Conecte-se agora

O bom senso, numa briga de alta letalidade 

Publicado

em

Depois de um relacionamento conturbado, esta nova aproximação do governador Gladson Cameli com o vice-governador Major Rocha (foto) é uma decisão inteligente de ambos. Uma briga entre o governador e seu vice iria transformar o governo num inferno. Há vários exemplos de governadores e prefeitos no Acre, que brigaram com os seus vices e as gestões viraram um caos. Até porque, vice é um posto do qual não se pode demitir. O Rocha também vai ter que entender que o tamanho desta conta não pode ser do tamanho do mundo, afinal, há várias forças políticas que colaboraram para eleger o Gladson governador. E tem de entender também que, o vice é apenas num substituto eventual. Se o Gladson e o Rocha conseguirem se acertar, estarão dando um passo importante para manter a governabilidade.

MUDANÇAS NA CÚPULA

O BLOG tem informação que, resultante da conversa que tiveram em São Paulo o governador Gladson Cameli e o vice-governador Major Rocha, haverá mudanças na cúpula da Segurança.

PACOTE DE REPACTUAÇÃO

A volta das relações normais entre o governador Gladson e o seu vice Major Rocha (PSDB) passou por uma repactuação dos espaços do vice dentro do governo, principalmente, dentro da Segurança, e pela demissão de desafetos em cargos de confiança de outras pastas.

CONVERSA PARA PONTUAR

No regresso do Gladson ambos vão sentar para pontuar a volta de espaços para o Rocha.

CHUVA DE DESENCONTROS

A sucessão municipal em Cruzeiro do Sul resultou numa chuva de informações desencontradas. Flutua-se entre as notícias do governador Gladson apoiar Fagner Sales (MDB) e Zequinha (PROGRESSISTAS) para prefeito. Quando vamos saber para qual lado penderá? Só depois de numa coletiva o governador pegar um dos dois candidatos e anunciar o apoio oficial.

APOSTAR NO ESCURO

Fora isso é apostar no escuro, porque tanto o grupo do deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS), como do ex-prefeito Vagner Sales (MDB), alardeiam ter a garantia que o governador Gladson Cameli estará no palanque de seus candidatos a prefeito.

FICANDO MAIS BONITA

A cidade está ficando bonita com a instalação de iluminação com led pela prefeitura, não só fica mais bonita, mas também, a prefeita Socorro Neri vai economizar no gasto com energia.

PESQUISA NO FORNO

Prevista para sair na próxima semana uma rodada de pesquisas sobre a eleição para a prefeitura de Rio Branco, pelo instituto da Rede Record nacional. Segundo informações deverão acontecer três pesquisas até a eleição. Dará para comparar com as divulgadas.

COMENTÁRIO ABERTO

A diferença é de que esta pesquisa poderá ser comentada, porque será registrada na justiça eleitoral. Pesquisa não decide a eleição, mas dá um norte sobre a tendência do momento.

TELHADO DE VIDRO

Uma bandeira não pode ser mais desfraldada é a de acusar um candidato a prefeito de ter ligações com o PT. Tanto na capital – e isso em todos os partidos grandes – como no interior, os candidatos a prefeito tiveram em algum momento relações com o PT. Enrolem a bandeira.

SUMIU NA BURAQUEIRA

No próximo dia 31 os partidos já poderão realizar as suas convenções regionais, com o prazo se encerrando dia 16. Até lá, todos terão que estar com suas chapas para prefeito e vice fechadas, assim como a lista de candidatos a vereadores. A semana que entra será decisiva.

APENAS DOIS

Dos partidos grandes que disputarão a prefeitura da capital apenas o PSB e o PROGRESSISTAS estão com as suas chapas fechadas. O PSB terá Socorro Neri-Eduardo Ribeiro (PDT), e o PSD, Tião Bocalon (PROGRESSISTAS)- Marfisa Galvão (PSD). Faltam o PT-PSDB e MDB.

METEU NUMA ENRASCADA

No contexto da sua atuação o senador Márcio Bittar (MDB) foi bem intencionado ao buscar a reaproximação do governador Gladson Cameli com o MDB, em Brasiléia e Cruzeiro do Sul. Só que, em Cruzeiro do Sul, ele deixou o governador Gladson numa bruta enrascada política.

