Conecte-se agora

Deputado pede que MP investigue obra de presídio entregue há 19 dias por Sebastião Viana

Publicado

em

Um pedido de investigação por supostas irregularidades cometidas na execução das obras de duas alas do Presídio de Sena Madureira inaugurada há 19 dias pelo governado Sebastião Viana, do PT, foi apresentado na manhã desta quarta-feira (21) na tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac).

O autor é o deputado Gerlen Diniz (Progressistas). Ele denuncia que a obra na Unidade Penitenciária Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, que teria custado R$ 5,5 milhões e que teria sido executada para ampliar a capacidade do presídio do município estaria apresentando vários problemas.

“Há menos de 30 dias foram inauguradas duas alas pelo atual governador, de uma obra que custou 5,5 milhões, mas as calçadas já afundaram e está chovendo mais dentro do que fora das celas. Isso é uma amostra do descaso que tomou conta das obras não só no Acre, mas em todo o país”, destaca Diniz.

Eles destaca que cada ala teria 26 celas e capacidade para receber 312 presos. O Diniz destaca que as obras executadas não teriam qualidade e citou como exemplo o programa Ruas do Povo, idealizado pelo governador Sebastião Viana, que teria como meta pavimentar todas as ruas do Estado.

“A meta do Ruas do Povo era pavimentar todas as ruas, mas as ruas que foram pavimentada não existem mais. Se vai construir com dinheiro público tem obrigação de fazer bem feito. Gostaria de pedir a Promotoria do patrimônio Público que instaure um procedimento para investigar a obra do presídio”, finaliza Diniz.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas