Conecte-se agora

Queimadas urbanas no Acre aumentam mais de 160% em julho

Publicado

em

O ano de 2020 não tem sido fácil. Além da pandemia da Covid-19 que fez com que o mundo mudasse hábitos, o acreano está enfrentando um ano complicado em relação as queimadas urbanas.

O problema é que a fumaça que invade casas complica exatamente a vida de parte de quem é do chamado grupo de risco, como idosos e pessoas com doenças respiratórias crônicas.

Números divulgados pelo Corpo de Bombeiros do Acre mostram como este ano o crescimento das queimadas urbanas no Acre tem sido assustador. No mês de julho, por exemplo, foram registradas em todo o estado 853 queimadas urbanas. Quando comparado ao ano passado, o aumento foi de mais de 160%, já que em 2019, no mesmo mês, o registro foi de 327 queimadas.

Já no acumulado do ano, os dados confirmam um grande aumento no número de registros de queimadas. Nos sete primeiros meses do ano são 2.644 queimadas, contra 1.228 em 2019. Um acréscimo de mais de 115%.

De acordo com o levantamento, a capital, Rio Branco, é responsável por 80% desses números. A prefeitura tem realizado campanhas de fiscalização e conscientização, mas que, infelizmente, não tem funcionado até o momento.

O cidadão pode e deve denunciar queimadas urbanas. As denúncias podem ser realizadas pelo 190 ou 193, além do contato da Semeia por meio dos números 3228-5765 ou 9 9227-1126.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas