Conecte-se agora

Exemplo para as mulheres 

Publicado

em

A eleição deste ano tem o maior número de mulheres sendo candidatas a prefeita das últimas décadas. Também cresceu muito o número de candidatas a vereadoras. A mulher tem que buscar o seu espaço na política, num eleitorado em que é maioria. Um bom exemplo a ser seguido é o da Iolanda Lima, a primeira mulher a ser governadora do Acre. Iolanda também é exemplo como gestora. Entrou limpa e saiu limpa do seu governo, sem se conhecer dela um ato de corrupção. Teve que enfrentar uma barra pesada para convencer os dirigentes do MDB; sendo todos homens, que uma mulher poderia integrar uma chapa majoritária. Foi vereadora, deputada estadual, vice-prefeita de Rio Branco (tendo assumido várias vezes), vice-governadora na chapa de Nabor Júnior (MDB), que ganhou uma eleição em que o candidato do PDS, Jorge Kalume, era tido como favorito. Ao assumir o governo com a saída do Nabor para disputar o Senado, honrou as mulheres. Iolanda é um bom exemplo a ser mirado na política, pelas mulheres que estão tentando conseguir mandatos eletivos.

MULA SEM CABEÇA

Quando numa reforma, como a administrativa, o presidente Jair Bolsonaro preserva os privilégios dos funcionários do Judiciário, dos parlamentares e das forças armadas, o projeto vira uma mula sem cabeça. E, a máxima de que a lei é para todos, vai pra lata do lixo.

VIRADA NO JOGO

Antes de emitir uma opinião ouço mais de uma fonte. E, com quem converso sobre a eleição municipal em Epitaciolândia o mantra é o mesmo de que, para entrar na disputa com chance de reeleição, o prefeito Tião Flores teria que dar uma guinada na sua gestão ou se complica.

ACREDITOU EM PAPAI NOEL

A questão é que o prefeito Tião Flores jogou com as cartas erradas ao apostar que, indo para o partido do governador, este chamaria os demais candidatos da órbita do governo, e mandaria  retirar as candidaturas e apoiar a sua reeleição.  Não aconteceu. Acreditou em Papai Noel.

PESO FUNDAMENTAL

Quem acompanha o BLOG deve se lembrar que, coloquei neste espaço de que, as forças em torno do governador eram contra aliança com o MDB, em CZS. Achavam que o Gladson trombaria com os demais aliados se apoiasse o MDB. Isso pesou na neutralidade do Gladson.

JOGO LIVRE

A disputa agora em Cruzeiro do Sul virou um jogo livre pela prefeitura. O MDB com a força e a tradição do grupo do ex-prefeito Vagner Sales, um campeão em ganhar as eleições, e do outro o grupo do deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS), que formou uma aliança forte. 

GRANDE SURPRESA

Neste contexto, ainda é comentado com muita surpresa, o fato do deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS), com o seu jeito calado, ter conseguido montar uma aliança heterogênea.

DESCANSE EM PAZ, AMIGO!

Fiz incontáveis entrevistas com o Alércio Dias. Seja como presidente da ELETROACRE, secretário de Educação, deputado estadual, deputado federal. Tinha uma mente privilegiada. Hábil na estratégia política. Pois é, meu amigo partiu sem avisar. Que Deus o receba, Alércio!

NOME QUE SOMA

Tudo se encaminha para o presidente da ACISA, Celestino Oliveira, ser o vice na chapa do professor Minoru Kinpara (PSDB), que disputará a prefeitura da capital. Depende dele. Puxaria muitos votos na Maçonaria, onde Celestino é Grão Mestre Adjunto. Nome bem conceituado.

FORA DO PODER PESA

A chapa de candidatos a vereadores de Rio Branco pelo PT, não está tendo a disputa acirrada por vagas, que tinha quando o partido estava no poder. Sem cargo de confiança para dar, sem a máquina estatal e municipal, tudo é difícil. A composição será em torno de petistas de DNA.

VITRINE DO PODER

A grande expectativa da eleição é saber se o PT, depois da derrota que o sacou do poder, ainda tem aquela faixa de eleitorado cativo que teve ao longo dos últimos 20 anos. É a primeira disputa do partido fora do poder, e o resultado eleitoral será uma vitrine para 2022.

FUGIU DA PREVISÃO

Pelo cálculo do ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, ele voltaria ao comando da prefeitura até no máximo na última terça-feira, com a reconsideração das cortes superiores de justiça, em Brasília, da sua cassação. Já vamos para o fim de semana e nada. Ainda acredita.

ARRASTÃO NOS BAIRROS

O senador Sérgio Petecão (PSD) e o deputado José Bestene (PROGRESSISTAS) estão programando um “arrastão nos bairros” até a eleição, na defesa da candidatura do Tião Bocalom (PROGRESSISTAS). Bestene cedeu seu direito de ser candidato à PMRB ao Bocalom.

NÃO QUER CONVERSA

O governador Gladson Cameli diz que conversa com o vice-governador Major Rocha para que ele se enturme no governo, mas em hipótese alguma quer conversar com a deputada federal Mara Rocha (PSDB). Está naquela de que, quanto mais longe a Mara estiver dele, melhor será.

NÃO TEM CASAMENTO ETERNO

Na política não tem casamento eterno. E no caso do governador Gladson e da deputada federal Mara Rocha (PSDB) as brigas têm sido desgastantes para ambos. O melhor mesmo é cada um no seu quadrado, a vida segue, e quem tiver mais café no bule que sirva em 2022.

FONTE SEGURA

Uma boa fonte do Palácio Rio Branco revelou ao BLOG de que está fora de cogitação uma mexida no quadro da Segurança que passe pela saída do secretário Paulo César. Já ouvi do próprio governador Gladson, que o Paulo César é um dos secretários de extrema confiança.

ESTA NÃO CONSEGUE

Não sei se na conversa que o governador Gladson vai fechar com o vice-governador Major Rocha, este pedirá a substituição com o secretário Paulo César, de quem está afastado, mas se pedir, pelo que tenho ouvido o pedido não será atendido pelo Gladson. Melhor não pedir.

ORANDO E PEDINDO VOTOS

Meu amigo Evandro Cordeiro, candidato a vereador, é orando e pedindo voto neste mundão.

 UMA BELA ARRUMADA

O diretor da Rádio Difusora Acreana, Raimundo Fernandes, deu boa melhorada na estrutura da emissora, que antes da sua chegada o som era um chiado, e hoje é um som limpo e de longo alcance. E trabalha para tornar o parque de transmissão digital, um avanço tecnológico.

OS TEMPOS SÃO OUTROS

Alguns dirigentes de partidos nanicos ao longo dos últimos 20 anos fizeram de suas siglas um balcão de negócio. Era comum dirigente partidário receber uma bolada para sustentar a chapa de candidatos a vereador e a deputado, no tempo da FPA. A eleição agora é no bico seco.

OPINIÃO DE QUEM CONHECE

Na avaliação do presidente do MDB, deputado federal Flaviano Melo, os prefeitos que são candidatos à reeleição levam uma vantagem sobre os adversários por estarem nos cargos. Principalmente, nos municípios menores, onde a tudo se socorre ao prefeito para resolver.

NÃO DEVE SAIR DO BOLO

A disputa para saber quais candidatos deverão ir para um provável segundo turno na capital, não deverá sair do quadro formado por Socorro Neri (PSB), Tião Bocalon (PROGRESSISTAS), Minoru Kinpara (PSDB) e Roberto Duarte (MDB). Não creio em zebra fora desses nomes.

SEM FUNDO ELEITORAL

O vereador Emerson Jarude (MDB) comunicou à direção do MDB que, não vai usar os recursos do Fundo Eleitoral na sua campanha à reeleição. Está mantendo a coerência da primeira campanha, quando se elegeu sem aporte financeiro, mas no contato direto com o eleitor.

NÃO CONHEÇO OUTRO EXEMPLO

Nas disputas eleitorais não me lembro de outro exemplo de candidato que abriu mão de receber ajuda do partido para a sua campanha. O Emerson Jarude (MDB), se não me falha a memória, é o primeiro político acreano a ter esse desprendimento material.

POUCO PIRÃO

Em Plácido de Castro, PT-PSDB-MDB-PSD-PSL têm candidatos a prefeito. O grande número de candidatos adversários do prefeito Gedeon, que é do PSDB, pulveriza os votos da oposição e o favorece. E neste caso, disputar a reeleição no cargo se torna uma vantagem para o prefeito.

MUITO IMPROVÁVEL

Com uma administração limpa, com o apoio do governador Gladson Cameli, uma boa chapa de aliados candidatos a vereadores, é muito improvável que a prefeita Socorro Neri não chegue ao segundo turno. Eleição se decide na campanha e voto, mas o cenário lhe é favorável.

FRASE MARCANTE

“Todo mundo quer comer na mesa do governo, mas ninguém quer lavar os pratos.” William Faulkner


HISTÓRIAS DO FUNDO DO BAÚ

A IGREJINHA DO SABIÁ

O professor João Simão, o popular Sabiá, alma generosa do mundo político de Xapuri, que Deus o levou, era um cabo eleitoral do deputado federal Geraldo Fleming (MDB). Certa feita o Sabiá chegou com o Fleming e disse que tinha marcado uma reunião política, em Xapuri, na “igrejinha.” O Fleming confirmou a reunião, pensando ser um encontro com religiosos. Quando chegou ao local só tinha homossexuais. O Fleming entrou, fez uma fala rápida, e decretou: “daqui em diante qualquer conversa vocês vão ter com o Sabiá, que acabo de nomear o Bispo da igrejinha”. Saiu sob aplausos. O Bispo deve ter funcionado, o Fleming foi bem votado no município. Fleming foi um dos bons amigos que tive na política acreana.

O CHURRASCO DO TOTA

O ex-prefeito Vagner Sales (MDB) e o ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, João Tota (PDS), alma nobre, eram adversários ferrenhos. Ao saber que o Tota estava fazendo um churrasco na sua fazenda para receber os amigos, o Vagner pagou uma mensagem na rádio da cidade, convidando toda a população em nome do Tota para participarem de um churrasco, ao final do qual seria distribuído carne. Para surpresa do Tota começou a chegar gente na sua fazenda em todo tipo de transporte. Não contou conversa. Chamou os empregados e mandou matar mais dois búfalos da sua criação, deu churrasco, distribuiu carne, e saiu todo mundo satisfeito. E o tiro do Vagner saiu pela culatra. Sempre me contava a história, em meio a um bom whisky.

Anúncios

Blog do Crica

Relembrando a boa política

Publicado

em

COSTUMO sempre colocar em evidência políticos que marcaram as suas passagens pelos mandatos com honra. Um nome que marcou a história política do Acre foi o ex-senador Jorge Kalume. 

Podia-se não concordar com a sua defesa e salamaleques aos governos militares, mas este era um contexto do momento, e era o lado que escolheu. Mas o que pontua a sua trajetória foi ser um administrador de mãos limpas, austero com os gastos quando esteve à frente do Executivo. 

No convívio, Kalume era um bonachão, mas se fechava quando era para dar entrevistas, raramente falava aos jornalistas. Estive entre os poucos que quebrou esta barreira. Quando prefeito de Rio Branco, para fazer a doação de um milheiro de tijolos para uma entidade, antes mandava um pedido de autorização aos vereadores. Foi duro no combate aos seus opositores, mas tinha o mesmo tratamento por parte da oposição. 

Não concordava com suas ideias centrais sobre a política, fui um dos seus ferozes críticos muitas vezes, mas isso não me permite deixar de reconhecer ser um político honrado. A oposição lhe atacava sob a acusação de ser truculento, de perseguir os que não rezavam pela sua cartilha ideológica, mas não conheço um ataque feito por malversação dos recursos públicos. Por isso, é que faço hoje este registro, num tempo de tantos escândalos.

NÃO VIREI JACARÉ

LOUVADO, seja Deus! Tomei ontem a primeira dose da vacina Oxford, me sinto um privilegiado em meio a tantas mortes pelo Covid. Aos parvos da ciência: não virei jacaré.

SENTIMENTO ZERO

1020 mortos, 58 mil casos de contaminação pelo Covid, mais 174 casos confirmados ontem, e os negacionistas da ciência continuam se opondo a medidas de preservação da vida. Ninguém leva um centavo furado quando morre.

TUDO MUITO LAMENTÁVEL

É TUDO muito lamentável, e pode ficar pior, afinal, quem deveria puxar o combate contra a pandemia, como o governo federal, nunca levou esta questão a sério.

PENA QUE NÃO OCORRA NO BRASIL

QUANDO SE VÊ um presidente dos EUA, como o Biden, colocando como principal prioridade do seu governo a vacinação em massa, é de se lamentar que o governo federal não tenha este mesmo sentimento pela vida.

DISCUSSÃO IDIOTA

A DISCUSSÃO mais idiota que se vê nesta pandemia é quando se critica o negacionismo do presidente Bolsonaro, surgir a tolice que ser contra é coisa de comunista e petista. Como se banaliza tanto a vida?

NO SEU DEVIDO LUGAR

O SENADOR Márcio Bittar (MDB) apenas assinou a PEC que restabelece o auxílio emergencial, a ideia não é da sua autoria. Vamos colocar as coisas no seu devido lugar.

DISCUSSÃO ECONÔMICA

A MEDIDA passou por uma discussão com os presidentes da Câmara, do Senado, pela equipe econômica, e o Bolsonaro decidiu. A decisão não tem um único pai.

NÃO TENHO PROBLEMA

TENHO FEITO várias críticas ao começo bagunçado da gestão do prefeito Tião Bocalom, mas não tenho problema algum em registrar os acertos; como o dele, participar do consórcio de prefeitos, para a compra de vacinas.

NADA MAIS IMPORTANTE

NADA É MAIS IMPORTANTE neste momento de explosão do Covid, que a imunização da população contra o vírus.

NÃO DEVERIAM SE VACINAR

OS QUE SÃO CONTRA a vacina, contra o uso de máscaras, contra as medidas protetivas para combater o Covid, não deveriam se vacinar. É tudo muito simples, muito simples.

NÃO HÁ NEM CLIMA

O SENADOR Petecão (PSD), o governador Gladson Cameli, o vice-governador Major Rocha, estão cobertos de razão em desativar a disputa de 2022, não há clima político para a discussão com tantas mortes e falta de vacina.

DEBATE PARA 2022

A DISCUSSÃO sobre candidaturas ao Governo e Senado só tende a ser ativada a partir de março de 2022, quando a vacinação deverá diminuir o impacto da pandemia.

MUITO PREMATURO

TUDO O QUE SE FALAR agora sobre qual será o cenário da disputa do Governo e Senado no grupo que elegeu o Gladson Cameli; é prematuro, tem de se saber primeiro quais serão as chapas, se haverá unidade ou não.

FLUINDO SEM PROBLEMAS

A VACINAÇÃO fluiu ontem sem problemas nos postos de atendimento da PMRB. Tudo bem organizado e célere.

VONTADE DE NÃO ABRIR

TENHO EVITADO ir ao facebook, pois, quando se abre a página se depara com um verdadeiro obituário de amigos, conhecidos, e outros, uma ciranda de mortes.

APOSTA TEMERÁRIA

VÃO APOSTANDO que o Jorge Viana (PT) é carta fora do baralho para o Senado, no próximo ano, vão apostando. O JV é um nome com votos fora dos muros petistas.

PERDEU PORQUE DIVIDIU

O JORGE só não se reelegeu pela empáfia do PT em lançar dois nomes ao Senado, cada eleição é uma eleição. Não meçam nunca uma nova eleição pela eleição anterior.

PONTO A FAVOR

O NOVO líder do governo, Pedro Longo (PV), tem um ponto ao seu favor: não é extremista, mas do diálogo. Isso é importante para quem vai falar pelo governo.

PARA QUEM TEM MUITO

250 reais pode ser pouco para quem tem muito, por isso, não me coloco entre os críticos do valor do benefício.

NOMES QUE SE DESTACAM

EMERSON JARUDE (MDB), Michele Melo (PSB), Lene Petecão (PSD), são nomes que começam a se destacar nesta nova composição da Câmara Municipal da capital.

NÃO É PARA SE CALAR

QUANDO alguém ganha um mandato popular, não é para se calar, para ficar balançando a cabeça com amém e sim senhor, mas para cobrar ação de quem está no poder.

NÃO MENTIU

QUANDO DISPAROU contra o fato de defender praticamente só a gestão do Gladson, como líder do governo na Assembleia, o deputado Gerlen Diniz (PP) não mentiu. Não há unidade na base governista na tribuna.

UM FATO A SE REGISTRAR

MAS também há de se registrar que a oposição tem na ALEAC uma bancada qualificada como Daniel Zen (PT), Edvaldo Magalhães (PCdoB) e o Jenilson Lopes (PSB), carne de pescoço para qualquer líder de governo.

ESPAÇO SE CONQUISTA

E, se a oposição teve um espaço generoso na imprensa foi pelo fato de ter levantado na ALEAC, temas polêmicos e relevantes, e que diziam respeito ao interesse popular. 

ALAN RICK

PENSAMENTOS positivos para que se recupere da Covid.

MUITO FORTES

Deputados que devem disputar a reeleição como muito competitivos, pela região do Juruá: Jonas Lima (PT), Luiz Gonzaga (PSDB), Nicolau Junior (PP) e Antonia Sales (MDB). Os quatro, com bases eleitorais muito sólidas.

NÃO FICOU OMISSA

A DEPUTADA FEDERAL Perpétua Almeida (PCdoB), registre-se, não ficou omissa nesta pandemia.

ATO DE GRANDEZA

O ex-senador Jorge Viana (PT) e o Gladson Cameli são adversários políticos duros, por isso, foi um ato de grandeza do JV, a nota emitida pela saúde do governador, contaminado pelo Covid. Este não é momento de política.

FRASE MARCANTE

“Não fales agressivamente, ainda que tal se pareça necessário, pois a violência tem sempre argumentos traiçoeiros”. Paiva Dantas.

Continuar lendo

Blog do Crica

Um salto no escuro de olhos vendados

Publicado

em

O COMITÊ DO COVID-19, deu um salto perigoso no escuro, com olhos vendados, ao dar o famoso jeitinho brasileiro ao liberar o comércio não essencial, na fase mais aguda de contaminações e mortes, para atender os negacionistas da ciência, que colocam seus lucros acima da vida. 

O que mais chama atenção é que, na sua composição existem médicos, inclusive, infectologista que sempre esteve na linha de frente contra o liberou geral. Lembra uma piada de português, a promessa feita pelo grupo negacionista, de que vai colaborar para não haver aglomeração em seus estabelecimentos. 

Uma coisa é certa, se com a nova medida de abertura da porteira aumentarem os casos de contaminações e de mortes, a cobrança não será feita aos dirigentes empresariais, mas sim ao Comitê, que tomou a medida considerada como temerária. 

O Acre está indo na contramão do que está ocorrendo em outros estados, onde acontecem fechamentos. E, mesmo o nosso estado estando numa fase de pré-colapso do seu sistema de saúde. As vagas de UTIs estão quase zeradas, faltam leitos, os médicos estão sobrecarregados e o Comitê faz cara de paisagem para a gravidade do momento. Espero que eu esteja completamente equivocado, e o Comitê esteja certo, e que o quadro não venha a se agravar. 

Aguardemos os próximos 15 dias. Em saúde pública não se pode fazer concessões, porque as vidas é que estão em jogo.

ALGUÉM DÁ UMA EXPLICAÇÃO?

NINGUÉM ENTENDEU a medida do lockdown decretado pelo comitê nos finais de semana. O vírus só é transmissível sábado e domingo, nos demais dias é inócuo? Perguntar, não ofende!

CASA DE NOCA

O BRASIL VIROU CASA DE NOCA, onde todo mundo grita, ninguém escuta e a comida queima. Só este ano é o 5º aumento do preço da gasolina e diesel, e colado vem o do gás de cozinha. Na gestão pública, não há lugar para a fanfarronice. Adiantou a valentia contra a Petrobrás?

DESAFIO NOVO

QUALIFICAÇÃO, não falta ao deputado Pedro Longo (PV), para ser o líder do governo na ALEAC. Mas é um desafio novo e complicado. Este ano não terá muito debate com a oposição devido a pandemia, mas para o ano é pauleira.

ENTRAVE PRINCIPAL

O PRINCIPAL NÓ do novo líder Pedro Longo (PV) vai além do enfrentamento que terá com a oposição, será fazer com que, a base do governo atue unida nos debates.

A CAMINHO DO PP

O DEPUTADO PEDRO LONGO (PV) está de cuias e malas prontas para desembarcar do PV, seu destino será o PP.

BAIXAR DE FAIXA

A ATITUDE LÓGICA foi tomada pelo secretário municipal de Saúde, Frank Lima, de baixar a faixa etária de vacinação para 73 anos hoje, devido à pouca procura ontem pelo grupo de 74 anos. A fila tem de andar.

QUESTÃO DE TEMPO

O SECRETÁRIO Frank Lima, que biso ser um moço esforçado, é fazer o feijão com arroz, que a sua gestão dará certo, a fase é ainda de adequação ao cargo.

PEDIDO DA ILZAMAR

A NOMEAÇÃO pelo prefeito Bocalon do Sandino Mendes, filho do Chico Mendes, para um cargo na secretaria de Agricultura da PMRB, atende a um pedido da mulher do Chico, Ilzamar Mendes, e é o pagamento de um favor.

REMONTA À CAMPANHA DO SERRA

QUANDO o José Serra (PSDB) foi candidato contra o Lula, o Bocalon foi o interlocutor para que a Ilzamar Mendes gravasse um vídeo de apoio ao Serra. Favor político se paga com outro favor. Não vejo nada demais no ato.

TORCENDO PELA RECUPERAÇÃO

O MOMENTO é de que todos torçam, independente da ideologia, pela recuperação do governador Gladson, contaminado pela Covid. É uma questão humanitária.

GIGANTE NA LUTA

O GLADSON TEM SIDO um gigante na luta contra o Covid.

FAKE NEWS

COSTUMA-SE ler nas redes sociais que o STF proibiu o governo federal de tomar medidas na pandemia e delegou poderes só aos estados e municípios. Fake News! Apenas deu liberdade a prefeitos e governadores, mas não tirou a responsabilidade do governo federal.

SALVAÇÃO DA LAVOURA

E A DECISÃO do STF foi a salvação da lavoura. Se tudo ficasse na espera da decisão do governo federal, que é negacionista da ciência, por certo o número de mortes no país seria dez vezes maior. Não há nem dúvida.

O FERIADO DO COVID

NINGUÉM entendeu a decretação de lockdown sós no sábado e domingo. Quer dizer que o vírus só contamina nos fins de semana, e nos demais dias é inócuo?

ESQUEÇAM A DISCUSSÃO

O GRUPO que esteve no palanque do Gladson na sua eleição, está travando uma discussão do sexo dos anjos para o Senado. Só vai ter sentido o debate quando se souber quais as chapas para o governo. Antes disso é só exercício de ilação.

FASE PRETA

O SECRETÁRIO de Saúde, Alysson Bestene, está em Brasília representando o Gladson no fórum de governadores. Busca mais vacinas e apoio do Ministério da Saúde. Disse ontem ao BLOG DO CRICA que, se na próxima segunda-feira o quadro da Covid se agravar, a tendência é fechar tudo e o estado ir para a faixa preta.

NEM AÍ

NÃO ADIANTA esperar pela consciência da população, porque o que mais se vê nas ruas são pessoas aglomeradas e sem máscaras, e não serão os empresários que mudarão este panorama, porque o caso é de educação.

SABER PRIMEIRO

O SENADOR Sérgio Petecão (PSD) será ou não candidato ao governo no próximo ano? E, é preciso se saber isso, porque se ele e o Gladson forem candidatos serão duas vagas para candidaturas; a terceira, por certo, será do PT.

CABEÇA DE BURRO

PARECE que há uma cabeça de burro enterrada na ponte sobre o Rio Madeira, o tempo avança e não é inaugurada.

COMO EXISTE O SOL

NA CABEÇA os assessores diretos do Gladson Cameli há uma única certeza para 2022, a de que se se o senador Sérgio Petecão (PSD) for disputar o governo no próximo ano, será apoiado pelo prefeito Tião Bocalom.

FRASE MARCANTE

“A esperança é necessária ao coração como o sol à existência das flores”. Garcia da Cunha Matos

Continuar lendo

Blog do Crica

Um exemplo para a política

Publicado

em

POLÍTICO, na atualidade, virou sinônimo de descrédito, de bandalheira, e em todas as pesquisas de opinião pública, o parlamento sempre aparece na rabeira da lista como um dos setores menos confiáveis. Faço o preâmbulo, para comentar que, também existem figuras que passaram por prefeituras, governos, casas legislativas, e que são um bom exemplo para as novas gerações. 

É o caso da ex-governadora Iolanda Lima, de origem humilde, saída das barrancas de Manuel Urbano, que foi vereadora, deputada estadual, prefeita de Rio Branco em exercício, e por fim, governadora do estado. Ao longo da sua trajetória não se conhece dela um deslize, algo que possa ser apontado como uma transgressão à legalidade. Instalou a primeira Delegacia da Mulher, construiu o Teatrão, e defendeu sempre as correntes menos favorecidas durante a sua gestão. 

Iolanda quebrou um ciclo na política acreana de que a mulher não podia ascender ao comando do Executivo. Foi uma guerra contra o machismo para ser guindada à vice-governadora, na chapa do então candidato ao governo Nabor Júnior. Sua história sempre foi de oposição à ARENA, integrou o PTB, e depois militou no MDB, junto com o deputado Geraldo Fleming (MDB), com quem foi casada. 

Iolanda Lima não deixou só o exemplo de uma gestora honrada, mas também a bandeira de que não há fronteiras para as mulheres. Iolanda, foi a primeira mulher a acabar com o “Clube do Bolinha” na política estadual, onde só os homens tinham o direito de comandar o Acre. Entrou limpa e saiu limpa do governo. Merece ser lembrada.

MALUCOS E MALUCAS DO NEGACIONISMO

O ACRE registrou ontem 10 mortes por Covid e mais de 600 novos casos de contaminações. E 933 exames aguardando análise para confirmação do vírus. E, malucos e malucas negacionistas da ciência ainda defendem a abertura total do comércio. Isso sim, é uma insanidade!

ARGUMENTOS TOSCOS

OS ARGUMENTOS dos negacionistas são os mais toscos, é de que um hotel fechou, comércios fecharam, houve demissões, mas não falam na preservação de vidas. A economia se recupera, vidas perdidas, estas, jamais!

PANO PARA AS MANGAS

BASTA observar que, os que mais defendem a abertura geral do comércio numa pandemia crescente, são os que pode contratar um jatinho com UTI a 150 mil reais o frete, e irem se tratar em São Paulo, se pegarem o Covid.

É PRECISO SABEDORIA

O GOVERNADOR Gladson Cameli, que até aqui se mostrou um gigante no combate ao Covid, atue com sabedoria ante às pressões para liberar tudo, como se nada estivesse acontecendo. Pode perder todo o capital que acumulou na pandemia, se Rio Branco virar Manaus.

NÃO ESTAMOS NUMA DITADURA

É FALSA como uma nota de 300 reais, a ameaça do presidente Bolsonaro de que não repassará o auxílio emergencial aos estados que adotarem o fechamento de comércios. Não tem este poder, somos uma federação, e não estamos numa ditadura. Arroubo negacionista.

NÃO ENTRO NA MANADA

NO SEGUNDO TURNO, para não votar no PT, votei no Bolsonaro, não escondo. Mas não é por isso que vou lhe seguir nesta sua escalada negacionista da ciência, contra a vacina, contra usar máscaras, como uma manada que segue o boi sinaleiro. São duas situações bem distintas.

PREVALECEU O BOM SENSO

A ENXURRADA de críticas contra a bagunça que foi o primeiro dia de vacinação, tocou no bom senso do secretário de Saúde, Frank Lima, a vacinação de ontem, com a instalação de novos postos, fluiu sem problemas.

ASSIM QUE SE CONSERTA

NENHUM GESTOR tem que ficar bicudo com críticas da imprensa, porque quando são construtivas, colaboram para consertar o erro. Não existe democracia sem crítica.

QUANDO SE PENSA ESTAR TUDO BEM…….

E, QUANDO SE PENSA que, os ventos amainaram pelos lados da PMRB, numa entrevista ao jornalista Itaan Arruda, na TV-GAZETA, o prefeito Tião Bocalom desancou críticas injustas aos agentes comunitários de saúde, e ganhou de mimo uma Nota de Repúdio da categoria.

DEVERIA REMANEJAR

CASO NÃO HAJA o comparecimento esperado amanhã nos postos de vacinação da PMRB, a lógica coerente é que, baixe o teto para outra faixa etária. E, ande a fila.

NÃO ESTÁ PARADO

O PT não está parado, as suas lideranças, sob o comando do ex-governador Jorge Viana, se articulam em conversas nos bastidores, visando a eleição majoritária de 2022.

NÃO REPETIR A ARROGÂNCIA

NÃO QUEREM repetir a arrogância da última eleição estadual, quando montaram uma chapa incompleta para deputado federal, e não elegeram ninguém do partido.

ATO DE AMOR

O PREFEITO Bocalom, antes do mandato, sempre se dedicou a cuidar da mulher, que tem uma doença degenerativa, e vive numa UTI fora do estado. Continuar as visitas é humanitário, e um ato de amor. Não crítico.

CENTRADAS SEMPRE NA GESTÃO

AS CRÍTICAS que venha a fazer serão sempre centradas na gestão e não na figura do gestor; e de apontar erros não abro mão, porque é um ato inerente à minha profissão.

CAIU NA REAL

O SENADOR Márcio Bittar (MDB) caiu na real ao retirar da PEC Emergencial, o fim do teto de gastos com a Saúde e a Educação, já que era um absurdo, um crime, acabar com estas garantias.

NEM AO CÉU E NEM À TERRA

A PANDEMIA do Covid-19 foi uma tacada nos neurônios dos que defendem um estado mínimo, não fosse o SUS, e o auxílio estatal, o Brasil teria virado uma grande cova.

CHAPAS VÃO DEFINIR

A FORMAÇÃO das chapas para o governo na eleição do próximo ano é que vão definir quais serão os candidatos. Antes de se conhecer o cenário fica difícil traçar um panorama de candidaturas.

SEM CALENDÁRIO

NÃO existe calendário da próxima etapa da vacinação, até aqui garantida a quem tem de 74 anos em diante. Tudo depende do envio pelo governo federal, que tem sido um exemplo de falta de planejamento na imunização.

DOIS NOMES INTERESSANTES

DOIS NOMES que deveriam ser candidatos a um cargo eletivo no próximo ano, o da ex-prefeita Socorro Neri (PSB) e o do ex-candidato a prefeito Minoru Kinpara (PSDB). A política precisa de figuras com boa qualificação.

CHAPAS ATRATIVAS

PSL E PSD terão chapas atrativas para deputado estadual na eleição do próximo ano, porque não aceitarão candidatos que tenham mandato. Iguala as chances.

NÃO CONVERSA

O VICE-GOVERNADOR Major Rocha diz que não conversa sobre política ou composições este ano. Antes quer trabalhar para tornar as chapas do PSL competitivas.

FRASE MARCANTE

“Dizem eu o tempo muda as coisas, mas é você que deve mudá-las”. Andy Warhol.

Continuar lendo

Blog do Crica

Faça uma lista de todos os amigos 

Publicado

em

AO DAR UMA OLHADA nesta foto do ano passado, eu como decano do jornalismo acreano, alguns mais jovens, outros nem tanto, me veio uma saudade desta turma e da cobertura jornalística presencial na ALEAC, e lembrei da música “A Lista”, do cantor Osvaldo Montenegro, com seus versos: “Faça uma lista\de grandes amigos\quem você mais via\há 10 anos atrás\quantos você\ainda vê\todo dia\quantos você\já não encontra mais…. A gente se sente vivendo numa bolha, em prisão domiciliar, e observando a realidade de fora sem se ver inserido nela. 

Sem puder abraçar os amigos, trocar uma prosa, discutir um fato jornalístico; ficou tudo muito frio, muito mecânico, não há aquele clima de companheirismo. Vivemos na verdade sob uma capa do terror. Uma tosse, por mais leve que seja, já apavora. Será o Covid? Vem a pergunta. Ficou todo mundo louco, este vírus mostrou duas coisas: que não somos nada no universo, e que não adianta se pensar só na acumulação de riquezas, ser cético, negacionista da ciência, porque o Covid não escolhe quem vai contaminar ou matar.

 O bom ao olhar esta foto é saber que todos meus amigos jornalistas tiveram suas vidas preservadas. Se cuidem! Álcool gel, lavar as mãos com sabão, usar máscaras, não aglomerar, logo mais chegará o dia da nossa vacinação, e mais uma vez voltaremos nos encontrar no “Aquário” da Assembleia Legislativa. 

Um abraço virtual a todos. “Do mal, será queimada a semente…, já disse o velho sambista Nelson Cavaquinho. Até breve, meninos e meninas!

ALÉM DAS EXPECTATIVAS

PELO FATO de ter assumido o mandato como suplente do Gladson Cameli, que teve de deixar o Senado para ser governador, ser desconhecida do grande público, havia uma grande interrogação como seria o mandato da senadora Mailza Gomes (PP), e até aqui não tem decepcionado. Toda vez que há uma demanda coletiva para o estado, cobra e se faz presente nos órgãos federais. Não ficou só em Brasília, tem visitado os municípios. Cumpre um bom mandato.

NÃO BRIGO COM A NOTÍCIA

ESTIVE envolvido em várias campanhas do Bocalom. São incontáveis as entrevistas, os comentários positivos, e também negativos, que fiz ao seu respeito nos últimos 30 anos. Nunca lhe pedi para pagar um café. Falo por mim. Então, tenho moral para lhe criticar ou para elogiar, se necessário. Brigo com todo mundo, menos com a notícia.

VIROU NOTÍCIA, PUBLICO!

NÃO VOU FICAR criando fake News, mas foi notícia que interesse aos leitores, vou publicar, gostem ou não. Faço as colocações para calar alguns parvos da PMRB, que nas suas cabeças de alfinetes, acham que, quem critica está na busca de vantagens. 

COM QUEM BEM ENTENDER

QUANTO ao uso da verba da mídia é um direito do Bocalom usar como bem entender. Até não usar. Pode usar para se comunicar na página oficial da PMRB, postar na rede ou fazer a sua comunicação por fumaça, como faziam os Apaches, tribo os EUA. E, ponto final. Não o critico neste ponto. Cada um que procure seu quadrado.

QUE BAGUNÇA

RECONHEÇO o esforço do secretário municipal de Saúde, Franck Lima, em acertar, mas não conseguiu ajustar a sua gestão. Esta questão de informações desencontradas sobre a vacinação dos idosos, virou bagunça. Pela falta de informação, deu até polícia ontem na fila de vacinação.

TORRE DE BABEL

TOOS OS ÓRGÃOS de comunicação divulgaram que a vacina seria dos 70 aos 85 anos, e vem a PMRB, sem comunicar, dizer que seria dos 74 em diante. Desculpem o palavrão: Porra! Não querem que ninguém noticie isso?

NÃO É PARA RIR!

SABEM qual foi a comunicação da PMRB? Colocaram uma cartolina numa cerca próxima ao local de vacinação alertando que a imunização era para idosos de 74 anos em diante. Nem na “Barraca do Beijo” dos arraiais de São João se comunica mais com cartolina. My GOD!

O QUE CUSTA?

ONTEM, por exemplo, no ponto de vacinação do DETRAN tinha uma banca com dois vacinadores. Não é demérito pedir ajuda de equipes de saúde do Exército, do governo, para acelerar a aplicação das vacinas. Façam isso.

TERMINA SOBRANDO

ESTE TIPO de lentidão acaba por deixar a população de idosos revoltada, e sobra para o prefeito Tião Bocalom, mesmo não sendo culpado direto, porque a organização teria que partir do sistema municipal de saúde.

PODE PAGAR CARO

O Gladson pode pagar caro se explodir o número de contaminados pelo Covid, com a abertura do comércio no pique da pandemia, no vermelho, para agradar os negacionistas da ciência. Tomara que eu esteja errado.

DECOLOU NA PANDEMIA

É BOM lembrar ao governador Gladson que, ele estava mal avaliado antes da pandemia, e pelo belo trabalho no combate ao Covid recuperou a popularidade, cuidado para não gastar este capital abrindo tudo no vermelho.

NÃO PODE ESQUECER

MUITAS DAS AÇÕES conquistadas pelo Governo Cameli estão atreladas ao apoio ostensivo da bancada federal. Isso tem que ser dito, porque são conquistas coletivas.

NINGUÉM É IMUNE

QUANDO o deputado Daniel Zen (PT) faz críticas pontuais ao governo Gladson apenas cumpre o papel que lhe foi reservado pelas urnas, ser fiscal do governo e oposição. O Zen está certo. Quem não quer ser criticado fique sem mandato.

QUEM FOI QUE DISSE?

E, quem foi que disse que, o político quando chega a um cargo do Executivo não pode sofrer críticas? Desde que não seja ofensa pessoal, a crítica ajuda a quem governa.

PEC DA IMPUNIDADE

ESTA PEC da impunidade em discussão na Câmara Federal, traduzindo para o popular, ela é assim: o parlamentar pode fazer o que quiser, que não será punido. Punição, por esta PEC, só se for ladrão de galinha.

NÃO PODE FICAR IMPUNE

FURAR a fila da vacinação na frente dos idosos é um crime, mas é um crime maior comete quem libera pessoas jovens e que não estão no combate ao Covid, para serem imunizadas. Virou uma esculhambação este processo de vacinação na capital. Um amadorismo.

O POVO NÃO COLABORA

NÃO vejo com otimismo que a população vá acatar as normas do protocolo da saúde de abrir o comércio com 30% da capacidade, porque não existe consciência social nem para se proteger, e nem de proteger o próximo.

MAL ASSESSORADO

O SECRETÁRIO de Saúde, Franck Lima, não é nenhum tapado na área de saúde, é um cara esforçado, a sensação que passa é que escolheu mal seus assessores.

INÍCIO ATUANTE

A NOVA composição da Câmara Municipal de Rio Branco vem tendo um início atuante, com muitos vereadores se mostrando críticos da PMRB e propositivos. Aos poucos vai se separando os que atuam da turma dos mudinhos.

CONVERSA DE TRANCOSO

NÃO PASSA de conversa de trancoso de que, com o comércio aberto serão tomadas providências para evitar mais contaminações pelo Covid. É só andar pela rua que vai se ver que, boa parte da população não usa máscara.

NOMES ATÉ AQUI

Mailza Gomes (PP), Alan Rick (DEM), Carlos Beirute (pelo PTB), Flaviano Melo (MDB), Jorge Viana (PT), Mara Rocha (PSDB), Jéssica Sales (MDB), são os nomes ventilados até o momento como opções para disputar o Senado em 2022. É um assunto para definição no próximo ano.

FRASE MARCANTE

“Ame o seu inimigo, mas não ponha uma arma em suas mãos”. Ditado mexicano.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.