Conecte-se agora

Mãe procura por jovem de 16 anos desaparecida desde terça-feira

Publicado

em

A jovem Iasmyn Souza Santos, de 16 anos, está desaparecida desde a última terça-feira (23). Ela saiu de casa localizada na região do segundo distrito, dizendo a mãe que ia pagar uma conta e não deu mais notícias a família.

A mãe, Maria Raimunda, informou que já procurou a Delegacia do Menor para registrar um Boletim Informativo de seu desaparecimento e pede a população que ajude a encontrá-la viva ou morta.

“Eu vim procurar vocês porque desde terça-feira que minha filha está desaparecida. Ela não atende o celular, dá desligado. Saiu pra pagar uma conta minha de manhã e não voltou pra casa, quando ela faz isso ela sempre avisa onde ela está o que tá fazendo. Eu tô desesperada já nem como direito desde que ela sumiu. Eu peço que se souberem do paradeiro dela por favor avisem a polícia ou viva ou morta eu quero notícia da minha filha. Ela não tem envolvimento com facção é uma menina tranquila e tenho medo que possa ter acontecido o pior”, disse a mãe chorando.

Dona Maria não tem telefone para contato e caso alguém tenha informações sobre a adolescente o conselho é procurar imediatamente a polícia.

Destaque 6

Educadores do Acre recebem recurso para compra de notebook

Publicado

em

Neste 15 de outubro, data conhecida oficialmente como o Dia do Professor, o governo do Acre depositou na conta de 4.910 professores que fizeram a adesão ao programa de Inovação Educação Conectada até o dia 6 de outubro, o montante de R$ 23.544.000,00. A Educação foi uma das áreas fortemente impactadas pela pandemia causada pelo novo coronavírus desde março de 2020, quando as aulas foram paralisadas e as escolas, naquele primeiro momento, fechadas completamente.

“Professores e alunos tiveram que se adaptar a essa realidade de ensino remoto. Por esse grande esforço, nosso governo reconhece e valoriza esses profissionais”, ressalta o governador Gladson Cameli.

No mês de setembro, o governo publicou decreto regulamentando o programa de Inovação Educação Conectada, que determina o repasse de um auxílio financeiro para aquisição de notebook e pagamento de internet aos professores em efetivo exercício da docência e equipes gestoras das escolas. O valor para cada professor é de R$ 4,5 mil e mais R$ 300 referente a três parcelas para pagamento de internet (julho, agosto e setembro).

Segundo a secretária de Educação, Socorro Neri, garantir notebooks e internet para os professores e equipe gestora das escolas estaduais, representa um avanço extraordinário na inovação da educação básica do estado, por meio da inserção da tecnologia nos processos de ensino-aprendizagem.

“É um suporte imprescindível no processo de reinvenção da escola imposto pela pandemia da Covid-19. Aliado a essa ação, serão disponibilizados também uma plataforma digital e chromebooks para uso dos estudantes”, destaca a secretária.

Para solicitar o auxílio, o professor deve acessar o endereço auxilio.see.ac.gov.br e utilizar o mesmo login e senha do contracheque. Após a análise das informações, se for considerado apto, será incluído em um novo lote para pagamento. O prazo para solicitação se encerra no dia 30 de novembro.

Com informações da Agência de Notícias do Acre.

Continuar lendo

Destaque 6

Desmatamento na Amazônia em setembro chega perto de 1000 km²

Publicado

em

Os alertas de desmatamento na Amazônia em setembro atingiram o segundo pior índice da série histórica para o mês. De acordo com dados do sistema DETER/INPE divulgados neste mês de outubro. Com 985 km2 de áreas desmatadas, o mês passado ficou atrás apenas de setembro de 2019, quando foram desmatados 1.454 km2.

De longe, o Pará foi o estado com maior área sob alerta de desmate em setembro passado, com 328 km2, seguido por Amazonas (229 km2) e Rondônia (209 km2). Na média, houve um aumento de 85% na área com alertas de desmatamento no mês de setembro entre 2019 e 2021 (1.134 km2) em relação à média observada nos três anos anteriores (613 km2).

O primeiro semestre deste ano foi marcado por recordes sucessivos: foram mais de 3,6 mil km2 de áreas sob alerta de desmate nos primeiros seis meses de 2021, com os meses de março, abril, maio e junho atingindo os recordes históricos de desmatamento.

Uma visão panorâmica do desmatamento confirma um padrão bem conhecido: o desmatamento se concentra em torno das estradas. Quase 95% do desmatamento na Amazônia pode ser encontrado em um raio de 5,5 quilômetros de estradas ou rios, e 90% dos incêndios ocorreram em até 4 km de estradas ilegais construídas na floresta, de acordo com estudos recentes.

As principais rodovias brasileiras construíram a base para o chamado Arco do Desmatamento, o avanço da frente agrícola sobre a floresta principalmente no Pará, Mato Grosso e Rondônia, mas com claros sinais de aumento no Acre e Amazonas.

Neste ano, os alertas de desmatamento no Brasil mostram a perda florestal se concentrando em torno das rodovias federais BR-230 (Transamazônica), BR-319 (Manaus-Porto Velho), BR-163 e BR-364.

O Ministério Público Federal no Amazonas abriu inquérito para apurar suposta leniência da FUNAI e do Exército em invasões de garimpeiros e narcotraficantes na Terra Indígena Médio Rio Negro I, no noroeste do Amazonas. Segundo informações, os órgãos federais estão falhando no combate a ilegalidades nessa área, o que coloca em risco a segurança das comunidades indígenas locais.

Sob pressão global por causa de falhas técnicas e denúncias de desinformação proposital, o Facebook confirmou na semana passada que proibirá o uso de sua plataforma virtual para a venda de áreas protegidas na Amazônia.

A denúncia foi feita há alguns meses pela BBC Brasil: grileiros estavam usando o espaço de negócios dentro da rede social para repassar áreas invadidas e desmatadas ilegalmente. A nova política também será aplicada ao Instagram e ao WhatsApp, duas redes sociais que fazem parte do grupo Facebook.

Gestão Bolsonaro

Os alertas de desmatamento tiveram um salto na gestão Bolsonaro. A média de alertas dos três anos da atual gestão, para o mês de setembro, é 85% maior que os três anos anteriores a 2019. Os alertas mensais, no entanto, não dão uma noção clara sobre o quadro geral de destruição.

Em agosto, por exemplo, os alertas indicaram queda de 32% em relação ao mesmo mês do ano passado. O dado, inclusive, foi comemorado por Bolsonaro na Assembleia da ONU. Mas a tendência de queda só é verificada quando acontece mês a mês, de forma consistente.

No acumulado do ano (janeiro a setembro), a Amazônia perdeu 7.010 km², quase o mesmo valor registrado em 2020, quando foram perdidos 7.063 km² no mesmo período. A média dos três anos de Bolsonaro (2019/2020/2021) é 91% maior do que os três anos anteriores à atual gestão (2016/2017/2019), quando considerado o mesmo período (janeiro a setembro).

Com informações do Portal da Amazônia e do site ambiental ((o))eco.

Continuar lendo

Destaque 6

Quarteto que matou casal em Sena é condenado a 180 anos

Publicado

em

Nesta quinta-feira, 14, o Conselho de Sentença do Tribunal do Júri, da Comarca de Sena Madureira, condenou quatro acusados pelo assassinato de Thauan Araújo de Oliveira, de 16 anos, e Amanda Paiva Cavalcante, de 14 anos, em quase 183 anos de prisão em regime inicialmente fechado. O crime bárbaro ocorreu em dezembro de 2019.

De acordo com a justiça, o quarteto, que enterrou as vítimas em uma cova rasa, foi condenado por homicídios triplamente qualificados, corrupção de menores, ocultação de cadáver e por integrar facção criminosa. Dos quatro condenados, o autor e mandante do crime, deve cumprir 66 (sessenta e seis) anos, 06 (seis) meses e 26 (vinte e seis) dias de reclusão e 80 (oitenta) dias multa. Já o segundo deve cumprir 38 (trinta e oito) anos, 03 (três) meses e 10 (dez) dias de reclusão e 80 (oitenta) dias multa.

Os outros dois, um deles vai pegar 38 (trinta e oito) anos, 03 (três) meses e 10 (dez) dias de reclusão e 80 (oitenta) dias multa e o último, deverá cumprir 39 (trinta e nove) anos, 05 (cinco) meses e 10 (dez) dias de reclusão e 80 (oitenta) dias multa.

O juiz Fábio Farias disse em sua sentença, que todos devem cumprir as penas em regime inicialmente fechado para garantir a ordem pública. “Considerando a pena imposta e o regime inicial estabelecido para o seu cumprimento, bem como a existência de elementos a indicar que a liberdade dos sentenciados representa verdadeiro perigo à ordem pública, notadamente para que se evite a reiteração delitiva, haja vista que todos possuem registros de atos infracionais e/ou crimes anteriores, além de integrarem comprovadamente organização criminosa de alta periculosidade (Bonde dos 13), reputo presentes as condições que autorizam a manutenção da sua prisão preventiva, motivo pelo qual lhes nego o direito de recorrer em liberdade”, diz trecho da decisão.

Relembre o caso

Os corpos de Thauan Araújo de Oliveira e Amanda Paiva Cavalcante foram enterrados em uma cova rasa no bairro Niterói, que fica no Segundo Distrito da cidade. Eles passaram uma semana sumidos até serem encontrados pela Polícia Militar.

Após perícia da Polícia Civil, foi constatado que as vítimas tinham sinais de tortura e cortes profundos na região do pescoço. A polícia afirma que o casal de adolescentes foram mortos enquanto se dirigiriam para uma festa de aniversário. Lá, houve a suspeita de que ambos seriam de outra organização criminosa e decidiram matá-los.

Continuar lendo

Destaque 6

PL de Duarte prevê cobrança correta de ICMS sobre a gasolina

Publicado

em

O deputado estadual Roberto Duarte (MDB) apresentou, na Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac) o Projeto de Lei (PL) que proíbe a cumulação de tributos incidentes sobre combustíveis e lubrificantes no âmbito do Estado do Acre.

Segundo o PL, fica proibido, na composição da base de cálculo do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) sobre combustíveis e lubrificantes, a incidência de qualquer outro imposto de competência estadual.

Na justificativa, o deputado explica que a proposição objetiva impedir a cobrança ilegal do ICMS sobre combustíveis e lubrificantes no Estado do Acre.

“O projeto é justamente para diminuir o preço da gasolina. Nós sabemos que o preço da gasolina está cada vez mais caro, prejudicando a rotina de todos que utilizam carro ou moto diariamente, então, devemos lutar para que esse imposto seja cobrado de forma correta”, acrescentou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas