Conecte-se agora

Oi é notificada pelo Procon por falhas no sistema de telefonia e internet em Rio Branco

Publicado

em

O Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/AC) notificou empresa Oi por má prestação de serviços após a mesma te registrado novas falhas no sistema de telefonia e internet na capital acreana. Nessa terça-feira, 28, o serviço foi interrompido por cinco horas, correspondendo ao período entre 9 às 14 horas. Centenas de denúncias de consumidores locais oram feitas.

O diretor-presidente do Procon no estado, Diego Rodrigues, afirma que foi “concedido o prazo de 48 horas, a partir do recebimento da notificação, para que a empresa, via documentação, apresente os motivos pelas falhas da internet, e qual será a medida adotada para quem pedir abatimento do tempo que o serviço ficou suspenso”, disse ao portal Agência de Notícias do Acre.

Também foram constatadas interrupções na rede de telefonia e internet, nas cidades do Juruá e Tarauacá/Envira. “Já notificamos, autuamos a empresa e, nos próximos dias, aplicaremos novas sanções administrativas e multas”, garante o diretor.

Em caso de falha na rede de telefonia ou internet, o consumidor pode denunciar por meio do telefone: (68) 3223-7000 ou 151 de segunda a sexta-feira, das 8 às 13 horas, ou pelo e-mail: [email protected] ou acessando a plataforma online: consumidor.gov.br.

Cotidiano

“Canalhice pura”, diz Leo de Brito sobre falas de Bittar acerca do aquecimento global

Publicado

em

O deputado federal Leo de Brito (PT) usou as redes sociais nesta segunda-feira, 18, para criticar as falas do senador Márcio Bittar (sem partido) que afirmou pela manhã que a ação do homem no planeta terra não influencia a temperatura e que aquecimento global é um mito.

Mais cedo, Bittar contestou a teoria do aquecimento global e afirmou que: “o clima quem muda é Deus”. As declarações ocorreram em um contexto de críticas ao conceito de Florestania, à esquerda e aos últimos 20 anos da Frente Popular do Acre (FPA) no comando do governo do Acre.

Em um vídeo, Leo de Brito questiona até onde vai o negacionismo de Bittar e afirma que as falas do senador demonstram uma “canalhice pura”. Em seguida, o petista afirmou que o negacionismo de Bittar e de membros do governo Bolsonaro resultaram em diversas mortes em razão da covid-19.

“Vocês viram que o senador da República, Márcio Bittar, disse que as mudanças climáticas são coisas de Deus? Até onde o negacionismo dessa turma de aliados do Bolsonaro é capaz de ir para negar os prejuízos incalculáveis das políticas equivocadas que estão destruindo vidas, ameaçando nosso meio ambiente? Bote a mão na consciência, senador! Isso é canalhice pura!”, afirmou

Continuar lendo

Cotidiano

Acre decide seu futuro na Copa Verde com jogos em três dias seguidos

Publicado

em

Os três representantes do Acre na Copa Verde, última competição oficial para o futebol acreano em 2021, entram em campo durante três dias seguidos para decidirem se continuam na disputa.

O primeiro a entrar em campo será o Galvez que tem uma pedreira pela frente. Após eliminar o Ypiranga (AP), nos pênaltis, na semana passada, o Imperador encara o Remo no estádio Baenão, na capital paraense, às 18h30. Além de enfrentar uma das principais equipes do Norte do país, o regulamento define que nas oitavas de final, o jogo é único. Se no tempo normal, o jogo terminar empatado, a decisão vai para os pênaltis.

Já na quarta-feira, 20, quem entra em campo é o Rio Branco, que vai enfrentar o Nova Mutum (MS). O regulamento é o mesmo, mas como o Estrelão é melhor ranqueado do que o time sul-mato-grossense, decide a vaga no estádio Arena da Floresta a partir das 4 horas da tarde.

Na quinta-feira, 21, é a vez do Atlético, que também joga no Acre e que também tem um adversário sul-mato-grossense. O Galo tem como adversário o Aquidauanense e vai em busca de classificação.

Além de chegar na próxima fase da competição, as três equipes estão de olho na premiação da Copa Verde. Quem passar dessa próxima fase embolsa a quantia de R$ 75 mil reais.

Continuar lendo

Cotidiano

Dia do médico: estudantes oferecem aulas gratuitas para quem quer tentar medicina

Publicado

em

Formando um dos profissionais mais requisitados e respeitados, o curso de medicina figura entre os mais concorridos entre os vestibulares do Brasil. Para ajudar quem deseja tentar uma vaga na graduação, um grupo de estudantes do curso de medicina da Universidade Federal da Bahia (UFBA) se uniu para oferecer monitoria gratuita a pré-vestibulandos que querem se preparar para diferentes processos seletivos, sendo o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) o foco do grupo.

Do encontro, que segue à risca o ditado “a união faz a força”, nasceu o Projeto Berá (@projetobera). Berá, do tupi, quer dizer brilhar, resplandecer. O nome condiz com o propósito de fazer com que outros estudantes brilhem nos vestibulares, garantindo a tão sonhada vaga não só em medicina, como também em outros cursos. 

Toda a iniciativa é organizada pelos próprios estudantes e partiu da sensibilidade deles com o fechamento de escolas em virtude da pandemia da Covid-19, fazendo com que muitos alunos tivessem que estudar por conta própria. Cada inscrito é auxiliado de perto por um monitor(a) que se dispõe a ser um padrinho ou uma madrinha tirando dúvidas, dando dicas e outras orientações. O foco do projeto tem sido atender pessoas oriundas de escolas públicas, que não tenham outro tipo de acompanhamento nesse período da pandemia.

“O projeto, para além dessa parte de compartilhamento de conhecimento teórico, é também uma forma de tranquilizar o aluno que está nesse período tão nervoso até porque ele vai estar em contato com quem há pouco tempo passava pela mesma situação de se preparar para o vestibular. Nesse sentido, o Berá é como um espaço de escuta também. Então, a gente acaba criando relações muito legais e de aprendizado mútuo”, explica Carol Paraíso, uma das idealizadoras do Projeto Berá.

As aulas têm duração de uma hora por monitoria, são semanais e pela internet. Por ser virtual, a iniciativa conseguiu atender estudantes de diferentes estados. No último ciclo formativo – que iniciou em julho e vai até novembro –, 44 monitores se organizam para atender 53 alunos. Além dos encontros individuais com seu monitor, os pré-vestibulandos têm acesso a um grupo geral do WhatsApp onde podem tirar dúvidas a qualquer momento e um e-mail para enviar redações para correções.

Resultados positivos 

Um dos frutos do projeto, a graduanda em Farmácia Ana Luiza Teixeira fala com carinho e gratidão da relação que teve com os integrantes do Berá e como o projeto foi importante para a sua aprovação com boas notas no Enem. Ana recebeu ajuda nas disciplinas de matemática e física, mas ressalta o valor dos incentivos e apoio emocional que, mesmo que de forma virtual, recebeu. 

“Foram muito receptivos com a gente. Faziam reuniões pra falar o que a gente deveria fazer no dia do Enem, o que a gente deveria levar pra comer. Enfim, essas coisas que a gente acha que não faz diferença, né? Mas, no decorrer da nossa aprovação, percebemos que uma das coisas mais importantes é o controle emocional”, avalia.

Ana também destaca a identificação com os monitores e como o fato deles também terem passado por um momento como o dela a ajudou a seguir com mais tranquilidade, contribuindo para sua aprovação. “Felipe, monitor de matemática, e Elaine, minha monitora de física, foram pessoas essenciais prestando auxílio ao conversar sobre a vida, de entender os anseios que perpassam na nossa mente, dando dicas de como controlar o nervosismo e a ansiedade nesse momento que, como eu tinha dito anteriormente, é de suma importância para nós vestibulandos”, acrescenta Ana.

Projeto vai contribuir para carreira de medicina 

Para Felipe Barros, também graduando no curso de medicina da UFBA, que começou no projeto dando monitorias de matemática e hoje também faz parte da administração, sua participação também lhe permite olhar para vivências de diferentes estudantes e estar em contato com outras realidades. “O projeto, inicialmente, foi criado para ajudar outros alunos na pandemia, mas acabou extrapolando para uma questão de nivelamento de oportunidades mesmo. Como atendemos a maioria dos estudantes de escolas públicas e algumas da rede particular, nós temos a responsabilidade de lidar com diferentes realidades”, explica.

Felipe também destaca que, por lidar com pessoas de diferentes contextos sociais, os monitores ampliam o olhar humanizado para o outro, habilidade tão importante para a carreira de médico, cujo dia 18 de outubro é dedicado à profissão. A data foi criada em homenagem a São Lucas, considerado o patrono da medicina.

 “Acho que é o mais gratificante. Eu e muitos outros monitores do projeto tivemos várias oportunidades. Fizemos cursinho, estudamos em escolas particulares de qualidade e eu percebo que há assuntos que não são dados em alguns colégios públicos, além das estruturas serem mais precárias, como os estudantes relatam. Na pandemia, muitos ficaram sem aula. É realmente muito legal fazer parte desse projeto que contribui para o nosso crescimento enquanto pessoas e profissionais no futuro”.

Sensibilidade e empatia são as palavras que vêm à mente da estudante Carol Paraíso ao falar do retorno que o projeto traz para a sua vida. “Essa vivência amplia nosso olhar e cuidado para com o outro, a nossa escuta e o conhecimento de outras realidades. A gente pensa e enxerga as coisas de outra forma”, finaliza a estudante.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Continuar lendo

Cotidiano

Operação Fake Bois revela que peão de fazenda era usado em sonegação fiscal

Publicado

em

Mais cinco pessoas foram presas durante a quinta fase da Operação Fake Bois, onde foi descoberto que um peão era usado para ajudar na sonegação fiscal. Nesta fase, chamada a “Queda do Peão”, foi identificado que no esquema de fraude a organização criminosa usava laranjas em transações milionárias.

Além das prisões, foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão no Acre e Rondônia. Conforme a investigação da Polícia Civil, um fazendeiro usava o nome de um peão como laranja para cometer fraude tributária.

Até agora, o peão não foi localizado. A polícia ainda descartou a participar de servidores público no crime. Cerca de R$ 2.176.000,00 foram bloqueados entre os investigados, que estão há cinco meses na mira da polícia civil.

Sete 7 veículos de luxo foram apreendidos, além de uma carreta no valor de R$ 1 milhão e uma motocicleta. Ao menos R$ 27.500,00 em espécie, arma de fogo e joias foram apreendidas na casa de um dos acusados.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas