Conecte-se agora

Encceja 2020: quais assuntos estudar para as provas?

Publicado

em

Previsão do MEC é de que o exame seja aplicado em dezembro 

A edição de 2020 do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) ainda não tem muitos detalhes sobre quando será aplicada. A previsão, segundo anúncio do Ministério da Educação (MEC), é de que a prova ocorra em dezembro. Com data definida ou não, é importante que os futuros candidatos estejam com os estudos em dia. 

Estão entre os perfis aptos a participar da avaliação os brasileiros que residem no Brasil ou exterior, inclusive pessoas privadas de liberdade, que não terminaram as etapas da educação básica no período regular e querem obter a certificação. O certificado do ensino fundamental requer um mínimo de pelo menos 15 anos completos na data da prova. Já para o certificado do ensino médio, a idade mínima exigida é de 18 anos. 

Mas até a divulgação da data, o quê estudar para o  Encceja 2020? Confira clicando nos links abaixo.

Para o ensino fundamental:

Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação
Matemática
História e Geografia
Ciências Naturais

Para o ensino médio:

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Redação
Matemática e suas Tecnologias
Ciências Humanas e suas Tecnologias
Ciências da Natureza e suas Tecnologias

Como funciona a declaração de proficiência do Encceja?

Quem participou do Encceja 2019 ou alguma versão anterior e conseguiu atingir a pontuação para aprovação em uma ou mais provas, mas não em todas, tem direito à declaração de proficiência. Com essa documentação, caso participe do Encceja 2020, não será preciso fazer novamente as provas das áreas do conhecimento que já foi aprovado. No ato da inscrição basta escolher apenas as que deseja realizar.

 Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Acre

Mailza é reconduzida a presidência do PP e Bocalom é aclamado vice

Publicado

em

Em ato solene em Brasília, a senadora Mailza Gomes foi reconduzida à presidência do Partido Progressistas (PP). A informação foi repassada pelo presidente municipal da sigla, Reginaldo Ferreira.

Os dirigentes da sigla designaram como vice-presidente na executiva do partido, o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom.

A nova composição da executiva estadual tem o aval do presidente nacional do partido, Ciro Nogueira. De acordo com Reginaldo Ferreira, a recondução de Mailza ao partido, engrandece os dirigentes visando as eleições. “Fortalece e dá pluralidade ao partido, tendo em vista que o partido tem senadora, Governador e o prefeito Tião Bocalom”, declarou.

Continuar lendo

Acre 01

Servidores da saúde do Acre iniciam greve geral com ato em frente a Fundação Hospitalar

Publicado

em

Servidores da saúde deram início na manhã desta segunda-feira, 14, em frente à Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre), a greve geral da categoria. No decorrer do dia, os servidores farão uma carreata pelas ruas de Rio Branco e encerram com um ato em frente ao Palácio Rio Branco, onde ficarão concentrados.

Serviços tido de Urgência e Emergência não serão prejudicados e tampouco o atendimento para casos covid-19, informou o presidente do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC), Guilherme Pulice.

No ato em frente a Fundhacre, Guilherme Pulice, afirmou que a pandemia da covid-19 escancarou os defeitos da saúde no Acre.

“Eu acho que a pandemia escancarou todas as feridas que os profissionais enfrentam e a população também que necessita do atendimento desses profissionais. As condições de trabalho não são adequadas, faltam insumos básicos, estrutura mínima para atender as pessoas que buscam atendimento. Não dá mais para tolerar. As condições são péssimas e os direitos dos profissionais estão sendo subtraídos, lutamos por direito. Não pedimos aumento e sim de resgate de direitos que foram retirados paulatinamente em governos passados, mas que foi prometido pelo governador Gladson”, afirmou

As categorias alegam que a decisão foi tomada devido às sucessivas recusas de tratativas de reajuste do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) por parte do governo do estado e diversos outros problemas que afetam todos os empregados da área.

A proposta é chamar a atenção da sociedade sobre os empecilhos que comprometem a qualidade do atendimento nas unidades públicas, além de pressionar os gestores a implementar as melhorias necessárias. Outras reivindicações são a recomposição das perdas inflacionárias, o pagamento retroativo do adicional Covid-19 de dezembro de 2020, a gratificação de 20% de insalubridade até a regularização do novo LTCAT, além da revisão da Lei do Igesac, fornecimento de insumos necessários para o exercício profissional e concurso público.

Continuar lendo

Acre 01

Médicos contestam governo e revelam que teto da Fundhacre corre risco de incêndio

Publicado

em

Após o governador Gladson Cameli divulgar um vídeo nesse final de semana, informando que estaria negociando com os trabalhadores da saúde para não realização da greve, o presidente do sindicato dos Médicos no Acre (Sindmed-Ac), elencou nesta segunda-feira, 14, todos os problemas que a saúde enfrenta e que dificultam o trabalho da categoria.

Os médicos reconhecem que todo acreano conhece os problemas que os profissionais da saúde enfrentam atualmente, nas diversas unidades de saúde do estado. “Em Xapuri, na sala de atendimento na emergência o solo está desabando. Em Brasileia, faltam médicos para preencher escala de plantão, mesmo problema vivenciado em Feijó, onde às vezes um só médico atende grávidas e pacientes cirúrgicos”, aponta Guilherme Pulici.

O alerta mais grave veio da Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre), situada em Rio Branco. Segubdo o sindicato, faltam medicamentos, equipamentos básicos e o teto está numa situação deplorável.

“Na Fundação, há situações em que o teto está desabando. Há buracos no teto, fios expostos, canos, com risco até de incêndio. É uma situação realmente deplorável e não são somente essas propostas irrisórias oferecidas até então pelo governo que vão suprimir todos os problemas que nós enfrentamos na saúde”, garante Pulici.

No Juruá, o Sindmed diz que faltam médicos para atender a urgência e emergência. Na Fundhacre, está em falta um medicamento essencial para o tratamento de doenças autoimune no ambulatório de reumatologia.

“A unidade de nefrologia também sofre com falta de cadeiras reclináveis aos pacientes que recebem hemodiálise”. O sindicato finaliza o vídeo pedindo apoio da população para a paralisação dos servidores da saúde.

Continuar lendo

Destaque 2

Governo convoca mais de 300 professores aprovados em processo seletivo

Publicado

em

Mesmo sendo ponto facultativo, o governo do estado publicou uma edição especial do Diário Oficial do Estado nesta segunda-feira, 14, para convocar mais de 300 aprovados em processo seletivo simplificado para a formação de cadastro de reserva para o cargo de professor temporário na Secretaria Estadual de Educação.

Os contratados irão prestar serviços no programa Educação no Campo na rede pública estadual de atenção básica.

Estão sendo convocados, aprovados para os cargos de professor de ensino fundamental, professor de linguagens, professor da área de ciências humanas, matemática, ciências da natureza e educação física.

Os convocados têm até o dia 25 de junho para a entrega da documentação exigida. Foram convocados professores para 20 municípios do estado, ficando fora apenas Santa Rosa e Acrelândia.

A documentação deve ser entregue em Rio Branco no Departamento de Pessoas na sede da SEE e nos demais municípios, em cada núcleo da educação.

A lista completa dos convocados e os documentos exigidos, podem ser acessados AQUI. 

DO16236277530834

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas