a PEC que restabelece o auxílio emergencial, a ideia não é da sua autoria. Vamos colocar as coisas no seu devido lugar.

DISCUSSÃO ECONÔMICA

A MEDIDA passou por uma discussão com os presidentes da Câmara, do Senado, pela equipe econômica, e o Bolsonaro decidiu. A decisão não tem um único pai.

NÃO TENHO PROBLEMA

TENHO FEITO várias críticas ao começo bagunçado da gestão do prefeito Tião Bocalom, mas não tenho problema algum em registrar os acertos; como o dele, participar do consórcio de prefeitos, para a compra de vacinas.

NADA MAIS IMPORTANTE

NADA É MAIS IMPORTANTE neste momento de explosão do Covid, que a imunização da população contra o vírus.

NÃO DEVERIAM SE VACINAR

OS QUE SÃO CONTRA a vacina, contra o uso de máscaras, contra as medidas protetivas para combater o Covid, não deveriam se vacinar. É tudo muito simples, muito simples.

NÃO HÁ NEM CLIMA

O SENADOR Petecão (PSD), o governador Gladson Cameli, o vice-governador Major Rocha, estão cobertos de razão em desativar a disputa de 2022, não há clima político para a discussão com tantas mortes e falta de vacina.

DEBATE PARA 2022

A DISCUSSÃO sobre candidaturas ao Governo e Senado só tende a ser ativada a partir de março de 2022, quando a vacinação deverá diminuir o impacto da pandemia.

MUITO PREMATURO

TUDO O QUE SE FALAR agora sobre qual será o cenário da disputa do Governo e Senado no grupo que elegeu o Gladson Cameli; é prematuro, tem de se saber primeiro quais serão as chapas, se haverá unidade ou não.

FLUINDO SEM PROBLEMAS

A VACINAÇÃO fluiu ontem sem problemas nos postos de atendimento da PMRB. Tudo bem organizado e célere.

VONTADE DE NÃO ABRIR

TENHO EVITADO ir ao facebook, pois, quando se abre a página se depara com um verdadeiro obituário de amigos, conhecidos, e outros, uma ciranda de mortes.

APOSTA TEMERÁRIA

VÃO APOSTANDO que o Jorge Viana (PT) é carta fora do baralho para o Senado, no próximo ano, vão apostando. O JV é um nome com votos fora dos muros petistas.

PERDEU PORQUE DIVIDIU

O JORGE só não se reelegeu pela empáfia do PT em lançar dois nomes ao Senado, cada eleição é uma eleição. Não meçam nunca uma nova eleição pela eleição anterior.

PONTO A FAVOR

O NOVO líder do governo, Pedro Longo (PV), tem um ponto ao seu favor: não é extremista, mas do diálogo. Isso é importante para quem vai falar pelo governo.

PARA QUEM TEM MUITO

250 reais pode ser pouco para quem tem muito, por isso, não me coloco entre os críticos do valor do benefício.

NOMES QUE SE DESTACAM

EMERSON JARUDE (MDB), Michele Melo (PSB), Lene Petecão (PSD), são nomes que começam a se destacar nesta nova composição da Câmara Municipal da capital.

NÃO É PARA SE CALAR

QUANDO alguém ganha um mandato popular, não é para se calar, para ficar balançando a cabeça com amém e sim senhor, mas para cobrar ação de quem está no poder.

NÃO MENTIU

QUANDO DISPAROU contra o fato de defender praticamente só a gestão do Gladson, como líder do governo na Assembleia, o deputado Gerlen Diniz (PP) não mentiu. Não há unidade na base governista na tribuna.

UM FATO A SE REGISTRAR

MAS também há de se registrar que a oposição tem na ALEAC uma bancada qualificada como Daniel Zen (PT), Edvaldo Magalhães (PCdoB) e o Jenilson Lopes (PSB), carne de pescoço para qualquer líder de governo.

ESPAÇO SE CONQUISTA

E, se a oposição teve um espaço generoso na imprensa foi pelo fato de ter levantado na ALEAC, temas polêmicos e relevantes, e que diziam respeito ao interesse popular. 

ALAN RICK

PENSAMENTOS positivos para que se recupere da Covid.

MUITO FORTES

Deputados que devem disputar a reeleição como muito competitivos, pela região do Juruá: Jonas Lima (PT), Luiz Gonzaga (PSDB), Nicolau Junior (PP) e Antonia Sales (MDB). Os quatro, com bases eleitorais muito sólidas.

NÃO FICOU OMISSA

A DEPUTADA FEDERAL Perpétua Almeida (PCdoB), registre-se, não ficou omissa nesta pandemia.

ATO DE GRANDEZA

O ex-senador Jorge Viana (PT) e o Gladson Cameli são adversários políticos duros, por isso, foi um ato de grandeza do JV, a nota emitida pela saúde do governador, contaminado pelo Covid. Este não é momento de política.

FRASE MARCANTE

“Não fales agressivamente, ainda que tal se pareça necessário, pois a violência tem sempre argumentos traiçoeiros”. Paiva Dantas.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.