Conecte-se agora

Gladson pode sepultar  apoio a Bocalom em reunião dos Progressistas 

Publicado

em

A reunião do PROGRESSISTAS da próxima segunda-feira será a hora da verdade para o partido, na sucessão municipal da capital. A situação chegou ao limite do suportável. Uma sigla que depois de 20 anos de pancadas dos petistas emplaca um governador, e na hora mais decisiva para contar com ele como aliado, é chutada e preterida por um partido, o PSB, que foi um dos sustentáculos da era petista no poder, adversário da última campanha, é algo inusitado e jamais imaginado. Longe de colocar a prefeita Socorro Neri, que foi sua adversária na campanha, no cadafalso, por causa desta confusão, pois, ela não pôs a faca no pescoço do Gladson Cameli para ele declarar apoio à sua candidatura. Leitor, eu converso muito com a classe política e, não encontrei um aliado do governador na última campanha que ache normal esta sua atitude. A oposição também está embasbacada. O PSB comemora e faz galhofa do caso. Mas, se ele não vai de fato apoiar a candidatura do Tião Bocalom (PROGRESSISTAS), neste encontro será a hora de explanar a sua escolha na frente do partido. Esse puxa e encolhe vem prejudicando tanto a imagem política do governador, como pondo a prefeita em meio a um tiroteio. E também será chegado o momento do PROGRESSISTAS falar que manterá a sua posição de ter uma candidatura própria à prefeitura de Rio Branco. Tudo muito simples de resolver. Se o Gladson vai deixar o partido é outro problema. Se para ele, a decisão de não apoiar o Bocalom for mesmo mantida – tudo indica que já mandou fazer o caixão da candidatura do Tião Bocalom – é uma escolha pessoal. E o PROGRESSISTAS tem todo o direito de na sua maioria dizer que não vai segurar a alça do caixão e não recuará. E depois da reunião a vida vai seguir, e cada um no seu quadrado. E novos capítulos da sucessão municipal virão.

DOIS PONTOS DISTINTOS

São dois pontos distintos que coloco no BLOG. Na questão da gestão, o Gladson Cameli não vem sendo um gestor medíocre. Recebeu o estado quebrado, saneou as finanças, paga em dias, enfrenta a pandemia sem ser omisso, tem mais pró do que contra. Mas na questão política, convenhamos, o Gladson é mais atrapalhado que um elefante numa loja de cristais.

SEPARO BEM AS COISAS

São duas facetas do governador Gladson Cameli, sei separar muito bem as coisas.

CHANCE ZERO

O deputado Jenilson Lopes (PSB) consultou ontem o senador Sérgio Petecão (PSD) para reatar uma conversa com a prefeita Socorro Neri, mas ele educadamente a descartou. Em qualquer cenário, Petecão já decidiu não apoiar a candidatura da prefeita a um novo mandato.

ACHA QUE FOI ESNOBADO

Petecão repete sempre nada ter contra a prefeita Socorro Neri, mas não esquece ter sido esnobado quando a procurou para uma aliança política. É o troco com juros e correção.

NÃO EXISTE CLIMA

O senador Sérgio Petecão (PSD) disse ontem ao BLOG que, este assunto é página virada, já deu sua palavra que vai para a campanha com o “Velho Boca”, e que não voltará atrás na decisão.

LEVOU UMA LOBA

Nesta eleição para a prefeitura de Sena Madureira tudo indica que o deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS) levou uma loba do PSDB. Se não sair candidato a prefeito em carreira solo, terá que na campanha segurar a vela para a chapa Toinha Vieira (PSDB)-Charlene Lima (PTB).

NADA DEU CERTO

Nada deu certo na projeção do deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS) para a disputa da prefeitura de Sena Madureira. A sua engenharia política era ser candidato único da oposição.

O ISOLAMENTO DO MDB

O MDB não conseguiu até o momento fechar uma aliança com um partido importante para compor na chapa com o candidato a prefeito, deputado Roberto Duarte (MDB). Duarte até aqui está isolado. Ainda assim, será um nome que não pode ser relevado na disputa da PMRB.

GIGANTE NA CAMPANHA

Não subestime o potencial do “Velho Boca” numa campanha eleitoral. Sempre disputou as eleições contra o PT sem um pau para dar no gato. E, em todas as disputas chegou perto de se eleger prefeito e governador. O Bocalon, ancorado, no PROGRESSISTAS e, tendo no senador Sérgio Petecão (PSD) um aliado, terá na campanha uma estrutura que nunca teve na vida.

APOSTAS CORRENDO

Não vou citar nomes, mas já há apostas correndo sobre o que acontecerá na eleição dos PROGRESSISTAS da próxima segunda-feira. As apostas giram em torno do Gladson Cameli declarar ao partido que apoia a Socorro Neri, a outra que apoiará o Tião Bocalom, e a terceira é que, pedirá a sua desfiliação do PROGRESSISTAS, por não empurrar a afilhada goela abaixo.

ROLETA GIRANDO

Senhores, façam as suas apostas, a roleta começou a girar no Cassino dos PROGRESSISTAS.

NOMES QUE SE DESTACARAM

Nesta pandemia e bem antes dela acompanho o trabalho dos vereadores de Rio Branco. Como sou um jornalista que não opino em cima da ideologia de um político, e respeito as opiniões mesmo não concordando, dá para citar alguns vereadores que tiveram  ações constantes nos debates: Emerson Jarude (MDB), Marcos Luz (MDB), Lene Petecão (PSD), Rodrigo Forneck (PT) e, Eduardo Farias (PCdoB). Têm algo em comum, defendem suas posições abertamente.

OLHANDO DE CAMAROTE

O MDB e o PSDB estão assistindo de camarote esta guerra surda que está sendo travada dentro do PROGRESSISTAS. E ambos de olhos espichados para ver se um dos descontentes pula no seu terreiro, depois do rescaldo da confusão. Nunca é demais sonhar na política.

O NOME DOS BASTIDORES

Com todos os políticos com os quais converso sobre a sucessão municipal, o que ouço sempre é que, a grande articuladora da campanha do candidato a prefeito da capital, Minoru Kinpara (PSDB), é a sua mulher Dagmar Kinpara. É tida como uma peça importante na candidatura.

LIVRE PARA FALAR

Quem poderá fazer uma campanha sem amarras para a PMRB é o empresário Jarbas Soster (AVANTE), por ser realizado financeiramente e não ter rabo preso com ninguém do poder.

PISOU NA BOLA

O vereador N. Lima (PROGRESSISTAS) deve ter aprendido com a pisada na bola que deu ao atacar o Papa Francisco em cima de uma notícia Fake News, que o Papa ia acabar com a Bíblia, de que as redes sociais são uma sucursal do inferno quando se trata de notícias plantadas.

ABSOLUTAMENTE NADA

Mesmo que seja um tema que interesse ao leitor, não faço uma publicação com base no que foi publicado nas redes sociais, sem antes fazer uma checagem, para não divulgar notícia falsa.

BEM ELABORADO

É tudo muito profissional na Agência de Notícias do Acre. Cobertura ampla das ações do governo, e o mais importante: notícias bem redigidas e com conteúdo. A secretária Silvânia tem uma equipe afinada. Falo do que conheço, não é fácil tocar um setor como a ASSECOM.

O AVANÇO DAS MULHERES

Uma observação a ser feita é que as mulheres estão ocupando os espaços que antes eram dos homens, no comando das secretarias de Comunicação. Tivemos a Andréia Forneck na PMRB, a Socorro Camelo, também na PMRB; Andréa Zílio, no governo passado; e agora a Silvânia Pinheiro na SECOM do governo Cameli. E nenhuma delas fez feio. Viu, senhores jornalistas?

JOGANDO TUDO

O MDB joga com a contabilidade de eleger oito prefeitos na eleição deste ano. Os seus dirigentes sabem que, quanto maior o tamanho que o MDB sair desta disputa, maior será a sua força de barganha na mesa que vai discutir a chapa para cargos majoritários em 2022.

PASSA PELO CAMELI

A sucessão estadual passa pelo governador Gladson Cameli. Se sair para a reeleição a tendência é a de repetir a aliança que o elegeu em 2022. Mas se por acaso optar pela vaga do Senado, a unidade fica fora de cogitação, e a disputa passa a ser na base da Lei do Murici.

NÃO FICA SEM MANDATO

Não apostem que o Jorge Viana (PT) fique sem mandato após a eleição de 2022. Se o cenário para uma disputa ao Senado se mostrar desfavorável, ele pode sair para deputado federal.

QUADRO NACIONAL

O PT tem dois nomes com densidade eleitoral comprovada para uma eventual disputa do governo. Do ex-deputado Raimundo Angelim e do ex-prefeito Marcus Alexandre. Tudo vai depender de como ficará o quadro para presidente, e como estará posicionado o nome do PT.

FRASE MARCANTE

“Aquele que gosta de ser adulado é digno do adulador.” William Shakespeare, dramaturgo.  

 

Anúncios

Acre 01

Próximas etapas de vacinação permite acelerar imunização contra Covid no Acre, diz governo

Publicado

em

O Acre recebeu até essa quarta-feira, 3, total de 79.360 doses de vacinas de vacinas contra os efeitos da infecção pelo novo coronavírus. A informação foi dada pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre).

A vacinação foi iniciada em 19 de janeiro de 2021, e, das 79.360 mil doses de vacinas recebidas, 49.180 foram distribuídas na primeira fase, enquanto que na segunda foram 30.180. A diferença se dá por haver um intervalo de 90 dias entre as duas doses do imunizante da Fiocruz, permitindo ao Ministério da Saúde o envio da segunda rodada em momento posterior.

Até agora, já foram contemplados 82% dos trabalhadores da Saúde, 100% dos idosos acima de 75 anos de idade, e 33% dos idosos de 70 a 74 anos de idade. Os idosos acima de 60 institucionalizados foram 100% atendidos.

Os indígenas foram comtemplados com 100% das primeira e segunda doses, porém a cobertura vacinal está em torno de 30%. Os deficientes institucionalizados também foram 100% atendidos.

Segundo a chefe do Setor de Imunização, Renata Quiles, as primeiras remessas estavam sendo distribuídas de forma mais lenta devido à individualidade e característica de cada grupo: “Agora temos mais possibilidade de dar celeridade ao processo, pois o público é mais dinâmico e permite distribuir as vacinas para as unidades. Lógico que cada município que vai referenciar quais são as unidades a realizar o procedimento”.

Os próximos públicos são os idosos não acamados, domiciliados, os que podem se deslocar até as unidades de saúde ou drive-thru e os trabalhadores da Saúde.

Continuar lendo

Acre 01

Gladson determina que secretários cortem despesas com viagens, energia e combustível

Publicado

em

A pandemia da Covid-19 impactou diretamente nas finanças do estado devido ao gastos para o tratamento dos pacientes infectados pela pandemia. Tanto que no mês passado, o governador Gladson Cameli afirmou que o estado só teria recursos para mais três meses de combate à doença.

Como alternativas a escassez de recursos é pedir ajuda ao governo federal e economizar onde é possível. Gladson decretou nesta quinta-feira, 4, que todos os secretários devem apertar o cinto e economizar.

Através de um decreto publicado no Diário Oficial, o governador determina, entre outras medidas, que reduza pela metade as despesas com viagem nacional e internacional (diárias e passagens) para servidores. A gestão deve reduzir em 30% as despesas com o uso de telefonia fixa energia elétrica, com combustível, locação de veículos e gastos com contratos de prestação de serviços.

Fica fora do decreto apenas os órgãos e entidades pertencentes ou vinculados à Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública – SEJUSP, no caso das viaturas e da Secretaria de Estado de Saúde – SESACRE, no caso das ambulâncias.

Para que a economia realmente aconteça, Gladson suspende gastos do poder público com aumento do quantitativo de veículos locados, celebração de novos contratos e alterações contratuais que impliquem no acréscimo de despesa, aquisição de veículos, aquisição de móveis, equipamentos e outros materiais permanentes, exceto àqueles destinados à instalação e à manutenção de serviços essenciais e inadiáveis, aquisição de materiais de consumo, excetuando-se aqueles destinados ao desenvolvimento das atividades essenciais das unidades e locação de imóveis, salvo para substituição dos contratos vigentes, desde que comprovada vantagem ao governo.

Continuar lendo

Acre 01

Após quase um mês de cheia, Rio Acre sai da cota de transbordamento em Rio Branco

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas.com

Quase um mês depois de deixar mais de 10 bairros atingidos pela alegação neste mês de fevereiro, o Rio Acre saiu da cota de transbordamento neste sábado (27). Confirme última medição realizada pelo Corpo de Bombeiros, por volta das 9 horas, o manancial registrava 13,84 metros. A cota de transbordamento é de 14 metros em Rio Branco.

Entretanto, o nível do Rio Acre ainda está acima da cota de alerta, que é de 13,50 metros na capital acreana. Até o momento, 78 pessoas continuam desabrigadas na cidade.

Cerca de 2.740 famílias foram atingidas pela enchente na Capital. Quase 20 mil pessoas no total foram afetadas pela cheia. Destas, 600 tiveram de ser realizadas para outros locais fora de risco.

A Defesa Civil Municipal alerta que ainda há previsões de muita chuva na capital do Acre, o que deve fazer com que o Rio Acre possa elevar novamente o nível das águas.

Continuar lendo

Acre 01

Rio Acre continua em vazante e não há novos desabrigados na Capital

Publicado

em

Nesta segunda-feira, 22, o nível do Rio Acre permanece em vazante. Na medição realizada às 6 horas da manhã, a cota era de 15,31 metros, o que significa 49 centímetros a menos do que o maior nível alcançado nesta enchente quando o Rio Acre chegou a 15,80 metros.

Em razão da subida, o número de desabrigados e desalojados não teve alteração nas últimas 24 horas. Aproximadamente 630 moradores de diversos bairros na capital acreana estão atingidos pela cheia, sendo que 68 famílias estão nos abrigos montados pela prefeitura e outras 132 foram levadas para casa de familiares.

Mesmo com a redução do nível do rio, a Defesa Civil continua trabalhando com a previsão de nova cheia. “Infelizmente ainda é essa a nossa expectativa, já que temos um volume muito grande vindo dos municípios. Em Assis Brasil o rio baixou dois metros e essa água vai chegar aqui. A boa notícia é que o Riozinho do Rola teve uma vazante de meio metro e não tivemos impacto em Rio Branco”, afirma Major Falcão da Defesa Civil Municipal.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.