Conecte-se agora

Instituições públicas farão plano de ação conjunta contra pandemia em Xapuri

Publicado

em

Em reunião realizada na tarde desta quarta-feira, 12, no Fórum da Comarca de Xapuri, representantes de instituições públicas locais se comprometeram a elaborar, conjuntamente, um plano de novas medidas a serem somadas às que já estão em vigor no enfrentamento à pandemia de covid-19 no município, que vive o pior momento desde que os primeiros casos da doença começaram a ser registrados, em 27 de abril deste ano.

Convocado pela prefeitura, o encontro reuniu o juiz da cidade, Luís Alcalde Pinto, o promotor de justiça, Thiago Salomão, o delegado de Polícia Civil, Bruno Coelho Oliveira, os comandantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros no município, subtenente Carlos Novais e tenente Marcela Sopchaki, o pároco da igreja de São Sebastião, Francisco das Chagas, o diretor do hospital Epaminondas Jácome, Josimar dos Santos, além do prefeito Ubiracy Vasconcelos e sua equipe.

Depois de uma apresentação dos números da pandemia no município e das ações desenvolvidas no combate à doença, feita pelo coordenador da unidade de referência para a covid-19 em Xapuri, enfermeiro Francisco Andrade, o prefeito Ubiracy Vasconcelos disse que, apesar de todos os esforços e dos recursos enviados pelo governo federal para as ações de enfrentamento, o município se mantém com números altos de novos casos.

O gestor municipal chamou a atenção para o aumento de casos entre as pessoas situadas nos chamados grupos de risco, especialmente os idosos, com consequência no aumento de internações e de casos graves na cidade, assim como o crescimento do número de óbitos. O prefeito disse aos representantes presentes que “em determinados momentos se sente sozinho no combate à pandemia”.

Ubiracy Vasconcelos se refere à dificuldade que a fiscalização municipal está tendo em fazer com que a população cumpra os decretos. Têm sido comuns na cidade as aglomerações ilegais ocorridas em festas realizadas em residências, regadas a álcool e música alta, em propriedades rurais e até mesmo na tradicional Praia do Zaire, onde centenas de pessoas se juntam, principalmente nos fins de semana.

Por falta de contingente, a Polícia Militar não tem conseguido dar o suporte desejado pelo município nas ações de fiscalização. Nas ruas, é fácil perceber que já não há mais o mesmo nível de receio com relação à doença. Diariamente, tem sido grande a presença de pessoas nas ruas, muitas sem fazer o uso de máscaras, o que na cidade é passível de punição com multas que vão de R$ 100 a R$ 150 reais, mas a medida não saiu do papel.

Em razão de todas as dificuldades citadas na reunião, os representantes presentes acordaram construir até esta sexta-feira, 14, um novo plano de ação conjunta para ser colocado em prática a partir da próxima segunda-feira, 17 de agosto. “Nós vamos continuar unidos e juntando as forças policiais, da saúde, de justiça, empresários e população para combater esse problema com maior empenho e eficácia. Essa é a ideia”, disse o prefeito.

O coronavírus em Xapuri

O aumento dos números relacionados ao novo coronavírus já fez com que Xapuri subisse para o 5º lugar em incidência de covid-19 entre todos os municípios acreanos, com 3.053,4 casos por grupo de 100 mil habitantes, de acordo com os dados divulgados nesta quarta-feira, 12, no Boletim da Secretaria de Estado de Saúde.

De acordo com o último Boletim da Secretaria Municipal de Saúde, Xapuri acumula 627 casos positivos do novo coronavírus, com 34 exames aguardando resultado de análise laboratorial, 675 pessoas sendo monitoradas como casos suspeitos, 400 altas médicas, 12 internações hospitalares e 8 óbitos.

Anúncios

Cidades

Xapuri registra 31 novos casos e mais duas mortes por Covid-19 em 48 horas

Publicado

em

O município de Xapuri atingiu, nessa sexta-feira, 26, a marca de 2.600 infecções pelo novo coronavírus desde o começo da crise sanitária no Acre. Nos dois últimos boletins da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), foram confirmados mais 31 casos positivos na cidade. No mesmo intervalo, ocorreram mais duas mortes por complicações da doença, elevando o total para 23 óbitos.

As duas últimas vítimas fatais da pandemia em Xapuri são o locutor de rádio Diego José Ferraz Nogueira, de 39 anos, que morreu nessa quinta-feira, 25, e o aposentado Marcos Augusto Menezes, de 60 anos, que faleceu nessa sexta-feira, 26. Ambos estavam sendo tratados no hospital de campanha do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-Ac).

Marcos Augusto Menezes já havia perdido um irmão para a Covid-19. Afonso Maria Menezes, de 65 anos, morreu no dia 27 de janeiro passado em sua residência, em Xapuri. Marcos e Afonso eram muitos conhecidos em Xapuri por serem inseparáveis a ponto de ser muito raro um ser visto sem estar na companhia do outro. Nas redes sociais, familiares lamentaram a morte dos irmãos.

Diego Ferraz foi sepultado na manhã dessa sexta-feira. Parentes e amigos organizaram uma comitiva de veículos para receber o carro funerário na chegada a Xapuri e seguir em cortejo até o cemitério municipal São José, onde ocorreu o sepultamento. Ferraz trabalhava há 9 meses nas rádios Educadora AM e Aldeia FM, onde apresentava o programa romântico “Love Night”.

Xapuri é o segundo município do Acre em incidência da Covid-19, com 12.574,0 casos registrados por grupo de 100.000 habitantes, segundo os dados da Secretaria de Estado de Saúde. Essa taxa é quase o dobro da média estadual, que é de 6.342,4/100.000 habitantes, e menor apenas que a do município de Assis Brasil, que é de 14.892,5/100.000 habitantes.

Vacinação

A Secretaria Municipal de Saúde de Xapuri (Semusa) informa que já aplicou 226 vacinas contra a Covid-19 de um total de 260 repassadas ao município pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) referentes à primeira dose. A segunda dose também já começou a ser aplicada, mas ainda não há dados disponíveis a respeito do andamento.

Continuar lendo

Cidades

Jenilson destaca avanço da Covid-19 e preocupação com saúde mental de alagados em Tarauacá

Publicado

em

“Estivemos levando aquilo que nos era possível neste momento de tristeza para a população taracauense”, disse o médico e deputado estadual, Jenilson Leite, que durante 3 dias promoveu nos diferentes bairros de Tarauacá, ações de saúde para atender as famílias vítimas da cheia histórica do rio Tarauacá e Murú.

As ações se deram com consultas médicas, dispensação de remédios, pedidos de exames, dispensação de receitas especiais, serviços de enfermagem, assistência social, distribuição de água e distribuição, produtos de limpeza e sacolões.

“Até o dia de ontem, estivemos dando assistência a idosos, adultos e crianças, muita gente doente, o que tem me impressionado é a quantidade de gente com a saúde mental profundamente afetada, precisamos de apoio a essas pessoas de imediato”, relatou Jenilson Leite, que na oportunidade agradeceu aos parceiros que contribuíram para a realização. “Nós tivemos a colaboração do SINTEAC através do presidente Lauro Benigno, Associações de Moradores do Bairro do Triângulo e Ilha Grande, através da presidenta Keyla e diretoria e do Presidente Cash, do diretor da Escola Valdina Torquato ,José Leite, agradecemos também ao Mandato dos Vereadores Manoel Monteiro e Sidenir, Sesacre pela liberação de alguns medicamentos, Secretaria de Saúde de Tarauacá pela liberação do Dr. Nelsinho para nos ajudar, Obrigado ainda a Igreja Assembleia de Deus por conceder um de seus espaços para realizarmos o atendimento do bairro da praia”.

Os atendimentos estavam divididos em três locais diferentes da cidade para evitar aglomeração e assim dar assistência a todos os moradores afetados pela alagação. No primeiro dia no Clube do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre, no segundo dia no Centro de Eventos da Assembleia de Deus e no terceiro na Escola Valdina Torquato.

A cheia histórica do rio Tarauacá, atinge mais de 28 mil pessoas no município, segundo informação da Prefeitura de Tarauacá. A prefeita Maria Lucinéia, decretou calamidade pública no dia 18, quando o rio afetava 90% da área urbana da cidade.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo

Cidades

General do MS diz que interior do Acre apresenta maiores dificuldades para tratar Covid-19

Publicado

em

O general Ridauto Fernandes disse na manhã de hoje (26) em Cruzeiro do Sul, que o interior do Acre precisa de uma atenção maior diante de uma série de dificuldades no enfrentamento a Covid-19.

Assessor do Departamento de Logística em Saúde da Secretaria Executiva, Ridauto é gestor da crise Covid-19 em toda a região norte. Ele foi nomeado pelo ministro Eduardo Pazuello para corrigir erros de logística no enfrentamento da pandemia. Junto com uma equipe técnica do governo federal ele conhece as condições do SUS no Juruá.

“No interior as dificuldades começam na contratação de profissionais, são mais raros de ser encontrados, as condições são mais difíceis. Não podemos descuidar das cidades do interior” comentou o especialista.

O representante do ministério disse que nesse momento o Acre é um dos estados que tem maior prioridade por parte do MS. Dois secretários nacionais, um de atenção primária e o outro de atenção especializada estão em Cruzeiro do Sul.

O secretário de saúde Alysson Bestene confirmou que a ampliação da estrutura é um dos pedidos feitos pelo governador Gladson Cameli. O Mais Médico para regiões isoladas está na pauta da visita de Ridauto.

“Trazer mais profissionais, ampliando vagas em UTIs e ambulatórios é a missão encampada pelo governo do Acre com apoio do governo federal”, garantiu Alysson.

Continuar lendo

Cidades

Ex-marqueteiro do PT expõe print que ex-deputado não pagou dívidas de campanhas

Publicado

em

O marqueteiro David Sento-Sé, sócio proprietário da Cia de Selva, usou as suas redes sociais na noite desta quinta-feira, 25, para mostrar uma conversa via WhatsApp que teve com o ex-deputado Nelson Sales que não pagou as dívidas da sua última campanha eleitoral, em 2018.

Nelson Sales disputou uma cadeira de deputado federal, porém não obteve sucesso. O marqueteiro mostrou uma troca de mensagens datada no início de 2019, na qual Nelson reconhece a dívida e pede um parcelamento, que foi aceito pelo marqueteiro ao implorar que o ex-deputado não o deixasse na mão. “Preciso de algo em março para luz e supermercado amigo ou até 5 de abril”, diz Sento Sé.

O ex-deputado respondeu que iria disponibilizar R$ 5 mil ao marqueteiro e que logo em seguida iria pagar os R$ 45 mil parcelados em três vezes.

Em seguida, o marqueteiro aceita a proposta de parcelamento. “Ok amigo. Por favor, não fure pq vou tomar emprestado para pagar minhas contas contando com você”, diz o marqueteiro que é respondido com um emoji de concordância pelo ex-deputado.

Em outro trecho da publicação, o marqueteiro revela que Nelson Sales não pagou nada, nem mesmo os R$ 5 mil da qual se comprometeu em depositar de imediato e logo depois realizou um desabafo nas redes sociais. “Não pagou nem uma. Paguei quem gravou o jingle dele, quem gravou e editou os vídeos dele, fiz as artes e tudo mais. Prestei o serviço e ainda tem coisa pior nessa história”, afirmou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas