Conecte-se agora

Exonerações de CECs também atingem as pastas indiretas da administração do Estado

Publicado

em

A onda de demissões [ou exonerações] de cargos comissionados no Acre também atinge, desde a semana passada, as pastas indiretas da administração pública estadual. Nas últimas duas semanas, o governador Sebastião Viana, em conjunto com os gestores que possuem autoridade de nomear e exonerar servidores, já desligaram mais de 300 cargos.

A ordem do Palácio Rio Branco é reduzir o máximo possível o número de cargos recebendo salários. Com isso, o corte pode chegar a 60% dos trabalhadores que estavam nomeados até a semana passada, quando iniciadas as exonerações. Pastas como o Detran, Deracre e Iteracre estão na lista.

Nesta segunda-feira, dia 05, o governador deu continuidade às exonerações, desligando cargos nas secretarias de Saúde, Infraestrutura e Casa Civil. Além disso, os ex-servidores desligados também ocupavam cargos na Secretaria de Obras, Extensão Agroflorestal, e Desenvolvimento Florestal.

Ainda na edição desta segunda, os chefes do Instituto de Terras do Acre, Agência Reguladora e do Departamento de Estradas e Rodagem também aplicaram a lei de Sebastião: exoneraram dezenas de servidores comissionados, muitos deles com cargos de altos salários, ultrapassando os R$ 5 mil.

Na Fundação Elias Mansuor, a diretora-presidente Karla Martins, retirou dos servidores efetivos da instituição as funções gratificadas que haviam sido concedidas. Essa também tem sido uma prática adotada pelos gestores nas duas últimas semanas de cortes.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas