Conecte-se agora

Em Porto Walter, avião do TFD ‘atola’ e é empurrado pelo governador eleito Gladson Cameli

Publicado

em

Um avião que é usado para transportar pacientes do TFD ‘atolou’ na pista do aeródromo do município de Porto Walter na manhã deste sábado (27) e o governador eleito Gladson Cameli (Progressistas) teve que empurrar para a aeronave sair do buraco. O episódio reforça as denúncias sobre estruturas precárias dos aeródromos dos municípios do interior do Acre.

A pequena aeronave teria saído de Marechal Thaumaturgo para o município de Porto Walter, onde atolou. No momento em que o piloto tentava desatolar o avião, a comitiva de Gladson Cameli estava no local para participar de um agenda de agradecimento de votos realizada por Cameli e lideranças dos partidos de partidos aliados nos municípios isolados do Estado.

Com ajuda de populares, Cameli empurrou o avião bimotor para desatolar e poder seguir viagem para atender pacientes que se deslocam em busca de atendimento médico. O episódio foi registrado em vídeo e fotografias por pessoas que estavam no local para acompanhar a comitiva do chefe do executivo em evento organizado pelo prefeito Zezinho Barbari, do MDB.

A falta de manutenção das pistas dos aeródromos dos pequenos municípios do interior do Estado é mais um problema que novo governador terá que encontrar uma solução. Não é a primeira vez que passageiros precisam empurrar aeronaves atoladas nos buracos de pistas de pouso para pequenas aeronaves.

Os aeródromos que mais apresentam problemas nos últimos anos foram os dos municípios de Jordão, Marechal Thaumaturgo, Santa Rosa, Porto Walter e Manoel Urbano. O órgão responsável pela manutenção das pistas no interior é o Departamento de Estradas e Rodagens do Acre (Deracre).

[videopress JmOAiXZ5]

 

Destaque 2

Acre tem 26% menos focos de queimadas em 2022 que no mesmo período do ano passado

Publicado

em

O Acre fez a transição entre julho e agosto com números inferiores aos registrados no ano passado no mesmo intervalo de tempo, no que diz respeito às detecções de queimadas.

Em 2021, de janeiro a julho, o estado teve detectados 616 focos de queimadas, 26% a menos do que o registrado neste ano no mesmo período, quando o satélite de referência do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) flagrou 451 focos.

O Inpe adverte, no entanto, que os dados de focos de queimadas do sensor MODIS do satélite de referência deixaram de ser gerados entre 31 de março e 13 deste ano, devido a problemas técnicos, conforme divulgado pela Agência Espacial Americana – NASA.

Por conta disto, as séries temporais de dados do Programa Queimadas foram prejudicadas e neste contexto o Inpe passou a divulgar também as análises dos dados de focos do sensor VIIRs do satélite SNPP.

Os dois conjuntos de dados referem-se às passagens vespertinas dos satélites AQUA e SNPP, sendo que o VIIRS possui melhores resoluções espacial e radiométrica, resultando na detecção de mais focos.

O Inpe também explica que embora as quantidades de focos detectados pelos sensores MODIS e VIIRS seja diferente, elas são altamente correlacionadas, permitindo assim a composição de séries com os dois conjuntos de dados, desde que devidamente ajustados.

Um dado que merece destaque é o relacionado à redução de focos de queimadas no mês de julho nos últimos dois anos. No ano passado, foram registrados 433 focos de calor contra 313 do ano corrente.

Agosto, no entanto, é o primeiro dos três meses mais críticos do ano, junto com setembro e outubro. Em 2021, esses meses registraram no Acre, respectivamente, 3.185, 3982 e 1118 focos de queimadas, segundo os dados do Inpe.

Continuar lendo

Destaque 2

Galeria do ac24horas mostra os melhores momentos da Cavalgada 2022

Publicado

em

Após dois anos de pandemia de Covid-19, o estado do Acre voltou a realizar uma das festas mais tradicionais da região, a cavalgada. O evento abre oficialmente as nove noites de atividades no Parque de Exposições Wildy Viana, arrastando milhares de pessoas para a ExpoAcre.

O fotojornalista Sérgio Vale registrou os melhores momentos da cavalgada que saiu da Gameleira por volta das 8h30 deste sábado (30).

Veja as imagens:

Continuar lendo

Destaque 2

Com marido e sogra em lados opostos, Fernanda Hassem diz que deve apoiar Gladson

Publicado

em

O governador Gladson Cameli se reuniu nesta quinta-feira, 28, no hotel do Sesc de Cruzeiro do Sul, com 14 dos 17 prefeitos que o apoiam na reeleição para o governo do Acre. Na mesa com a prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem, e Isaac Lima, de Mâncio Lima, ambos do Partido dos Trabalhadores (PT), adotou um tom ameno e conciliador.

Cameli disse que precisa do apoio dos gestores e afirmou que vai “procurar todos” para caminharem juntos, referindo-se ao senador Márcio Bittar e sua ex-esposa, Márcia Bittar. Nesse quesito, foi apoiado pela maioria dos prefeitos, principalmente o de Sena Madureira, Mazinho Serafim, Padeiro, de Bujari, Maria Lucineia, de Tarauacá e Zequinha Lima de Cruzeiro do Sul.

“Eu preciso do apoio de vocês porque não tem eleição ganha não. Eu sei da importância do senador licenciado Márcio Bittar e vou procurar todos em busca de um entendimento” , destacou Cameli.

Fernanda Hassem relatou que a tendência é “caminhar com o Gladson, sim”. Presente com lugar de destaque na mesa de Cameli, a prefeita de Brasiléia disse que tudo que indica que irá a caminhar com Gladson na eleição de outubro. “As coisas podem mudar, mas a minha tendência é sim caminhar com o governador Gladson Cameli, até porque meu partido não tem tem candidato a governo”, citou.

Estiveram presentes os prefeitos de Cruzeiro do Sul, Sena Madureira, Brasileia, Feijó, Tarauacá, Plácido de Castro, Manoel Urbano, Porto Walter, Bujari, Senador Guiomard, Mâncio Lima, Jordão e Capixaba. Na lista dos que o apoiam, faltaram ao evento os prefeitos de Porto Acre, Bene Damasceno e Assis Brasil, Jerry Correia.

Também estiveram no encontro o senador Eduardo Veloso, deputado federal Jesus Sérgio, deputados estaduais Nicolau Junior, presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Meire Serafim, Luis Gonzaga e Manoel Moraes, além do presidente da FIEAC em exercício, João Paulo.

Continuar lendo

Destaque 2

Sem Jenilson, PT tem plano B para o governo: Nazaré Araújo

Publicado

em

A procuradora do Estado aposentada, Nazaré Araújo, de 55 anos, é o principal nome ventilado nos bastidores do PT para ser a candidata ao governo do Acre nas eleições de 2022. A estratégia ocorre após o deputado estadual Jenilson Leite (PSB) anunciar que disputará o senado federal este ano após meses de pré-campanha ao governo. No início da semana, o PSB, sigla de Leite, divulgou um comunicado informando que as tratativas em torno da dobradinha com o PT foram encerradas devido o ex-senador Jorge Viana não se decidir sobre qual cargo deverá concorrer: senado ou governo. A tendência é que Viana dispute o senado e Araújo o governo.

Na cúpula petista, o nome de Nazaré sempre foi considerado o plano B devido manterem um pé atrás com o PSB, sigla que abandonou o partido nas eleições de 2020 com a ex-prefeito Socorro Neri para receber o apoio do governador Gladson Cameli no pleito. Apesar da ajuda governamental, Neri não foi reeleita, mas sim Tião Bocalom (Progressistas).

Aposentada da Procuradoria-Geral do Estado desde o ano passado, Nazaré já foi vice-governadora na gestão de Sebastião Viana entre 2015 e 2018. Nas eleições de 2018, ela foi candidata a primeira suplente do senador Jorge Viana nas eleições de 2018, mas não logrou êxito. Na pré-campanha das eleições 2022, Nazaré se apresenta nas redes sociais como pré-candidata a deputada federal.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!