Conecte-se agora

Inflação em Rio Branco é a segunda maior em 12 meses

Publicado

em

Chegando a 3,80% em agosto, a inflação acumulada nos últimos doze meses no Acre é a 2ª maior entre as capitais, perdendo apenas para a de Fortaleza, que registrou 4,43% no período.

Os números foram divulgados na manhã desta sexta-feira (6) pelo IBGE. O Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e Brasília.

Para o cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados de 30 de julho a 27 de agosto de 2019 (referência) com os preços vigentes entre 29 de junho e 29 de julho de 2019 (base).

De janeiro a agosto deste ano, a inflação em Rio Branco tem saldo de 1,76%. Ou seja: os preços dos produtos básicos mantém tendência de aumento em 2019. Segundo a pesquisa do IBGE, habitação e energia elétrica (talvez por conta das seguidas bandeiras vermelhas na conta de luz) pesaram mais na inflação das capitais.

Custo da construção civil subiu 6,50% no Acre no último ano

O metro quadrado da construção civil em agosto no Acre ficou em R$1271,62, segundo o IBGE. No acumulado de um ano, esse valor subiu 6,30%, entre os maiores reajustes do País levando em conta os últimos doze meses e a desoneração da folha de pagamento das empresas construtoras.

O custo do m² no Acre é o 2º mais alto do País, perdendo para Santa Catarina.

No País, o Índice Nacional de Construção Civil que em julho fechou em R$ 1.143,65, passou para R$ 1.148,65 em agosto, sendo R$ 602,23 relativos aos materiais e R$ 546,42 à mão de obra. A parcela dos materiais cresceu 0,72%, subindo 0,25%. em relação a julho (0,47%) e 0,15% na comparação com agosto de 2018 (0,57%).

Anúncios

Destaque 6

Semsa diz que estudantes de medicina não receberam vacina devido instituições não enviarem os nomes dos alunos

Publicado

em

Em nota divulgada nesta quarta-feira, 03, a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) afirmou que os 163 acadêmicos de medicina das turmas XVI e XVII da Universidade Federal do Acre (Ufac) e da Uninorte não foram vacinados porque a secretaria não recebeu a lista dos nomes que deveriam ser enviados pelas instituições.

A Semsa explicou que é de responsabilidade de ambas as instituições enviar os nomes dos alunos internos que estão atuando na linha de frente do combate à covid-19. Em outro trecho, a Semsa destacou que os alunos têm sim direito ao imunizante de acordo com o Ministério da Saúde, mas ponderou que não poderia aplicá-lo sem ter uma lista enviada pelas instituições.

“Esse grupo de acadêmicos são prioritários. O que ocorreu foi que as universidades não enviaram a relação desses acadêmicos que estão atuando na linha de frente. Como eles não mandaram essa relação, estamos requisitando a partir desta quarta, as duas [Uninorte e Ufac], a relação desses acadêmicos para que eles possam ser vacinados”, afirmou.

Em outro trecho, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) explicou que assim que a lista for enviada, os acadêmicos poderão ser vacinados contra à covid-19 nas unidades de vacinação da capital.

“Todas as unidades de saúde que estarão aplicando as vacinas irão receber a cópia da lista enviada pelas instituições. A partir deste momento, eles poderão tomar a vacina, mas vale ressaltar, que os alunos terão que pegar um documento emitido pela instituição para apresentar na unidade de saúde para tomar a vacina contra à covid-19”, salientou.

Muitos deles atuam no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência, Hospital das Clínicas, Maternidade, Policlínica do Tucumã, Unidade de Pronto Atendimento da Sobral, Pronto-Socorro e Unidades de Saúde da Família (USFs), sem vacinação garantida.

Continuar lendo

Destaque 6

Caminhões pipa poderão funcionar nos finais de semana e feriados

Publicado

em

Com o primeiro lockdown marcado para esse final de semana, muitos acreanos ainda estão com dúvidas sobre o que poderá funcionar ou não durante esse período. Uma dessas categorias é a de caminhões pipas que abastecem diversas famílias em todo o Acre.

Ao ac24horas, na manhã desta quarta-feira (3), o Comitê Acre Sem Covid-19 explicou que a categoria se encontra no rol de serviços tidos como essenciais, portanto, poderão funcionar em finais de semana e feriados, seguindo os protocolos sanitários. “Eles entram como serviços essenciais. Podem circular sim”, afirmou o Comitê.

Mais cedo, o governador Gladson Cameli reeditou o decreto para inserir no rol de exceções os estabelecimentos que podem funcionar durante os finais de semana e feriados, os laboratórios de análises clínicas e os consultórios médicos.

Anteriormente, apenas farmácias e hospitais estavam isentos das penalidades do decreto governamental, agora o texto passa a incluir os laboratórios e consultórios médicos.

Supermercados e Shopping, por exemplo, não vão poder abrir neste final de semana por conta do decreto.

Continuar lendo

Destaque 6

Gladson dá aumento para Roxinho que passa a ter salário de R$ 16 mil

Publicado

em

Amigo pessoal do governador Gladson Cameli, Julio Cezar Moura de Farias, mais conhecido na política pela alcunha de “Roxinho”, ganhou uma patente superior na gestão de governo e passará a ser diretor do Instituto de Meio Ambiente do Acre. Antes ele ocupava o cargo de Chefe de Departamento com salário de R$ 10 mil, mas com o remanejamento passará a receber R$ 16 mil mensais. A nova nomeação de Farias foi publicada na edição desta quarta-feira, 3, do Diário Oficial do Estado.

Roxinho ocupará o cargo deixado vago em fevereiro após a exoneração de Adelaide Fátima,, uma das empresárias mais conhecidas do ramo madeireiro do Acre e ex-presidente do sindicato das empresas que trabalham neste setor. Ela foi demitida após decisão do juiz Raimundo Nonato, da 3º Vara Criminal de Rio Branco, que determinou o afastamento de Adelaide da função por entender que havia conflito de interesses no cargo já que ela foi denunciada pelos crimes de falsidade ideológica e por dificultar a fiscalização em questões ambientais de também por adquirir madeira sem licença prévia.

Inicialmente nomeado para ocupar o cargo de chefe de Departamento da Fundação de Tecnologia do Estado do Acre (Funtac), Roxinho foi responsável por promover uma série de cafés da manhã que ele mesmo patrocinava no órgão. Com jeitinho, ele foi agradando os servidores do setor e passou a ser conhecido como o “Rei do Mingau”.

Roxinho acompanha Cameli desde a época do senado. Ele era nomeado no gabinete do então senador na época.

Continuar lendo

Destaque 6

Morre Antonieta, mãe do secretário Alysson Bestene

Publicado

em

Morreu na manhã desta quarta-feira, 3, Antonieta Bestene Lins, 72 anos, mãe do secretário de saúde, Alysson Bestene. O falecimento ocorreu no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, por complicações gastrointestinais. Ela estava internada há cerca de um mês na capital paulista.

Antonieta também é irmã do deputado estadual José Bestene. Ela deixa 4 filhos. O secretário Alysson havia pedido afastamento pelos próximos dias do cargo para acompanhar a situação de sua mãe em São Paulo.

“Perdemos nossa Antonieta! Minha irmã, Antonieta Bestene Lins, faleceu na manhã de hoje. Ela cumpriu com amor e dedicação sua missão entre nós, como mãe, esposa, irmã, avó e ser humano. Nossa família perde nosso exemplo de amor e humildade.
Que Deus a receba em sua glória”, escreveu o deputado Jose Bestene, em sua página no facebook.

O governo do Acre deve divulgar nota de pesar nas próximas horas.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas