Conecte-se agora

Governo investiga participação de agentes na fuga de presos

Publicado

em

Foi o Coronel Ricardo Brandão, representante do comandante da Polícia Militar do Acre, Ulysses Araújo, quem comandou a coletiva de imprensa ocorrida na manhã desta segunda-feira, 20, na Casa Civil, para explicar o que a Segurança Pública do estado tem feito para contem a onda de criminalidade que tem assolado Rio Branco neste início de 2020. Segundo ele, o “ambiente de caos” disseminado – principalmente na web, deve ser evitado, tanto pela sociedade civil, quanto pelas autoridades públicas locais.

Para o Coronel, o momento não é de “polemizar”, mas de união. Foram abordados assuntos desde o acidente envolvendo o helicóptero do governo até a fuga de 26 detentos do presídio Francisco de Oliveira Conde, ocorrida na madrugada de hoje. De acordo com o governo, entre as medidas tomadas para resolução da fuga dos reeducandos, está a investigação para apurar uma possível participação de agentes públicos na facilitação da fuga. “Polícia Civil e as corregedorias da Polícia Militar e do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen) estão empenhados nisso”, afirmou.

Com relação à chacina que culminou na morte de sete pessoas em um bar localizado na estrada da Transacreana, a segurança diz que um conjunto de operações segue sendo realizado a fim de encontrar os suspeitos de participarem do crime. A força-tarefa que vem sendo realizada, de acordo com as autoridades públicas, tenta, a todo custo, impedir a matança entre duas organizações criminosas distintas. O governo ainda ressaltou que conseguiu deter reações adversas após a execução das sete pessoas na Transacreana.

“Pedimos mais apoio da população e que nos ajude com denúncias. Que não perca tempo fazendo críticas desnecessárias, mas contribua fazendo denúncia”, pediu o Coronel. “Adequamos a rotina do nosso Ciosp para trabalhar de maneira mais coordenada, com um conjunto de ações integradas para garantir com que, de fato, a cada evento como esse possamos dar uma pronta resposta”, destacou.

Para recapturar os presos, a secretaria de segurança pública do Acre pediu reforço e auxílio das secretarias dos estados do Amazonas e Rondônia, a fim de evitar que os fugitivos possam buscar abrigos nos estados vizinhos. “Esses estados estão mobilizados para auxiliar o Acre nessa situação”, disse Brandão.

O Ministério Público do Estado também foi convidado a acompanhar o processo de investigação que vai apurar a participação ou não de agentes públicos na facilitação da fuga dos detentos. “Vamos ouvir todos que estavam se serviço ontem à noite”, garantiu o Coronel.

Um gabinete de gerenciamento operacional deve ser implantado a partir de agora para que as autoridades possam fazer acompanhamento preciso das operações em resposta a casos críticos na segurança pública. “[A violência] não é um problema do atual governo, estamos tentado ajudar. Estamos aqui para fazer o que for preciso e vamos fazer”, salientou Coronel Ricardo.

Sobre intervenção federal

Durante a coletiva, foi lembrada a comoção nas redes sociais por uma intervenção do governo federal para com a questão da violência no Acre. Para o Coronel, pode estar havendo uma “politização da segurança publica”.

“O Acre, por meio do governado Gladson Cameli, por duas oportunidades, se reuniu, inclusive com o presidente Jair Bolsonaro, para pedir mais efetivo da polícia federal, polícia rodoviária federal e até o Exército brasileiro para nos ajudar no controle de nossas fronteiras”. De acordo com os representantes, o Acre ainda aguarda ter o pedido atendido.

“Mais uma vez o governador vai oficializar junto à União nesse sentido. Não é através da intervenção federal, mas do apoio do governo através dessas instituições”. Esta, segundo o governo, será a terceira vez que Gladson pedirá apoio de órgãos federais para atuarem de maneira mais eficiente no estado.

“A segurança assume sua cota de responsabilidade naquilo que lhe compete, não vamos recuar diante de nenhuma intervenção [violência]”, finalizou o Coronel.

Acre

Com ensino médio no DivulgaCand, blogueira mostra diploma de nível superior

Publicado

em

O portal de divulgação de candidaturas e contas que abrange todo o país, o Divulga Cand, informa que a candidata a deputada estadual pelo Podemos no Acre, Edmirk, que atua como influenciadora digital na web, possui ensino médio incompleto.

Após divulgação do cadastro, a mesma foi às redes sociais apresentar um diploma de Bacharel em Engenharia Agronômica, dado pela Universidade Federal do Acre. O portal Divulga Cand segue com a informação anterior de ensino médio incompleto até a manhã desta quarta-feira, 17.

Por meio dos stories no Instagram, ela confirmou que não divulgou sua candidatura e que só irá divulgar quando quiser: “na semana que vem, talvez”. Ela possui R$ 1.270.629,01 de limite legal de gastos.

Continuar lendo

Acre

Governo promove novas mudanças em cargos comissionados

Publicado

em

O governo do estado voltou a promover exonerações e novas nomeações em cargos comissionados pelo Diário Oficial desta quarta-feira, 17.

Gladson Cameli promoveu mais mudanças em CECs; em diversas secretarias.

Nomeações

Cristiano Silva de Souza – CEC-3, na Secretaria de Estado da Casa Civil – SECC;

Antonio Aurimar Gomes de França – CEC-4, na Secretaria de Estado da Casa Civil – SECC;

Raynnara Gerliene da Silva Araújo – CEC-5, na Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes – SEE;

Lilyan Costa da Silva – CEC-3, na Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes – SEE;

João Paulo Evangelista de Souza – CEC-5, na Secretaria de Estado de Produção e Agronegócio – SEPA

Exonerações

Josimar Francisco de Oliveira Coelho – Chefe de Departamento, do Serviço de Água e Esgoto do Estado do Acre – SANEACRE;

Alberto Ferreira de Almeida Maciel – CEC-3, da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes – SEE;

Márcia Cristina Moreira de Souza – CEC-5, da Secretaria de Estado de Saúde – SESACRE

Continuar lendo

Acre

Confira a agenda dos candidatos ao governo do Acre desta quarta-feira

Publicado

em

O ac24horas reúne diariamente informações sobre os encontros, reuniões e compromissos dos candidatos do Estado do Acre neste período oficial de campanha.

Aqui você fica sabendo de tudo sobre as eleições 2022.

Veja abaixo a agenda dos candidatos ao governo acreano nesta quarta-feira, 17:

Gladson Cameli (PP)
– 09h: Gravação do programa eleitoral;
– 15h30: Agenda institucional.

Jorge Viana (PT)
A campanha majoritária da Federação Brasil da Esperança, continua nesta quarta-feira, com a mobilização nos 22 municípios acreanos, com reuniões, encontros, adesivaços e bandeiraços.

O candidato ao governo, Jorge Viana estava em agenda com o ex-presidente Lula em São Paulo e amanhã participará do planejamento e organização com coordenadores da campanha.

Em Rio Branco, serão realizadas visitas nos bairros Conquista e na Baixada, liderados por Marcus Alexandre.

Já em Cruzeiro do Sul, Nazaré Araújo participara de uma entrevista com a imprensa local e posteriormente haverá um diálogo com apoiadores e partidos. Também haverá um encontro com partidários em Rodrigues Alves.

Mara Rocha (MDB)
– 08h: Caminhada da Esperança na Estrada da Sobral;
– 16h: Adesivaço no semáforo do bairro 6 de Agosto;
– 19h: Reunião com apoiadores no Bairro Tropical.

Sérgio Petecão (PSD)
– 06h: Café da manhã com apoiadores;
– 07h: Deslocamento para Tarauacá;
– 10h: Previsão de chegada ao município interiorano;
– 14h: Conversas e contatos políticos;
– 19h: Inauguração do Comitê da coligação Com a Força do Povo, em Tarauacá.

David Hall (AGIR)

Das 07h00 às 9h00 – Discussão com o Movimento Acorda Educação sobre a carta-compromisso com os professores da rede estadual;
Das 09h00 às 11h00 – Reunião com a representante do Renova BR e acompanhamento de candidaturas de ex-alunos do RENOVA BR;
Das 13h00 às 14h00 – Entrevista na TV Rio Branco;
De 15h00 às 16h00 – Sorteio com os candidatos ao governo na sabatina do AC24HORAS;
De 17h00 às 19h00 – Reunião com microempresária do Novo Mercado Velho;

Nilson Euclides (PSOL)

Somente reuniões internas.

Continuar lendo

Acre

Coligação rebate MP eleitoral e diz que deve tomar medidas que tornem Mailza elegível a vice

Publicado

em

A “Coligação Avançar Para Fazer Mais”, que conta com o governador Gladson Cameli candidato a reeleição e a senadora Mailza Gomes como candidata a vice na chapa majoritária, emitiu uma nota nesta terça-feira, 16, para garantir que deverá buscar a elegibilidade de Gomes para as eleições de outubro deste ano.

Segundo a nota pública, após a ação impetrada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), a equipe jurídica está tomando todas as ações legais que comprovem a situação de plena elegibilidade. “Estão sendo executados de forma firme e célere”, diz parte do documento.

Sem entrar em confronto com a justiça, a equipe destacou que acredita na merecedora confiança na Justiça Eleitoral e passou tranquilidade aos candidatos da “Coligação Avançar Para Fazer Mais”. “Todos os candidatos, membros e militantes da Coligação estão convictos que todas as questões serão sanadas com a maior agilidade possível”, explica.

Ao fim da sua justificativa, a coligação contou que “diante da esperança e do apelo popular a campanha segue na sua normalidade tendo a candidata a vice-governadora Mailza como fundamental força da necessária representatividade feminina na política para a construção de um Acre e de um Brasil melhor”.

De acordo com a ação do Procurador Regional Eleitoral Fernando Piazenski, a candidata encontra-se inelegível, haja vista que foi condenada à suspensão de seus direitos políticos em uma Ação de Improbidade Administrativa, que importou em lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito na época em que foi secretária municipal na Prefeitura de Senador Guiomard, na época administrada pelo seu ex-marido James Gomes.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.