Conecte-se agora

Aleac diz que deputado Nicolau Júnior não tem mandado de prisão

Publicado

em

Em nota de esclarecimento, a Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac) afirma nesta sexta-feira, 11, que algumas situações devem ser revistas após divulgação na mídia sobre a Operação Acúleo, da Polícia Federal, deflagrada em Rio Branco e em Cruzeiro do Sul. Segundo a Aleac, Há informações equivocadas quanto ao mandado de busca e apreensão expedido pela desembargadora Federal Maria do Carmo Cardoso, no prédio da Assembleia.

“A investigação apura irregularidades em contratações feitas pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul, com quem o presidente da Aleac, Nicolau Júnior, jamais manteve qualquer atividade empresarial, contratação ou negócios que justifiquem tal medida”, garante.

O órgão destaca que a porta do gabinete do presidente Nicolau Júnior na Aleac em nenhum momento precisou ser arrombada. “Os policiais federais foram prontamente atendidos pela Polícia Legislativa, que abriu o referido gabinete”, salienta. Com relação aos valores encontrados na residência do parlamentar, a Aleac ressalta que o montante possui “comprovadamente fonte lícita, oriundo de suas atividades como empresário e produtor rural, legalmente e devidamente registrado”.

Conforme a Assembleia, mão existe nenhum mandado de prisão contra o presidente da Aleac, Nicolau Júnior., uma vez que “durante todo o momento contribuiu para que os policiais realizassem seus trabalhos, assegurando o acesso dos agentes para que a elucidação dos atos seja feita e todo mal entendido desfeito”.

Ainda é levantado na nota que citaram erroneamente o nome secretário executivo da Aleac, Cleilson Taumaturgo como alvo de operação policial. “O mesmo não está sendo investigado por absolutamente nada”, diz, e ainda que não houve busca no gabinete do secretário Luiz Gonzaga.

“Sendo reiterados os verdadeiros fatos sobre a ação da Polícia Federal, e, elucidando a verdade sobre todas as fake news divulgadas acerca do caso, a Assembleia Legislativa do Estado do Acre ressalta que apoia toda e qualquer ação que busque o esclarecimento dos fatos, se colocando à disposição para o que for necessário”, finaliza.

Anúncios

Acre

Empresário de eventos é internado em decorrência da Covid-19

Publicado

em

Nesta terça-feira, 26, o empresário Amilton Brito, da Pop Show Eventos, foi internado em decorrência da Covid-19. A notícia foi compartilhada pela secretária de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique, que é chefe de Brito na pasta.

Segundo Eliane, o quadro de Brito é estável, mas preocupante em decorrência dele ter comorbidades e integrar o grupo de risco da Covid-19. Ela pediu orações para o colega.

“Hoje meu amigo, meu irmão de coração, meu braço direito, Amilton Batista Brito Brito, foi internado com Covid-19. Ele já passou pelos procedimentos necessários e iniciais e estamos aguardando que a medicação faça efeito. No caso dele, nossa preocupação é maior porque tem diabetes e pressão alta e os exames mostraram um quadro nada favorável. Acredito em Deus e confio nos médicos e na medicina para que ele se recupere o quanto antes! Força Brito! Você vai sair dessa!”, escreveu Eliane.

Continuar lendo

Acre

2ª onda da Covid-19 evoluiu com afrouxamento de restrições

Publicado

em

O índice de medidas legais adotadas pelo Acre caiu de 7,1 em abril de 2020 para 3,5 em dezembro/20 ao mesmo tempo em que o número de novos óbitos por 1 milhão de habitantes decorrentes da Covid-19 aumentou de 0,7 para 2,6 no mesmo período.

O índice é ponderado pela população de cada Estado, possuindo uma escala de 0 a 10 – em que 10 é o mais restrito (apenas dias úteis). Ou seja: para o Acre, abril foi o pico da restrição.

Os dados constam da nota técnica “A segunda onda da pandemia (mas não do distanciamento físico): Covid-19 e políticas de distanciamento social dos governos estaduais no Brasil”, que o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou nesta terça-feira (26).

Segundo o Ipea, os casos de Estados que possuem planos robustos de flexibilização das medidas de distanciamento, é preciso alguma cautela na interpretação destes dados. Nestes, o enrijecimento – ou relaxamento – das medidas depende de parâmetros objetivos, especialmente o número de novos casos, óbitos ou internações, assim como a disponibilidade de leitos hospitalares. Entre os estados que atravessam – ou atravessaram – uma segunda onda de Covid-19, tais parâmetros existem e são seguidos no Acre, no Espírito Santo, no Rio Grande do Sul e em São Paulo (Moraes, Silva e Toscano, 2020). Como os planos nestes estados são regionalizados (ou seja, maior rigidez é aplicada a áreas de maior risco), medidas de distanciamento físico podem ter sido enrijecidas em partes do estado – o que não necessariamente é captado pelo IDS.

Apesar da possibilidade – e depois certeza – de uma segunda onda não ter induzido uma mudança significativa no grau de rigor das medidas de distanciamento na maior parte do país, os níveis de isolamento social cresceram ligeiramente. Conforme se observa no gráfico 4, o índice de isolamento social cresceu a partir de novembro de 2020 em quase todos os Estados.

Isto ocorreu ainda que medidas legais de distanciamento físico não tenham sido enrijecidas – indicando que uma parte maior da população se isolou voluntariamente.

Ainda assim, os níveis altos de isolamento observados no final de março e início de abril de 2020 estiveram longe de ser atingidos. Ademais, os altos índices de correlação (superior a 0,5 em 24 UFs) indicam que o grau de rigor das medidas de distanciamento físico está associado ao quanto as pessoas se mantêm em casa.

Continuar lendo

Acre

Acre tem mais duas mortes e 235 novos casos de Covid-19

Publicado

em

Os casos de Covid-19 continuam aumentando de forma assustadora. A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) registra 235 novos casos de infecção por coronavírus nesta terça-feira, 26, sendo 210 casos confirmados por exame de RT-PCR e 25 testes rápidos. O número de infectados subiu de 46.539 para 46.774 nas últimas 24 horas.

Até o momento, o Acre registra 132.176 notificações de contaminação pela doença, sendo que 84.482 casos foram descartados e 920 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 39.403 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 164 pessoas seguem internadas.

Os dados da vacinação contra a Covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas de acordo com a plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitos a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Mais 2 notificações de óbito foram registradas nesta terça-feira, 26, sendo 1 do sexo masculino e 1 do sexo feminino, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 856 em todo o estado.

Óbito do sexo masculino:

Morador de Epitaciolândia, M. B. F., de 94 anos, deu entrada no dia 15 de janeiro, no Hospital Raimundo Chaar, em Brasileia, vindo a óbito nesta terça-feira, dia 26.

Óbito do sexo feminino:

Moradora de Rio Branco, A. M. S., de 44 anos, deu entrada no dia 11 de janeiro, no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), vindo a falecer no dia 25.

Continuar lendo

Acre

Quase 4 mil já foram vacinados contra coronavírus no Acre

Publicado

em

Em cerca de seis dias, um total de 3.985 pessoas já foram vacinadas contra o novo coronavírus em todo o Acre. O estado começou a campanha de vacinação contra a Covid-19 no último dia 20 de janeiro, com a chegada do primeiro lote da CoronaVac. Só em Rio Branco, há atualmente 2.437 vacinados, em Cruzeiro do Sul, 576 doses foram aplicadas até agora.

O governo do Acre conta com ao menos 50.880 doses de vacina para combater o novo coronavírus. A secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), estima receber novas remessas do imunizante semanalmente, conforme o cronograma do Plano de Vacinação enviado do Ministério da Saúde.

O primeiro lote da vacina que chegou ao Acre, a CoronaVac, é o imunizante produzido pelo Instituto Butantan em parceria com a China. O governador Gladson Cameli tem feito constantes viagens a Brasília e São Paulo em busca de apoio no recebimento das doses.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas