Conecte-se agora

Pré-candidato a vereador é preso por agredir esposa e nega acusação

Publicado

em

Raimundo Nonato Lopes Carneiro, o Dim Lopes, de 45 anos, pré-candidato a vereador pelo PSB em Xapuri foi preso no último sábado, 29, depois de ser acusado de violência doméstica pela companheira Janyna Lima, 20 anos, com quem mantinha, até então, um relacionamento de 8 meses.

O caso ganhou repercussão na internet depois de ser exposto pela jovem em uma rede social. Janyna diz em uma postagem em sua página no Facebook que foi agredida por Dim Lopes com um golpe de “mata leão” após ser puxada pelo cabelo e jogada sobre um muro e depois ao chão.

A mulher relata ainda que estava sendo enforcada quando foi socorrida por um cunhado. Depois disso, ela explica que acionou a polícia, que foi ao local dos fatos e conduziu Dim Lopes à delegacia local, onde ele permaneceu preso da noite do sábado (29) para noite do domingo (30) passados.

O desentendimento seguido da agressão ocorreu, segundo Janyna, depois que ela olhou o celular do marido e viu uma mensagem de uma mulher “dizendo que o amava”. Ela diz ainda que seu filho, de 3 anos, fruto de um outro relacionamento, assistiu a todo o episódio pedindo para que Dim a soltasse.

Relato da esposa através de sua rede social – Foto: Reprodução

“Não quero ser mais uma que fica calada. Não devemos nos calar. Tantos casos de feminicídio, não quero ser mais uma. Não podemos deixar isso ficar impune. Homens covardes que batem em mulheres”, diz ela na publicação que até a manhã desta terça-feira, 1, tinha mais 28 compartilhamentos.

O advogado Maxsuel Maia, que representa Dim Lopes, emitiu uma nota sobre o caso afirmando que seu cliente é uma pessoa de boa índole que jamais se envolveu em qualquer ato que desabonasse a sua conduta. Segundo ele, o episódio foi o desfecho de um relacionamento marcado pelo ciúme e pelo desequilíbrio de Janyna.

A nota afirma ainda que o pré-candidato estava em casa, confraternizando com um vizinho, quando a “ex-namorada” chegou de maneira repentina tomando o seu celular e o agredindo verbal e fisicamente. “O que ele fez foi se defender das agressões e tentar reaver o seu telefone, que foi completamente destruído”.

Por fim, o advogado afirma na nota de esclarecimento que as acusações feitas contra Dim Lopes na delegacia e nas redes sociais fazem parte de um plano de vingança da agora ex-companheira com o objetivo deliberado de prejudicar a sua pré-candidatura ao cargo de vereador.

“Nesse momento, estamos trabalhando para restabelecer a verdade e combater o linchamento digital que Dim está passando”, conclui o advogado.

 

Anúncios

Acre

Acre não sofre risco de desabastecimento de oxigênio

Publicado

em

Com a situação de colapso na saúde pública no vizinho estado do Amazonas, onde pacientes internados em hospitais estão morrendo por falta de oxigênio, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) se pronunciou sobre a situação no Acre.

O governo afirma que diferentemente da triste realidade do Amazonas, em decorrência da falta de oxigênio para o abastecimento dos hospitais, o Acre não possui risco de desabastecimento do insumo. Além de estarem devidamente abastecidas, as principais unidades de Saúde do Estado, que fazem atendimento de pacientes acometidos pela Covid-19, contam com sistemas de geradores de gases autônomos, ou seja, o oxigênio é gerado na própria unidade.

“Nossas principais unidades hospitalares possuem usinas de produção de oxigênio, e também dispomos de cilindros que são utilizados para o transporte de pacientes e enviados para as demais unidades. E graças ao empenho do nosso governador estamos devidamente abastecidos”, enfatiza o secretário de Saúde, Alysson Bestene.

Além do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Acre (Into-AC), a Fundação Hospital do Acre (Fundhacre), o Pronto-Socorro de Rio Branco, Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do 2° Distrito, maternidade Bárbara Heliodora, Hospital Regional de Brasileia, Hospital Ary Rodrigues, em Senador Guiomard, Hospital Regional do Juruá e Hospital da Mulher e da Criança do Juruá, possuem usinas próprias de geração de oxigênio. As unidades menores são atendidas com oxigênio em cilindros, mas o consumo também está dentro do planejado.

“Possuímos duas usinas, uma que atende o Into e outra para o Hospital de Campanha de Rio Branco. Os cilindros são utilizados apenas para backup e transporte de pacientes”, conta a gerente do Into-AC, Lorena Seguel.

De acordo com o responsável pelo gerenciamento do insumo no Departamento Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos (Dafi), o engenheiro Eduardo kispergher, “a Sesacre não compra cilindros. Eles são fornecidos em comodato juntamente com o gás. Entretanto, em 2020, foram adquiridos 50 cilindros pequenos para transporte de pacientes, o que promoveu uma melhor distribuição para atender a demanda dentro das unidades”.

Com informações da Agência de Notícias do Acre.

Continuar lendo

Acre

Edital do concurso da Polícia Federal é publicado com vagas para o Acre

Publicado

em

A edição do Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 15, trouxe o edital do concurso com 1,5 mil vagas para a Polícia Federal. Estão previstas vagas para o Acre, além de outros sete estados e localidades de fronteira internacional.

Ao todo, são 1,5 mil vagas, sendo 123 para delegados, 893 para agentes, 400 para escrivães e 84 para papiloscopistas. Destas, há reserva cotistas negros e pessoas com deficiência.

As inscrições estão previstas para começar no dia 22 de janeiro e devem ir até 9 de fevereiro. As provas no dia 21 de março.

O salário previsto no edital é de R$ 23.692,74 para delegados e R$ 12.522,50 para agentes, escrivães e papiloscopistas. O valor das inscrições varia de R$ 180 a R$ 250, o maior valor, para cargos de delegado.

O edital não especifica quantas vagas serão destinadas para os estados, citando apenas que “serão disponibilizadas vagas, preferencialmente, nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins e em unidades de fronteira”.

Para se inscrever, por meio do site da Cebraspe, organizadora do concurso, é preciso ter nacionalidade brasileira ou portuguesa, idade ter nacionalidade brasileira ou portuguesa, idade mínima de 18 anos, aptidão física e mental e ter 3 anos de atividade jurídica ou policial para ingresso no cargo de delegado. Neste caso, considera-se ter exercido atividade exclusiva de bacharel em Direito, conciliador em tribunais judiciais, do cargo no magistério. Não é válida para contagem de estágio anterior à conclusão do curso.

Acesse o edital: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/edital-n-1-dgp/pf-de-15-de-janeiro-de-2021concurso-publico-para-o-provimento-de-vagas-nos-cargos-de-delegado-de-policia-federal-agente-de-policia-federal-escrivao-de-policia-federal-e-papiloscopista-policial-federal-2992365

Continuar lendo

Acre

Concentração de poluentes segue alta no Centro de Rio Branco

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas.com - (todos os direitos reservados)

O sensor instalado na sede do Ministério Público do Acre no Centro de Rio Branco informa no último boletim da Secretaria de Estado do Meio Ambiente que uma máxima concentração de material particulado ocorreu às 17h25 de quarta-feira (13) com 31,5 unidades por metro cúbico. A medição levou em conta os dados do dia 14/1.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) níveis acima de 25 unidades/m3 se constituem, ao longo de 24 horas de exposição, perigosos para a saúde humana.

A concentração de poluentes varia de níveis baixos a altos na capital mesmo com as chuvas que caem com mais intensidade neste inverno amazônico.

As queimadas neste começo de ano são 68% menores que em igual período de 2020, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Em 2021, entre os dias 1 e 14 de janeiro, foram registrados 5 focos de queimadas no Acre. No ano passado, foram 16.

Continuar lendo

Acre

Varejo do Acre liderou vendas no país no mês de novembro

Publicado

em

Em novembro de 2020, o comércio varejista e do Acre cresceu 7,8% de outubro para novembro, líder entre os Estados no período. Rondônia (7,2%) e Rio de Janeiro (4,2%) fazem, com o Acre, o trio de melhor desempenho do varejo em novembro.

Por outro lado, pressionando negativamente, figuram 13 dos 27 Estados, com destaque para: Paraíba (-3,5%), Amapá (-2,7%) e Paraná (-1,9%).

Para a mesma comparação, no comércio varejista ampliado, a variação entre outubro e novembro foi de 0,6%, com predomínio de resultados positivos em 17 das 27 Unidades da Federação, com destaque para: Acre (9,2%), Rondônia (4,2%) e Mato Grosso (2,8%).

Por outro lado, pressionando negativamente, figuram dez das 27 Unidades da Federação, com destaque para: Tocantins (-5,7%), Amapá (-5,2%) e Goiás (-1,7 %).

Material de construção, Móveis e eletrodomésticos, outros artigos de uso pessoal e domésticos, artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria estão na lista dos produtos que ajudaram a alavancar as vendas do varejo acreano, segundo a Pesquisa Mensal do Comércio divulgada nesta sexta-feira (15) pelo IBGE.

No fim do ano passado a Federação do Comércio do Acre comemorou os resultados e previu dias melhores mesmo com a pandemia da Covid-19. “Os resultados positivos desde o mês de setembro no acumulado do ano, indicaram uma aceleração da retomada econômica do segmento, segundo avaliação do consultor da presidência do Sistema Fecomércio, Egídio Garó, em avaliação no fim do ano passado.

Frente a novembro de 2019, a variação das vendas do comércio varejista foi de 3,4%, com resultados positivos em 19 das 27 UFs, com destaque para o Acre, onde o comércio avançou 20,2%. Em seguida Pará (16,5%) e Piauí (14,6%) somam com o Acre os três melhores resultados.

Por outro lado, pressionando negativamente, figuram 8 das 27 UFs, com destaque para: Tocantins (-7,5%), Paraíba (-5,1%) e Goiás (-5,0%). Quanto à participação na composição da taxa do varejo, destacaram-se positivamente: São Paulo (2,5%), Rio de Janeiro (6,5%) e Minas Gerais (5,7%).

No País, em novembro de 2020, o comércio varejista nacional ficou próximo à estabilidade (-0,1%) frente a outubro, na série com ajuste sazonal, após seis taxas positivas consecutivas, período que o varejo acumulou ganho de 32,2%. A média móvel trimestral foi de 0,4% no trimestre encerrado em novembro. Na série sem ajuste sazonal, houve aumento de 3,4% em novembro de 2020 frente a novembro de 2019, ante 8,4% em outubro de 2020, sexta taxa positiva consecutiva.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas