Conecte-se agora

Gladson não brigará por pré-candidatura do Progressistas 

Publicado

em

O governador Gladson Cameli  ao que tudo indica saiu do olho do furacão da disputa pelo comando do Progressistas, o que vinha lhe causando um desgaste desnecessário com troca de acusações com aliados na imprensa. Falou na noite de ontem ao BLOG DO CRICA que, não travará mais nenhum debate a este respeito. Disse que vai respeitar a escolha do Tião Bocalom (Progressistas) pelo partido e não vai criar empecilho contra a candidatura. –Eles tocam a candidatura, mas sem o meu apoio, avisou Cameli. Queixou-se apenas de já terem vindo com a candidatura como um “prato feito”, mas ressaltou o direito da sigla escolher seu candidato. O Progressistas pode ir com a candidatura do Bocalom, e eu irei com a candidatura da prefeita Socorro Neri (PSB), enfatizou ao BLOG. Para ele, isso é página virada ao ponto de nem ir mais procurar o presidente nacional do partido, senador Ciro Nogueira (Progressistas), para uma conversa acerca do assunto, como estava programado.

POSIÇÃO COERENTE

É a posição mais coerente que o Gladson poderia ter tomado. O Progressistas vai para as ruas com a candidatura do Tião Bocalom (Progressistas), e ele toma o rumo que bem entender, apoiando, como tem dito, a candidatura da Socorro Neri (PSB). E a vida continua.

SITUAÇÃO TRANQUILA

E neste quadro toda da eleição municipal o Gladson Cameli é quem tem a situação mais tranquila, como já citei neste espaço. Todos os 22 prefeitos que forem eleitos vão correr após as eleições para o seu confessionário na busca de parcerias. É assim que a política funciona.

AFASTAR OS FALCÕES

Com a chegada ao chefe do gabinete civil, Ribamar Trindade, recuperado de uma Covid-19 com complicações, a condução política ganhará de qualidade, porque sairão de cena os falcões importados da oposição, sem nenhum trânsito entre os aliados do grupo do Gladson, e vistos como “intrusos”. Pelo menos é o que mais tenho ouvido dos que dirigem os PROGRESSISTAS.

NÚMEROS INTERESSANTES

O PT fez uma pesquisa para a prefeitura de Rio Branco de consumo interno, com números  interessantes. Não posso divulgar porque não houve o registro no Tribunal Regional Eleitoral do Acre, mas mostra que teve candidato que parece ter batido no teto, e deu uma caída.

REGISTRA O MOMENTO

Mas pesquisa antes da campanha se iniciar, sem saber como ficarão as composições políticas, registra apenas um momento. Uma pesquisa que vai mostrar um cenário mais próximo da realidade é aquela que será com os candidatos definidos e a campanha em pleno campo.

UM DADO QUE PESA

Também estive vendo ontem uma pesquisa sobre a disputa para a prefeitura de Cruzeiro do Sul. Sem o registro no TRE-AC, não pode ser divulgada. Mas não veio com nenhuma novidade, quem estava liderando continua liderando folgado, e com os adversários longe de ser ameaça.

APOSTANDO TUDO

Dirigentes do MDB acham que mesmo com a oposição desunida podem ganhar a prefeitura de Feijó com o candidato Francimar Fernandes (MDB). Francimar saiu do último mandato de prefeito em alta, sempre foi uma liderança forte, mas está muito tempo longe da política.

OUTRO ELEITORADO

O eleitorado de Feijó hoje é outro, completamente renovado, e muitos não conheceram o seu trabalho como prefeito do município, por isso, o Francimar Fernandes terá que se reinventar.

BASTA EMPATAR

Para o ex-prefeito Vagner Sales (MDB) eleger o seu filho Fagner Sales (MDB), que é até aqui o favorito da disputa pela prefeitura de Cruzeiro do Sul, bastaria empatar nos votos da área urbana, porque sempre teve uma ampla maioria em todas as urnas com votos do Alto Juruá.

SEM FLANCO ABERTO

É natural que a prefeita Socorro Neri venha ser o alvo principal dos outros candidatos à PMRB, durante a campanha. Mas leva uma vantagem de não ter flancos abertos. Não se conhece um ato ilegal praticado por ela, a máquina municipal está nos bairros, e as finanças saneadas.

COM A PALAVRA, A SESACRE!

Como leigo, não consigo entender, e como centenas e centenas de leitores que já me questionaram sobre o assunto; também não, faço a pergunta a quem de direito da SESACRE: por qual razão, com os casos de contaminações pela Covid-19 aumentando, o estado saiu da faixa vermelha? E atividades não essenciais são liberadas para funcionarem sem justificativa.

EXTENSIVO AO MP

O pedido para que isso seja explicado é ostensivo também ao MP e MPF.

CONVERSA ABERTA

O senador Sérgio Petecão (PSD) e o vice-governador Major Rocha devem se sentar hoje para uma conversa política acerca das eleições municipais. Na pauta: uma aliança política. O jogo da eleição municipal ainda está muito longe de começar a ser julgado. A chapa não esquentou.

NUNCA APONTE O DEDO

Nunca aponte o dedo da acusação antes de uma denúncia de práticas ilegais envolvendo alguém, vir a ser apurada. Crucificaram o Delegado Henrique Maciel por suposto fato ilegal, que acabou se provando na Corregedoria de que não passou de uma armação. E agora?

EXATAMENTE POR ISSO

É exatamente para não cometer este tipo de injustiça que não publico nenhuma acusação criminal, que não esteja sobejamente provada contra alguém, para não queimar biografias.

TRABALHO DOBRADO

O prefeito de Plácido de Castro, Gedeon Barros (PSDB), está no poder, mas vai comer tapado para derrotar o ex-prefeito Francisco Tavares (MDB) na eleição para a prefeitura do município. É a opinião que tenho ouvido de políticos experientes que conhecem aquele colégio eleitoral.

EXTREMAMENTE IRRITADO

É como se encontra o vice-governador Major Rocha com o governador Gladson Cameli, por conta de ter feito mudanças na cúpula da Segurança sem uma discussão, como ficou combinado na campanha. Por conta disso, anunciou que lavou as mãos com a Segurança.

DEMORANDO MUITO

Essa relação de paz e amor entre o vice-governador Major Rocha e o governador Gladson Cameli estava demorando demais, as suas relações sempre se alternaram entre momentos calmos e momentos tensos. E a tendência é a de que na campanha o caldo entorne de vez.

NADA A VER

Rocha foi enfático a dizer que, daqui em diante não cobrem eficiência da Segurança a ele.

GOTA DE ÁGUA

A demissão do Delegado Henrique Maciel, trocado por um Delegado que ocupou posto de relevo no governo petista passado, foi o pomo da discórdia para a decisão do Major Rocha.

NA CAMPANHA

A candidata à vice-prefeita Marfisa Galvão (PSD) tem retornado da campanha nas ruas, na defesa do nome do Tião Bocalom (PROGRESSISTAS) a prefeito, entusiasmada com a aceitação. Na sua avaliação o Velho Boca tem tudo para chegar muito bem no segundo turno da eleição.

NÃO É NOVATA

A Marfisa Galvão (PSD) não é novata em campanhas, foi bem votada para Federal, na capital.

NÃO PODE AMARRAR NINGUÉM

O governo e a prefeitura fizeram até aqui o que era para ter sido feito para combater a pandemia da Covid-19, na capital. Não podem é amarrar os toscos, e obrigar a seguir o que ditam as normas sanitárias. O resultado dessa rebeldia é o aumento do número de contaminações. E como consequência o elevado registro de óbitos. Só enxergam o lucro.

CONFIRAM EM 10 DIAS

Dos vários médicos com os quais conversei, de todos ouvi que a tendência natural dessa abertura das atividades comerciais, caso a população insista em aglomerar, sair sem máscaras, e em 10 dias o número de contaminados aumentar em muito. Cada um faz seu destino.

FRASE MARCANTE

“Quem sabe esperar, o tempo abre as portas”. Ditado chinês.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.