Conecte-se agora

Por que Michelle Bolsonaro recebeu R$ 89 mil do ex-assessor Fabrício Queiroz?

Publicado

em

“Vontade de encher sua boca de porrada, seu safado.” Foi a resposta que o presidente Jair Bolsonaro deu a um repórter do diário O Globo que lhe perguntou ontem a respeito dos depósitos feitos pelo ex-chefe de gabinete do filho Zero Um, Fabrício Queiroz, na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

“Presidente, por que a sua esposa recebeu R$ 89 mil do Fabricio Queiroz?”, lhe perguntou o jornalista.

Bolsonaro fez que não iria responder à imprensa, o repórter insistiu. “Por que foi acima dos R$ 40.000 que o senhor tinha dito?” Outro, da TV Globo, emendou — “E os depósitos seguidos na conta da empresa do Flávio, presidente? O senhor tinha conhecimento?” Queiroz depositou R$ 72 mil na conta de Michelle e sua mulher, Márcia, repassou outros R$ 17 mil.

Os números foram levantados pelo Ministério Público do Rio, que investiga o esquema de rachadinha no gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa. Ao ameaçar o jornalista, Bolsonaro estava a caminho da Catedral de Brasília.

(Poder 360)

Destaque 3

Rio Branco registra mais um caso suspeito da Varíola dos Macacos, diz boletim da Sesacre

Publicado

em

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre), informou na tarde desta quarta-feira, 17, que a capital acreana registrou mais um caso suspeito de Varíola dos Macacos (Monkeypox).

A suspeita é de uma mulher de 27 anos, residente de Rio Branco, que deu entrada na UPA da Sobral na terça-feira, 16, apresentando dor de ouvido, febre e erupções cutâneas pelo corpo. A paciente realizou uma viagem para Feijó na semana passada. Foi realizada coleta de amostra laboratorial e a mesma segue em isolamento domiciliar.

O estado do Acre segue com um caso positivo em Rio Branco, que já está de alta médica, sete casos suspeitos residentes do estado do Acre e um residente de outro estado aguardando resultado em Rio Branco.

Continuar lendo

Destaque 3

Procurador acusa Bocalom de improbidade administrativa por pintar ruas e espaços de azul

Publicado

em

O Ministério Público Federal (MPF), por meio da procuradoria regional dos Direitos do Cidadão (PRDC), enviou representação ao Ministério Público do Acre (MP/AC), para que seja analisada a possível prática de atos de improbidade do prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (PP).

No entendimento do procurador da República Lucas Costa Almeida Dias, o gestor municipal tem abusado da prática de pintar logradouros, bens e vias públicas com a mesma cor que caracteriza o seu partido e que foi amplamente usada como identidade visual durante sua campanha.

Dentre os casos assinalados na representação estão unidades de saúde, academias populares, escolas e prédios como o do restaurante popular, além de outros ainda mais simbólicos como a iluminação natalina, quando o prefeito sugeriu que até a tradicional figura do Papai Noel poderia ser azul, além das faixas de pedestres.

Com relação às faixas pedestres, também existe flagrante desrespeito à legislação que normatiza como devem ser pintadas faixas e travessias. Toda a normatização do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) determina que as faixas de pedestres sejam pintadas de branco, sendo proibidas quaisquer outras cores, e a cor azul deve ser utilizada tão somente para inscrever símbolo em áreas especiais de estacionamento ou de parada para pessoas com deficiências.

Para o MPF, tais atos violam princípios da administração pública como a impessoalidade e legalidade que é devida aos gestores públicos.

O MPF vê, nestes casos, desvio de finalidade e desperdício de dinheiro público e clara tentativa de associar os atos da administração à pessoa do prefeito, em excessivo e injustificado uso de cor vinculada a agremiação partidária à qual está associado o atual chefe do poder executivo municipal.

A representação será analisada pelo Ministério Público do Estado do Acre, que decidirá quais ações serão adotadas.

Continuar lendo

Destaque 3

Interior do Acre confirma caso de raiva humana em paciente vindo da Bolívia em estado grave

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) informou nesta terça-feira, 16, o registro de um caso de raiva humana, na cidade de Brasiléia, fronteiriça de Cobija, na Bolívia. O paciente está em coma e não tem antecedentes de mordedura de cão ou gato. A infecção foi diagnosticada na quinta, 11.

A chefe do Centro de Informações Estratégicas da Vigilância em Saúde (Cievs) da Sesacre, Débora dos Santos, ressalta que, em caso de suspeita de raiva, é fundamental a comunicação para acompanhamento e análise. No caso de uma possível infecção, a pessoa deve ir a uma unidade de saúde o mais rapidamente possível para o primeiro atendimento.

Brasileia começou nessa segunda-feira,15, a campanha de vacinação antirrábica para cães e gatos. “Quem avalia é o profissional de saúde, que está amparado por um protocolo que vai verificar se o animal tem histórico de vacinação e se é agressivo, entre outros fatores”, informa.

A doença é caracterizada por sintomas neurológicos em animais e seres humanos. O vírus multiplica-se no local da lesão, migra para o sistema nervoso e, a partir daí, para diferentes órgãos, principalmente para as glândulas salivares, sendo eliminado pela saliva. Circula em ambientes domésticos, em animais como cães e gatos, também em raposas, morcegos, cavalos e vacas e é transmitido principalmente por meio de mordidas e arranhões ou de lambidas de mucosas e pele lesionada.

Continuar lendo

Destaque 3

Policia Federal deflagra operação contra o tráfico de drogas interestadual em Rio Branco

Publicado

em

A Polícia Federal do Acre realizou, na manhã desta terça-feira, 16, a Operação Dissimulo, com objetivo de desarticular uma associação criminosa dedicada ao tráfico de drogas interestadual, com a utilização de “mulas” no transporte aéreo.

A ação aconteceu por meio da Delegacia de Repressão a Entorpecentes, que possui como diretriz a descapitalização e a prisão dos envolvidos, retirando seus patrimônios, bens e valores acumulados a partir das atividades ilícitas.

A investigação iniciou a partir da prisão de uma mulher, que utilizando documentos falsos, tentou embarcar no Aeroporto Internacional Plácido de Castro, em Rio Branco, no Acre, com destino a cidade de João Pessoa, na Paraíba.

A suspeita trazia junto ao seu corpo, aproximadamente, 3,723 kg de drogas consistente em cocaína. Após sua prisão, ocorreu o aprofundamento do caso, onde foi descoberto a participação de várias outras pessoas.

Alguns membros da associação criminosa tinham funções essenciais, como o aliciamento para novos integrantes serem “mulas” para o transporte, bem como taxistas e até mesmo parceiros com a função de encontrar e alugar imóveis para servir de alojamento para o grupo.

O tráfico de drogas interestadual no modo aéreo, partindo do Acre com destino ao nordeste, especialmente o estado da Paraíba, era o principal crime praticado.

A Operação Dissimulo contou com a participação de 40 policiais federais, cumprindo oito ordens judiciais de busca e apreensão domiciliar e um mandado de prisão preventiva. Além disso, foram apreendidos, bloqueados e sequestrados veículos e ativos financeiros.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.