Conecte-se agora

Família “sequestra” corpo de vítima da Covid-19 no Acre para sepultar no Amazonas

Publicado

em

FOTO: IMAGEM ILUSTRATIVA - DIVULGAÇÃO

Uma cena inusitada aconteceu na noite dessa segunda feira, 20, em Cruzeiro do Sul. Por volta das 23 horas, o corpo de um homem que morreu vítima de Covid-19 era levado do Hospital de Campanha para a ala Covid do cemitério Morada da Paz, na cidade. Porém, o carro da funerária Caminho de Luz foi interceptado pela família da vítima, que levou o caixão para sepultamento em Guajará, no Amazonas, distante cerca de 20 quilômetros de Cruzeiro do Sul, onde ele morava.

O gerente da funerária, Platini Ferreira, que dirigia o veículo com o caixão, conta que cerca de 8 carros “fecharam” seu veículo na estrada, próximo a empresa Água Mineral e levaram o corpo. “Foi rápido e parecia um assalto. Nunca imaginei que viveria uma cena daquela na minha vida”, disse ao ac24horas.

O traslado de corpos de vítimas de Covid-19 que morrem no Hospital do Juruá, em Cruzeiro do Sul, é proibido pelo Ministério Público do Acre, que segue orientação da Agência Nacional de Vigilância (Anvisa). O enterro deve ser feito em Cruzeiro logo depois da morte. A regra vale desde Feijó à Marechal Thaumaturgo àqueles que morrem em Cruzeiro do Sul.

O caso

Platini conta que a família do homem falecido foi até a funerária que ele gerencia querendo levar o corpo para cidade amazonense de Guajará. Ele afirmou que não poderia fazer isso, que era proibido por ordem sanitária decorrente da pandemia, mas que mesmo assim a família insistiu muito. Em determinado momento, segundo ele, os familiares demonstraram ter se conformado com o sepultamento em Cruzeiro do Sul. Mas, em seguida, no caminho do cemitério, roubaram o corpo. “Eles não podiam tirar o corpo lá do Hospital, então esperaram eu pegar e em seguida agiram”, conta.

Para se resguardar, Platini havia avisado à Polícia Militar, via 190, sobre o que estava acontecendo ainda na funerária. Mas quando a Polícia Militar chegou à funerária, todos já haviam saído do local. Depois que o corpo foi levado, ele ligou novamente para a polícia informando sobre o fato. “Caso a Vigilância Sanitária me acione, provo que avisei a polícia antes e depois do fato. E as câmeras de segurança da Água Mineral devem ter filmado toda a ação de sequestro do corpo”, concluiu.

Na rede

Prefeitura fortalece agricultura familiar de Porto Walter

Publicado

em

O prefeito de Porto Walter, César Andrade e o vice Guarsônio Melo, participaram nesta sexta-feira, 17, do encerramento do Curso de Cultivo do Milho para os produtores do Baixo Juruá, na Comunidade Besouro. A ação é fruto da parceria da prefeitura com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR.

A cadeia produtiva do milho é um dos símbolos da identidade do município que sedia anualmente o Festival do Milho.

“Essas políticas promovidas em parceria com o SENAR contribuem com o crescimento e fortalecimento da agricultura familiar, onde agregamos valor à produção com geração de emprego e renda ao homem do campo”, disse  César Andrade.

O engenheiro agrônomo do SENAR, James Santos, destacou que Porto Walter já faz parte da revolução da agricultura acreana.

“Graças a diversos processos temos conseguido  recuperar áreas para o cultivo de lavouras, como é o caso do milho. No curso priorizamos integrar sistemas de monocultura e integração da lavoura”, revelou.

Continuar lendo

Na rede

Rodrigues Alves reforça combate à malária nas áreas ribeirinhas

Publicado

em

A Vigilância Entomológica de Rodrigues Alves, realiza uma força tarefa de setembro com ações de prevenção e controle da malária em áreas ribeirinhas do município . A ação conta com nove agentes de combate às endemias e dois microscopistas.

As intervenções são realizadas nas comunidades Fortaleza, Barra do Jardim e Suçuarana, localizadas no Rio Paraná dos Mouras, e nas comunidades São João, Cícero, Foz do Apuí, Santa Maria I e II, no Igarapé Apuí.

Nas localidades são feitos o controle vetorial, com instalação de mosquiteiros impregnados de longa duração, borrifação residual intradomiciliar, diagnóstico e tratamento, acompanhamento de lâmina de verificação de cura, ações de educação popular em saúde com rodas de conversa com as famílias e distribuição de folders informativos.

Nádia Martinez, da vigilância entomológica, explica que no acumulado de janeiro a agosto, na comunidade Fortaleza, foram diagnosticados 46 casos de malária dos tipos Falciparum e mista, consideradas as mais graves à saúde. Na localidade também foram detectados 4 casos assintomáticos, que mesmo assim, são potenciais transmissores.

“Por isso que é importante todos realizarem o exame na busca ativa. Para podermos identificar e tratar esses casos”, explica

O Coordenador de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde, Raiden Alves, afirmou que devido ao cenário da malária Falciparum na área do Rio Paraná dos Mouras e no Igarapé Apuí, as localidades receberão um novo medicamento indicado pelo Ministério da Saúde, composto por menos comprimidos para facilitar a adesão ao tratamento.

“Manteremos a vigilância por busca ativa contínua nessas áreas, além de cobrirmos toda a extensão das áreas ribeirinhas com cortinados e mosquiteiros assim que o igarapé permita o tráfego, com a chegada das chuvas”, relatou.

Continuar lendo

Na rede

Estuprador de sobrinha é preso em flagrante em Mâncio Lima

Publicado

em

Josimar Alencar de Matos, 41 anos, que estuprou a sobrinha de 11 anos, foi preso em flagrante nesta quinta-feira, 16, pela Polícia Civil na cidade de Mâncio Lima, na comunidade dos Virginios.

O estupro aconteceu nesta quarta-feira, 15, na casa onde a família mora junto. O Conselho Tutelar recebeu a denúncia e acionou Polícia , que fez a prisão em flagrante.

O delegado José Obetânio, afirma que as prisões de estupradores no município, tem incentivado novas denúncias de estupros na região.

“Nos últimos meses temos enviado ao presídio uma dezena de estupradores. As vítimas estão encorajadas e denunciam os suspeitos por acreditaram no Estado, que tem sido firme em Mâncio Lima, não deixando espaço para criminosos”, citou o delegado.

Continuar lendo

Na rede

Pronto-Socorro do Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul será desativado

Publicado

em

Devido a redução no número de novos casos, internações e mortes por Covid-19 no município, na próxima semana o Pronto-Socorro do Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul, será desativado. Os pacientes com sintomas da doença serão atendidos em unidades básicas de saúde do município e só em caso de necessidade de internação serão tratados no HC.

A ação é parte do desmonte dos Hospitais de Campanha de Cruzeiro do Sul e Rio Branco já anunciada pelo governador Gladson Cameli, para este mês de setembro.

Segundo uma fonte da Associação Nossa Senhora da Saúde – Anssau, que administra os Hospitais do Juruá e de Campanha de Cruzeiro do Sul, a enfermaria do HC, que conta com 60 leitos, ficará com apenas 20 e a UTI, contará com 10 vagas.

Enfermeiros, técnicos em enfermagem, fisioterapeutas e outros profissionais que atuaram na pandemia já foram demitidos e os desligamentos prosseguem. A direção da Anssau busca, junto ao governo, manter o corpo médico contratado durante o período crítico da pandemia. É com os recursos repassados pelo Estado que a Anssau paga os servidores.

O governador Gladson Cameli garantiu que os equipamentos das Unidades de Terapia Intensiva – UTI, serão distribuídas para unidades hospitalares do Acre. “Tudo o que veio para o Acre durante a pandemia aqui ficará”, pontuou.

Sem mortes há 9 dias

Cruzeiro do Sul não registra mortes por Covid-19 desde o dia 7 de setembro, há 9 dias. Nesta quinta-feira, 16, há um total de 6 pacientes internados no Hospital de Campanha do município. 5 estão na clínica e 1 na Unidade de Terapia Intensiva – UTI.

Nas últimas 24 horas não foram registradas novas internações nem altas.

Cruzeiro do Sul já chegou a ter mais de 100 doentes internados de 9 cidades do Acre.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas