Conecte-se agora

Bando do CV invade Cidade do Povo, atira contra moradores e crianças e fere três pessoas

Publicado

em

Membros da organização criminosa Comando Vermelho invadiram o Conjunto Habitacional Cidade do Povo, em Rio Branco, na noite desse domingo, 9, e feriram pessoas a tiros. Delmiro da Silva Pires, de 24 anos, Fernando Pires, de 25 anos, e um adolescente de 16 anos foram as vítimas.

De acordo com informações de populares, cerca de 10 homens da facção, fortemente armados, saíram de dentro de uma área de mata localizada na divisa da Cidade do Povo e o Residencial Rosalinda. Os criminosos seguiram até uma quadra de esporte e renderam vários moradores que estavam tomando refrigerante após um jogo de futebol, entre as vítimas havia crianças. Os criminosos ainda teriam dado ordem para ninguém correr.

Mesmo assim, moradores correram e foi então que os membros da facção começaram a efetuar vários tiros na região. Três pessoas ficaram feridas na ação dos criminosos, que fugiram pelo mesmo local que entraram na Cidade do Povo.

As vítimas foram atingidas pelos disparos na região das nádegas, costas e no pé. As três foram socorridas por terceiros e encaminhadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Cidade do Povo, e em seguida conduzidas por uma ambulância ao pronto-socorro de Rio Branco, todos em estado de saúde estável.

A Polícia Militar foi acionada e após colher as características dos membros da facção, fizeram patrulhamento nas regiões do conjunto habitacional e no Rosalinda, mas ninguém foi preso. As tentativas de homicídios serão investigadas pelos agentes de Polícia Civil da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

A polícia acredita que a motivação do crime pode ter sido causada pela guerra entre facções por disputa de território e domínio do tráfico de drogas.

Anúncios

Acre 01

Laboratório de Rio Branco envia amostras para analisar possível variante do coronavírus

Publicado

em

Desde que uma médica infectologista de Cruzeiro do Sul alertou para a chegada de uma possível nova variante do coronavírus (Sars-Cov-2) ao Acre, o principal laboratório de Rio Branco na pandemia, o Centro de Infectologia Charles Mérieux, passou a enviar amostras coletadas em pacientes infectados ao Instituto Evandro Chagas, em Belém, no Pará, para analisar o caso.

O laboratório de Belém deve retornar com o resultado das análises em breve, bem como a resposta à suspeita. A possível nova cepa do coronavírus que pode estar circulando no estado apareceu depois que o Hospital de Campanha do Juruá passou a receber pacientes graves de Manaus (Amazonas), devido ao colapso na saúde público do estado vizinho.

A informação foi dada pela infectologista Rita de Cassia Lima, que atua na saúde do Estado e do município. Para ela, esta seria, inclusive, a causa do maior contágio entre os jovens na região, incluindo aumento da gravidade dos casos e internações que vêm ocorrendo.

Segundo a infectologista, a variante do vírus está levando pessoas jovens sem comorbidades direto para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “Na minha opinião, essa variante está causando todo esse aumento de gravidade dos casos, por isso a população precisa se cuidar e usar máscaras”, explica ela, lembrando que o Hospital do Juruá está com problema de falta de médicos e com baixa produção de oxigênio.

Continuar lendo

Acre 01

Temendo colapso, Leo de Brito aciona Ministério da Saúde sobre situação da Covid-19 no Acre

Publicado

em

Com os casos de Covid-19 crescendo diariamente de forma assustadora e com quase todos os leitos de UTI ocupados por pacientes em estado grave, o deputado federal Leo de Brito (PT) informou que vai acionar o Ministério da Saúde para que o governo federal possa apoiar o Acre neste momento.

O temor do parlamentar é que o sistema de saúde entre em colapso como acontece no Amazonas, Pará e Rondônia e que pessoas morram por falta de atendimento.

“A situação é extremamente grave. Eu, como deputado federal solicito ao governo do Estado a adoção de providências imediatas para que a necessidade dos pacientes que neste momento aguardam vagas em leitos em UTI, sejam atendidas, assim como a adoção de medidas concretas com relação ao agravamento da pandemia. É preciso evitar o colapso na saúde, por isso também estou comunicando a situação ao Sr. Ministro da Saúde para que o governo federal nos apoie nesse momento”, afirma Brito.

O deputado federal lembra que a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que ao atingir 85% de ocupação de leitos de UTI é preciso endurecer as medidas de distanciamento social.

“Minha intenção não é causar pânico, mas alertar a população, e cobrar das autoridades a adoção de medidas urgentes, uma vez que segundo os parâmetros da Organização Mundial da Saúde, ao se atingir 85% de ocupação de leitos de UTI, é necessária a decretação de medidas duras de distanciamento social, e isso nesse momento não está sendo feito no nosso estado, o que pode indicar que em poucos dias que a situação pode se agravar ainda mais”, diz Leo de Brito.

Continuar lendo

Acre 01

Com mais de 20 mil eliminados por falta, acreanos voltam para o 2º dia de Enem

Publicado

em

Mais de 19 mil acreanos deverão comparecer neste domingo, 24, para realizar a segunda prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) em diversos locais nos 17 municípios escolhidos para aplicação das provas no Acre.

As provas deste domingo vão ser aplicadas em 1.677 salas de 148 escolas em 17 municípios acreanos, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

A abertura do portão ocorre das 9h30 até às 11 horas. O início das provas ficou marcado para às 11h30 e o término às 16h30.

Neste segundo domingo, os candidatos vão responder 90 questões das áreas de ciências da natureza e suas tecnologias, Química, Física, Biologia, Matemática e suas tecnologias. Os candidatos podem deixar a sala sem o caderno de questões a partir das 13h30 (horário do Acre).

Ao todo, 40.674 candidatos se inscreveram para fazer o Enem 2020 no Acre na modalidade de provas impressas. Desses, 19.721 marcaram presença e 20.953 faltaram. Os candidatos que faltaram no 1º dia de prova, não poderão participar do 2º dia de exame.

Continuar lendo

Acre 01

Mãe diz que filha foi obrigada a deitar no chão de hospital por demora no atendimento

Publicado

em

A foto de uma paciente deitada no chão do Hospital Sansão Gomes causou polêmica em Tarauacá. O registro foi enviado ao ac24horas como denúncia das más condições de atendimento no hospital. A reportagem falou com Cheila Portela, mãe da paciente, que é a pessoa que aparece na foto “abanando” a filha deitada no chão. Ela denuncia a demora no atendimento.

“A minha filha deu entrada na noite de quinta-feira com muita dor. Disseram que era gastrite e medicaram ela. No outro dia, ela piorou muito e voltamos. Chegamos lá era 9 e meia. No lugar de gastrite,o problema da minha filha era dengue. Chegamos lá, fizeram uma ficha e minha filha só foi atendida 12 e meia. Ela tava com muita febre e dor de cabeça e eu tive que colocar ela no chão. Minha filha “bolava” de dor, eu pedia uma maca, algum lugar para ela se deitar e nada de ninguém atender a menina. O atendimento é péssimo e minha filha só foi atendida depois que tiraram essa foto”, afirma Cheila.

O ac24horas procurou a direção do Hospital Sansão Gomes. Laura Pontes, diretora, se pronunciou sobre a denúncia. A gestora garantiu que a paciente foi devidamente atendida. “A paciente deu entrada e foi devidamente acolhida pela classificação de risco, conforme protocolo do SUS. Recebeu atendimento, foi medicada e no período da tarde teve alta médica por não ter mais indicação de observação e nem internação”, garante.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas