Conecte-se agora

Mulher pode ser a sexta vítima fatal do coronavírus no Acre

Publicado

em

O Acre acaba de ter mais uma morte com suspeita de complicações por infecção do novo coronavírus no Estado. Trata-se de uma mulher de 49 anos, moradora do município de Plácido de Castro, que deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Segundo Distrito de Rio Branco e faleceu nesta quinta-feira (16).

A Sesacre informou que a mulher chegou em estado grave, com sintomas compatíveis de infecção por coronavírus. “A paciente recebeu os primeiros socorros, sendo entubada e testada para Covid-19, por médicos plantonistas e equipe, mas faleceu”, diz o órgão.

A mulher já havia testado para a doença em seu município e o novo teste foi encaminhado para o Centro de Infectologia Charles Mérieuex, que ainda aguarda o resultado.

O número de casos confirmados de Covid-19 no Acre subiu de 101 para 115 em 24 horas. Em Plácido de Castro, também foi registrado nesta quinta o primeiro caso da doença em criança, que contaminou uma menina de 12 anos. Nesse município, subiram para 13 o número de infectados.

No Acre, até o momento, foram notificados 1.258 casos, sendo que desses, 901 já foram descartados, enquanto que 242 seguem em análise. O número de mortes pela doença é de seis casos, enquanto que 53 pessoas foram curadas.

Anúncios

Acre

Fernanda Hassem e vice anunciam secretários municipais de Brasiléia

Publicado

em

A prefeita reeleita de Brasiléia, Fernanda Hassem, anunciou nesta quinta-feira (14) no Centro Cultural Sebastião Dantas, os novos gestores que irão comandar as secretarias municipais e órgãos da cidade pelos próximos quatro anos. 

Segundo a prefeita, 30% dos secretários serão compostos por servidores concursados da prefeitura de Brasiléia, a gestora acrescentou que esse não será o 5º ano de gestão e sim o 1º. 

“Hoje é uma data muito importante e aguardada pela população de Brasiléia e também para gestão, anunciamos os nossos secretários, secretárias e gerentes. Decidimos fazer diferente para que possamos montar nosso planejamento de execução para esse novo mandato. Não seremos acomodados como muitos falam que prefeitos reeleitos são, vamos trabalhar mais, trazer mais desenvolvimento para a cidade, e cumprir com o que foi falado durante a campanha”, disse Fernanda Hassem. 

De acordo a gestora municipal a governança será realizada de forma coletiva, que irá ouvir mais a população, estará mais presente nas secretarias, na área rural e nas obras e que a mesma chapa vencedora continuará na unida até o final da nova gestão. 

Veja a seguir a lista dos gestores nomeados: 

Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres: Luiza Ribeiro do Amaral, 60, formação em pedagogia e história, pós graduada em gestão e planejamento. Já foi secretária de educação na primeira gestão da prefeita Fernanda Hassem. 

Secretaria de Administração: Vilma Gali, 53, formação em educação física, pós-graduada em gestão administrativa, foi gestora da escola estadual Kairala José Kairala. 

Secretaria de Educação: Francisca Silva Oliveira, 51, formação em história, com pós-graduação em Educação Básica e Gestão foi gestora da escola Élson Dias Dantas. 

Setor de Cadastro: Mario Jorge Gomes Fiesca, 46, formação em técnico de contabilidade e gestão pública, foi vereador em Brasiléia. 

Procuradoria do Município: Felipe Andrade Costa, 29, formação em direito. 

Secretaria de Assistência Social: Djahilson Américo de Oliveira, 36, Formação em Assistência Social pós-graduação em psicopedagogia. 

Secretaria de Meio Ambiente: Zico Rocha de Souza, 37, ensino fundamental completo. 

Secretaria de Agricultura: João Rocha, 43, ensino médio completo, produtor rural. 

Secretaria de Planejamento: Nevisson Tavares Freire, 36, economista, coordenador de Convênio da Prefeitura Municipal de Xapuri(2010-2012);  Diretor Financeiro da Secretaria de Educação Xapuri (2013-2017). 

Secretaria de Cultura: Ieve Terranova Freitas de Sousa, 27, Acadêmico de Contabilidade, Membro do Conselho Estadual de Cultura(2011); Produtor cultural do Festival Estudantil da Canção(2017/2018); Representante Estadual na Bienal de Arte e Cultura da UNE(2016). 

Secretaria de Comunicação: Christiane da Silva Araújo, 47, formação em geografia e concludente de medicina  e  pós graduação em Gestão pública.

 

Continuar lendo

Acre

Acre vai receber 14 viaturas para equipar o Programa Vigia

Publicado

em

Veículos serão entregues pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública para reforçar as ações nas fronteiras e nas divisas do Estado

O Programa Nacional de Vigilância das Fronteiras e Divisas (Vigia) no Acre vai receber 14 viaturas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). Os veículos irão equipar as unidades policiais vinculadas ao Programa Vigia, com a finalidade de potencializar a prevenção e a repressão da criminalidade.

As viaturas adquiridas pelo MJSP são do tipo caminhonete, com tração 4×4, com a possibilidade de atuarem em terreno misto – urbano e fora-de-estrada – e personalizadas com compartimento humanizado para transporte de detidos.

Os veículos serão entregues até o início do segundo semestre deste ano e irão melhorar as condições de segurança, propiciando o melhor desempenho policial. O Programa Vigia atua prioritariamente nos crimes letais intencionais, tráfico de drogas, armas e descaminho, bem como em outras modalidades criminosas transnacionais na faixa de fronteira, divisas e áreas de interesse operacional.

Programa Vigia no Acre

O Acre foi o primeiro estado da região Norte do país contemplado com a implantação do Programa Vigia, que hoje já está presente também em outros quatro estados da região: Amazonas, Roraima, Rondônia e Amapá. Em pouco mais de um ano, já foram apreendidas 2,4 toneladas de drogas, cerca de 118 mil maços de cigarros, além de 69 veículos, 9 embarcações e 58 armas.

O Vigia evitou prejuízos superiores a meio milhão de reais aos cofres públicos, coibindo a entrada de mercadorias contrabandeadas e drogas em território nacional. O reforço nas fronteiras com a Operação Hórus também causou um prejuízo de mais de R$ 14,5 milhões aos criminosos.

Com informações do Ministério da Justiça.

Continuar lendo

Acre

Gladson quer vacinar 20% dos acreanos até o mês de fevereiro

Publicado

em

O governador Gladson Cameli disse nesta quinta-feira, 14, em vídeo publicado nas redes sociais que pretende vacinar em torno de 20% da população acreana até a primeira quinzena do próximo mês de fevereiro de 2021. A informação foi dada pelo chefe do Palácio Rio Branco pouco depois de uma reunião com o ministério da saúde, em Brasília, sobre a pauta do mundo atualmente: a vacina contra a Covid-19.

“Minha posição é de não politizar a situação [da vacina]. Quero dizer a todos os acreanos que, se Deus quiser, no domingo agora a Anvisa vai se reunir para acelerar o processo de pedido e autorização para comercialização da vacina e autorizar que nós possamos utilizar a vacina para imunizar os brasileiros”, afirmou Cameli.

Segundo o governador, a Anvisa terá cinco dias úteis a partir dessa reunião no domingo para encerrar o trâmite e dizer qual o laboratório vai estar apto para fornecer a vacina ao Ministério da Saúde e estados brasileiros.

“Em paralelo, estamos trabalhando com nossa equipe. Fomos o primeiro estado a entregar o plano de vacinação ao governo federal. A partir de 22 de janeiro, se Deus nos permitir, iremos começar o processo de vacinação seguindo as regras, incluindo as pessoas que trabalham em combate à Covid-19”, explicou Gladson.

Se tudo ocorrer dentro do previsto, o acre dará início no dia 22 de janeiro, às 8 horas, o processo de vacinação. “Seremos o primeiro estado a iniciar essa vacinação. Conseguimos 300 mil seringas do ministério da saúde. Preparamos toda a logística para o interior, onde indígenas também serão atendidos”, comemorou Cameli.

A previsão do Acre é de usar 160 mil doses até a primeira quinzena de fevereiro, e vacinar em torno de 20% da população. “Vida é prioridade. Quem quiser pensar o contrário, eu respeito. Todas as comunidades do nosso estado, saibam que nós vamos virar essa pagina juntos”, concluiu.

Continuar lendo

Acre

Governo vai ter que explicar desativação de radares no Acre

Publicado

em

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou procedimento administrativo para apurar as razões para o não funcionamento dos radares de fiscalização eletrônica de trânsito no estado do Acre.

Segundo o procurador da República Lucas Costa Almeida Dias, responsável pelo procedimento, a Constituição Federal assegura não somente a inviolabilidade do direito à vida, mas prevê expressamente a segurança viária como direito de todos e dever do Estado, e pressupõe o devido exercício da fiscalização de trânsito.

Como medida inicial da apuração foram enviados ofícios à superintendência da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Acre, ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e à Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTrans).

À PRF foi pedido que informe, no prazo de 30 dias, sobre os planos para a instalação e operação dos radares de fiscalização eletrônica nas rodovias federais do Estado do Acre.

O Detran deverá, também em 30 dias, explicar quais foram os fundamentos técnicos que justificaram o desligamento dos radares no Estado do Acre.

A RBTrans também tem 30 dias para informar qual o cronograma previsto para o funcionamento ativo e regular dos radares na capital do Estado.

Após a coleta das informações, o procurador responsável pelo caso estudará os próximos passos do procedimento e as medidas cabíveis para a solução do caso.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas