Conecte-se agora

Caixa e Banco do Brasil iniciam pagamento de cotas do PIS/Pasep

Publicado

em

A partir da próxima segunda-feira (19),  inicia-se o calendário de disponibilização dos recursos Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). Neste primeiro dia, os cotistas que possuem contas na Caixa Econômica Federal e no Banco do Brasil terão dinheiro depositado em conta corrente ou em poupança. Os demais cotistas poderão fazer os resgates conforme calendário divulgado pela Caixa e Banco do Brasil.

Essa liberação das cotas do PIS/Pasep foi feita por meio da Medida Provisória 889/2019, anunciada pelo governo no início do mês. Pela MP, também houve liberação de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A liberação das cotas é diferente do pagamento anual do abono salarial. Esse pagamento do calendário 2019/2020 começou no final de julho.

No caso das cotas do PIS/Pasep, os recursos ficarão disponíveis para todos os cotistas, sem limite de idade. Diferentemente dos saques anteriores, agora não há prazo final para a retirada do dinheiro, lembrou o Ministério da Economia.

Segundo o ministério, as novas regras previstas pela MP facilitam ainda o saque para herdeiros, que passarão a ter acesso simplificado aos recursos, sendo necessário apresentar declaração de consenso entre as partes e a declaração de que não há outros herdeiros conhecidos.

Têm direito ao saque todos os cotistas da iniciativa privada cadastrados no PIS e servidores públicos cadastrados no Pasep até 4 de outubro de 1988.

O PIS e Pasep constituem um fundo único, cujo saldo pode ser sacado pelo trabalhador cadastrado entre 1971 e 4 de outubro de 1988 e que ainda não tenha retirado o valor total das cotas na conta individual de participação.

PIS beneficia 10,4 milhões

Serão disponibilizados para saque R$ 18,3 bilhões, referentes a 10,4 milhões de trabalhadores que possuem cotas do PIS. Para os cotistas que possuem conta corrente ou poupança na Caixa, os créditos serão realizados de forma automática.

O cotista que não é correntista da Caixa e tem idade a partir de 60 anos poderá realizar o saque das cotas do PIS a partir do dia 26 de agosto. Já os cotistas com até 59 anos e que não possuem conta no banco podem receber o benefício a partir do dia 2 de setembro.

Cronograma de pagamento PIS
Cronograma de pagamento PIS – Divulgação/Ministério da Economia

 

Os saques das cotas do PIS com valor até R$ 3 mil podem ser feitos com o Cartão do Cidadão e a senha Cidadão nos terminais de autoatendimento, nas unidades lotéricas e correspondentes Caixa Aqui, com documento de identificação oficial com foto. Os valores acima de R$ 3 mil e de cotistas que não possuem Cartão do Cidadão e senha devem ser sacados nas agências, mediante apresentação de documento oficial de identificação com foto.

O beneficiário legal, na condição de herdeiro, pode comparecer a qualquer agência da Caixa portando documento oficial de identificação com foto e outro que comprove sua condição de sucessor para realizar o saque.

O representante legal do cotista está apto a retirar o saldo, mediante procuração particular, com firma reconhecida, ou por instrumento público que contenha outorga de poderes para solicitação e saque das Cotas do PIS.

Para atender aos trabalhadores com direito a cotas do PIS, a Caixa disponibilizou o site www.caixa.gov.br/cotaspis, onde é possível consultar o direito às cotas, além de valores, cronograma e locais mais convenientes para o saque.

O cotista também pode acessar as informações pelo aplicativo Caixa Trabalhador, pelo telefone 0800 726 0207, terminais de autoatendimento, por meio do Cartão do Cidadão e agências da Caixa. Os correntistas do banco podem utilizar o Internet banking Caixa, na opção “Serviços ao Cidadão”.

Como sacar o Pasep

Os cerca de 30 mil cotistas do Pasep que possuem conta corrente ou poupança no BB terão o depósito feito automaticamente nesta segunda-feira (19), à noite.

Os cotistas clientes de outras instituições financeiras, com saldo de até R$ 5 mil, poderão transferir o saldo da cota via Transferência Eletrônica Disponível (TED), sem nenhum custo, a partir de terça-feira (20). A opção de TED disponibilizada pelo BB pode ser realizada tanto via internet, pelo endereço eletrônico www.bb.com.br/pasep, quanto pelos terminais de autoatendimento.

Os demais cotistas, assim como herdeiros e portadores de procuração legal, poderão realizar os saques diretamente nas agências do BB, a partir do dia 22 de agosto, quinta-feira próxima. Ao todo, estão disponíveis para saque R$ 4,5 bilhões pertencentes a 1,522 milhão de cotistas.

Cronograma de pagamento Pasep
Cronograma de pagamento Pasep – Divulgação/Ministério da Economia

 

O beneficiário legal, na condição de herdeiro, pode comparecer a qualquer agência do Banco do Brasil portando documento oficial de identificação e outro que comprove sua condição de sucessor para realizar o saque.

Também está apto a retirar o saldo o representante legal do cotista, mediante procuração particular, com firma reconhecida, ou por instrumento público que contenha outorga de poderes para solicitação e saque de valores.

Para o participante saber se tem direito às cotas, basta acessar o portal www.bb.com.br/pasep. As soluções de consulta e saque da cota para envio de TED também estão disponíveis nos terminais de autoatendimento do BB. O cotista ainda pode obter informações por meio da Central de Atendimento BB pelos telefones 4004 0001 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 729 0001 (demais localidades).

Anúncios

Cidades

Sucesso de vendas na primeira, Elite Engenharia lança segunda torre do Parkia Boulevard Residencial Club

Publicado

em

O lançamento da primeira torre do Parkia Boulevard Residencial Club, ocorrido em dezembro de 2020, foi um verdadeiro sucesso de vendas. Todos os apartamentos foram vendidos em menos de 30 dias. Por isso, a Elite Engenharia lançará oficialmente na próxima quinta-feira, 4, a segunda torre do empreendimento em Rio Branco que traz um novo conceito em moradia.

Mesmo com 10 anos de tradição e credibilidade, a Elite Engenharia se surpreendeu com o sucesso de vendas iniciais do imóvel. O lançamento da segunda torre também alia inovação e ousadia em sua nova construção. O projeto será erguido numa das áreas mais promissoras da capital acreana, próximo ao Via Verde Shopping e o Ecoville.

SAIBA MAIS
Elite Engenharia lança o Parkia Boulevard Residencial Club, requinte e inovação em condomínios

O diretor-presidente da Elite Engenharia, Marco Aurélio, explica que o condomínio valoriza os encontros familiares e entre amigos, onde as confraternizações possam se tornar momentos únicos, fato que ficou ainda mais evidenciado nesse momento de pandemia. “Os clientes já estão fazendo cadastro de reserva para os apartamentos disponíveis e estes terão prioridade para escolher as unidades”, assegura.

Para surpresa da Elite Engenharia, as primeiras vendas da primeira torre foram lançadas com uma significativa evolução. “As pessoas realmente fizeram cadastro para serem contempladas, confirmaram a aquisição com documentações e os pagamentos devidos. Além dessas pessoas que já tinham cadastro de reservas outras vieram buscar e em 30 dias, praticamente, tivemos 100% de vendas”, salienta Aurélio.
Para a empresa, o sucesso demonstra e evidencia o momento que está sendo propício para comercialização do empreendimento. “A Caixa Econômica Federal está vindo com taxas diferenciadas e várias modalidades de pagamento e financiamentos”, diz o diretor.
Essa novidade que o banco traz ao mercado proporciona que os clientes sejam melhor atendidos. “A condição de pagamento, com a Caixa financiando até 90% e o custo benefício das unidades, pela localização e qualidade do empreendimento, agregou muito valor”, assegura Aurélio.

A distribuição da área de lazer do imóvel, num momento de pandemia em que muitas pessoas ficam presas em suas casas, dá infinitas opções de esporte e descanso. “O que trouxe essa sinergia pelo volume de vendas também é a credibilidade que a empresa conseguiu trazer ao longo desses 10 anos. A gente vem na pegada de entregar empreendimento de qualidade dentro do prazo, com técnicas inovadoras, trazendo sustentabilidade para o condomínio, o que é algo diferenciado”, explica o diretor.

Oportunidades de configurações

Os apartamentos do Parkia Boulevard Residencial Club são diferenciados, permitindo que o comprador faça suas próprias configurações, caso o cliente queira modular melhor seu imóvel.” Tem sacada com churrasqueira e a gente distribuiu itens diferenciados que agregam muito valor. Esse conjunto de fatores acreditamos que trouxe sucesso ao empreendimento”, diz Aurélio.

A Elite Engenharia agradece aos clientes que compraram imóveis na primeira torre. “Esta é uma oportunidade de fazer um bom negócio. A gente convida os clientes para conhecer a nossa maquete, saber como funciona as vendas e o mapeamento. Acreditamos que será um sucesso, assim como foi na primeira torre”, conclui Marco Aurélio.

Sobre o empreendimento

O Parkia Boulevard é composto por duas torres, cada uma com 120 apartamentos, sendo que o primeiro pavimento já conta com uma unidade e um pé direito contendo aproximadamente 4 metros de altura. “O cliente terá total conforto. Haverá ao todo 15 andares. No térreo, embaixo de cada torre, há dois salões de festas que podem ser usados de maneira integrada ou separada, em eventos individuais, o que é um diferencial”, explica o representante da Elite.

Unificados, os salões de festa poderão receber até 90 pessoas, e separadamente, cada salão comportará de 40 a 45 pessoas. Marco Aurélio ressalta que embaixo de cada torre também haverá o espaço gourmet, para que os moradores possam receber seus convidados de forma mais intimista. Além de brinquedoteca, salão de jogos e academia exclusiva.

Minigolfe, lago, mirante e quadra poliesportiva

O empreendimento conta com um hall bastante diferenciado e sofisticado, com dois elevadores: um social e outro de serviço. A intenção é comportar o volume de pessoas que vão estar ali precisando do mecanismo. O espaço de lazer é o grande diferencial ao contar com pista de minigolfe e um mirante, que deve ser o local mais visitado pelos moradores apreciadores do pôr do sol.

O condomínio conta com pista de caminhada, de corrida, minigolfe, academia ao ar livre, quadra poliesportiva (basquete, tênis, futebol de salão) e três quiosques compostos por duas churrasqueiras. Em cada quiosque, pode haver até duas famílias fazendo churrasco individualmente. Acima dos quiosques terão placas fotovoltaicas, com energia renovável. “Essas placas solares fotovoltaicas vão atender parte da energia comum do condomínio, o que vai minimizar ainda mais o custo do condomínio para quem quer comprar ou investir”, diz a construtora.

A área da piscina será composta com espaço adulto, infantil e a prainha, totalizando uma área de aproximadamente 220 metros quadrados. “A cereja do bolo, além da quadra de vôlei de areia, é o mirante. Vamos fazer um lago, uma vez que no fundo já passa um igarapé. O pôr do sol deverá ser um momento de muita contemplação para as pessoas curtirem. Terá também uma praça no lago. Será um ambiente muito legal para quem quer fazer uma leitura ou apenas contemplar o final da tarde”, assegura Aurélio.

Em frente ao condomínio será construído o espaço gastronômico, que terá filiais de restaurantes locais que irão oferecer ainda mais conforto aos moradores.

Para conhecer o empreendimento, o cliente tem duas opções: ir diretamente à Elite Engenharia após agendamento, ou agendar com a Imobiliária Fortaleza, que atua como parceira neste projeto. O Parkia Boulevard Residencial Club pode ser financiando por meio da Caixa Econômica Federal em até 90% do valor do imóvel e os outros 10% pela construtora.

Continuar lendo

Cotidiano

Preço do material de construção não para de subir no Acre

Publicado

em

Publicado nesta terça-feira (8) pelo IBGE, o Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) subiu 1,54% em novembro no Acre, com acumulado de 7,44% em 2020, em valores que levam em conta a desoneração da folha de pagamento.

Assim, o preço para se construir no Acre é de R$1.383,16 por metro quadrado, o 2º maior valor do país, perdendo apenas para o de Santa Catarina (R$ 1.417,38/m2).

Os preços do material de construção vem em uma escalada parecida com a dos alimentos -não param de subir, pois há dois meses o metro quadrado no Acre custava R$ 1.348,16, alta de R$ 35 no período.

No País, o aumento médio foi de 1,38% ficando 0,11 ponto percentual acima da taxa de outubro (1,71%) e registrando o maior índice de 2020. O acumulado nos últimos doze meses é de 8,30%, resultado bem acima dos 6,48% registrados nos doze meses imediatamente anteriores. No ano, o acumulado ficou em 8,06%. Em novembro de 2019 o índice foi 0,11%.

O custo nacional da construção, por metro quadrado, que em outubro fechou em R$ 1.229,72, passou em novembro para R$ 1.252,10, sendo R$ 687,02 relativos aos materiais e R$ 565,08 à mão de obra.

A parcela dos materiais, com alta significativa mais uma vez, cresceu 3,15%, taxa próxima à observada no mês anterior (3,17%). Frente ao índice de novembro de 2019 (0,17%), a variação da parcela dos materiais cresceu 2,98 pontos percentuais.

Já a parcela da mão de obra, com três reajustes observados, registrou alta de 0,25%, subindo 0,21 ponto percentual em relação ao mês anterior (0,04%) e 0,20 ponto percentual se comparado a taxa de novembro de 2019 (0,05%).

Os acumulados de janeiro a novembro de 2020 são 13,43% (materiais) e 2,15% (mão de obra), já o acumulado dos últimos doze meses ficaram em 13,28% (materiais) e 2,75% (mão de obra).

Continuar lendo

Destaque 7

Para tentar baixar preço do arroz e óleo, venda no varejo e atacado pode ser limitada no Acre

Publicado

em

O arroz e o óleo de soja terão de ser vendidos com limitações no comércio do Acre, numa tentativa de conter a alta dos preços dos produto. Nesta quarta-feira (23) uma recomendação do Ministério Público Estadual, Procon, Defensoria Pública e Ordem dos Advogados do Brasil exige, na prática, que o varejo do Acre venda 10 quilos de arroz e 5 unidades de óleo de soja por cliente. Os atacadistas e varejistas, a quem é dirigida a recomendação, não podem comercializar mais que 10 fardos de arroz e cinco caixas de óleo de soja (no atacado) ou 10kg de arroz e cinco unidades de óleo (quando no varejo) por comprador.

Nos melhores preços ao consumidor, o arroz chega a ser comercializado a R$ 24 o pacote de cinco quilos, algo jamais visto no mercado de Rio Branco. Já o vasilhame de 900 ml do óleo de soja custa R$6 quando o consumidor encontra um bom preço.

Além de possíveis práticas abusivas, os órgãos recomendantes alegam que a pandemia da Covid-19 mexeu com as relações de consumo de modo a contribuir para o aumento no preço de alimentos como arroz, óleo, leite e derivados.

A caixa de leite UHT custa R$ 5,20, em média, para o comprador do varejo. Em julho esse mesmo produto custava cerca R$ 3,50 na praça de Rio Branco. A recomendação é dirigida especificamente para a Associação dos Distribuidores Atacadistas do Acre (Adacre) e Associação dos Supermercados do Acre (Asas).

A expectativa é que ao estabelecer limite de aquisição, os produtos não faltem nas prateleiras e os preços caiam um pouco.

Continuar lendo

Destaque 3

Nova companhia aérea desiste de operar em Cruzeiro do Sul e adia voos em Rio Branco

Publicado

em

A VoePass, a antiga Passaredo, jogou pelos ares o sonho dos consumidores de Cruzeiro do Sul opções de voos baratos. A companhia enviou comunicado à Infraero informando que desistiu de operar na cidade. Os motivos não foram informados.

O governador Gladson Cameli (Progressistas) chegou a divulgar para a imprensa que a VoePass prometia passagens aéreas baratas nos voos de Cruzeiro do Sul para Rio Branco, Porto Velho e Manaus. A VoePass chegou até a pedir orçamento a Infraero sobre os custos de locação dos espaços no Aeroporto de Cruzeiro do Sul.

Um dos motivos que levou a VoePass de operar em Cruzeiro do Sul foi a concorrência com a Gol. Em alguns estados do Brasil as duas companhias têm um acordo. A VoePass realiza o voo, mas as passagens são vendidas só pela Gol, como por exemplo. de Dourados (MS) para Guarulhos e de Salvador para Porto Seguro.

Outro motivo é que de Cruzeiro do Sul para Rio Branco a Gol usa o Boeing 737-700 com 138 assentos. Já a VoePass faria a rota entre as duas cidades com o ATR-72, modelo turboélice com 70 assentos. Companhia com aeronave maior consegue oferecer voos mais baratos por transportar mais pessoas em uma só vez.

A VoePass informou que os voos em Rio Branco não serão iniciados em setembro deste ano, mas no comunicado não informou os motivos do adiamento e nem a nova data.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas