Conecte-se agora

Haddad vai seguir em busca do apoio de Ciro Gomes até domingo

Publicado

em

O candidato à Presidência da República pelo PT, Fernando Haddad, afirmou nesta quinta-feira (25), em Recife, que tem feito todos os acenos possíveis para que Ciro Gomes (PDT), terceiro colocado no primeiro turno, declare apoio à sua candidatura. No último dia 7, Ciro disse que não votaria em Bolsonaro, mas em seguida viajou para a Europa e não chegou a participar da campanha de Haddad. Ele retorna ao país hoje (26). O PDT, partido de Ciro, declarou “apoio crítico” à candidatura de Haddad, também sem participar de atos de campanha do petista.

“Vou continuar fazendo aceno porque boto o país acima de tudo. Temos que ter humildade, tem que partir de mim o exemplo, esses gestos, para demonstrar que vamos fazer um governo amplo, de unidade nacional, democrático e popular, que vai ter que tomar medidas, mas sempre olhando quem mais precisa do Estado”, afirmou Haddad. O presidenciável disse ainda que conversou novamente com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, e pediu para que eles compartilhem o que chamou de “momento da virada” nas eleições.

O petista também comentou outros apoios recebidos nos últimos dias, como os da candidata derrotada no primeiro turno Marina Silva (Rede), do ex-presidente nacional do PSDB Alberto Goldman e do senador eleito por Pernambuco, Jarbas Vasconcelos (PMDB). “Essas pessoas se vêem obrigadas a demonstrar, por gestos, esse risco que estamos correndo. Eles sabem o que representa o Jair Bolsonaro, saído do porão da ditadura, uma pessoa que enaltece a tortura, a violência, em todo o discurso”, criticou Haddad.

O presidenciável também fez um apelo pelo voto dos indecisos e voltou a direcionar críticas ao adversário: “Entre erros e acertos, nossos governos mudaram a vida de dezenas de milhões de pessoas. Vamos corrigir os erros e manter os acertos. Agora o que eles querem é transformar acerto em erro. O Bolsonaro já se comprometeu com a política econômica do Temer. Por acaso está dando certo a política econômica do Temer? Antes da eleição ele já convidou o DEM para o governo. É o caminho do desastre”.

Nordeste

Após conceder entrevista à imprensa, Fernando Haddad participou de um comício na Pátio do Carmo, no centro do Recife. Ele estava acompanhado da esposa, Ana Estela, do senador Humberto Costa (PT-PE), além do governador de Pernambuco, o aliado Paulo Câmara e o prefeito da capital do estado, Geraldo Júlio, ambos do PSB.

Durante seu discurso aos apoiadores, Haddad comentou o resultado da pesquisa do Instituto Datafolha, divulgado na noite de hoje e afirmou estar confiante em uma virada. “No Datafolha, em três dias, a distância entre nós caiu seis pontos. O Bolsonaro disse no domingo que vai varrer a oposição. Pois ele não vai ter oposição porque ele não vai ser governo. Nós vamos virar”, disse. Segundo o levantamento, considerando os votos válidos, Bolsonaro tem 56% da preferência, enquanto Haddad aparece com 44%. No levantamento anterior, os candidatos tinham 59% e 41%, respectivamente.

Haddad segue em agenda pelo Nordeste durante esta sexta-feira. Pela manhã, participa de uma caminhada no centro de João Pessoa. À tarde, embarca para Salvador onde terá um encontro, a partir das 16h, com artistas, no bairro de Ondina e depois também faz uma caminhada na região. Às 20h, participa da última sabatina antes das eleições, na TVE da Bahia, com transmissão simultânea pela Rádio Educadora da Bahia e redes sociais.

Acre

Produtor rural sofre infarto e morre em bar da Baixada da Sobral

Publicado

em

O trabalhador rural Francisco de Araújo Lima, de 56 anos, sofreu um infarto e morreu na tarde desta segunda-feira, 20, enquanto estava dentro de um bar localizado na Avenida Sobral, situada no bairro Boa Vista, região da Baixada da Sobral em Rio Branco.

Segundo informações de populares, Francisco estava bebendo desde as primeiras horas da manhã desta segunda-feira e, por volta das 14 horas, a vítima caiu no bar e desmaiou.

Populares que estavam no bar chegaram a pensar que Francisco estava dormindo, mas por volta das 16 horas perceberam que Araújo não estava respirando.

A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada, mas quando os paramédicos chegaram ao local, apenas constataram a morte de Francisco.

A área foi isolada pela Polícia Militar para os trabalhos do perito em criminalística. O corpo foi removido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos.

Populares relataram à reportagem do ac24horas que Francisco era trabalhador rural e todo final de semana se deslocava de sua propriedade na Rodovia AC-90, na Transacreana, até ao bar.

Continuar lendo

Acre

Acre não registra mortes nem novos casos de Covid-19

Publicado

em

Em boletim divulgado nesta segunda-feira, 20, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) informou que não houve registros de morte por covid-19 e nem novos casos nas últimas 24 horas. O número de infectados permanece em 87.932 e de óbitos em 1.817 em todo o estado.

Desde o início da pandemia, no dia 17 de março de 2020 no Acre, essa é a quarta vez que o Estado passa 24 horas sem registrar novos casos e mortes em razão da doença.

Até o momento, o Acre registra 247.851 notificações de contaminação pela doença, sendo que 159.879 casos foram descartados e 40 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 85.935 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 13 seguiam internadas até o fechamento deste boletim.

Continuar lendo

Acre

Diretor da Zeladoria anuncia saída da gestão do prefeito Bocalom

Publicado

em

O diretor de gestão da Secretaria Municipal de Zeladoria de Rio Branco (SMZC), Marco Antônio Cavalcante Vitorino, anunciou nesta segunda-feira, 20, por meio de nota, a sua saída da gestão do prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom.

Marco Vitorino ficou conhecido por defender o Bope no episódio da Tropa de Choque que acabou usando sprays de pimenta e cassetetes contra os garis e margaridas, que se manifestaram por salários atrasados, no início da atual gestão.

Leia também: Diretor da Zeladoria diz que Tropa de Choque agiu certo contra garis

Na nota, Marco Vitorino agradeceu ao prefeito Tião Bocalom pela oportunidade de conduzir umas das pastas mais importantes e sensíveis da estrutura organizacional durante os nove primeiros meses de gestão, e disse sentir-se orgulhoso e com sentimento de dever cumprido.

“Saio do cargo de diretor de Gestão com o sentimento de dever cumprido, durante minha “estada”. Pretendo dedicar-me aos estudos, o que é inconciliável com o exercício do atual cargo que ocupo, uma vez que a Zeladoria é uma secretaria especial, constituída de pessoas humildes, trabalhadoras, que merecem dedicação exclusiva e integral. Construí muitas amizades nesse período de nove meses, deixo meu abraço amigo, desejando sucesso à gestão. Me disperso com gratidão, que Deus abençoe todos vocês”, diz trecho da nota.

Continuar lendo

Acre

Líder da bancada da bala quer Mara Rocha disputando o governo

Publicado

em

Se depender do deputado Capitão Augusto (PL-SP), presidente da Frente Parlamentar da Segurança, que está em Rio Branco para chancelar a ida da tucana Mara Rocha (PSDB) ao Partido Liberal, o bolo de candidatos ao governo do Acre poderá aumentar em 2022.

Em entrevista ao jornalista Itaan Arruda nesta segunda-feira, 20, o líder do PL na Câmara dos Deputados afirmou que o sonho do partido para 2022 é ver Mara Rocha disputando a cadeira de governadora do Acre.

A saída de Mara Rocha do PSDB deverá ser oficializada somente na janela partidária em 2022, mas nesta semana, pessoas ligadas a ela tomarão posse da diretoria estadual do Partido Liberal no Acre.

Atualmente, são pré-candidatos ao Governo do Acre, o senador Sérgio Petecão (PSD), David Hall (Cidadania), Jenilson Leite (PSB) e Gladson Cameli (Progressistas) candidato à reeleição.

O deputado Capitão Augusto afirmou que a votação de Mara Rocha em 2018 a credencia a disputar uma vaga majoritária, precisamente, a de governadora do Acre.

“Deixamos um convite também para que ela venha em 22 disputar uma eleição majoritária, preferencialmente, para governadora. Essa é a nossa intenção do Partido Liberal, que é o terceiro maior da Câmara dos Deputados, temos vereadores, senadores, tempo de televisão e somos um partido consolidado. No Acre, vimos que a deputada Mara Rocha poderia alçar voos maiores pela força que já demonstrou em 2018. Aguardamos, ansiosamente, a vinda dela ao PL e temos esse projeto ousado para Mara Rocha que já demonstrou sua força política”, salientou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas