Conecte-se agora

Entenda sua conta

Publicado

em

[videopress GGhyDaKV permalink=”false” loop=”true” autoplay=”true”]

Acre

Ney Amorim diz que foi abandonado pelo PT em 2018 e jura lealdade a Gladson em 2022

Publicado

em

O candidato ao senado da República, ex-deputado estadual Ney Amorim (Podemos), foi o entrevistado do programa “Bar do Vaz”, nesta quarta-feira, 17, e falou do seu desejo pessoal de disputar o cargo majoritário pela segunda vez em quase quatro anos.

No entanto, apesar do objetivo de abdicar da disputa para deputado federal – algo planejado nos últimos anos para concorrer ao Senado da República. Amorim relembrou o fracasso do último pleito eleitoral quando disputou o cargo com o ex-senador Jorge Viana pelo PT. Segundo ele, apesar de haver duas vagas em 2018, a disputa interna aprontava apenas para um candidato – motivo do atrito com JV na reta final de campanha.

“Foi um disputa que não foi fácil, primeira vez cargo majoritário

Um mandato de senador tivemos a oportunidade de fazer mais. Tivemos duas vagas para o senado, de fato fui questionado daquela vez pelo motivo que não saia a deputado federal Mais dentro do planejamento estratégico passamos por todas as etapas, passamos aos ritos. Na eleição, eu me vi sem os aliados comigo e com os adversários, não foi uma eleição fácil. Fui para ser parceiro e aliado, mas, naquele momento acabou que o projeto não deu certo. Eram dois aliados disputando uma vaga”, declarou.

Sobre o clima criado nas eleições de 2018 dentro do PT, Ney contou que sua decisão de deixar a sigla foi em decorrência do fim do ciclo. “A decisão de sair de onde estava era porque não fazia mais parte. Na vida da gente, existe início, meio e fim. O meu chegou ao fim”, afirmou.

Sobre as eleições deste ano – quatro anos depois, o ex-presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Acre, disse que seu desejo continua “aflorado” e que conta com o apoio do governador Gladson Cameli (Progressistas), na qual, ele relembrou que já havia sido convidado em sua posse na presidência do Partido Podemos em 2021. “Tive o convite dele para ser candidato na chapa, mesmo tendo uma candidatura a deputado federal, eu estou muito animado. Voltei a conversar com ele e tive o convite para disputar o cargo. Juntou o convite e o desejo dentro do meu coração”, comentou.

Já sobre a relação com o governador Gladson Cameli, Amorim demonstrou que será leal ao projeto além de deixar claro que tem amizade fortíssima com Cameli. “Eu sempre fui leal aos meus parceiros de projeto, o que posso dizer é que hoje estou do lado do governador Gladson Cameli porque entendo que é o melhor para o povo do Acre e me sinto abraçado”, garantiu.

Amorim falou sobre os aliados e amigos conquistados ao longo dos anos na política. Em sua opinião, apesar de não ter mais o mandado e a estrutura de outrora, os verdadeiros “amigos” se mantiveram mesmo fora do cargo público. “Nesses quatro anos, me alegro em ver os amigos fora do poder voltando a discutir política comigo. Dizem que político sem mandato nem vento bate nas costas, eu posso te dizer que comigo foi diferente, eu cultivei boas amizades e tenho carinho dos meus amigos, os meus amigos estão nas ruas, estão comigo e pronto para a guerra”.

Assista ao vídeo:

video
play-rounded-fill
Continuar lendo

Destaque 7

“Não precisa de muito para se vestir bem”, diz modelo no Podcast

Publicado

em

No Programa da Jô, edição Podcast desta segunda-feira, 15, a empresária, modelo e psicóloga Andressa Jasmylle, de 35 anos, conversou sobre moda, saúde mental e como se sentir bem usando roupas com o seu próprio estilo.

Além disso, Jasmylle contou um pouco de sua vida antes de vir a ser expert em vestuários e de representar o Acre como Miss em um concurso de beleza.

Aos 17 anos, ela já estava nas ruas, vendendo diversas coisas, como edredom, lençol, entre outros itens, de porta em porta, para pagar sua faculdade de psicologia.

“Eu colocava o salto e ia mesmo nas ruas vender para as pessoas e até tinha um bom lucro bom, porém era uma vida muito cansativa fazer esse trabalho. Mas sou uma pessoa muito comunicativa, então era algo que foi um aprendizado”, explicou.

Juntando experiência e sonho, a também digital influencer, explicou sobre as tendências da Psicologia da Moda, que reúne informações sobre o bem-estar e autoestima.

“A psicologia da moda faz uma leitura do corpo, das vestes, como nos comportamos. E é isso que buscamos transferir para as pessoas, coisas que identificamos no primeiro olhar, podendo até mostrar quem é cada pessoa, sua personalidade, como somos”, abordou.

Sobre se vestir bem e seguir um estilo próprio, mesmo não tendo condições financeiras, Andressa disse que não precisamos de muito investimento para se sentir linda ao sair de casa.

“Muitas vezes não precisa de muito investimento, você pode usar e abusar com o que você tem e vestir aquilo que te deixa bem e confortável”, expressou.

Para ela, a moda não está nas passarelas e sim nas nas ruas, onde você é quem faz, com suas características, abordando sua vivência, cultura, entre outros conceitos. Mas que ainda muitas pessoas não se vestem para si próprio e sim pensando no que os outros irão pensar ou falar.

“Autoconfiança é muito importante e a psicoterapia trabalha essa questão mal resolvida do que eu tenho dentro de mim, para assim poder lidar com as situações externas. E o se vestir está relacionado a isso, como eu me sinto bem, como eu posso me sentir melhor”, apontou.

Outro assunto abordado, foi o uso de filtros no Instagram, que muitas vezes escondem a realidade e sentimentos, mas que também são grandes aliados das mulheres.

“Tem gente que trabalha direto com a rede social e você tem que tá sempre arrumada, mas tem horas que eu não consigo estar maquiada, com os cabelos perfeitos, uso um filtro rapidinho para falar com meus seguidores”, declarou.

Em relação ao ‘Mico da moda’, quando todo mundo se veste muito igual, a modelo deu o exemplo recente que aconteceu na Expoacre 2022, onde muitas pessoas que passaram na feira agropecuária estavam usando vestidos, blusas e saias com muito paete, brilho e pedras coloridas.

“Fiquei em choque com o número de mulheres com tanto brilho, porque eu vi uma quantidade enorme e eu pensei comigo mesmo que nunca mais queria usar nada de brilho na minha vida”, mencionou.

Assista ao Podcast da Jô de hoje e saiba mais sobre o mundo Fashion, com Andressa Jasmylle.

video
play-rounded-fill
Continuar lendo

Acre

A história de Vinícius, o menino que precisa de sua ajuda

Publicado

em

A história da semana do videomaker do ac24horas, Kennedy Santos, é de superação. O vídeo mostra a luta do garoto Vinícius, de 11 anos, para ter uma vida relativamente saudável, mesmo tendo que conviver com uma Hidrocefalia severa.

A mãe do garoto, Edvania Fontenele, que para manter o tratamento do filho em dia, já vendeu parte dos bens, faz um apelo dramático por ajuda, tendo em vista que uma parte do tratamento do filho é feito no Paraná, e o deslocamento só pode ser feito via terrestre, por recomendação médica.

ASSISTA O VÍDEO:

video
play-rounded-fill

Continuar lendo

Destaque 4

Alan Rick diz que ato de Márcio Bittar foi golpe para impedi-lo de ser vice de Gladson

Publicado

em

No calor de acontecimentos recentes que esquentaram o cenário político acreano às vésperas do encerramento do prazo para a realização das convenções, o ac24horas conversou com um dos protagonistas dos últimos fatos, o deputado federal Alan Rick, na transmissão da sexta noite da Expoacre.

O assunto da conversa com Leônidas Badaró e Jocely Abreu não poderia ser outro senão a recente destituição unilateral da Comissão Provisória do União Brasil no Acre pelo seu presidente, o senador licenciado Márcio Bittar, decisão que motivou medida judicial junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Perguntado sobre como está se sentindo diante dos últimos acontecimentos, Alan Rick disse que o momento é de reflexão e afirmou que as pessoas são mais importantes que as suas motivações pessoais. “A vontade do cidadão, do povo, é soberana. Será que vale a pena tudo isso, o poder pelo poder”, perguntou.

Sobre a medida de Bittar, Alan relembrou o processo de formação do União Brasil no Acre e que o partido foi confiado à condução do senador, cuja atitude lhe causou grande surpresa. “O papel do timoneiro é proteger os seus e não esmagar os seus. Será que vale a pena a política onde eu passa por cima de tudo e de todos?”.

A respeito das motivações de Márcio, Alan disse ser direito dele não concordar, mas argumentou que o nome de Márcia Bittar como vice de Gladson não evoluiu em uma eleição difícil, e que é direito do governador escolher o seu vice. “O vice é um casamento, e o governador não é obrigado a casar com quem ele não ama”

Para Alan Rick, o resultado da não aceitação da situação que se impôs – a rejeição do nome de Márcia e o convite a ele para ser o candidato a vice – foi a iniciativa, por Márcio Bittar, da criação de um projeto de vingança contra o governador Gladson Cameli que culminou com um “golpe” dentro do partido.

“Mas é claro que foi um golpe, não há outro nome para isso. Foi um golpe dentro do partido, infelizmente foi o que aconteceu para me impedir de ser candidato a vice a dois dias da convenção. Para nos destituir da executiva e nos tirar o direito de aceitar o convite do governador”, afirmou Alan Rick.

Perguntado sobre a afirmação de Márcio Bittar de que Alan seria obrigado a pedir voto para ele, caso seja candidato a governador, o deputado disse que não procede. “Eu já consultei o advogado do União Brasil em Brasília, o doutor Fabrício, e ele foi bem claro: ‘deputado, você não tem obrigação nenhuma, então não vai rolar”.

Sobre a possibilidade de acontecerem mudanças no cenário até a convenção desta sexta-feira, o parlamentar disse que tudo pode acontecer. “Eu já vi vaca voando. Já vi de tudo na política. Mas vamos vencer essa batalha e homologar o nosso nome para o Senado”, enfatizou.

Por fim, ele foi informado sobre o indeferimento da ação que aliados seus impetraram no Tribunal Superior Eleitoral contra a dissolução da Comissão Provisória do União Brasil no Acre. “Seria uma tentativa de restaurar a comissão anterior, mas sabíamos que ia ser muito difícil”, concluiu.

Assista a entrevista:

video
play-rounded-fill
Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.