PASSA PELA BISPA

Uma boa fonte do PSDB passou ao BLOG de que, se formalizada uma aliança com o PL, abre-se o caminho para o engenheiro Thiago Caetano ser uma opção forte para ser o vice na chapa do professor Minoru (PSD) à PMRB. Seria uma força na área rural, onde Thiago trafega bem.

JOGO QUE DÁ CERTO

Antes das sessões na ALEAC serem via internet, o deputado Tchê (PDT) chegou no Aquário, onde ficam os jornalistas que cobrem política e anunciou que, o PDT teria candidato próprio à PMRB. Lembro que ninguém acreditou. Era mais um jogo seu para emplacar um vice do PDT.

O HOMEM DAS VICES

O deputado Luiz Tchê (PDT) fez  sempre o mesmo jogo do faz de conta que o PDT terá candidatura majoritária. Indicou o vice do Marcus Alexandre (PT). O mesmo aconteceu agora, com o vice da prefeita Socorro Neri sendo do PDT. Errado? Não! Um partido tem de ter visibilidade. E o Gaúcho sabe se mexer como pouco nos bastidores para proteger os seus.

JOSA DA FARMÁCIA

O deputado Josa da Farmácia (PODEMOS) deverá apoiar em Cruzeiro do Sul a candidatura do Zequinha (PROGRESSISTAS) a prefeito. O Josa sempre se elegeu com boa votação no município.

CONTA DO MDB

Na conta do MDB está fazer três prefeitos, no Juruá: em Cruzeiro do Sul, Porto Walter e Mâncio Lima. Em Mâncio Lima aposta na candidatura do empresário Chicão, que vem se destacando nas pesquisas, e deverá travar boa briga na campanha com o prefeito Isac Lima (PT).

MANOEL MAIA

Anotem esta tendência, em Capixaba: o candidato a prefeito Manoel Maia (DEM). Aparece bem em todos os cenários. Nem o conheço. Mas as afirmações de políticos que acompanham as eleições no município, até de opositores, é que, ele será altamente competitivo na disputa.

CAVEIRA DE BURRO

Seja com o Manoel Maia (DEM) ou outro nome, o que se espera é que o eleitor de Capixaba acerte desta vez na escolha. Parece que enterraram uma caveira de burro na prefeitura daquele município, todo prefeito que entra é cada um mais atrapalhado do que o outro.

CHAPA ENCORPADA

A Socorro Neri (PSB), talvez, seja a candidata á PMRB, que mais terá candidato a vereador pedindo votos para ela. A sua coligação tende a ser formada pelo PSB-PODEMOS- DEM e SOLIDARIEDADE. Uma chapa encorpada de vereadores não decide eleição, mas ajuda.

ERRO DE ESTRATÉGIA

É um erro de estratégia se pensar que isolando o senador Sérgio Petecão (PSD) vão lhe enfraquecer politicamente. O diálogo do Petecão é com o povão, tem carisma, uma mostra é ter sido o mais votado na última eleição, tendo inclusive mais votos do que o Gladson Cameli.

COMO SÃO TOMÉ

O deputado Roberto Duarte (MDB) anuncia para esta sexta-feira a entrada do REPUBLICANOS na sua coligação para a disputa da prefeitura de Rio Branco. É o segundo anúncio. No primeiro, o Duarte levou uma loba. Vamos ver agora. Como São Tomé, quero primeiro ver para crer.

AJUDA PROVIDENCIAL

A aliança vinha sendo trabalhada pelo senador Márcio Bittar (MDB) que, inclusive, disse que o  Gladson estava ajudando para a concretização da coligação com o REPUBLICANOS. Caso se confirme a parceria, o MDB ganha mais tempo de televisão e mais vereadores na campanha.

BUSCAR OUTRO MOTE

O candidato a prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (PROGRESSISTAS), anuncia como eixo da sua campanha o manjado “Produzir para Empregar”. Só falta vir com o endeusamento de sua gestão em Acrelândia e a vaca mecânica. Tem que se reinventar com novo discurso, Bocalom!

SEU MELHOR MOMENTO

O Bocalom vive um bom momento popular, e terá na uma campanha com a estrutura que nunca teve em outras eleições, quando disputou praticamente só; liso, sem propaganda eleitoral, mas sempre bem votado. Só tem que mudar o discurso. Teimosia não é virtude. 

 JOGANDO PARA A PLATÉIA

Rio Branco não é uma metrópole. Joga para a platéia o candidato a prefeito que defende a criação de uma Guarda Municipal com seu alto custo, numa prefeitura que vive basicamente de rendas do FPM, emendas parlamentares, e arrecadação deficiente, como a PMRB.

DEMISSÕES

Ao assumir hoje o governo, o Rocha baixará dois decretos de demissões. Não quis revelar os nomes dos demitidos. É bom ficar de olho no Diário Oficial do estado.

FRASE MARCANTE

“Passarinho que come pedra sabe o c* que tem.” Ditado pernambucano

Anúncios

Blog do Crica

Um país no fundo do poço

Publicado

em

FOI UMA ALEGRIA que durou pouco, a chegada da vacina contra o Covid-19. Nem a FIOCRUZ e nem o BUTANTAN têm mais insumos para a fabricação da vacina, porque depende do fornecimento da China.

 Isso tudo é o resultado da política maluca do governo federal, que sempre tratou a pandemia com desdém, que nunca levou a sério termos mais de 200 mil mortes por causa da Covid-19, que tratou de maneira jocosa e ofensiva a CoronaVac como uma “vacina chinesa”, com brincadeiras ofensivas de que, quem fosse vacinado poderia “virar jacaré”, e se não fosse o Dória, nem essa mixaria de vacinas que foram liberadas para os estados teria havido. 

O próprio ministro Pazuello pegou um carão público do presidente quando anunciou que compraria a CoronaVac. Tudo isso levou o governo chinês a não ter boa vontade de liberar os insumos para fabricação no Brasil da vacina, afinal, foi avacalhado pelo governo brasileiro. Este quadro dantesco de irresponsabilidade deixa os brasileiros sem saber quando realmente começará a vacinação massiva. 

Estes malucos não tiveram nem a curiosidade de se informar que a maioria dos insumos das vacinas aplicadas ao redor do mundo vêm da China. Enquanto isso, as estatísticas de mortes pela doença vão crescendo, e os negacionistas da ciência, os fanáticos religiosos batendo palmas e os governadores, estes não poderão fazer nada, pois, estão de mãos atadas. Resta ficar na boa vontade e tão somente. Que loucura!

AQUI, NÃO É ACRELÂNDIA!

O PREFEITO TIÃO BOCALOM precisa botar na cabeça que, aqui não é a Acrelândia no tempo que a governou. Aqui, os sindicatos são atuantes. Se uniram e tomaram uma posição que não pode ser criticada, a de que, os professores só voltam às aulas quando forem vacinados e tiverem a sua negociação salarial. Mesmo porque, abrir o período letivo na pandemia crescente seria uma irresponsabilidade.

CARA DE AMÉLIA

O DEPUTADO DANIEL ZEN (PT) comentou que, ao vetar um projeto de reforma administrativa que o próprio governo enviou para ALEAC e foi aprovado, foi como um chute na base de apoio no Legislativo, que brigou pela aprovação. E, todos agora ficaram com cara de Amélia.

BANCADA DOS MUDINHOS

RAROS foram os integrantes da base do governo que, ao longo dos últimos dois foram para o debate franco contra a oposição, mesmo tendo dezenas de cargos no governo. 

COLOCANDO VIDAS EM RISCO

DE UM GESTOR, exige-se que seja sensato em suas decisões. Com sua atitude negacionista da ciência, o prefeito Tião Bocalom quer o retorno das aulas em pleno pico da pandemia, e com uma cepa nova do vírus. A sua atitude vai pôr em risco famílias e aumentar os casos.

CADEIA DE TRANSMISSÃO

AO IR PARA A AULA, um jovem que pode pegar o vírus e ficar assintomático, ao voltar para casa pode transmitir o vírus para os pais e avôs. Esta decisão é uma insanidade.

AULA COM A FERNANDA

DEVERIA pegar uma aula com a prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem, que ao ser indagada sobre a volta às aulas, disse que só acontecerá quando houver segurança.

NÃO DEPENDE DO GLADSON

A VINDA de um lote maior de vacinas contra o Covid-19 não depende exclusivamente do governador Gladson, que fica na dependência do envio pelo governo federal.

VAMOS DEIXAR CLARO

QUEM ESTÁ intermediando a vinda de vacinas é o estado. As prefeituras apenas participam da vacinação. Certo?

CONTINUA A PREVENÇÃO

ENQUANTO o restante do lote de vacinas não chega, para imunizar outras faixas da população, é continuar não aglomerando, usando máscaras, formas de prevenção. Deixemos de lado os negacionistas e suas ideias malucas.

OPOSIÇÃO CERTINHA

A OPOSIÇÃO está certinha ao não estar criticando o governo do Gladson, seria criticar o que está dando certo na pandemia. Tudo tem o seu tempo na política.

SARDINHA PARA A BRASA

O DEPUTADO Gerlen Diniz (PP) defende que os secretários de estado sejam candidatos a deputados. Quer repetir a bagunça, ocorrida no governo anterior?

PRIORIDADE É A PANDEMIA

ATÉ ENTENDO que a reforma administrativa não seja feita agora, porque a prioridade é a pandemia. Mas terá que ser feita para corrigir a bagunça política no governo.

CAPITANIAS HEREDITÁRIAS

O GOVERNO DO GLADSON, politicamente, se assemelha ao modelo das Capitanias Hereditárias do período do Império, onde cada área tinha um donatário, um dono.

CAMINHO CERTO

O EX-SENADOR JORGE VIANA está no caminho correto de reorganização do PT, conversando com todo mundo, sem ranço ideológico. O foco da sua candidatura é o Senado.

NINGUÉM MAIS INDICADO

NÃO TEM ninguém mais indicado para fazer um trabalho de reestruturação do PT, que o ex-senador Jorge Viana. Não se reelegeu, pela burrice do PT, de ter dois nomes ao Senado.

DERROTA DA ARROGÂNCIA

A DERROTA do PT na última eleição para o governo, quando praticamente foi varrido do mapa no estado, teve como componente a arrogância que elegeria um poste.

ERRO ESTRATÉGICO

O VICE-GOVERNADOR Rocha reconhece hoje que, cometeu um erro estratégico ao lançar a candidatura do Minoru Kinpara (PSDB) ante das demais, o que o desgastou. Ao sair liderando as pesquisas, virou alvo fácil.

LIDERANÇAS FORTES

O JURUÁ tem duas novas lideranças fortes. A diferenciada deputada federal Jéssica Sales (MDB) é o deputado Nicolau Júnior (PP), artífice da vitória para a prefeitura de Cruzeiro do Sul. Há espaços para ambos na região, na disputa de vagas na Câmara Federal, na eleição de 2022.

CAVALO SELADO

NA POLÍTICA, nem sempre o cavalo passa selado mais de uma vez. Não saber avaliar o momento leva a um nome de qualidade, como a ex-prefeita Socorro Neri ficar sem mandato.

FATURA ESTARIA LIQUIDADA

CASO a Socorro Neri tivesse se filiado ao PP, como foi convidada pelo Gladson, poderia ter a Marfisa Galvão (PSD) de vice; o Petecão ao lado, e nem existiria a candidatura do Tião Bocalom pelo PP. O erro da Socorro Neri foi ouvir os tocadores de bumbo furado do PSB.

DEBATE PREMATURO

É UM DEBATE prematuro se colocar em discussão a muito mais de um ano para a eleição, quem será o candidato ao Senado e a Vice, na chapa a ser puxada pelo Gladson.

CENÁRIO DESCONHECIDO

A EXPLICAÇÃO de que isso é um erro, é simples: não se sabe ainda como ficarão as alianças, e como se comporão os partidos em 2022. Ninguém ganha eleição majoritária só.

CENÁRIO PETISTA

NÃO ENTRO no mérito jurídico, isso está acima de qualquer suspeita, o comentário é apenas político: o Tribunal de Justiça virou um repositório de petistas ilustres. Tem o Marcus Alexandre, a Andréa Zílio, e está assumindo o Angelim. A cúpula do PT, se acomodou.

COMO FICARÁ O PCDOB?

O PCdoB sempre foi um puxadinho político do PT. Se beneficiou das coligações proporcionais. Em 2022, terá de ter chapa própria para a ALEAC, e para a Câmara Federal.

FRASE MARCANTE

“Se você for bem sucedido, entra pela porta da frente, com as flores; caso contrário, sai pela porta do fundo com o lixo.”

Continuar lendo

Blog do Crica

Não se pode deixar de registrar 

Publicado

em

EM TODO este episódio da elaboração da vacina CoronaVac, há de se registrar como positiva a ação do governador Gladson Cameli. Recusou-se a formar na fileira dos negacionistas da ciência, tomou as medidas que tinham que ser tomadas para combater a pandemia;  sempre disse que não interessava a origem da vacina, não entrou na estéril discussão ideológica, e optou pela ciência e pela preservação da vida. 

Vamos deixar o palanque de 2022 para 2022. Não se pode contestar que o governador Gladson Cameli vai sair deste triste ciclo da pandemia como fortalecido, e como um gestor que entre a politicagem negacionista e a vida, optou pela preservação da vida dos acreanos. Isso é o que importa!

 Aos negacionistas, aos fanáticos, fica o ralo da história.

UMA VITÓRIA DA CIÊNCIA

HABEMUS VACINA! Foi uma derrota dos negacionistas, do bolsonarismo, dos fanáticos evangélicos religiosos, e uma vitória dos defensores da ciência; e antes de tudo, uma vitória da vida. Vacina não tem ideologia, salva vidas.

TIRO NO PÉ

OS NEGACIONISTAS fizeram tudo para desmoralizar a CoronaVac, chamada de “vacina chinesa”; que quem tomasse iria virar “jacaré”, brincaram com a eficácia, mas a vacina é a única que temos para vacinação do povo brasileiro. O governo federal acabou dando um tiro no pé.

AO DÓRIA O QUE É DO DÓRIA

NÃO vejo como política, mas como fato real. A CoronaVac foi também uma vitória do governador de São Paulo, João Dória, cujo governo fez investimentos altos na pesquisa da vacina. O governo federal não deu uma simples ruela.

NÃO SERIA POSSÍVEL

NÃO FOSSE a ação do governador Dória em investir na fase de pesquisa da CoronaVac, o governo federal não estaria hoje anunciando que vai se iniciar a vacinação.

MAIS IMPORTANTE

O MAIS IMPORTANTE de todo este cenário é que, enfim, temos um instrumento da ciência que vai salvar vidas, num país em que já morreram mais de 200 mil pessoas.

NÃO SE GOVERNA COM ADVERSÁRIOS

O JORNALISTA Silas Cavalcante, que encarna o personagem palhaço “Alegria”, foi um ativista da campanha do Bocalom. Assim como o “Coveiro”. Por isso, registro como acertadas as suas nomeações para a PMRB.

A LEALDADE É ESSENCIAL

NA POLÍTICA, a lealdade é algo essencial. Quando se chega ao poder não se pode deixar fora da gestão, os aliados competentes, para nomear os adversários.

NÃO PODE SER UM FEUDO

O GOVERNO não pode ser feudo do PP. Quando o Gladson diz que, vai para a reeleição; que escolherá seu vice, e que a vaga do Senado é do PP, simplesmente, ele convida as siglas aliadas a ficarem fora do seu palanque na eleição de 2022. Ninguém ganha eleição majoritária só! É equívoco ouvir vozes que ecoam pelo isolamento.

NÃO TIREM DE TEMPO

A LÓGICA de 2022 é que teremos disputando o governo o Gladson e o senador Petecão (PSD). E que por isso, este campo terá dois candidatos ao Senado. Isso poderá favorecer uma candidatura ao Senado do Jorge Viana (PT).

ALÉM DOS MUROS DO PT

NEM SE DISCUTE que o desgaste do PT é alto. Mas o ex-senador Jorge Viana tem um prestígio bem além dos muros petistas, e numa pulverização de votos dos adversários pode se beneficiar. E, ele torce pelo quadro.

PODE FICAR SEM MANDATO

O VICE-GOVERNADOR Major Rocha já admite nas conversas com amigos que pode até não ser candidato a nada em 2022. Sua chance de voltar a ser vice na chapa do governador Gladson, é zero. Fez por onde, isso acontecer.

PARA EVITAR O FRACASSO

O PT tem que começar a pensar na montagem de uma chapa competitiva para disputar vagas na ALEAC, para não repetir o fracasso da chapa para vereador da capital.

VARREDURA EM CARGOS

CALMARIA é sinal de tempestade. Em fevereiro não haverá como o governo não fazer cortes de cargos nos seus quadros, ou enseja crime de responsabilidade. Está além do teto da Lei de Responsabilidade Fiscal.

NÃO PODE ABRIR A GUARDA

O FATO de tomar a primeira dose da vacina CoronaVac não pode ser motivo para se abrir a guarda na prevenção. Terá uma segunda dose, antes que venha a imunização.

VÍRUS CIRCULANDO

O VÍRUS do Covid-19 continua circulando, e quem aglomerar vai correr o risco de ser contaminado. E, quem quiser correr o risco e pagar para ver, que pague.

CADA DIA MAIS OUSADOS

A SEGURANÇA tem de dar uma resposta célere. Já são muitos os registros de execuções, invasões de casas, para roubar principalmente veículos. As vias de acesso à Bolívia para trocar carros por drogas continuam livres.

ATENTOS AOS PRIVILÉGIOS

A SESACRE e o MP têm de ficarem atentos para que, o cronograma estabelecido para vacinação seja cumprido, sem que haja a fura da fila e desviar vacinas para beneficiar A ou B. Sempre aparecem os espertos para dar um jeitinho.

DIVULGAÇÃO CLARA E MASSIVA

E, COMO a vacinação está sendo anunciada para a próxima quarta-feira, o governo tem de iniciar hoje uma divulgação clara e massiva, sobre os locais de imunização.

FRASE MARCANTE

“Devemos ter sempre velhas lembranças e esperanças novas”. Houssaye.

Continuar lendo

Blog do Crica

Fechar o curral eleitoral

Publicado

em

UM FATO QUE colaborou muito para o esfacelamento da unidade do PT, foi dentro dos dois últimos governos do partido, terem optado em permitir que, secretários fizessem o uso da máquina governamental para serem candidatos a deputado, jogando para escanteio a sua base de apoio na Assembleia Legislativa. 

Cada um puxou a sardinha para a sua brasa, e o governo despencou. O que já se vê no governo do Gladson Cameli são secretários se posicionando como candidatos no próximo ano. Ou corta isso pela raiz, exigindo de quem for candidato que peça para sair, ou terá secretários descomprometidos com a gestão, e voltados para as suas candidaturas. 

Se permitir que isso aconteça, o seu governo pode virar num grande curral eleitoral. E com sérios prejuízos à governabilidade. Isso será inevitável. 

GANHA A QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

COM A POSSE do Ribamar Trindade como Conselheiro do TCE, perdem os que tentaram lhe barrar com argumentos frágeis, e ganha a qualificação profissional. Ribamar foi um dos grandes esteios do governo Gladson Cameli.

MALUCOS NEGACIONISTAS

O QUADRO DEPRIMENTE de pessoas morrendo sufocadas em hospitais de Manaus, é o resultado da campanha de malucos negacionistas, que sempre minimizaram o Covid.

NÃO DEVIAM SE APRESENTAR

ALIÁS, esta turma que, mesmo com mais de 200 mil mortes no Brasil continua a tratar o Covid como uma “gripezinha,” por coerência, não deveria se vacinar.

VOZ ATIVA

O DEPUTADO FEDERAL Alan Rick (DEM) tem sido uma voz ativa contra o fechamento de agências do BB, no estado.

LONGE DA CRUZADA INSANA

SORTE dos acreanos por o governador Gladson não ter embarcado na canoa da insanidade de tratar o Covid com desdém; que, pelo contrário, ele optou em seguir a ciência.

TODA A PINTA

POR SEU MOVIMENTO político, o deputado Luiz Gonzaga (PSDB) dá todas as indicações de um trabalho para disputar um mandato de deputado federal, no próximo ano.

BURACO MAIS EMBAIXO

A DEPUTADA FEDERAL Mara Rocha (PSDB) vai enfrentar obstáculos que não teve, ao ser a mais votado da última eleição, quando disputou num contexto com a maré ao seu favor.

VENTO A FAVOR

MUITA GENTE votou na Mara Rocha de olho na perspectiva de poder, por seu irmão Rocha ser candidato a vice; e teve o apoio do grupo do Ney Amorim, no poder.

ACABOU A MAMATA

OUTRO ADENDO negativo, este valendo para todos os atuais deputados federais, é de que na eleição de 2022, não será permitida a mamata da coligação proporcional.

CHAPA PRÓPRIA

CADA partido terá que ter chapa própria para a Câmara Federal, trabalho que não é fácil, e implica numa engenharia complicada de juntar bons nomes.

LEITURA DO QUADRO

O JORGE VIANA (PT) não vai ficar fora da disputa eleitoral do próximo ano, isso é certo. Mas vai ler o quadro das candidaturas, antes de decidir se disputa o Senado.

PULVERIZAÇÃO DOS VOTOS

O CENÁRIO com o qual sonha o Jorge Viana é o do grupo que está no poder se apresentar com várias candidaturas ao Senado, pulverizando os votos, o que lhe favoreceria.

CÂMARA FEDERAL

NUM QUADRO adverso, o caminho do ex-senador Jorge Viana (PT) poderá ser o de disputar no próximo ano uma vaga na Câmara Federal. E, com chance de se eleger.

COMENTÁRIO DE QUEM CONHECE

PESSOA PRÓXIMA do prefeito Tião Bocalom, comentou ontem ao BLOG DO CRICA que, o senador Sérgio Petecão (PSD) disputando o governo em 2022, este o apoiará.

SHOW DE IMPROVISOS

O QUE SE TEM VISTO nesta preparação para a campanha de vacinação contra o Covid 19, por parte do governo federal, é um show de trapalhadas e de improvisos.

NÃO MODIFICOU NADA

O ROMPIMENTO político entre o governador Gladson Cameli e o prefeito Mazinho, não teve influência na continuidade das ações da prefeitura de Sena Madureira.

ESTE SANTO QUER REZA

O DEPUTADO Edvaldo Magalhães (PCdoB) não mede elogios, quando ele se refere ao velho companheiro comunista, o prefeito de Cruzeiro do Sul, Zequinha. Este santo vermelho, quer reza!

SENHA QUE ESPERAVA

A AFIRMAÇÃO da senadora Mailza Gomes (PP) de que o governador terá o apoio do PP, numa eventual reeleição, era a senha que Gladson queria para retornar ao PP.

QUANDO FEVEREIRO CHEGAR

AS MEXIDAS nos espaços dos partidos no governo só vão ocorrer em fevereiro. Até lá, as atenções do governador estarão voltadas para a campanha de vacinação contra o Covid.

POLÍTICA DE SÃO FRANCISCO

A CONTINUIDADE do deputado Gerlen Diniz (PP) na liderança do governo embute a política de São Francisco, de que é dando que se recebe. Quer apoio para Federal.

NÃO VAI CORRER SOLTO

MAS, o Gerlen não vai correr solto na sua principal base eleitoral, Sena Madureira, já que o prefeito Mazinho, poderá ser também, candidato a deputado federal.

GESTÕES PROBLEMÁTICAS

A PREFEITA Rosana Gomes terá que mostrar que, além de ser boa de votos, é uma boa gestora.  Senador Guiomard teve nos últimos anos, administrações bem complicadas.

DESPACHO NA ENCRUZILHADA

QUEM chora um olho e remela o outro para que aconteça uma aliança entre o governador Gladson e o MDB, são os camelistas juramentados Mauri Sérgio e Pádua Bruzugu. Se duvidarem, eles fazem até despacho na encruzilhada.

AGUARDAR 100 DIAS

COBRANÇA ao prefeito Bocalom pode ser feita em casos pontuais, não no macro, porque, ele mal esquentou a cadeira. Mas depois dos 100 dias de gestão, acaba a carência. A partir daí será cobrado pelas suas promessas.

OUTRO CAMINHO

A SECRETÁRIA Eliane Sinhasique deve começar a pensar em se filiar em outro partido, se quiser ser candidata a deputada. A tendência é do MDB não lhe dar legenda,

FRASE MARCANTE

“Os maus tempos são consequência do mau uso os tempos bons”. Gonzales Pacotche.

 

Continuar lendo

Blog do Crica

Mailza: “Gladson é o nosso candidato ao governo”

Publicado

em

A SENADORA MAILZA GOMES (PP) revelou ontem que, a conversa recente que teve com o governador Gladson Cameli deixou o caminho aberto para ele voltar a militar no PP, de onde se encontra afastado, desde a eleição municipal, para apoiar a candidata do PSB, Socorro Neri. 

O ato oficial do seu novo engajamento deve ser anunciado em fevereiro, em data a ser marcada para a confraternização do partido. “Foi uma conversa entre amigos do mesmo partido”, contou a senadora. 

Durante a conversa de ontem com o BLOG DO CRICA, a senadora Mailza Gomes (PP) anunciou que, caso o governador Gladson mantenha a sua decisão de disputar a reeleição, ele será o seu candidato e do PP. 

Mesmo com o retorno partidário do Gladson, a senadora Mailza Gomes (PP) continuará a ser a presidente do partido, até pelas boas relações que tem com a direção nacional.

O GIGANTE QUE ENCOLHEU

LEITOR ATENTO DO BLOG mandou ontem um comentário, que transcrevo: “Se fala tanto no MDB. O MDB é um gigante que encolheu. Perdeu a eleição para as prefeituras maiores, como Rio Branco e Cruzeiro do Sul; e vitória relevante teve apenas em Sena Madureira, o terceiro colégio eleitoral do estado. As demais prefeituras que ganhou são nanicas nos votos, como Manuel Urbano, Rodrigues Alves, Santa Rosa e Acrelândia. Que gigante é esse, Crica?”. Fica feito o registro do comentário do leitor. 

PUXADOR DE VOTOS

DENTRO DO PT há quem defenda a candidatura do ex-prefeito Marcus Alexandre para deputado estadual, para ser um puxador de votos e ampliar a bancada na ALEAC.

REDUTO MAIS FORTE

MARCUS continua sendo bem aceito por uma boa parcela da população de Rio Branco, por sua passagem pela prefeitura, onde conseguiu projetar bem a sua imagem.

VISTO COMO BRINCADEIRA

UMA ALTA FIGURA DO GOVERNO revelou ontem ao BLOG DO CRICA de que, a indicação pelo prefeito Tião Bocalom do seu agregado “Valtim”, para ser o secretário de Agricultura do estado, foi vista como uma “brincadeira”.

CADA QUAL NO SEU QUADRADO

É UMA equação muito fácil de ser resolvida pelo prefeito Tião Bocalom, basta nomear o “Valtim” para a secretaria municipal de Agricultura, para tocar seu projeto agrícola.

APENAS UM BOA PRAÇA

O “Valtim” é uma daquelas pessoas que podem ser chamadas de “boa praça”, uma figura afável, mas sem nenhum perfil para comandar a pasta da Agricultura.

LONGE DO EXTREMISMO

QUANDO uma vacina como a Coronavac tem pouco mais de 50% de imunização, significa dizer que; se o vacinado for contaminado pela Covid, não terá mais que baixar hospital, e acaba a chance de ser vitimado pelo vírus, porque já existem os anticorpos. É assim que a ciência lê, e não pela linha do extremismo, o político ou o religioso.

RECUSO A DISCUSSÃO

CONDENO e rejeito a discussão com quem tem posições extremistas. Simplesmente, passo ao largo do debate.

MÉRITO RECONHECE

PODE-SE gostar ou não da Socorro Neri, mas ninguém pode dizer que não foi boa prefeita. Em dois anos de gestão teve muitas conquistas, e entregou a prefeitura enxuta e saneada. Seu erro foi o de não fazer política.

IDEOLOGIA NÃO É SANTIDADE

RECUSO sempre de fazer comentários olhando a cor partidária, o que foco sempre é na qualidade do político. Conheço muito canalha, tanto na esquerda como na direita.

PROBLEMA SÉRIO

A CONTAMINAÇÃO pela dengue é um problema sério na capital. As ações de limpeza e atuação na prevenção, como fez a prefeitura na Cidade do Povo, se fazem necessárias também em outros bairros endêmicos.

NINGUÉM É IMUNE À CRÍTICA

AINDA É CEDO para julgar a gestão do Tião Bocalom, mas isso não implica em dizer que não se pode registrar e criticar derrapadas iniciais na montagem da equipe.

PARADAS INDIGESTAS

A SE CONFIRMAR uma candidatura a deputado federal do deputado Roberto Duarte (MDB), este teria que enfrentar três feras na sua área: Jéssica Sales, Flaviano Melo e Mazinho Serafim. O MDB fará no máximo dois Federais.

ABAIXO DO ESPERADO

O ROBERTO DUARTE foi um deputado atuante até aqui, mas isso não refletiu em votos na disputa para a prefeitura da capital, onde foi um pífio quarto colocado.

GANHARIA UMA VAGA

TALVEZ, não goste de política, mas se gostasse, a viúva do ex-governador Orleir Cameli, Bety Cameli, por certo seria uma candidata a deputada estadual forte, no Juruá.

MELHOROU A GESTÃO

A SESACRE, tem problemas pontuais, mas melhorou nesta segunda gestão do secretário Alysson Bestene, por isso é improvável que seja remanejado para o gabinete civil, em plena pandemia, e com a campanha de vacinação na porta. Aliás, vem se conduzindo bem no combate á Covid.

FRASE MARCANTE

“A boca do sábio está em seu coração. O coração do ignorante está em sua boca”. Ditado turco.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.