Conecte-se agora

Panificadora de supermercado pega fogo em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

A chuva da tarde desta terça-feira, 5, ajudou o Corpo de Bombeiros a apagar o incêndio na panificadora de um supermercado no bairro João Alves, em Cruzeiro do Sul.

Segundo funcionários, o fogo começou na parte elétrica da panificadora. O tempo resposta dos bombeiros foi de 4 minutos. Não houve vítimas .

A Polícia Militar atuou isolando o perímetro para facilitar o trabalho dos bombeiros.

Este é o terceiro incêndio em Cruzeiro do Sul em menos de 20 dias.

Anúncios

Na rede

Cinco municípios do Vale do Juruá vão receber mais de 4 mil doses da CoronaVac

Publicado

em

As cinco cidades localizadas do Vale do Juruá deverão receber nesta terça-feira, 19, um total de 4.506 doses da CoronaVac, vacina usada no combate ao novo coronavírus. Destas, 1.304 doses serão para profissionais da saúde e idosos e 3.202 para os indígenas aldeados da regional.

Dos cinco municípios, só Cruzeiro do Sul, que recebe 933 doses, tem idosos em asilos. Para Rodrigues Alves, são 130 doses; Mâncio Lima recebe 118; Marechal Thaumaturgo 68 doses e 55 vão para Porto Walter, somando 1.304 doses do imunizante.

Para as aldeias indígenas, a distribuição será feita da seguinte forma: 327 doses para indígenas de Cruzeiro do Sul , 1.146 para os de Mâncio Lima, 1.349 para Marechal Thaumaturgo, 266 para Porto Walter e 114 para Rodrigues Alves, num total de 3.202 doses.

Segundo a coordenadora estadual do Programa de Imunização, Renata Quiles, todo o transporte será feito por meio de aviões e helicópteros. 50 homens do Grupamento Especial de Fronteira (GEFRON) farão a escolta do produto e vão acompanhar a vacinação.

Em Cruzeiro do Sul, os locais de vacinação serão o Teatro dos Náuas e o campus Floresta da Universidade Federal do Acre (UFAC). Em Mâncio Lima, a secretária de Saúde, Joice Gonçalves, disse que é feita agora uma triagem, já que muitos profissionais atuam em dois locais. “Como tem profissionais que atuam no município e no Estado, estamos fazendo essa triagem”, cita.

Com relação às três aldeias indígenas do município: Puyanawa, Nawa e Nukini, a secretária explica que o município é responsável pelo armazenamento das doses, já a aplicação das vacinas é de responsabilidade do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI).

Continuar lendo

Na rede

Hospital do Juruá não tem mais vaga em UTI, nem médicos

Publicado

em

Uma médica que atua no Hospital de Campanha de Covid-19 de Cruzeiro do Sul revelou que é extremamente preocupante a situação da segunda maior cidade do Acre. Além da lotação dos 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), também faltam médicos para trabalhar na unidade hospitalar.

Segundo ela, 5 médicos, incluindo o intensivista, deixaram de atuar no Hospital de Campanha depois de uma operação da Polícia Federal, no final do ano passado, que apura irregularidades em escalas de plantão.

Com relação à notícia de que o governo pretende criar mais 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva, a profissional afirma ainda que há equipamentos disponíveis sim, mas não há médicos para o atendimento nem na atual estrutura.

“O plano B para a situação atual é tentar conseguir mais médicos. Leitos o governo até libera, mas não temos mão de obra, que são os médicos”, conta. Os médicos, segundo a fonte do Ac24horas, optaram pelo desligamento do vínculo com o Hospital de Campanha e mantiveram outros.

“O que questionam na investigação da Polícia Federal é a questão do vínculos dos profissionais que fica registrado no Cadastro Nacional do Estabelecimento de Saúde – CNES. Então muitos colegas optaram por se desligar do vínculo dos plantões no Hospital de Campanha”, explica.

Nessa segunda-feira, 18, tinham 32 pacientes internados no Hospital de Campanha, sendo 22 na clínica e 10 na UTI Covid. Os pacientes eram 7 de Cruzeiro do Sul, 1 de Mâncio Lima e 2 de Tabatinga no Amazonas.

Continuar lendo

Na rede

EPI´s fabricados com emendas da senadora Mailza são entregues à prefeitura de Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Material foi desenvolvido pelo Projeto Tecnologias Educacionais da Ufac e será distribuído aos postos de saúde do município

Novos Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) provenientes de uma emenda de R$ 350 mil da senadora Mailza Gomes (Progressistas-AC) foram entregues a Prefeitura de Cruzeiro do Sul nesta segunda-feira, 18. Trata-se de protetores faciais, extensores de máscara e totens de álcool em gel fabricados pela Universidade Federal do Acre (Ufac) por meio do Projeto Tecnologias Educacionais da instituição. O prefeito Zequinha Lima e o vice-prefeito Henrique Afonso, acompanhados do secretário municipal de Saúde, Agnaldo Lima, receberam o material, que será distribuído nos postos de saúde da zona urbana e rural.

“O sentimento é de dever cumprido ver nossos recursos sendo aplicados a favor da população. Somente com esses EPIs conseguiremos barrar o aumento dos casos de coronavírus. Mesmo com a chegada da vacina, manter a proteção é fundamental. Sem dúvidas um ótimo reforço para a saúde dos cruzeirenses”, reafirmou a senadora Mailza.

O prefeito Zequinha falou da importância da parceria entre as instituições, e agradeceu a senadora pelo recurso.

“Há quase um ano visitei o Professor Doutor Tiago na Ufac, que nos apresentou esses trabalhos, e nós estendemos essa parceria para Senadora Mailza, que abraçou a causa. Com esse material vamos auxiliar nossos profissionais da saúde e a população que procura diariamente os postos de saúde, oferecendo maior proteção contra o vírus. Continuamos nesta parceria com a Ufac e nossa intenção é cada vez mais estreitar os laços”, finalizou o prefeito.

Cruzeiro do Sul é contemplada com mais de R$ 6,5 milhões em emendas da Mailza

Desse total, R$ 2,5 milhões (dois milhões e quinhentos mil) já foram pagos para a saúde, distribuídos assim: R$ 1,2 (um milhão e duzentos mil) foi para humanização e acolhimento da Maternidade e Hospital do Juruá; a segunda, no valor de R$ 1 milhão, para combate ao coronavírus e outra de R$ 350 (trezentos e cinquenta mil) para a Ufac – Campus Floresta fabricar máscaras e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

Esse montante já pago se soma aos mais de R$ 4 milhões destinados pela parlamentar para as áreas da assistência social, combate a violência contra mulher e pesca, sendo R$ 1,6 (um milhão e R$ 600 mil) para construção da Casa da Mulher Brasileira, R$ 1 milhão para construção de casas populares; R$ 250 (duzentos e cinquenta mil) para Casa de Acolhimento Lar Ester Cameli, R$ 220 (duzentos e vinte mil) para compra de um veículo para Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Cruzeiro do Sul (APAE); R$ 200 (duzentos mil), compra de um veículo e custeio Lar Vicentino e R$ 100 (cem mil) para Casa Abrigo do Juruá.

Já a Colônia de Pescadores de Cruzeiro foi contemplada com R$ 150 (cento e cinquenta mil) para compra de uma camionete e R$ 260 (duzentos e sessenta mil), compra de uma fábrica de gelo.

Continuar lendo

Na rede

Em Cruzeiro do Sul, os locais fixos de vacinação serão a UFAC e Teatro dos Náuas

Publicado

em

As vacinas contra o novo coronavirus deverão chegar a Cruzeiro do Sul nesta terça-feira, 19, em caminhão-baú frigorífico, escoltado pelas forças de segurança e ficarão na Rede de Frios de Cruzeiro do Sul até serem distribuídas aos municípios. A informação é da coordenadora da Rede de Frios da Regional Danila Pinheiro.

Segundo o governador Gladson Cameli,  o helicóptero Harpia 4 que está na região dará o suporte necessário para a operação. Todas as informações,  incluindo ainda a parte técnica de armazenagem e aplicação das doses da Coronavac,  são  repassadas aos representantes das sete cidades da Regional Tarauacá, Tarauacá/Envira e Juruá, no   encontro de dois dias no Posto de Saúde da 25 de Agosto. O Distrito Sanitário Especial Indígena  – DSEI,  também tem  representante no evento.

Além do helicóptero,  os  municípios do Vale do Juruá,  com  locais de difícil acesso,  como seringais,  aldeias e unidades de conservação ambiental, a logística de vacinação requer barcos. Tudo será de responsabilidade das prefeituras.

Preparação dos municípios

O secretário de Saúde de Cruzeiro do Sul, médico Aguinaldo Lima,  diz que a logística dependerá da quantidade de doses de vacina que o município vai receber.  Mas à priori, vai instalar pontos de vacinação nas imediações do Teatro dos Nauas e na Universidade Federal do Acre.

Equipes itinerantes atenderão o público prioritário em abrigos e nas aldeias,  atuarão em parceria como DSEI.

Em Mâncio Lima,  segundo a secretária de Saúde do município,  Joice Gonçalves, ainda há dúvida com relação à temperatura de armazenagem das doses,  porque há locais no Parque Nacional da Serra  e Rios Môa e Azul,  em que não há energia.  “Este encontro é importante pra esclarecer essas dúvidas, mas estamos com equipes na cidade e  barcos preparados para a vacinação nas aldeias e Parque.  Temos 30 mil seringas caso seja necessário”.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas