Conecte-se agora

Madrasta de jovem com fratura denuncia demora e falta de informações no PS

Publicado

em

Emilene Viana dos Reis, 39 anos, moradora do município de Brasiléia, procurou o ac24horas na noite desta quarta-feira, 13, para relatar que seu enteado, Cleudo Cavalcante de Araújo, 21, deu entrada no Pronto-Socorro de Rio Branco na última terça-feira, 12, por volta das 19h30, com uma fratura em um dos braços, mas que estava sob o risco de retornar para o município sem uma solução para o problema.

A madrasta do jovem diz que depois de viajar para a capital de táxi, junto com uma irmã, pois não havia ambulância disponível no Hospital Regional de Brasiléia para transportá-lo a Rio Branco, Cleudo se encontrava desde a sua chegada no Pronto-Socorro sem conseguir ser atendido por um especialista da área de ortopedia na unidade de urgências e emergências da capital. Ela reclamou da total falta de informações sobre a situação do paciente.

Cleudo quebrou o braço, segundo Emilene, após ter caído do telhado da residência da família quando fazia um reparo na cobertura. Ela diz que a única informação fornecida pelo PS depois da chegada do rapaz foi a de que, possivelmente, não iria haver médico para o atender, pois um dos ortopedistas estaria de férias e outro não havia encontrado.

Assim, o paciente seria liberado na manhã de desta quinta-feira, 14, para retornar a Brasiléia sem nenhuma solução para o problema de saúde e aguardar o agendamento de uma outra data para que a cirurgia seja realizada. Emilene disse que a situação era de extrema dificuldade para a família e pediu do Pronto-Socorro uma solução mais rápida para o problema do jovem.

“Estamos muito aflitos com essa possibilidade de ele ter que retornar com o braço quebrado sem que se saiba quando vai poder voltar a ser atendido. Por isso, pedimos a ajuda de vocês, se puderem divulgar essa informação com o objetivo de que eles consigam providenciar um médico para que ele seja atendido, pedindo a Deus para que tudo dê certo”, apelou.

Emilene alega ainda a dificuldade para que a família aguardasse uma solução em Rio Branco, pois além da dificuldade de ter onde ficar, ela e o esposo, Cláudio Araújo, pertencem ao grupo de risco para o novo coronavírus – ela é diabética e ele hipertenso.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Acre (Sintesac), Adaílton Cruz, que é enfermeiro no PS, chegou a ser contatado por Emilene, ele disse ter sido informado por ela de que o rapaz estava internado na unidade, com o braço muito inchado, mas não soube responder os motivos de os procedimentos médicos ainda não terem sido tomados.

A reportagem entrou em contato com o diretor-geral do pronto-socorro, o enfermeiro Areski Peniche, que respondeu que iria verificar a situação do jovem, mas afirmou que “a pessoa que reclamou deveria ir falar com a direção do hospital, pois o assunto é de interesse exclusivo do paciente”.

Posteriormente, conseguimos contato com a enfermeira Mônica Silvino, gerente de assistência do Pronto Socorro, que negou a afirmação de que não havia ortopedistas na unidade. Segundo ela se informou com os profissionais que estavam de serviço naquela noite, havia três médicos de plantão: “Francislei, Vinicius Magalhães e Edísio”, alguém a informou via mensagem encaminhada no WhatsApp.

A gerente disse que o paciente tem alta programada para esta quinta-feira, 14, porque já tem cirurgia programada para o dia próximo dia 25 e deve aguardar em casa, por medida preventiva ao coronavírus, cumprindo isolamento social para não correr risco de se contaminar.

“Não temos como antecipar a cirurgia e furar a fila entende? São programadas as cirurgias”, explicou.

O ac24horas voltou a falar com a madrasta de Cleudo, dona Emilene, que afirmou que até acionar a redação do site, nenhuma das informações prestadas à reportagem havia chegado à família, que estava aflita com a falta de comunicação e com a incerteza do que poderia vir a acontecer com o enteado.

Anúncios

Cotidiano

Grupo de vereadores visita hospital regional de Brasileia e pede intervenção do governo

Publicado

em

Insustentável. Esta é a definição das condições encontradas por um grupo de vereadores de Epitaciolândia após uma visita ao Hospital Regional do Alto Acre durante a sexta-feira, 22.

De acordo com o relato dos vereadores, foi constatado que uma das necessidades mais urgentes da unidade de saúde é a contratação de profissionais de saúde, como técnico de enfermagem, enfermeiros, médicos e maqueiros para atender a demanda do hospital.

Os vereadores também denunciam a falta de ambulância para atender os municípios de Brasileia e Epitaciolândia.

O Hospital Regional de Brasileia, apesar de não ter leitos de UTI, é a unidade referência para o tratamento da Covid-19 no Alto Acre. A unidade está completamente lotada e os vereadores retratam que não há aparelho de tomografia e o sistema de refrigeração onde ficam os pacientes infectados não funciona.

“Encontramos uma sala com todos os equipamentos necessários para abrir mais vagas. Basta que o governo adquira monitores e contrate mais profissionais para proporcionar mais leitos. Não tem onde colocar mais gente na unidade de saúde”, conta o vereador Messias Lopes (PT).

Além de Lopes, estiveram presentes na visita ao Hospital Regional os vereadores Preta (Progressistas), Pantico da Água (Solidariedade), Seliene (Podemos) e Zé Maria (PSL). Os parlamentares decidiram como encaminhamento a realização de uma reunião na próxima semana com os vereadores de Brasileia para a produção de um documento conjunto apontando os principais problemas da unidade de saúde que será entregue ao governo do estado com pedido urgente de providências.

Continuar lendo

Cotidiano

Sábado será marcado por muita chuva em todo o Estado do Acre, informa Davi Friale

Publicado

em

O pesquisador meteorológico Davi Friale informou que neste sábado, 23, o tempo será bastante instável com chuvas intensas que deverão predominar na maior parte do Acre, Rondônia, Mato Grosso, Amazonas, Bolívia e Peru. As chuvas podem ocorrer a qualquer momento, desde as primeiras horas do dia, podendo causar transtornos à população de áreas vulneráveis.

A temperatura fica amena durante o dia, com máxima entre 24 e 27ºC, na maioria dos municípios do Acre e das áreas próximas. A mínima, no início do dia, oscila entre 20 e 23ºC.

Continuar lendo

Cotidiano

Prefeitura de Rio Branco começa remoção de árvore em escola do Bosque

Publicado

em

A Prefeitura de Rio Branco começou nesta sexta-feira (22), a remoção de uma árvore na Escola Dom Giocondo, no Bosque.

Segundo a Prefeitura, há muito tempo foi solicitado que a árvore fosse retirada porque vinha prejudicando a estrutura da escola, fazendo com que muro e parede fiquem rachados.

“O muro foi pintado. Essa semana a secretária municipal de Educação, Nabiha Bestene, soube da situação e atendeu a solicitação da escola. A secretaria municipal de Meio Ambiente, prontamente atendeu a solicitação”, informa a PMRB.

Uma foi da Secretaria de Meio Ambiente foi enviada para o serviço. Como a árvore é grande, a remoção deverá durar alguns dias.

Continuar lendo

Cotidiano

Jovem é ferido com um tiro nas nádegas enquanto caminhava em rua do Belo Jardim I

Publicado

em

Alisson Aragão de Almeida, de 18 anos, foi ferido com um tiro na noite desta sexta-feira, 22, em frente ao mercado 2 Irmãos, no Ramal da Judia, bairro Belo Jardim I região do Segundo Distrito de Rio Branco.

De acordo com informações da polícia, Alisson estava caminhando na rua, quando um homem não identificado se aproximou em uma motocicleta modelo XRE, de cor preta, e efetuou vários tiros na direção da vítima, que foi atingido com um tiro nas nádegas que transfixou o corpo na região do abdômen.

Populares que passavam pelo local colocaram o ferido em um veículo e acionaram a ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que interceptou o carro. Os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos e encaminharam a vítima ao Pronto-Socorro de Rio Branco em estado de saúde grave. Segundo a Médica do SAMU, o tiro deixou as víscera de Alisson exposta.

A Polícia Militar esteve no local, e após colher as características do autor do crime, fez patrulhamento na região em busca de prendê-lo, mas o criminoso não foi encontrado.

O caso segue sob investigação dos Agentes de Polícia Civil da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A polícia acredita que o crime foi motivado pela guerra entre facções, por disputa de território e o domínio de tráfico de drogas.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas