Conecte-se agora

Aprovação do presidente Jair Bolsonaro é do mesmo tamanho da reprovação: 45%

Publicado

em

A pesquisa PoderData — novo nome do Data Poder 360 — mostra empate na avaliação do governo Bolsonaro. 45% o desaprovam, 45% aprovam. Há dois meses a rejeição era de 50% e, a aprovação, de 41%. Há duas semanas, 49% dos homens avaliavam bem a administração federal. Agora, são 58%. Na região Sul, a percepção positiva passou de 46% para 55% no período.

Houve mudanças também entre os mais jovens — pessoas de 16 a 24 anos — que rejeitam menos o governo. Há 15 dias, eram 46%. Agora são 39%. O mesmo ocorreu com quem mora no Sudeste. No período, a desaprovação na região caiu de 51% para 43%. No Centro-Oeste, a desaprovação subiu de 30% para 45%.

Fonte – Poder 360

Destaque 3

Com 21 propostas, programa de governo de Bittar diz que gestão seguirá exemplo de Bolsonaro

Publicado

em

O programa de governo registrado na Justiça Eleitoral pelo candidato ao governo do Acre Marcio Bittar, do União Brasil, tem apenas 11 páginas e apresenta 21 propostas, na sua grande maioria genéricas, sem fazer nenhuma promessa específica.

Na apresentação, o texto faz duras críticas ao atual governo e algumas, de maneira indireta, ao governador Gladson Cameli, a quem Bittar acusa de “não honrar com a palavra” e de não possuir “valores e caráter”.

O documento exalta intensamente o presidente Jair Bolsonaro, cujo governo, segundo Bittar, destinou mais de R$ 5 bilhões ao Acre. De acordo com o plano do candidato, o governo de Bolsonaro será exemplo para a sua gestão, caso eleito.

“Vamos seguir o exemplo do governo de Jair Bolsonaro, alocando eficiência técnica aos cargos ao invés de reparti-los por meros acordos políticos. Quanto mais técnicos no governo melhor”, diz uma das propostas do programa de Marcio.

Entre as propostas de Marcio Bittar, destacam-se: a criação de um governo mais eficiente, técnico, moderno e oxigenado; valorização do funcionário público; modernização das estruturas estatais; e aumento da transparência do uso dos recursos públicos.

De acordo com o plano de governo, as áreas da saúde, educação, cultura, segurança pública e assistência social serão geridas como sistemas articulados, ágeis, focados e baseados em evidências científicas.

Outro item do programa da candidatura do União Brasil no Acre é a criação de um pacto com a sociedade em prol do crescimento econômico para a superação da pobreza. “Vamos aumentar em 15% o PIB acreano”.

Marcio Bittar foi o sexto postulante ao governo do Acre nas eleições de outubro próximo a registrar a sua candidatura na Justiça Eleitoral, o que ocorreu nesta quarta-feira (10).

De acordo com as informações disponibilizadas por meio da página Divulgacandcontas, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os bens declarados pelo parlamentar tiveram grande redução com relação à eleição anterior.

Em 2018, quando foi eleito senador, Bittar declarou R$ 6.549.631,34 em bens. Agora, são R$ 3.323.739,26 – em imóveis, veículos e investimentos de capital.

A candidata a vice-governadora na chapa do União Brasil é a médica Georgia Micheletti, que é de Sorocaba (SP), e atua na área no estado há mais de 10 anos.

Continuar lendo

Destaque 3

Dia dos Pais: 47% dos consumidores rio-branquenses devem presentear neste ano

Publicado

em

Ao menos 47% dos consumidores rio-branquenses pretendem presentear no próximo domingo, 14, Dia dos Pais, segundo pesquisa realizada pela Fecomércio-AC, em parceria com o Data Control, junto a 200 pessoas na capital acreana, nos dias 5 e 6 de agosto. Ainda de acordo com o levantamento, os consumidores pretendem gastar mais do que o verificado em 2021.

O estudo avaliou que, para 65,5% da população entrevistada, os gastos previstos para o próximo Dia dos Pais devem ser maiores (36,5%) ou iguais (29%); outros 29,5%, no entanto, se preparam para gastos menores em 2022. Outros 5% dos entrevistados não informaram sobre a indagação.

Quanto à preferência de gastos de consumo, 40,5% dos entrevistados disseram que pretendem gastar com roupas; 26,5%, com perfumes; e 16,5%, com calçados. A pesquisa destacou ainda 3,5%, que não sabem o que fazer na data; e 16%, que manifestam interesse para compra de outros bens e serviços.

A pesquisa destacou ainda 54% dos entrevistados, que se mostram propensos a compras no comércio do centro de Rio Branco; 21,5% devem comprar em comércios de bairros e, 17%, em shoppings; ao menos 7,5% dos entrevistados disseram que irão fazer compras via internet. Além disso, 58,9% disseram que os pais são as principais pessoas a se homenagear na data, embora se destaque a disposição de outras homenagens às pessoas de “esposo” (16,9%), filhos (5%), amigos (4,1%), dentre outras.

Expectativa de vendas

O estudo também fez um levantamento quanto à expectativa de vendas junto a 100 empresários com estabelecimentos comerciais na capital acreana; neste contexto, a pesquisa informou otimismo de 42% dos empresários no que diz respeito às vendas para data; outros 56% admitiram, no entanto, que mesmo sendo uma data que estimula o consumo e venda, a manifestação é de um dia normal (29%) ou sem otimismo (27%) com relação a possível aumento de vendas. Outros 2% se mostraram “ansiosos”.

Além disso, 55% dos empresários disseram que irão se utilizar de mais divulgação de produtos em oferta para a data, enquanto outros 28% afirmaram que devem investir nos modos de vendas online; 4%, em propaganda via panfletagem; e 3% reforçaram que devem oferecer embalagens para os clientes interessados. Da amostra analisada, 10% dos empresários omitiram manifestação quanto a preparação específica.

Como tática para aumento de vendas, 55% dos empresários responderam que devem apostar no melhor uso de redes sociais; seguidos por 22%, com a pretensão de ofertar brindes aos clientes com compras realizadas. Também, 10% lembraram que devem investir mais em marketing comercial; enquanto 4% disseram que acreditam em resultados com a adoção de “sorteios relâmpagos”. Os demais 8% afirmaram que não vão adotar tática específica para vendas alusivas a data.

Para 86% dos empresários pesquisados, o valor das vendas para o próximo Dia dos Pais deve ser de até R$200, sendo que, para 44%, esses valores vão de R$100 a R$200; para 35%, de R$51 a R$100; e para 7%, até R$50. Outros 6% apostaram em vendas com valor médio entre R$201 a R$400; e 8%, em vendas com valor acima de R$400.

Continuar lendo

Destaque 3

Comércio do Acre mantém trajetória de queda e acumula perdas de 3,6% em um ano

Publicado

em

As vendas no comércio varejista do Acre caíram 1,6% em junho deste ano, resultado que mantém a trajetória de queda: Em maio de 2022, por exemplo, o volume de vendas variou negativamente no Acre, caindo 0,1%, frente a abril. Na comparação com o resultado de maio de 2021 a variação foi de 0%.

Na comparação com igual mês do ano passado, o resultado é muito pior e mostra queda de 3,6% em junho de 2022. O dados coloca o Estado entre os três com pior desempenho no período junto com Bahia Bahia (-5,3%) e Goiás (-3,8%).

Sobretudo, esses resultados mostram que as datas comemorativas do período não tem influenciado positivamente. Este ano, em nível nacional, frente a junho de 2021, o comércio varejista nacional variou -0,3% com resultados positivos em 14 das 27 UFs, com destaque para: Roraima (13,3%), Alagoas (11,4%) e Mato Grosso do Sul (9,5%). Por outro lado, pressionando negativamente, figuram 13 das 27 Unidades da Federação, com destaque para:

Considerando o comércio varejista ampliado, a variação entre junho de 2022 e junho de 2021 mostrou recuo de 3,1% com resultados negativos em 17 das 27 Unidades da Federação, com destaque para: Bahia (-11,2%), Pernambuco (-11,1%) e Acre (-8,4%). Por outro lado, pressionando positivamente, figuram 10 das 27 Unidades da Federação, com destaque para Mato Grosso do Sul (6,5%), Roraima (4,6%) e Tocantins (4,6%).

Apesar da redução nos preços, um dos itens que pesa para as vendas ruins do varejo está em combustíveis e lubrificantes.

Continuar lendo

Destaque 3

Ministro do TCU entrega a Fachin lista com quase sete mil nomes com contas julgadas irregulares

Publicado

em

O ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União, entregou nesta quarta-feira (10), ao ministro Edson Fachin, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, uma lista de pessoas que tiveram as contas julgadas irregulares. Cabe à Justiça Eleitoral declarar ou não a inelegibilidade dos possíveis candidatos das eleições.

O documento tem 6.804 nomes. O TCU fará a atualização diária dos dados até o dia 31 de dezembro. Na prática, candidatos que tenham as contas barradas pelo TCU podem ficar impedidos de continuar tentando um cargo eletivo, com base na Lei da Ficha Limpa.

Segundo a Corte, 16 pessoas que estão no exterior tiveram as contas julgadas irregulares. O tribunal divulgou também que a região Nordeste é a com o maior número de agentes públicos com as contas julgadas irregulares – foram registrados 2.710 casos. Em seguida vem o Sudeste, com 1.552 casos; o Norte, com 1.201; o Centro-Oeste, com 712; e o Sul, com 600.

Segundo a Lei de Inelegibilidades, o responsável que tiver as contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável que configure ato doloso de improbidade administrativa e por decisão irrecorrível do órgão competente não pode candidatar-se a cargo eletivo nas eleições que se realizarem nos oito anos seguintes, contados a partir da data da decisão. O interessado pode concorrer apenas se essa decisão tiver sido suspensa ou anulada pelo Poder Judiciário.

De acordo com o TSE, candidatos, partidos políticos ou coligações podem utilizar as informações contidas na lista do TCU para impugnar o pedido de registro de candidatura de possíveis concorrentes no prazo de cinco dias contados da publicação do edital do pedido de registro.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!