Conecte-se agora

Baixa procura por testes reduziu registro de novos casos de Covid-19 por dois dias no Acre

Publicado

em

Por pelo menos dois dias o Acre realizou menos exames do que o que vinha ocorrendo normalmente em dias, semanas ou meses anteriores. O número de testes que apresentaram resultado positivo para coronavírus nessa segunda-feira, 13, por exemplo, foi de apenas 70 em todo o estado. No último domingo, dia 10, foram 110 novos casos. Em contrapartida, ao menos duas cidades, Cruzeiro do Sul e Tarauacá, estão desabastecidas de testes para detectar infecção do vírus.

Para a secretaria de Saúde do Estado (Sesacre), a queda no número de testes do último final de semana foi resultado da baixa procura para fazer os exames nas unidades de saúde, uma vez que há reagentes para fazer a testagem dos exames. A prefeitura de Cruzeiro do Sul já informou que está em processo de licitação para compra dos testes. Em Tarauacá, a previsão é de que os testes cheguem ainda esta semana.

Já nesta terça-feira, 14, o Acre voltou a registrar 219 pessoas novos infectados nas últimas 24 horas. Agora, o número total de infectados subiu para 16.479. Mais 6 mortes foram provocadas pela doença. São 2 pessoas do sexo masculino e 4 do sexo feminino, com idades entre 38 e 82 anos. Destes, 4 são de Rio Branco, 1 de Brasileia e 1 de Epitaciolândia. O total de vítimas fatais no Acre chega a 436 pessoas.

Destaque 6

Gladson diz que Acre não deverá enfrentar uma terceira onda da Covid-19

Publicado

em

O governador Gladson Cameli (Progressistas) declarou na manhã desta terça-feira (15), durante a cerimônia em alusão aos 59 anos de elevação do Acre a Estado, no Calçadão da Gameleira, em Rio Branco, que o Acre não deverá enfrentar uma terceira onda da Covid-19.

De acordo com o chefe do executivo as doses de vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde dão garantias que, em breve, a população do estado possa tá vacinado. “Eu tenho fé que em breve vamos ser imunizados e virarmos de vez essa página. Comenta-se de uma suposta terceira onda, então, vamos logo matar essa segunda onda”, afirmou.

Em relação as greves da Saúde e Educação, Cameli destacou que o governo está dialogando com as categorias para solucionar as reivindicações. “Estamos negociando e buscando alternativas para as categorias. Quem quer sentar a mesa e dialogar com o governo, o governo estará sempre à disposição”, comentou.

Continuar lendo

Destaque 6

Pinturas na caixa d’água devem custar mais de R$ 160 mil aos cofres públicos do Acre

Publicado

em

A pintura na caixa d’água localizada no bairro Seis de Agosto, em Rio Branco, não virou alvo de polêmica apenas pelo erro histórico na mensagem que dizia que o local havia sido palco de luta armada durante a Revolução Acreana ou pela mudança paisagística da área ao ser pintada de azul. O valor gasto à toa também é questionado.

O ac24horas teve acesso  à contratação em cima de uma ata  para a pintura da caixa na cor azul. O contribuinte acreano pagou R$ 82.601,00 pelo serviço.

Após ser pintada de azul e o governo sofrer críticas, primeiro,  sob a acusação de que a pintura representa um dano grave ao patrimônio cultural da cidade e depois por ter cometido uma fake news histórica ao escrever na caixa que o local havia sido palco de luta armada durante a Revolução Acreana, o governador Gladson Cameli se arrependeu da mudança e decidiu mandar pintar de novo a caixa com sua cor original.

Se tiver sido pago o mesmo valor da primeira pintura na segunda, terão sido gastos mais de 160 mil reais apenas para pintar por duas vezes a caixa d ‘água na 6 de Agosto.

Outros espaços públicos que foram pintados ou alterados suas nomenclaturas e que já foram avisados que voltam ao original são o CERB e o estádio Arena da Floresta, que passou a se chamar Arena Acreana na atual gestão.

A reportagem do ac24horas entrou em contato com a porta-voz do governo, a jornalista Mirla Miranda, que confirmou o valor pago na pintura da caixa d’água da Seis de Agosto. Em relação à Arena da Floresta, Mirla informou que apenas o nome vai ser alterado, sem necessidade de nova pintura. Já sobre o CERB, apesar de ter sido solicitado, Mirla não informou quanto foi gasto na pintura do colégio e quando o governo pretende restabelecer a pintura original.

Continuar lendo

Destaque 6

Após “não” de Alysson Bestene, Rueda diz que não guarda mágoa

Publicado

em

O vice-presidente nacional do Partido Social Liberal (PSL), Antônio Rueda, declarou ao ac24horas nesta segunda-feira (14) que a direção nacional não guarda rancor com a desistência de Alysson Bestene. Para ele, o objetivo da sigla é eleger dois deputados federais além de contribuir na reeleição do governador Gladson Cameli (Progressistas).

Segundo ele a desistência do secretário de saúde, Alysson Bestene, não gerou desconforto dentro do partido. “Não tem desconforto, nossa aliança foi fechada há 15 dias em Brasília. Inclusive, o Alysson garantiu que o PSL vai estar na cadeira de majoritário do governo”, ressaltou.

Rueda garantiu que, com a desistência de Alysson, o partido tem em seu quadro nomes capacitados para a disputa eleitoral. “Se não for o Alysson vai ser outro”, disse.

O dirigente ponderou que o objetivo do PSL é reeleger o governador Gladson Cameli em 2022 e 50 deputados federais a nível nacional. “Para que ele possa dar continuidade ao trabalho. Trabalhamos para eleger 50 deputados. O Acre deve eleger dois parlamentares”, garantiu.

Continuar lendo

Destaque 6

Gladson afirma que não prometerá aquilo que não pode cumprir

Publicado

em

Em entrevista à imprensa na manhã desta segunda-feira, 14, Palácio Rio Branco, o governador Gladson Cameli (Progressistas) reconheceu a legitimidade da greve dos servidores da saúde.

Cameli ressaltou que uma das promessas em 2018 foi de unir as pessoas, dialogar e conversar. Ao falar da greve da saúde, Gladson afirmou que é necessário muito diálogo e ressaltou que não fará promessas que não pode cumprir.

“Os servidores têm razões, eles fazem a máquina se movimentar e a saúde no momento em que o país vive, estão cansados! Se nós não tivéssemos um governante com a humildade de sentar na mesa e negociar e falar aquilo que pode ser executado. Não adianta prometer aquilo que não se pode executar. Não tenho problema pra isso, são situações como essas que eu sabia que ia acontecer e que a gente tem que achar sempre a melhor forma porque são pessoas. São eles que nos ajudam a movimentar a máquina do governo e que ajudam a melhorar a vida das pessoas”, afirmou.

Gladson disse que vem procurando condições para que a greve possa ser resolvida. “Não vai ser uma situação de uma manifestação por insatisfação por questões salariais que eu vou ficar chateado, pelo contrário, eu quero achar as condições para que a gente possa melhorar. Eu não bato palma pra quando vejo um servidor ganhando “x”, sendo que poderia ganhar muito mais. Vamos com calma e determinação vencer esses desafios”, encerrou.

Vestidos de preto, servidores da saúde iniciaram a greve geral, a decisão foi tomada devido às sucessivas recusas de tratativas de reajuste do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) por parte do governo do estado e diversos outros problemas que afetam todos os empregados da área.

Serviços tido de Urgência e Emergência não serão prejudicados e tampouco o atendimento para casos covid-19, informou o presidente do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC), Guilherme Pulici.

O movimento grevista quer chamar a atenção da sociedade sobre os empecilhos que comprometem a qualidade do atendimento nas unidades públicas, além de pressionar os gestores a implementar as melhorias necessárias.

Outras reivindicações são a recomposição das perdas inflacionárias, o pagamento retroativo do adicional Covid-19 de dezembro de 2020, a gratificação de 20% de insalubridade até a regularização do novo LTCAT, além da revisão da Lei do Igesac, fornecimento de insumos necessários para o exercício profissional e concurso público.

Assista ao vídeo:

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas