Conecte-se agora

Execuções, tentativas de homicídio e sequestros: violência volta a amedrontar Rio Branco

Publicado

em

A situação de pandemia do novo coronavírus interrompeu por algumas semanas a incidência da violência cometida por organizações criminosas no Acre. Entretanto, crimes isolados voltaram a acontecer, até disparar, novamente, a criminalidade, como tem ocorrido essa semana na capital acreana. Desde que um dos líderes do Bonde dos 13 foi executado, outras mortes, tentativas de homicídio e até sequestros passaram a ser cometidos quase que diariamente em Rio Branco.

O último se deu na manhã desta sexta-feira, dia 3. Um ex-presidiário foi executado com dois tiros enquanto saía de uma unidade de saúde localizada na Avenida Antônio da Rocha Viana, bairro Vila Ivonete. Testemunhas afirmam que Marcos Antônio da Silva Sales, 35 anos, estava caminhando pela avenida quando foi abordada por dois homens em uma motocicleta, que seriam membros de uma facção criminosa rival.

O suspeito que estava na garupa da moto sacou uma arma de fogo e efetuou 7 tiros. A vítima foi atingida por dois projéteis na região das costas. Após a ação, os suspeitos fugiram do local. A polícia ainda não conseguiu prender os autores do crime.

Na noite dessa quinta-feira, 2, Luiz Henrique Gomes dos Santos, de 26 anos, foi alvo de uma tentativa de homicídio, também em Rio Branco. O fato aconteceu na frente da casa da vítima, na rua da Hosana, situada no bairro João Eduardo 2, região da Baixada da Sobral. Luiz ficou ferido com dois tiros e sobreviveu ao ataque.

Sequestro

Um motorista de aplicativo da Uber foi sequestrado no final da tarde dessa quinta-feira, por supostos membros de facção. Ele teve seu carro usado por criminosos em ataques facções rivais na Estrada do Irineu Serra e no Loteamento Novo Horizonte, em Rio Branco. A vítima disse ter sido acionada por um passageiro no bairro Cidade Nova e, quando chegou ao local indicado pela plataforma, os criminosos o ameaçaram com armas de fogo e já entraram no carro anunciando assalto. O motorista foi colocado dentro do bagageiro do veículo. Por sorte, não sofreu agressões.

Após praticarem alguns crimes pela cidade, os acusados libertaram o motorista e fugiram. Todos os casos estão sob investigação da Polícia Civil. Até esta sexta-feira, nenhum dos criminosos foi preso.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas