Conecte-se agora

Acre aparece em 10º lugar no ranking de saúde previdenciária

Publicado

em

O déficit anual dos Estados com a previdência se aproxima dos 100 bilhões de reais e, se nada for feito, tende a quadruplicar até 2060, segundo cálculos da Instituição Fiscal Independente (IFI), ligada ao Senado Federal. De acordo com o Governo do Estado, o rombo do Acre deve passar dos R$ 540 milhões este ano.

A partir de cinco indicadores de 2017, a IFI ranqueou os Estados brasileiros de acordo com a sua saúde financeira e capacidade de arcar com os gastos previdenciários. O Acre é o 10º no ranking geral, uma posição até privilegiada levando em conta que Estados muito ricos, como Rio de Janeiro e Minas Gerais, estão entre os últimos. “Há dois Estados, Acre e Mato Grosso do Sul, com dívida entre 71 e 76% da RCL, mas em boa posição no ranking geral”, diz o estudo do IFI

O IFI confirma: Estados do Nordeste, Sul e Sudeste são os que mostram o cenário mais crítico. O pior deles é o Rio Grande do Sul, seguido de Minas Gerais e Rio de Janeiro.

O trio, junto a São Paulo, Goiás e Alagoas, faz parte do grupo dos mais endividados, com dívidas acima de 90% das suas respectivas receitas líquidas correntes (RCL).

Analise o ranking pelos diferentes indicadores:

Anúncios

Destaque 7

Produtores e governo discutem prejuízos devido as enchentes

Publicado

em

As enchentes que assolam 10 municípios acreanos não prejudicam apenas quem é obrigado a sair de casa que é invadida pela água. O momento é também de prejuízo para centenas de produtores rurais que cultivam suas produções agrícolas às margens dos rios.

Muitos produtores familiares perderam tudo por causa da enchente. O trabalho de quase um ano inteiro, que representava a reserva financeira para custear as despesas da família, foi destruído pela força das águas.

O momento agora para quem está desabrigado é esperar o nível do rio baixar, fazer a limpeza, voltar para casa e reconstruir o que foi perdido. Já para quem perdeu sua plantação, é hora de pedir ajuda.

É o que será feito nesta sexta-feira, 26, em uma reunião que vai contar com representantes da Federação dos Trabalhadores Rurais do Acre (FETACRE), dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais de Tarauacá, Sena Madureira e Feijó com Edivan Maciel, Secretário de Produção e Agronegócio do Acre. “Nossa intenção é que a Sepa e a Emater assumam o compromisso de levantar esses prejuízos causados pela enchente e oficialize esses dados para que possamos transformar esses números em um pedido de política pública de socorro aos produtores familiares”, afirma Antônio Sergioni, presidente da FETACRE.

Sergioni lembra ainda que muitos dos produtores possuem financiamentos e iriam usar a safra para pagar os bancos. “O pessoal esperava honrar esse compromisso com a safra que foi perdida. Piscicultura, banana, roça, tudo que se relaciona a produção familiar ribeirinha desses municípios foi destruída pelas enchentes”, afirma.

Continuar lendo

Destaque 7

Governo garante combate à lagarta que é o principal pesadelo dos produtores de mandioca no Acre

Publicado

em

Fotos: Lourival Marques

A lagarta mandarová, apesar de pequena, tem o poder de tirar o sono dos agricultores que trabalham com o plantio de mandioca graças ao seu poder de destruição. O pequeno bicho que parece inofensivo é capaz de destruir um roçado em pouco tempo. A presença da lagarta pode representar um grande prejuízo aos produtores rurais e a safra de mandioca acreana se não for corretamente combatida.

A maior incidência é na região do Juruá, onde a produção de farinha é uma das principais atividades econômicas rurais, mas chega também em outras regiões. Um exemplo é a região de Capixaba, onde técnicos da Secretaria de Produção e Agronegócio (SEPA) estiveram nesta terça-feira, 23, após o órgão ser comunicado da presença da lagarta em cultivos no Projeto de Assentamento Nova Promissão.

A SEPA enviou engenheiros agrônomos até o local para fazer o diagnóstico e receitar as medidas sanitárias de combate a praga, que vão desde o uso de um inseticida natural, extraído da própria lagarta que depois de capturada é triturada e usada na lavoura, até o uso de produto químico quando as lagartas já estão maiores e o inseticida natural não faz mais efeito.

Como parte da ação de combate à praga, começa nesta quinta-feira, 25, um curso para 10 produtores rurais sobre a prevenção, combate e controle dessa lagarta que dizima os plantios de mandioca.

“Recomendamos aos produtores rurais de todo o Estado que sempre que se depararem com esta ou outras pragas que assolam suas produções agropecuárias, procurem os escritórios do sistema SEPA (Emater, Idaf, Cageacre e Sepa) do seu município o mais breve possível”, destaca Edivan Maciel, gestor da SEPA.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo

Destaque 7

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Publicado

em

A Prover Promoção de Vendas Ltda detentora da marca avancard, por respeito ao público e a todos os seus clientes esclarece:

O avancard é um cartão de Adiantamento Salarial, que se constitui em um produto criado para socorrer todos os seus usuários públicos ou privados em suas necessidades prementes, evitando que os mesmos recorram à agiotas ou outros dispositivos de financiamento, que possuem taxas mensais acima de 19% ao ano.

São duas as possibilidades de uso do cartão avancard de adiantamento salarial. A primeira é utilizar para compras em todos os estabelecimentos credenciados. Nesta modalidade, o usuário paga exatamente o mesmo valor que utilizou nas suas compras sem acréscimo de juros. A segunda, é a possibilidade de utilizar a margem do adiantamento salarial para realizar um financiamento. Nessa modalidade, o usuário consegue alavancar um valor maior, pagando em até 60 parcelas com o acréscimo de juros, bem inferiores aos juros praticados pelos cartões de créditos normais e ou nos cartões consignados. A operação do avancard não se beneficia de recursos públicos sendo na sua essência totalmente privada. Nela quem tem o condão de solicitar o cartão é o usuário, que com base nos seus recursos salariais, contrata com o avancard a possibilidade de usá-lo. Pode o servidor solicitar o cartão e não desbloqueá-lo, pode desbloqueá-lo e não usar, pode se desejar usar pelo tempo que for útil e quando não mais desejar cancelar  a qualquer momento sem nenhum ônus.

Na operação do cartão de antecipação salarial, o Governo, seja ele Municipal, Estadual ou Federal apenas regulamenta o seu funcionamento, na condição de órgão coator, não sendo responsável por eventuais inadimplementos e tão pouco estimula ou orienta, para qualquer um dos servidores ou colaboradores  a solicitar o cartão de antecipação salarial, sendo, portanto, uma decisão individual de cada servidor ou colaborador que utilizando o seu livre arbítrio, solicita ou não o cartão avancard.

Hoje atuamos em mais de 15 convênios entre Estados, Municípios, Câmara Municipal de Vereadores e Tribunal de Contas, fato que por si só, consagra o avancard como instrumento de apoio, legítimo, legal e aprovado.

avancard
PROVER PROMOÇÃO DE VENDAS LTDA

 

 

Continuar lendo

Destaque 7

Internauta elogia dedicação do prefeito Mazinho em apoio aos alagados de Sena Madureira

Publicado

em

Um post, hoje, nas redes sociais, onde muitas vezes é atacado, chamou a atenção. O internauta Ricardo Amaral reconhece o esforço o prefeito de Sena Madureira-AC, Mazinho Serafim no apoio aos que foram atingidos pela alagação. “Nesses dias em que Sena Madureira é atingida pela segunda maior cheia da sua história, Mazinho não tem sido omisso. Tem estado perto do povo, nos abrigos, nos bairros, Chora, abraça, toma decisões em situações difíceis”, destaca ele.

E ao concluir garante: “Eu posso afirmar que Sena Madureira tem um prefeito de vergonha”.

Veja a publicação:

SIMPLESMENTE MAZINHO

Ele não é politicamente correto, e fala o que dar na telha, é autêntico, povão, é gente como a gente.

Mazinho não é um humano político, Mazinho é um político humano. Que recebe à todos em sua residência sem fazer acepção. É aquele que ajuda e não faz questão de mostrar

Mazinho é simples, é acessível à sua população. Nesses dias em que Sena Madureira é atingida pela segunda maior cheia da sua história, Mazinho não tem sido omisso. Tem estado perto do povo, nos abrigos, nos bairros, Chora, abraça, toma decisões em situações difíceis.

Na mesa do Mazinho, senta desde o senador ao funcionário mais humilde. Para o Mazinho ninguém é melhor que ninguém, reconhece quem trabalha, quem ajuda. Mazinho não sabe guardar rancor, é prestativo, se importa com o próximo, quando se trata de saúde então, Mazinho não mede esforços para ajudar, ainda que não conheça quem chega lhe pedindo ajuda.

Nesse momento de luta, e dias difíceis. Eu posso afirmar que Sena Madureira tem um prefeito de vergonha. Obrigado Mazinho.

Por Ricardo Amaral

 

 

 

 

 

 

 

Continuar lendo
OAB - ACRE

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas