Conecte-se agora

Moro exibe troca de mensagens em que Bolsonaro cobra mudança no comando da PF

Publicado

em

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro exibiu nesta sexta-feira (24) à TV Globo uma troca de mensagens entre ele e o presidente Jair Bolsonaro, ocorrida nesta quinta (23), na qual Bolsonaro cobrou mudança no comando da Polícia Federal.

Mais cedo, nesta sexta, ao anunciar que havia decidido deixar o cargo, Moro afirmou que Bolsonaro tentou interferir politicamente na PF ao decidir demitir o agora ex-diretor-geral da corporação Maurício Valeixo.

Veja a conversa aqui. 

Depois, também em pronunciamento, Bolsonaro afirmou que as declarações de Moro eram infundadas e que ele não havia tentado interferir na Polícia Federal.

Após o pronunciamento de Bolsonaro, a TV Globo cobrou de Moro provas de que as declarações tinham fundamento. O ex-ministro mostrou, então, a imagem de uma troca de mensagens entre ele e o presidente, ocorrida nesta quinta.

O contato é identificado por “presidente novíssimo”, indicando ser o número mais recente de Bolsonaro. A imagem mostra que o presidente enviou a Moro o link de uma reportagem do site “O Antagonista” segundo a qual a PF está “na cola” de dez a 12 deputados bolsonaristas.

O presidente, então, escreveu: “Mais um motivo para a troca”, se referindo à mudança na direção da Polícia Federal.

Sergio Moro respondeu ao presidente explicando que a investigação não tinha sido pedida pelo então diretor da PF, Maurício Valeixo. Moro enviou a mensagem: “Esse inquérito é conduzido pelo ministro Alexandre, no STF”, se referindo ao ministro Alexandre de Moraes.

Moro prossegue: “Diligências por ele determinadas, quebras por ele determinadas, buscas por ele determinadas”. E finaliza: “Conversamos em seguida, às 0900”, referindo-se ao encontro que os dois teriam.

Indicação para o Supremo

O Jornal Nacional também cobrou de Sergio Moro provas de que ele não havia condicionado a troca no comando da Polícia Federal à sua indicação para o Supremo Tribunal Federal, uma acusação feita pelo presidente Bolsonaro no pronunciamento.

O ex-ministro mostrou ao JN a imagem de uma troca de mensagens com a deputada federal Carla Zambelli (PSL), aliada de primeira hora de Bolsonaro. Ela, inclusive, estava nesta sexta ao lado do presidente durante o pronunciamento.

A deputada Carla Zambelli afirmou que não vai comentar a troca de mensagens.

Na troca de mensagens, Carla Zambelli diz: “Por favor, ministro, aceite o Ramage”, numa referência a Alexandre Ramagem, diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Ramagem é um dos candidatos de Jair Bolsonaro para a Direção-Geral da Polícia Federal.

Parte da deputada a proposta para que Sergio Moro aceite a mudança na PF em troca da nomeação dele para o Supremo Tribunal Federal.

“E vá em setembro pro STF”, enviou a deputada. “Eu me comprometo a ajudar”, acrescentou. “A fazer JB prometer”, completou.

Sergio Moro, então, rechaça a proposta: “Prezada, não estou à venda”.

Carla Zambelli, então, continua a argumentar: “Ministro, por favor, milhões de brasileiros vão se desfazer”

Em seguida, ela responde à mensagem de Moro de que não estaria à venda. “Eu sei”, diz. “Por Deus, eu sei”, acrescenta.

“Se existe alguém que não está à verba é o senhor”. A palavra “verba”, neste caso, parece ser “venda”, com erro de digitação.

Moro finaliza a conversa dizendo: “Vamos aguardar, já há pessoas conversando lá”. Segundo o ex-ministro, era uma referência à tentativa de aliados de convencer o presidente a mudar de ideia.

Anúncios

Destaque 4

Polícia Federal desencadeia operação em Cruzeiro do Sul contra fraudes no Auxílio

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira, 15, em Cruzeiro do Sul, a Operação ÓFELOS, cumprindo dois mandados de busca e apreensão na casa de acusados de fraudes ao Auxílio Emergencial, pago pelo governo federal em decorrência da pandemia do novo coronavírus, ocorrida em 2020. Durante a Operação, a PF recuperou uma motocicleta roubada que estava na casa de um dos suspeitos.

“O objetivo é desarticular ações que causam graves malefícios ao programa assistencial e, por consequência, atingem a toda a parcela da população que necessita dos valores. Importante destacar à população que todos os pagamentos indevidamente realizados são objeto de análise por parte da Polícia Federal e das demais instituições integrantes da EIAFAE. Portanto, se orienta fortemente àqueles que requereram e receberam as parcelas não preenchendo os requisitos do Art. 2º da Lei nº 13.982/2020 que realizem a devolução dos valores, sob pena de estarem passíveis de ter sua ação objeto de investigação criminal”, cita a assessoria.

A linha de trabalho adotada importa que os pagamentos indevidos e as tentativas de cadastramento irregulares são processados dentro de ferramentas estabelecidas pela Polícia Federal, buscando identificar a atuação de organizações criminosas e conjuntos de fraudes com denominadores comuns (fraudes estruturadas).

O nome da Operação faz alusão a expressão grega “ÓFELOS”, que significa “benefício” em Grego, haja vista que a dupla envolvida nos mandados eram os beneficiados de fraudes nos pagamentos de auxílio emergencial (Lei 13.982/2020), constantes da Base Nacional de Fraudes ao Auxílio Emergencial – BNFAE.

Segundo a Assessoria de Comunicação da PF, as medidas são parte de uma estratégia integrada de atuação contra as fraudes ao auxílio emergencial (EIAFAE), da qual participam a Polícia Federal, Ministério Público Federal, o Ministério da Cidadania Caixa Econômica , Receita Federal, Controladoria-Geral da União e o Tribunal de Contas da União, no escopo de identificar a ocorrência de fraudes massivas e desarticular a atuação de organizações criminosas.

Continuar lendo

Destaque 4

Samu terá de informar ao MPF quantas ambulâncias e serviços executados no Acre

Publicado

em

A real finalidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi amplamente discutida na semana passada quando o coordenador estadual do serviço, o médico Pedro Pascoal, novamente cobrou a coparticipação dos municípios na responsabilidade pelo transporte intermunicipal. O ac24horas relatou o ocorrido e as constantes quebras por problemas mecânicos de ambulâncias do Samu, principalmente que atuam nos municípios da regional do Alto Acre.

Nesta sexta-feira, 15, o Ministério Público Federal (MPF) divulgou que instaurou um inquérito civil para apurar as condições de funcionamento do Samu no estado do Acre. O procurador da República Lucas Costa Almeida Dias, disse que a apuração deve focar na questão da quantidade de ambulâncias, distribuição, responsabilidade de aquisição e execução dos recursos transferidos, atribuições dos entes (União, estado e municípios) em relação ao transporte, observada a complexidade dos serviços (baixa, media e alta complexidade) e manutenção da frota.

Leia mais >>> Samu tem dificuldade com ambulâncias e coordenador cobra responsabilidade de municípios

O coordenador-geral estadual do SAMU terá 30 dias para dizer quantas são as ambulâncias, e quais tipos, disponíveis no Serviço hoje no Acre, além de especificar os tipos de serviços executados nos municípios, considerando a complexidade do atendimento. Também deverá ser dito quais as responsabilidades estaduais e municipais na aquisição, operação e manutenção da frota de ambulâncias disponível para a o transporte intermunicipal.

“O MPF também pede que o coordenador informe quais são os dificultadores em relação à garantia de manutenção das ambulâncias e se existe contrato de caráter contínuo para isso, além de dizer de quem é a responsabilidade da manutenção, se do Estado ou dos municípios”, informou o órgão.

Entenda

Na semana passada, o ac24horas publicou que, de acordo com o coordenador do Samu, há desvio de finalidade na utilização das unidades do Samu, que deveriam ser usadas apenas para atendimentos de pacientes em estado grave, mas que terminam fazendo o transporte de casos de baixa complexidade, que poderiam ser atendidos por ambulâncias dos municípios.

Pedro Pascoal afirmou que os municípios deveriam possuir ambulâncias de suporte sanitário para fazer o transporte intermunicipal de pacientes de baixa e média complexidade. Segundo ele, os gestores municipais devem assumir essa responsabilidade para assim desafogar o Samu.

Continuar lendo

Destaque 4

Jenilson elogia empenho de servidores da saúde do Acre e lamenta situação de Manaus

Publicado

em

O deputado estadual e médico infectologista Jenilson Leite (PSB) se reuniu na tarde desta quinta-feira, 14, com os integrantes dos sindicatos da saúde para falar sobre esse momento de pandemia e ouvir reivindicações da categoria acerca desse momento de pandemia.

O parlamentar elogiou os trabalhos realizados pelos servidores nesse momento crítico e colocou o seu mandato à disposição da categoria.

“Aqui no Acre, se a nossa população não passar usar máscara em todos os ambientes, e se a vacinação não alcançar pelo menos 50% de nossa população, certamente teremos muitos óbitos pela frente, infelizmente. Hospitais lotados, servidores sobrecarregados, o resultado já estamos vendo Brasil afora”, salientou.

Em outra parte da reunião, Jenilson lamentou a situação de Manaus (Amazonas), que registra diariamente mais de 100 óbitos por dia em decorrência do vírus e voltou a alertar para a necessidade do uso da máscara. “É a melhor maneira de parar a fila da morte, enquanto a vacina não é liberada pela Anvisa”, pontuou.

Continuar lendo

Destaque 4

Filha faz campanha para Palmeiras homenagear pai que morreu de Covid-19 no Acre

Publicado

em

O amor ao Palmeiras era tão grande que Zé Carlos era conhecido na cidade como ‘palmeirense’. Em imagens enviadas ao ac24horas, a filha mostra a coleção de camisas que ele tinha do ‘verdão’. No último dia 10, o vendedor José Carlos Tavares Coelho, mais conhecido como “Zé Carlos”, morreu aos 38 anos vítima de complicações por Covid-19 em Rio Branco.

Zé Carlos levou consigo o sonho de viver momentos de glória com o time do coração, o Palmeiras, que está nas finais da Copa do Brasil e da Libertadores, além da disputa pelo campeonato brasileiro. O time tem em seu elenco o goleiro acreano, Weverton, um dos destaques da campanha do time nesta temporada.

Nessa terça-feira, 12, a filha Jéssica Coelho usou o Twitter para pedir a amigos e palmeirenses de todo o Brasil que façam chegar até o clube seu clamor para que o pai receba algum tipo de honraria.

A jovem pediu aos seguidores que marcassem o perfil oficial do Palmeiras no tweet para chamar a atenção dos administradores do perfil e, assim, ter a chance de ver seu pedido realizado. Até o momento, o tweet registra mais de 250 retweets e fav [curtidas].
Segundo a estudante, a iniciativa é um ato de amor por ele e pelo time do coração. “Era o seu time de coração desde criança. O horário do jogo era sagrado e ele tinha todas as blusas! Era realmente um fanático”, contou.

“Por isso ficaria muito feliz se o Palmeiras conhecesse o meu pai e a história dele, e pudesse fazer pelo menos uma homenagem antes de algum jogo, pois ele partiu deixando o sonho de um dia assistir o jogo no Allianz Parque. A última coisa que ele fez antes de se internar foi assistir ao jogo, provavelmente já estava se sentindo mal, mas mesmo assim assistiu até o final. Eu quero mostrar sua história, seu legado para o mundo e para o time que você tanto amava”, escreveu.

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas